Your SlideShare is downloading. ×
0
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Lixo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Lixo

16,353

Published on

Powerpoint sobre a questão do lixo

Powerpoint sobre a questão do lixo

Published in: Business, Technology
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • não encontrei sobre o lixo e o corpo
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
16,353
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
350
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Resíduo ou lixo , é qualquer material considerado inútil, supérfluo, e/ou sem valor, gerado pela atividade humana, e a qual precisa ser eliminada. É qualquer material cujo proprietário elimina, deseja eliminar, ou necessita eliminar. JOGA FORA NO LIXO Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre
  • 2. Categorias do ponto de vista da periculosidade A classe I é a mais perigosa, que apresenta risco à saúde pública ou ao meio ambiente. Nessa classe enquadram-se materiais como inflamáveis, corrosivos, reativos, tóxicos e causadores de doença. A classe II é não inerte, ou seja, engloba móveis, tais como materiais combustíveis, biodegradáveis e materiais solúveis na água. A classe III é inerte, ou seja, materiais sólidos e insolúveis na água. Cada lixo deve ser tratado de acordo com a sua classe.
  • 3. TIPOS DE LIXO LIXO ORGÂNICO É todo lixo que tem origem animal ou vegetal, ou seja, que recentemente fez parte de um ser vivo. Neles pode-se incluir restos de alimentos, folhas, sementes, restos de carne e ossos, papéis, madeira, etc.
  • 4. RESÍDUOS INORGÂNICOS Incluem todo material que não possui origem biológica, ou que foi produzido através de meios humanos, como plásticos, metais e ligas, vidro, etc. Considerando a conformação da natureza, os materiais inorgânicos são representados pelos minerais.
  • 5. LIXO TÓXICO Muito do lixo é tóxico. Lixo tóxico inclui pilhas e baterias, que contém ácidos e metais pesados em sua composição, certos tipos de tinta (como aquela usada nas impressoras), além de rejeitos industriais. Lixo tóxico precisa receber tratamento adequado, ou pode causar sérios danos ambientais e/ou à saúde de muitas pessoas.
  • 6. LIXO ALTAMENTE TÓXICO Lixo nuclear e hospitalar entram neste quesito. Estes produtos precisam receber tratamento especial, ou podem causar sérios danos ambientais e/ou à saúde de muitas pessoas. Lixo altamente tóxico deve ser isolado, enquanto lixo hospitalar deve ser incinerado .
  • 7. Computadores, televisões e iPods tem entre seus componentes elementos tóxicos, como bário e mercúrio, que prejudicam o meio ambiente. Países desenvolvidos querem propor a reabertura do comércio de lixo tóxico para solucionar o problema. A Convenção de Basel, assinada em 1994, proíbe a exportação e a importação de resíduos desse tipo no mundo. LIXO TECNOLÓGICO
  • 8. Os habitantes de Roma , a primeira metrópole européia já enfrentavam problemas com seu lixo e esgotos. Tudo era lançado nos rios e mares. Os primeiros núcleos urbanos sempre ficavam próximos da água e em regiões planas, locais onde a natureza poderia beneficiar aos seres humanos. E OS PROBLEMAS COMEÇAM
  • 9. Na Idade Média o número de pessoas em regiões urbanizadas aumentou consideravelmente.Com isso, o lixo se acumulava em ruas estreitas. Era um ambiente propício para a proliferação de ratos e a manifestação de doenças e epidemias. A mais grave foi a Peste Negra, que entre 1347 e 1351 causou 25 milhões de mortes cerca de um terço da população européia.
  • 10. No Brasil colônia , não havia coleta de lixo e rede de esgoto.Os dejetos humanos, eram armazenados dentro de grandes barricas que os escravos carregavam na cabeça. Á tardinha, eram jogados nas praias, enchendo-as de detritos e espalhando fedor para todo os cantos tornando o ar insuportável quando o vento soprava do mar.
  • 11. No Rio de Janeiro, no início do século XX, Osvaldo Cruz , combateu a peste bubônica. Para isso, criou um esquadrão de cinqüenta homens devidamente vacinados, que percorriam armazéns, becos, cortiços e hospedarias, espalhando raticida e mandando remover o lixo. Criou o cargo de comprador de ratos. Este percorria as ruas da cidade, do centro e dos subúrbios, pagando 300 réis por rato apanhado pela população.
  • 12. A destinação do lixo urbano sólido, é um problema cuja solução se torna cada vez mais difícil. Em Nova York , cidade do mundo que mais produz lixo, a média diária de lixo produzido hoje é de 13 mil toneladas. O que fazer com 1,5 quilo de lixo per capita por dia, nos EUA? O problema da destinação do lixo assume tal gravidade que cidades grandes estão perto de um colapso. COELHO, M.A., TERRA, L. Geografia Geral e do Brasil . 1 ed. São Paulo : Moderna, 2003. p.388
  • 13. A filosofia do descartável e do excesso de embalagens predomina em diversos setores do mercado o que significa diretamente mais rejeitos. A produção de lixo "per capita" hoje, no Brasil, gira em torno de 600g/hab/dia. Em São Paulo, por exemplo, estima-se que cada habitante produz 1 kg de lixo por dia.
  • 14. Importância da separação do “lixo” Mais material encaminhado para coleta seletiva Menor risco de enchentes Mais pessoas poderão trabalhar Menor risco de doenças Maior será a economia da matéria-prima Menos espécies extintas Ambiente mais preservado
  • 15. Mas como o consumo se tornou consumismo?
  • 16. Nas Exposições e Lojas de Departamento parisienses de fins do século XIX, os produtos eram apresentados em grande estilo. Tudo era um show.
  • 17. Nas fantasias dos consumidores, eles vão buscar o apelo para as mercadorias, inaugurando a exploração dos sonhos pelo mundo dos negócios de uma maneira tão intensa e explícita como nunca antes vista.
  • 18. É O DESENVOLVIMENTO DA CULTURA DO “TER” EM DETRIMENTO DA CULTURA DO “SER”
  • 19. VAMOS PENSAR UM POUCO!
  • 20. Ao adquirir um produto você analisa se a sua produção e uso são prejudiciais ao ambiente?
  • 21. Ao comprar objetos que estão na moda, se preocupa com a durabilidade?
  • 22. Você é daqueles (as) que não resistem a uma liquidação?
  • 23. Preocupa-se com qual será o destino do lixo que você produziu? E quais as suas conseqüências?
  • 24. DICAS PARA DIMINUIR A PRODUÇÃO DE LIXO
  • 25. <ul><li>Separe papel, plástico, vidro e metal. A redução na emissão de CO2 na atmosfera é de cerca de 1 tonelada por ano. </li></ul><ul><li>• Utilize PAPEL RECICLADO: para fabricar 1 tonelada de papel virgem, são necessários dezessete árvores e 26 000 litros de água a mais do que o exigido para fazer papel reciclado.  </li></ul>
  • 26. • Prefira AS PILHAS RECARREGÁVEIS: elas duram até cinco anos, contra noventa dias de uma pilha alcalina comum. • Não jogue lixo nas ruas; • Pratique o consumo sustentável, reduza a quantidade de lixo, reaproveite o verso de papéis usados, escolha produtos obtidos sem prejuízo para a Natureza, evite o uso de embalagens em excesso ou de copos e talheres descartáveis .
  • 27. DESTINO DO LIXO
  • 28.   No lixão o lixo fica a céu aberto em terrenos baldios sem nenhum tratamento e sem nenhum critério sanitário de proteção ao ambiente, atraindo moscas, mosquitos, baratas e ratos, e ainda é manipulado pelos &quot;catadores de lixo&quot; que correm o risco de se contaminar. Outro problema é o &quot;chorume&quot;, líquido que resulta da decomposição do lixo que polui o solo e os lençóis d'água. O gás produzido pela decomposição do lixo pode causar explosões.
  • 29. No aterro sanitário ocorre a deposição de camadas de lixo alternadas com camadas de argila auxiliando na impermeabilização. São colocadas mantas de polietileno sobre o solo com sistemas de drenagem para o chorume. Nessas condições as camadas de lixo sofrem decomposição aeróbia e depois anaeróbia. É necessário também, um sistema de drenagem de tubos para os gases, principalmente o gás carbônico, o gás metano e o gás sulfídrico, pois,caso contrário, podem ocorrer explosões.
  • 30. A incineração é um processo caro, no qual o lixo é queimado em fornos de alta temperatura, permitindo uma relativa redução no volume e nos contaminantes. A incineração gera dióxido de carbono, óxidos de enxofre e nitrogênio, dioxinas e outros contaminantes gasosos, cinzas voláteis e resíduos sólidos que não se queimam e que concentram substâncias tóxicas com potencial de contaminação do meio.
  • 31. No processo de compostagem , o material orgânico do lixo sofre um tratamento biológico do qual resulta material utilizado na fertilização (como adubo na agricultura) e recondicionamento do solo ou em ração para animais.
  • 32. O PROBLEMA NÃO É APENAS DOS GOVERNANTES, MAS SIM DE CADA UM DE NÓS. REDUZA, RECICLE, REUTILIZE, REPENSE.
  • 33. http://pt.wikipedia.org/wiki/Res%C3%ADduo http://paginas.terra.com.br/lazer/staruck/lixo.htm http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=367 http://ich.unito.com.br/controlPanel/materia/view/2794 http://www.geomundo.com.br/sala_de_aula-trabalho-meio-ambiente-urbano.htm http://www.angrad.org.br/cientifica/artigos/artigos_enangrad/pdfs/xiv_enangrad/Administracao _Sustentavel_e_os_Desafios_da_Formacao_de_um_Administrador.pdf http://infoener.iee.usp.br/scripts/biomassa/br_residuos.asp http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=6819 http://www.eca.usp.br/alaic/Congreso1999/13gt/MariaEduardaMotaRocha.doc http ://www.itu.int/ITUD/ict/conferences/panama06/material/10_IBGE_Brazil_Presentation_households_s.pdf www.5elementos.org.br SITES CONSULTADOS

×