Avaliação - Capacitação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Avaliação - Capacitação

  • 2,397 views
Uploaded on

Turmas 1, 2 e 3 ...

Turmas 1, 2 e 3

São Paulo, dezembro de 2009

Resultado comentado da avaliação dos Grupos Setoriais de Inovação na FIA

More in: Education , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,397
On Slideshare
2,336
From Embeds
61
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 61

http://igovsaber.blogspot.com 38
http://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 8
http://igovsaber.blogspot.com.br 7
http://inovaday.blogspot.com 5
http://www.slideshare.net 2
https://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Primeira Etapa do Programa de Gestão do Conhecimento e Inovação Anexo VI do Relatório Final – Dezembro de 2009 Resultado comentado da avaliação dos Grupos Setoriais de Inovação na FIA (Item 7.3.1)
  • 2. Avaliação - Capacitação Turmas 1,2 e 3. São Paulo, dezembro de 2009
  • 3. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO  Desafios do Programa  Avaliação Geral das Turmas 1,2 e 3  Evidências da Avaliação (indicações de satisfação)  Conclusões
  • 4. Desafios do Programa
  • 5. A seguir foram destacados pelo Grupo Setorial de Inovação os desafios relativos à implementação do programa de GC&I no estado de São Paulo.
  • 6. Órgão/ Nome do Opinião dos servidores quanto ao Programa. Servidor Secretaria de Prezados, verifiquei que existe muitos problemas nas secretarias relacionadas à Administração informática, mas existem muitas idéias e soluções , por isso acho importante ter Penitenciaria - Marcio continuidade nesses grupos , mas pessoas que tenham a disposição para Roberto Galiza compartilhar idéias e tentar aprender novas. É possível criar membros fixos para esse tipo de trabalho com freqüência mensal ? Espero que o trabalho e a idéia continuem , pois é muito importante para a maquina chamada estado . Secretaria de A melhor parte da capacitação foi expor o interesse do governo estadual em Segurança Pública - incorporar ferramentas participativas e inovadoras na rotina das políticas Valdir Assef Junior públicas. Ao designar recursos humanos e materiais para a tarefa, o governo mostra que tal diretriz é mais que uma simples intenção. A troca de experiências concretas também é positiva por si só: saber o que outras áreas do governo estão fazendo em termos de inovação e melhoria de gestão é sempre interessante, pois aumenta a sinergia e a possibilidade de ações intersecretariais (cada vez mais necessárias). Na minha área de atuação, sinto necessidade de promover este debate com as instituições ligadas à pasta para desenvolver propostas concretas ligadas ao tema. Muitas idéias surgiram durante a capacitação, mas não ficou claro como desenvolvê-las. DAEE - Maria Silvia Gostei especialmente de discutir com outras secretarias, vendo que os problemas Barrozo do nosso cotidiano são comuns.
  • 7. Órgão/ Nome do Opinião dos servidores quanto ao Programa. Servidor Polícia Militar do Entretando fiquei na dúvida se os Secretários de Estado e Chefes dos Órgãos Estado de São Paulo - foram devidamente comunicados e instruídos sobre o tema. Particularmente, na Marcos Augusto minha experiência profissional de quase 19 anos, percebi que as inovações Cavallaro Salgueiro somente fluem quando há comprometimento do alto comando. Fundação CASA - Ao meu ver o melhor foi poder interagir com as pessoas de outras instituições e José Carlos Pereira ver suas dificuldades e seus avanços na área de Gestão do Conhecimento, o da Silva palestrante englobou bem o assunto programado. Secretaria de Estado O que deveria acontecer continuamente: A promoção de processos que dos Transportes - estimulem o aprendizado, a capacitação e a acumulação de conhecimentos no Vasco Pestana Neto setor público. Gerando a criação do conhecimento, a inovação contínua e a vantagem competitiva. Secretaria dos Temos algumas iniciativas sobre GC no âmbito da STM e a institucionalização Transportes deste grupo intersecretarial (por meio da publicação do Decreto) é fundamental Metropolitanos, para consolidar e fortalecer este trabalho. Foi interessante poder compartilhar Coordenadoria de experiências com colegas de outras Pastas e conhecer a proposta de rede de Relações conhecimento e inovação do Governo do Estado de São Paulo. A carência e a Institucionais - Bruno dificuldade de implementar soluções inovadoras ainda é muito grande, Sendra de Assis infelizmente. Senti falta apenas de tempo hábil para divulgar uma iniciativa inovadora de nossa Pasta que é o novo Site/Portal, desenvolvido em software livre com novas ferramentas e funcionalidades. São iniciativas viáveis de serem implantadas e que certamente facilitam os processos de comunicação interna e externa. Conte conosco para fortalecer esta rede.
  • 8. Órgão/ Nome do Opinião dos servidores quanto ao Programa. Servidor Escola de Adm. Falta maior apoio para implementação. Penitenciária - Leda Maria Gonzaga Polícia Militar - Os objetivos não foram claros, pois faltou a definição objetiva do que cada um Alexandre De Felice de nós deverá efetivamente fazer. Secretaria de Estado Senti também, falta de um espaço para conversarmos ali com os nossos pares da Educação - da própria Secretaria, pois naquele ambiente, talvez conseguíssemos iniciar Christina de Paula uma boa discussão e termos uma bom início de projeto já que há algumas Queiroz e Silva dificuldades institucionais. Fundação CASA - A título de colaboração, como falado por um participante da palestra comentou Aurélio Olimpio de no dia, acho apenas que esse Grupo recém-formado poderia participar das 3 Souza oficinas dadas na Fundap. Ainda estou meio perdida, pois não sei por onde começar, mas creio que com as oficinas estarei apta a inovar realmente. E tenho certeza que gostarei muito desta nova atividade. Sou crítica, mas gosto de apresentar soluções ou ao menos de discutí-las. Vamos levar as questões. Vamos fazer perguntas. Acho que preciso começar com um questionário na minha secretaria. O que as chefias querem comunicar e não conseguem devido à 'burrocracia' atual? Pessoal, vocês estão de parabéns.
  • 9. Órgão/ Nome do Opinião dos servidores quanto ao Programa. Servidor Fundação ITESP - Sugiro capacitação técnica em 2010 para os integrantes extensivos do Alexandre Ribeiro Grupo (nós) com vistas a buscarmos implementar medidas nas instituições Mustafa em que trabalhamos. Secretaria de Foi um curso bem produtivo e creio que tenha atingido o objetivo de Saneamento e envolver e estimular os participantes a promover planos e projetos em suas Energia - Abelardo respectivas áreas de atuação. Marcos Junior Companhia Paulista Ponto Forte: Conhecimento técnico do GATI e da FIA; Oportunidade de de Obras e Serviços Melhoria: Estabelecimento de Plano de Trabalho com metas para cada - CPOS - Maria Lara órgão / entidade em cumprimento ao Decreto. Acredito que esta ação daria Cebollini maior alavancagem ao Programa. EMTU/SP - Karin As metododlogias e ferramentas apresentadas são interessantes e para Regina de Casas uma primeira abordagem o treinamento foi muito bom. Sugiro um "zoom" Castro Marins na realidade de cada secretaria e empresa, explorando estratégias para facilitar/ incentivar relacionamento inter-institucional.
  • 10. Visão Geral
  • 11. VISÃO GERAL – Capacitação e Dinâmica Capacitação Geral Dinâmica Não Não se Não Não se Conjunto (27) Satisfatório Satisfatório Posicionaram Satisfatório Satisfatório Posicionaram T1 (7) 3 1 3 2 1 4 T2 (8) 7 0 1 3 0 5 T3 (8) 5 1 2 1 1 6 NA (4) 4 0 0 2 0 2 Resultado 19 2 6 8 2 17
  • 12. VISÃO GERAL – Palestra e Troca de Experiências Palestra Troca de Experiências Não Não se Não Não se Conjunto (27) Satisfatório Satisfatório Posicionaram Satisfatório Satisfatório Posicionaram T1 (7) 1 0 6 3 0 4 T2 (8) 3 1 4 2 0 6 T3 (8) 2 1 5 5 0 6 NA 2 0 2 1 0 3 Resultado 8 2 17 11 0 19
  • 13. CAPACITAÇÃO Capacitação Geral 20% Satisfatório 10% Não Satisfatório 70% Não se Posicionaram
  • 14. DINÂMICA Dinâmica 30% Satisfatório Não Satisfatório 60% 10% Não se Posicionaram
  • 15. PALESTRA Palestra 30% Satisfatório Não Satisfatório 60% 10% Não se Posicionaram
  • 16. TROCA DE EXPERIÊNCIAS Troca de Experiências Satisfatório 40% Não Satisfatório 60% Não se Posicionaram
  • 17. Turma 1
  • 18. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 1 – Capacitação Geral T1 - Capacitação Geral Satisfatório 45% 45% Não Satisfatório Não se posicionaram 10%
  • 19. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 1 – Dinâmica T1 - Dinâmica 30% Satisfatório Não Satisfatório 55% Não se posicionaram 15%
  • 20. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 1 – Palestras T1 - Palestras 15% Satisfatório Não Satisfatório Não se posicionaram 85%
  • 21. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 1 – Troca de Experiências T1 - Troca de Experiências Satisfatório 45% Não Satisfatório 55% Não se posicionaram
  • 22. Turma 2
  • 23. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 2 – Capacitação Geral T2 - Capacitação Geral 15% Satisfatório Não Satisfatório Não se posionaram 85%
  • 24. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 2 – Dinâmica T2 - Dinâmica 35% Satisfatório Não Satisfatório 65% Não se posionaram
  • 25. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 2 – Palestra T2 - Palestra 35% Satisfatório 50% Não Satisfatório Não se posionaram 15%
  • 26. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 2 – Troca de Experiências T2 - Troca de Experiências 25% Satisfatório Não Satisfatório Não se posionaram 75%
  • 27. Turma 3
  • 28. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 3 – Capacitação Geral T3 - Capacitação Geral 25% Satisfatório Não Satisfatório 60% 15% Não se posionaram
  • 29. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 3 – Dinâmica T3 - Dinâmica 15% Satisfatório 15% Não Satisfatório Não se posionaram 70%
  • 30. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 3 – Palestra T3 - Palestra 25% Satisfatório Não Satisfatório 60% 15% Não se posionaram
  • 31. ANÁLISE DA CAPACITAÇÃO Turma 3 – Troca de Experiências T3 - Trocas de Experiências 30% Satisfatório Não Satisfatório 60% Não se posionaram
  • 32. Avaliação & Evidências
  • 33. Avaliação e Evidências Nesta seção a avaliação foi categorizada em quatro itens essenciais: 1- Capacitação Geral 2- Dinâmica 3- Palestras 4- Troca de Experiências A seguir serão apresentadas as evidências de que a avaliação correspondeu aos itens acima de modo satisfatório ou não: Legenda: Satisfatório Não Satisfatório
  • 34. Capacitação Geral CAPACITAÇÃO GERAL Secretaria de Segurança Pública - Valdir A melhor parte da capacitação foi expor o interesse do governo Assef Junior estadual em incorporar ferramentas participativas e inovadoras na rotina das políticas públicas. Ao designar recursos humanos e materiais para a tarefa, o governo mostra que tal diretriz é mais que uma simples intenção. Jucesp – Mario O curso de capacitação é uma iniciativa que, de pronto, já merece elogios. DAEE - Maria Silvia Barrozo Gostei de tudo, do formato, dos conteúdos e formas de apresentação (teórica, pratica, discussões) Secretaria de Estado dos Transportes - A capacitação gerou maior competência para administrar novos Vasco Pestana Neto conhecimentos incorporando-os aos seus produtos e serviços que podem servir na tomada de decisões na gestão pública.
  • 35. Capacitação Geral Secretaria da Habitação No geral o curso foi muito bom. Secretaria dos Transportes Metropolitanos, Gostei bastante da capacitação. Coordenadoria de Relações Institucionais - Bruno Sendra de Assis Escola de Adm. Penitenciária - Leda Maria Capacitação muito importante! Gonzaga Secretaria de Segurança Pública - Polícia Na minha opinião o treinamento atingiu os seus objetivos na medida em Militar do Estado de São Paulo - Humberto que trouxe uma idéia básica dos objetivos que se propõe com a Gestão Gouvêa Figueiredo do Conhecimento e Inovação no âmbito do Governo do Estado. Achei muito boa a estrutura do treinamento. Enfim, foi muito proveitoso.
  • 36. Capacitação Geral CEETEPS O temas foram repetidos diversas vezes de modo a deixar o dia cansativo abordando o mesmo tema. Secretaria de Estado da Saude / Hospital das Pontos altos: a proposta e sua implantação coordenada pelo Dr. Agune Clinicas Faculdade de Medicina Universidade e sua equipe. O que foi abordado: objetividade, seriedade e de Sao Paulo / Superintendencia HC - comprometimento. Massahiro Miyamoto SEM NOME/ SEM ÓRGÃO Achei ótima a capacitação. Emplasa / SEP – Telma Gostei do curso de capacitação... organização e carinho que vocês nos receberam. Secretaria de Estado da Educação - Christina Gostei bastante do seminário de Paula Queiroz e Silva SEM NOME/ SEM ÓRGÃO Achei a capacitação da semana passada muito boa (palestrantes, material, instalações).
  • 37. Capacitação Geral HOSPITAL DAS CLINICAS DE RIBEIRÃO Gostei muito, dos exemplos de projetos inovadores ao redor do PRETO mundo. Quanto ao treinamento, acredito que a carga horária foi curta para os assuntos abortados. Muita informação em pouco tempo para ser fixada. SEM NOME/SEM ÓRGÃOS Pessoal, vocês estão de parabéns. Fundação ITESP - Alexandre Ribeiro O evento foi excelente para sensibilização e conhecimento daquilo Mustafa que já vem sendo feito pelo GATI Secretaria de Saneamento e Energia - Foi um curso bem produtivo e creio que tenha atingido o objetivo de Abelardo Marcos Junior envolver e estimular os participantes a promover planos e projetos em suas respectivas áreas de atuação. Companhia Paulista de Obras e Serviços - Ponto Forte: Conhecimento técnico do GATI e da FIA CPOS - Maria Lara Cebollini EMTU/SP - Karin Regina de Casas Castro Para uma primeira abordagem o treinamento foi muito bom. Marins SEM NOME/SEM ÓRGÃO A capacitação apresentada foi niveladora, tornando o diálogo sobre GC entre os grupos setoriais de inovação uma base comum
  • 38. Dinâmica DINÂMICA Secretaria de Segurança Pública - Valdir Assef Junior Desvio do foco para especular mais sobre as atividades dos membros do grupo predominou. Jucesp – Mario A metodologia do curso foi muito boa, principalmente no que tange à dinâmica de grupo. Secretaria da Habitação Ponto alto: dinâmicas de grupos. Secretaria de Estado da Saude / Hospital das Clinicas Impressões sobre a parte teórica e dinâmica de grupo: Faculdade de Medicina Universidade de Sao Paulo / adequada para o tempo alocado e diversidade do Superintendencia HC - Massahiro Miyamoto grupo. Emplasa / SEP – Telma Apesar de bem elaboradas, as dinâmicas poderiam ser mais eficientes... faltou tempo.
  • 39. Dinâmica Secretaria de Estado da Educação - Christina de Paula A dinâmica foi rica, diversificada Queiroz e Silva SEM NOME/ SEM ÓRGÃO A dinâmica também foi muito boa, pois, estavam pessoas de órgãos diversos. Companhia Docas de São Sebastião - Paulo Matos dos A dinâmica em relação foi excelente pois interagi com Santos outras pessoas que têm os mesmos problemas. EMTU/SP - Karin Regina de Casas Castro Marins As metodologias e ferramentas apresentadas são interessantes. SEM NOME/SEM ÓRGÃO O ponto alto deste dia foi a prática que aconteceu após o almoço, quando aconteceu a interiorização da capacitação.
  • 40. Palestras PALESTRAS Secretaria de Segurança Pública - Valdir Assef Junior Desejo de maior aprofundamento dos assuntos. Jucesp – Mario Achei um pouco pobre e repetitiva já que tivemos um mesmo palestrante com os mesmos temas abordados no primeiro encontro. Fundação CASA - José Carlos Pereira da Silva Palestrante englobou bem o assunto programado. Secretaria da Habitação Ponto alto: palestrantes. Polícia Militar - Alexandre De Felice Apresentações foram regulares. Secretaria de Segurança Pública - Polícia Militar do Achei muito bom o nível de preparo dos palestrantes. Estado de São Paulo - Humberto Gouvêa Figueiredo
  • 41. Palestras SEM NOME/ SEM ÓRGÃO Os palestrantes são bem dinâmicos e não deixaram fugir nenhuma explicação de como transformar o conhecimento tácito em explicito, e todas as ferramentas que podemos usufruir..afinal conseguiram passar muito conhecimento para o grupo. Emplasa / SEP – Telma O conteúdo apresentado na parte da manhã foi muito bom, desde a abertura feita pelo Agune, passando pelos conceitos sobre conhecimento dados pelo Terra até as técnicas de GC&I e ferramentas de suporte comentadas pelo Beto e Marcelo. SEM NOME/SEM ÓRGÃOS Gostei muito da participação de todos os professores e comentaristas. Os senhores esclareceram bem todas as dúvidas. Secretaria de Saneamento e Energia - Abelardo Na parte teórica, entendo que os principais aspectos Marcos Junior referentes ao tema foram muito bem abordados, tendo inclusive provocado algumas reflexões e debates.
  • 42. Troca de Experiências TROCA DE EXPERIÊNCIAS Secretaria de Segurança Pública - Valdir Assef Saber o que outras áreas do governo estão fazendo em Junior termos de inovação e melhoria de gestão é sempre interessante, pois aumenta a sinergia e a possibilidade de ações intersecretariais DAEE - Maria Silvia Barrozo Gostei especialmente de discutir com outras secretarias, vendo que os problemas do nosso cotidiano são comuns. Fundação CASA - José Carlos Pereira da Silva O melhor foi poder interagir com as pessoas de outras instituições e ver suas dificuldades e seus avanços na área de Gestão do Conhecimento Secretaria de Estado dos Transportes - Vasco O que foi bem abordado: A habilidade em criar, coletar, Pestana Neto organizar, transferir e compartilhar informações e conhecimentos estratégicos, para gestão de políticas públicas. Permitiu sobretudo, inovar como produtor de conhecimento coletivo e interagir entre os departamentos da empresa como multiplicador e disseminador.
  • 43. Troca de Experiências Secretaria dos Transportes Metropolitanos, Foi interessante poder compartilhar experiências com colegas Coordenadoria de Relações Institucionais - Bruno de outras Pastas e conhecer a proposta de rede de Sendra de Assis conhecimento e inovação do Governo do Estado de São Paulo. Polícia Militar - Alexandre De Felice A participação dos grupos foi excelente. Secretaria de Estado da Saude / Hospital das Pontos altos: presenca dos representantes das diversas Clinicas Faculdade de Medicina Universidade de secretarias, orgãos e autarquias; Sao Paulo / Superintendencia HC - Massahiro Miyamoto Secretaria de Estado da Educação - Christina de Proporcionou trocas de experiências e identificações. Paula Queiroz e Silva SEM NOME/ SEM ÓRGÃO Podemos trocar experiências que dificilmente temos oportunidade de discutir diariamente; logo, como o assunto era comum, pudemos observar como o Governo necessita dessa troca de informações e experiências. Cia. do Metropolitano de São Paulo - Robson de Achei muito interessante reunir diversas empresas do Paula Alves governo. Companhia Docas de São Sebastião - Paulo Matos As experiências trocadas no curto tempo foram de grande dos Santos valia.
  • 44. Conclusões
  • 45. Conclusões Seguem abaixo as considerações em relação à avaliação da capacitação. Capacitação geral: a capacitação atingiu os objetivos propostos de nivelamento conceitual de todos os envolvidos. Entretanto, dada a heterogeneidade dos grupos, alguns participantes que tinham conhecimento mais aprofundado sentiram o assunto repetitivo. Nossa sugestão é que a próxima capacitação seja feita com grupos menores em dois níveis de aprofundamento. Dinâmica e troca de experiências: a metodologia da dinâmica foi proveitosa, na medida em que estimulou a troca de experiências entre os participantes de diversas secretarias. Foi possível identificar o alto grau de interação e diálogo entre os participantes, principalmente no que tange aos desafios dos órgãos/entidades. O processo de análise dos desafios foi um momento de suma importância para a capacitação e foi percebido que surgiram tantas ideias que a maior dificuldade era escolher apenas uma a ser exposta ao grande grupo, juntamente com a solução proposta pela equipe. A exposição ocorreu de forma positiva e benéfica, estimulando troca de saberes e busca de soluções coletivas. Palestra: foi identificado um alto grau de satisfação em relação ao conteúdo e nível de conhecimento e interação dos palestrantes.