Your SlideShare is downloading. ×
0
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Torre agbar e galeria metrópole
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Torre agbar e galeria metrópole

6,186

Published on

Seminário sobre a Torre Agbar em Barcelona e a Galeria Metrópole, em São Paulo.

Seminário sobre a Torre Agbar em Barcelona e a Galeria Metrópole, em São Paulo.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
6,186
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
243
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. EDIFÍCIOS COMERCIAIS<br />SEMINÁRIO SOBRE EDFICÍOS COMERCIAIS – TORRE AGBAR – GALERIA METRÓPOLE <br />
  • 2. EDIFÍCIO<br />TORRE AGBAR<br />LOCALIZAÇÃO<br />Características:<br /><ul><li>142m de altura
  • 3. 50.500m² de área construída
  • 4. 25.000m³ de concreto armado
  • 5. 25.000kg de aço inoxidável
  • 6. 59.619 lâminas de vidros
  • 7. 4.349 aberturas
  • 8. 4.500 de janelas
  • 9. 40 cores distintas</li></ul>CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 10. EDIFÍCIO<br />TORRE AGBAR<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />“Esta não é uma torre. Não é um arranha-céu no sentido americano do termo: é um crescimento único no meio da cidade bastante calma. Mas não é a magra, nervosa verticalidade das torres e campanários que geralmente pontuam cidades horizontais. Pelo contrário, é uma massa fluida que perfurou o terreno - um geyser sob pressão perfeitamente calculado.”<br />JeaunNouvel<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 11. INSPIRAÇÕES DA FORMA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />“ Essa arquitetura vem da terra, mas não tem o peso da pedra. Poderia até ser o eco distante da idade formal, levada por um vento misterioso da costa de Montserrat”<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 12. INSPIRAÇÕES DA FORMA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />“A superfície desta construção evoca a água: suave e contínua, mas também vibrante e transparente, pois se manifesta em profundidades de cor – incerta, luminosa e cheia de nuances”<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 13. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 14. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />LOCALIZAÇÃO<br />A torre foi o novo marco na confluência das três vias principais de Barcelona: a Diagonal, a Gran Via e a Meridiana.<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 15. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />Vista da Sagrada Família<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 16. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />Vista do Teatro Nacional<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 17. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />Vista da Meridiana<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 18. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />Vista da CarrerCasp<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 19. EDIFICIO<br />PROCESSO DE CONSTRUÇÃO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />Data da construção:<br />Início: 04/06/1999<br />Término: em 25/01/2005<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 20. EDIFICIO<br />JeaunNouvel<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />Nasceu na França e em 1972 se formou em arquitetura, e em 1976 foi um dos fundadores do movimento francês conhecido como Mars 1976. Atualmente ele é um dos arquitetos franceses com mais prestígio internacional. Seus trabalhos mais conhecidos incluem o Instituto Arab World em Paris e o Museu Guggenheim. Durante a sua carreira já ganhou vários prêmios como o Prémio Aga Khan para a Arquitectura (tecnicamente, o prêmio foi<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />concedido para o Institut du Monde Arabe que Nouvel concebido), o Wolf Prize in Arts em 2005 e o Prêmio Pritzker em 2008.<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 21. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 22. EDIFICIO<br />IMPLANTAÇÃO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 23. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />PROGRAMA<br />LOCALIZAÇÃO<br />A torre possui 34 andares acima do solo distribuídos em:<br /><ul><li> 28 andares para uso de escritórios
  • 24. 3 andares para instalações centrais
  • 25. 1 andar para a cafeteria
  • 26. 1 andar com salas multi-uso
  • 27. 1 andar destinado ao mirante</li></ul>Além de 4 andares subterrâneos, distribuídos em:<br /><ul><li> 2 destinadas ao auditório, com capacidade para 316 pessoas
  • 28. 2 para estacionamento</li></ul>Elevadores:<br /><ul><li> 8 sociais
  • 29. 1 de serviço
  • 30. 2 para os andares subterrâneos </li></ul>CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 31. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 32. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />PLANTA TIPO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 33. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 34. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />CORTE <br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 35. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ELEVAÇÕES<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 36. EDIFICIO<br />MUDANÇA DA FACHADA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 37. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 38. EDIFICIO<br />PAREDES EXTERNAS<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 39. EDIFICIO<br />BRISES<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 40. EDIFICIO<br />PAREDES INTERNAS<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 41. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 42. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />COBERTURA DO AUDITÓRIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 43. EDIFICIO<br />ESTRUTURA EXTERNA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 44. O topo do edifício é formado por uma estrutura metálica com 26 meridianos e 19 paralelos. <br />EDIFICIO<br />ESTRUTURA METALICA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />O topo do edifício é formado por uma estrutura metálica com 26 meridianos e 19 paralelos. <br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 45. O topo do edifício é formado por uma estrutura metálica com 26 meridianos e 19 paralelos. <br />EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ESTRUTURA GERAL<br />LOCALIZAÇÃO<br />A estrutura do edifício é complexa, visto que sua altura e seu volume atuam tanto como fachada como suporte. A torre é constituída por dois cilindros não-concêntricos de planta oval que se erguem até a altura do 26º andar. A partir desse piso se eleva uma cúpula de aço e vidro. O cilindro interior contém as escadas, elevadores e instalações especiais. A zona de escritórios, de planta livre, se localiza entre o anel externo e o interno. <br />Não há colunas nos pavimentos (cada um com 2,60 m de pé-direito), facilitando a comunicação entre os funcionários. A falta de colunas também dá maior liberdade na disposição dos móveis.<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 46. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ABERTURAS<br />LOCALIZAÇÃO<br />O elemento protagonista do projeto são as janelas.<br />As janelas de todo o perímetro da fachada fazem com que cada ponto dos andares receba luz natural. Para obter uma distribuição perfeita da luz natural, o lado norte da estrutura conta com um número superior de aberturas.<br />A distribuição das janelas nas áreas onde a estrutura devia ser mais resistente, determinou o desenho do sistema estrutural em forma de cruz que atua como estrutura e esquadria.<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 47. EDIFICIO<br />ABERTURAS<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 48. EDIFICIO<br />COBERTURA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />A cobertura do auditório exigiu uma estrutura especial para evitar a colocação de pilares no espaço de audiência e do palco. Há uma lâmina de dupla curvatura feita de concreto armado in loco e poliestireno expandido, dando leveza à estrutura. A geometria da cobertura ajudou a resolver o problema de resistência.<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 49. EDIFICIO<br />COBERTURA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 50. EDIFÍCIO<br />GALERIA METROPOLE<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br /><ul><li>O edifício é um dos primeiros do tipo multifuncional.
  • 51. Localizado no centro histórico da cidade de São Paulo.
  • 52. O edifício mantém um diálogo com a cidade.
  • 53. A galeria tem predominância do uso para comercio, como restaurantes, cabeleireiros. O edifício tem uso predominantemente de serviço, ele abriga conjunto de escritórios. </li></ul>AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 54. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 55. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />LOCALIZAÇÃO<br />O edifício está localizado entre a Avenida São Luís e a Praça Dom José Gaspar, na região da Republica, no centro da cidade de São Paulo<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 56. EDIFICIO<br />CONSTRUÇÃO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br /><ul><li> Construído na década de sessenta.
  • 57. Projetado com materiais diferentes daqueles utilizados na sua construção.
  • 58. Projeto usava-se mármore branco , na construção usou-se pastilhas (redução de custos).
  • 59. Devido aos materiais há uma maior interação entre edifício e urbano (dificuldade em distinguir o publico do privado).
  • 60. Sistema de drenagem para água da chuva direcionando-a para o sistema de águas pluviais</li></ul>CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 61. EDIFICIO<br />GianCarloGasperini<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />Gian Carlo Gasperini nasceu em 20 de agosto de 1926 em Castellammare di Stabia, Itália. Iniciou seus estudos em Roma, mas os terminou no Rio de Janeiro em 1949. Veio no Rio de Janeiro. Ele veio a cidade apenas para conhecê-la, mas acabou se apaixonando e se radicando no Brasil. Fez doutorado pela FAU-USP e acabou convivendo com os principais arquitetos brasileiros, aumentando a sua paixão pelo país. <br />Dentre os seus projetos mais significativos, destacam-se: o edifício da sede da IBM, do Citicorp, o WTC de São Paulo, o edifício da Phillips, o ClubMedTrancoso, os edifícios Metrópole, Bandeirantes e Atrium.<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />IMPLANTAÇÃO<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 62. EDIFICIO<br />PLANTA GARAGEM<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 63. EDIFICIO<br />PLANTA TÉRREO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 64. EDIFICIO<br />PLANTA PISO PARIS<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 65. EDIFICIO<br />PLANTA PISO LONDRES<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 66. EDIFICIO<br />PLANTA PISO CAPRI<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 67. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />PLANTA PAVIMENTO TIPO<br />DO EDIFICIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 68. EDIFICIO<br />CORTE LONGITUDINAL<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />CORTES<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 69. EDIFICIO<br />CORTE TRANSVERSAL<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />CORTES<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 70. PROGRAMA<br />EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br /><ul><li> O conjunto é composto de galerias de lojas, conjuntos comerciais, escritórios, restaurantes e cinemas.
  • 71. Andares com planta livre, dando maios flexibilidade de adaptação aos conjuntos.
  • 72. Ao todo, o andar apresenta aproximadamente 550,00 m², com área útil de até 425,00 m², divisíveis em quatro conjuntos de 106,25.</li></ul>CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 73. EDIFICIO<br />PAREDES<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />As paredes foram feitas de alvenaria de blocos de concreto e cerâmico. <br />A metragem das lojas varia conforme sua localização, na medida em que os limites do terreno configuram uma geometria irregular, ou seja, espaços irregulares no interior do edifício, com paredes inclinadas. <br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 74. ESTRUTURA<br />EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br /><ul><li>O edifício foi concebido a partir de uma modulação que se adapta às diferentes circunstâncias do projeto. No caso do bloco vertical, o maior vão entre os pilares atinge 7,80 m de distância, e 6,40 metros no menor vão.
  • 75. A solução estrutural do edifício permite a extensão das áreas das lojas, ocupando unidades vizinhas em extensão ou altura.
  • 76. Em seu interior, além dos elementos de circulação vertical, foi projetada parte da estrutura do edifício que trabalha conjuntamente com os pilares posicionados em sua periferia e que percorrem os planos externos da fachada.
  • 77. O pé-direito entre cada pavimento (piso acabado) é de 4,10m, estabelecendo um pé-direito útil de 3,50 contra 0,60 m para a estrutura e passagem das instalações acima do forro.</li></ul>CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 78. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ESTRUTURA<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 79. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ESCADAS<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 80. EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />ESCADAS<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 81. LOCALIZAÇÃO DA CAIXA DE ESCADAS E ELEVADORES<br />EDIFICIO<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 82. EDIFICIO<br />ABERTURA CENTRAL<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 83. EDIFICIO<br />ABERTURA CENTRAL<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br />AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />
  • 84. EDIFICIO<br />COBERTURA<br />EDIFÍCIO<br />LOCALIZAÇÃO<br />CONSTRUÇÃO<br /><ul><li>Na cobertura do edifício, originalmente foram propostas, no nível da casa de máquinas, grandes venezianas de alumínio com a função de protegerem e uniformizarem a volumetria do bloco vertical.
  • 85. Problemas com o orçamento fizeram com que a cobertura ficasse inacabada, e nem todas as grandes venezianas que iriam dar continuidade à forma do edifício foram utilizadas.</li></ul>AUTOR<br />PLANTAS<br />PROGRAMA<br />PAREDES<br />ESTRUTURA<br />ABERTURA<br />COBERTURA<br />

×