Apresentação Iberê - CREA/RN

  • 1,218 views
Uploaded on

Problemas e soluções de infraestrutura do Rio Grande do Norte. Propostas de Iberê Ferreira de Souza - Coligação Vitória do Povo

Problemas e soluções de infraestrutura do Rio Grande do Norte. Propostas de Iberê Ferreira de Souza - Coligação Vitória do Povo

More in: News & Politics , Travel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,218
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
13
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2.  
  • 3. PROBLEMAS E SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DO RIO GRANDE DO NORTE PROPOSTAS DE IBERÊ FERREIRA DE SOUZA Coligação Vitória do Povo
  • 4. INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
    • INTERIORIZAR O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL, A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO E DISPONIBILIDADES TECNOLÓGICAS
    • MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E OPORTUNIDADES, MAIS OCUPAÇÃO E RENDA PARA A POPULAÇÃO
  • 5. DIRETRIZES PARA O DESENVOLVIMENTO
  • 6. UNIVERSALIZAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA
    • SETORES
    • Rodoviário
    • Região Metropolitana
    • Ferroviário
    • Aeroportuário
    • Portuário
    • Hídrico
    • Saneamento
    • Habitação
    • Infovias e comunicação
    • Energia
  • 7. RODOVIÁRIO
    • Segmentação dos corredores: produção (salineira e fruticultura irrigada), turismo, carga pesada e vias alimentares
    • Implantar, duplicar e melhorar a malha da Refinaria Potiguar Clara Camarão
    • Implantar a malha viária turística do estado: CIRCUITO DAS LAGOAS; LITORAL SUL (estrada parque de acesso direto da BR 101 à Praia de Pipa); CIRCUITO COSTA BRANCA; LITORAL NORTE E ORIENTAL (BR 101 – ZUMBÍ; BR 101 – PITITINGA; SIBAÚMA - BARRA DE CUNHAÚ; RN 063 - PRAIA DE BARRETA – MALEMBÁ; PEDRA GRANDE - EXÚ QUEIMADO)
    • Concluir os anéis viários de Mossoró, Caicó, Currais Novos e outros pólos regionais
    • Duplicação da BR 304 (Natal - Mossoró - Fortaleza)
    • Incrementar o plano permanente de manutenção preventiva da
    • malha viária do estado
  • 8.
    • BR 304 – RN 015 (Baraúna) Acesso ao distrito industrial de Baraúna
    • BR 437 (Antiga RN 014) - Rodovia do Melão - 2º e 3º trechos
    • Estrada da Farinha ( Vera Cruz - Bom Jesus )
    • Estrada da Produção São Tomé – Lagoa Nova
    • São Miguel do Gostoso - Praia dos Marcos - Pedra Grande
    • Ten Laurentino – RN 041 (Macambira)
    • BR 226 – Pinturas - Mina Jucurutú – Mutamba
    • RN 118 - contorno de Jucurutú
    • BR 304 (CIA Parnamirim) - Bairro Planalto
    • Ponte Areia Branca/Grossos
    RODOVIÁRIO
  • 9.  
  • 10.  
  • 11. NATAL e REGIÃO METROPOLITANA
    • Interligação viária de municípios da região metropolitana
    • Implantação do sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT)
    • Implantação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus)
    • Concluir a Via Metropolitana (anel rodoviário de Natal)
    • Acesso ao Aeroporto de São Gonçalo do Amarante
    • Viaduto terminal pesqueiro
    • Via Norte-Sul
    • Entroncamento da Av. Engenheiro Roberto Freire x Rua Dr. Solon Galvão
    • Prolongamento da Av. Prudente de Moraes até BR 101
  • 12. PORTUÁRIO
    • Melhorar o sistema portuário do estado, dotando-o da infraestrutura, da capacidade, da segurança e eficiência para o escoamento adequado da produção econômica crescente
    • Ampliar o Porto de Natal, executando as obras de derrocagem dos arrecifes situados na faixa do canal de acesso, segmentando para pesca, cabotagem e turismo
    • Implantar o terminal de passageiros do Porto de Natal
    • Ampliação e duplicação da esteira do Porto de Areia Branca, ampliando a capacidade de ancoragem e da ilha de estocagem
    • Implementação do Terminal Graneleiro de Porto do Mangue para o escoamento de minérios
  • 13. FERROVIÁRIO
    • Implantar os ramais ferroviários que vão ligar a Região Seridó com o Terminal Graneleiro de Porto do Mangue
    • Ligação entre Mossoró e Natal, entrecortando a região agrícola do Vale do Assú (e a ZPE), a petrolífera do estado (Guamaré) e outros pólos produtivos emissores de carga (Costa Norte)
    • Recuperação e melhorias da Ferrovia do Sal, Natal – Macau - Mossoró
  • 14. 1- Ligação Ferroviária entre Açu/Mossoró – R$ 84.000.000,00 2- Ligação Ferroviária entre Jucurutu/Porto do Mangue – R$ 224.000.000,00 3- Ligação Ferroviária entre Natal/Afonso Bezerra – Mossoró (Ferrovia do Sal) R$ 914.000.000,00 PROPOSTAS PARA INVESTIMENTO EM FERROVIAS
  • 15. AEROPORTUÁRIO
    • Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, adequando a infra-estrutura aeroportuária do estado às necessidades da realização da COPA 2014
    • Reforma do Augusto Severo
    • Construção do novo aeroporto de Mossoró em local mais estratégico para a sua operação e o desenvolvimento do município, viabilizando a operação comercial e inclusão na malha aérea regional
    • Implantar o aeródromo de Pipa
    • Implantar a malha de campos de pouso em pólos regionais do estado, inclusive para operação noturna
  • 16. HÍDRICO
    • Ampliar a capacidade de acumulação e oferta de água, dotando o estado de infra-estrutura hídrica capaz de atender a demanda de água de boa qualidade, para consumo humano, para agropecuária, irrigação, indústria e serviço, bem como para geração de energia
    • Ampliar o sistema de adutoras, concluindo a transposição e interligação da adutora de Boa Cica - para reforço e substituição parcial da Lagoa do Bonfim como fonte das adutoras Monsenhor Expedito e outras
    • Captação e adutora ligando o rio Maxaranguape – Natal (garante o suprimento de água da região metropolitana pelos próximos 30 anos)
    • Integrar as bacias hidrográficas - distribuição das águas advindas da transposição do Rio São Francisco, reforçando o abastecimento na região Seridó/Central (Bacia Piranhas-Assú) e região do Alto Oeste/Apodi (Bacia do Apodi)
  • 17. HÍDRICO
    • Desenvolver um sistema de perfuração, instalação e manutenção de poços na região do semi-árido que permita a captação de água de subsolo
    • Construção de barragens subterrâneas
    • Drenagem e dragagem dos vales úmidos, com a desobstrução das bacias hidrográficas com a sua foz no Litoral Oriental do estado, possibilitando o aproveitamento de 25.000 ha de solos de boa fertilidade para exploração agrícola
    • Realizar as obras de contenção de marés, impedindo o avanço das marés, protegendo as áreas de interesses econômico e social
    • Construção da barragem de Oiticica
    • Construção das adutoras Apodi – Mossoró, Seridó e Boqueirão, entre outras
    • Conclusão da Adutora do Alto Oeste
  • 18. SANEAMENTO
    • “ Plano Estadual de Saneamento Básico”, com a elevação significativa da cobertura da coleta de esgotos, que possibilite alcançar a universalização do atendimento na próxima década
    • Sistema de coleta de esgotos e tratamento em 100% do município do Natal até 2014 (recursos já solicitados no PAC II)
    • Implantar marco regulatório para a utilização de resíduos de construção reciclados em 30%, nas obras públicas
    • Consórcios públicos de saneamento intermunicipais na implantação de aterros sanitários regionais, na estrutura de transporte de resíduos, recuperação ambiental dos lixões e construção de galpões de triagem de resíduos
    • Organização de associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis na execução da coleta seletiva
  • 19. HABITAÇÃO
    • Política Estadual de Habitação que promova a redução de 50% do déficit habitacional do estado, em parceria com o Governo Federal - “Minha Casa, Minha Vida”
    • Ampliar os programas habitacionais voltados para a reforma das habitações
    • Regularização fundiária de todos os conjuntos habitacionais existentes no estado (18,4 mil habitações)
    • Atuar em parceria com os municípios, sociedade civil visando promover o acesso a moradia e a melhoria das condições de habitação das famílias de baixa renda, erradicando as moradias impróprias no território potiguar
  • 20. INFOVIAS e TELECOMUNICAÇÕES
    • Ampliar a infraestrutura de telecomunicações - cobertura geográfica e a ampliação dos serviços
    • Aproveitamento do cabo intercontinental de fibra ótica (com origem na América do Norte e que ingressa no Brasil pelo Nordeste, cortando o RN desde Mossoró até Natal - acompanhando o traçado da BR 304, descendo pelo litoral no sentido sul)
    • “ Cinturão Digital”: banda larga em todo o território potiguar como um diferencial importante para o RN atrair empreendimentos (“call centers”, empresas de tecnologia, etc)
  • 21.  
  • 22. ENERGIA
    • Modernizar e atualizar o sistema de transmissão e de distribuição de energia elétrica
    • Consolidar a diversificação da nossa matriz energética com a exploração das fontes alternativas de energia renovável (hidráulica, eólica e solar), especialmente a eólica com a contratação de 650MW
    • Consolidar o Centro de Pesquisa de Energias Renováveis em parceria com o Sistema FIERN (CTGÁS)
    • Dotar o estado de capacidade de processar seu petróleo e exportar derivados viabilizando a instalação do futuro Pólo Petroquímico
  • 23.