IBMAP - Contratação Direta sem Licitação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 
  • 1,951 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,951
Views on SlideShare
1,851
Embed Views
100

Actions

Likes
0
Downloads
26
Comments
0

1 Embed 100

http://www.ibmap.org 100

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

IBMAP - Contratação Direta sem Licitação IBMAP - Contratação Direta sem Licitação Presentation Transcript

  • Contratação Direta Sem Licitação Prof. Túlio Silveira contato@ibmap.org 1
  • IntroduçãoFundamento Jurídico; Conceito de contratação direta; Formas de contratação direta; regimes de execução de contratação direta; Fiscalização dos contratos de contratação direta. 2
  • Fundamento JurídicoCF 88Art. 37XXI - ressalvados os casos especificados na legislação, as obras, serviços, compras e alienações serão contratados mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de condições a todos os concorrentes, com cláusulas que estabeleçam obrigações de pagamento, mantidas as condições efetivas da proposta, nos termos da lei, o qual somente permitirá as exigências de qualificação técnica e econômica indispensáveis à garantia do cumprimento das obrigações. 3
  • Ressalvas da LegislaçãoLei 8.666/93Licitação dispensada pela Lei - Art. 17Licitação dispensada pela Autoridade Competente – Art. 24Licitação inexigível – Art. 25 4
  • Ressalvas da LegislaçãoTCUAcórdão 648/2007 Plenário. A regra constitucional que incide sobre todas as aquisições do Poder Público é de submissão ao procedimento licitatório, sendo exceção a contratação direta, pelo que o enquadramento do caso concreto (...), tem de ser plenamente motivado e cabalmente documentado, devendo o respectivo processo reunir todas as provas que demonstrem a adequação da medida e permitam reconhecer a inadequação do instrumento como forma de satisfação do interesse público. 5
  • Conceito de Contratação DiretaProf. Túlio Silveira “Procedimento administrativo formal, de exceção, para contratação de bens e serviços mediante a utilização das ressalvas da lei para contratar dispensando-se a licitação ou a inexigindo nos termos e condições da lei 8.666/93”. 6
  • Formas de Contratação DiretaProf. Túlio Silveira “Pela legislação atual, encontramos 3 formas de exercer a contratação direta – os casos de dispensa do art. 17 (Alienação de bens móveis e imóveis); os casos de dispensa em razão do objeto ou valor , diante a discricionariedade do gestor – art. 24 e os casos de inexigibilidade de licitação, em razão da inviabilidade de competição – art. 25, todos da lei 8.666/93”. 7
  • Regimes de Execuçãoda Contratação DiretaProf. Túlio Silveira “Empreitada por preço global – quando o preço é certo e total; Empreitada por preço unitário – quando o preço é certo e de unidades determinadas; empreitada integral – contratação de todo o conjunto da obra ou serviço, da fundação à entrega para utilização e a tarefa – utilizada pontualmente para os casos de serviços, com ou sem fornecimento de materiais”. 8
  • Fiscalização dos Contratos decorrentes da contratação diretaProf. Túlio Silveira “Empreitada por preço global – quando o preço é certo e total; Empreitada por preço unitário – quando o preço é certo e de unidades determinadas; empreitada integral – contratação de todo o conjunto da obra ou serviço, da fundação à entrega para utilização e a tarefa – utilizada pontualmente para os casos de serviços, com ou sem fornecimento de materiais”. 9
  • Fiscalização Controle ExternoCF 88Art. 71O controle externo, a cargo do Congresso Nacional, será exercido com o auxílio do Tribunal de Contas da União, ao qual compete: 10
  • FiscalizaçãoControle ExternoCF 88Art. 71II - julgar as contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos da administração direta e indireta, incluídas as fundações e sociedades instituídas e mantidas pelo Poder Público federal, e as contas daqueles que derem causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário público; 11
  • FiscalizaçãoControle ExternoCF 88Art. 71II - julgar as contas dos administradores e demais responsáveis por dinheiros, bens e valores públicos da administração direta e indireta, incluídas as fundações e sociedades instituídas e mantidas pelo Poder Público federal, e as contas daqueles que derem causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário público; 12
  • FiscalizaçãoControle ExternoTCUSúmula 222 - As Decisões do Tribunal de Contas da União, relativas à aplicação de normas gerais de licitação, sobre as quais cabe privativamente à União legislar, devem ser acatadas pelos administradores dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. 13
  • FiscalizaçãoControle ExternoLei 8.443/92Art. 58. O Tribunal poderá aplicar multa de (R$ 41.528,52) ou valor equivalente em outra moeda que venha a ser adotada como moeda nacional, aos responsáveis por:I - contas julgadas irregulares de que não resulte débito, nos termos do parágrafo único do art. 19 desta Lei;II - ato praticado com grave infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial;III - ato de gestão ilegítimo ou antieconômico de que resulte injustificado dano ao Erário; 14
  • FiscalizaçãoControle ExternoPORTARIA-TCU Nº 34, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2012. Atualiza o valor máximo da multa a que se refere o art. 58 da Lei 8.443, de 16 de julho de 1992. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e considerando o disposto no § 2º do art. 58 da Lei 8.443, de 16 de julho de 1992, resolve: Art. 1º É fixado em R$ 41.528,52 (quarenta e um mil quinhentos e vinte e oito reais e cinquenta e dois centavos), para o exercício de 2012, o valor máximo da multa a que se refere o art. 58, caput, da Lei nº 8.443, de 16 de julho de 1992. Art. 2º Fica revogada a Portaria-TCU nº 41, de 8 de fevereiro de 2011. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. 15
  • Os casos de Contratação DiretaFracionamento de despesas, a luz da Lei de Licitações, caracteriza-se quando se divide a despesa para utilizar modalidade de licitação inferior a recomendada pela legislação para o total da despesa ou para efetuar contratação direta.Lei no 8.666/1993 veda no art. 23, § 5º (...) 16
  • Licitação Dispensada Pela LeiLei 8.666/93Art. 17. A alienação de bens da Administração Pública, subordinada à existência de interesse público devidamente justificado, será precedida de avaliação e obedecerá às seguintes normas:(...) 17
  • Licitação Dispensada PelaAutoridade Competente – Art. 24Lei 8.666/93 - Dispensa em razão do valor:Art. 24. É dispensável a licitação: I - para obras e serviços de engenharia de valor até 10% (dez por cento) do limite previsto na alínea "a", do inciso I do artigo anterior, desde que não se refiram a parcelas de uma mesma obra ou serviço ou ainda para obras e serviços da mesma natureza e no mesmo local que possam ser realizadas conjunta e concomitantemente; 18
  • Licitação Dispensada PelaAutoridade Competente – Art. 24Lei 8.666/93 - Dispensa em razão do valor:Art. 24. É dispensável a licitação:II - para outros serviços e compras de valor até 10% (dez por cento) do limite previsto na alínea "a", do inciso II do artigo anterior e para alienações, nos casos previstos nesta Lei, desde que não se refiram a parcelas de um mesmo serviço, compra ou alienação de maior vulto que possa ser realizada de uma só vez; 19
  • Licitação Dispensada PelaAutoridade Competente – Art. 24Lei 8.666/93 - Dispensa em razão do objeto:Art. 24. É dispensável a licitação:III em diante (...)Comentários dos acórdãos do TCU de casa inciso. 20
  • Inexigibilidade de licitação – Art. 25Lei 8.666/93 – Inviabilidade de competiçãoArt. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:I (...)II (...)III (...) 21
  • Instrução do processo de contratação diretaProf. Túlio Silveira “Por se tratar de processo administrativo formal nos termos da lei, as exceções ao dever de licitar deverão observar as disposições do art. 38 da Lei 8.666/93 e todo o procedimento deverá ser tramitado em um único processo, desde o momento da concepção da contratação até a sua fiscalização contratual”. 22