• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Evolução para a Cloud // Evolution from the legacy architectural models on inovative concepts of service delivery
 

Evolução para a Cloud // Evolution from the legacy architectural models on inovative concepts of service delivery

on

  • 933 views

Não se pode negar que o modelo de computação em nuvem é evolucionário, pois surge de uma construção histórica, baseada na forma como a própria Internet surgiu e cresceu. ...

Não se pode negar que o modelo de computação em nuvem é evolucionário, pois surge de uma construção histórica, baseada na forma como a própria Internet surgiu e cresceu.
Disponível para download aqui: http://pt.scribd.com/hugosrodrigues
#--#
The cloud computing concept is evolutionary as it arises from a historical construction, based on how Internet itself emerged and grew.

This presentation covers the evolution from the legacy architectural models on innovative concepts of service delivery leading from the old hardware footprint thinking to the present needs based in capacity consumption on the fly.

The full version is available to download from here: http://scribd.com/hugosrodrigues

Statistics

Views

Total Views
933
Views on SlideShare
930
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 3

http://www.linkedin.com 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Evolução para a Cloud // Evolution from the legacy architectural models on inovative concepts of service delivery Evolução para a Cloud // Evolution from the legacy architectural models on inovative concepts of service delivery Presentation Transcript

    • Agosto 2012
    • Definições e Terminologias Características Essenciais Evolução para um Modelo Cloud Modelos de Computação Software Outsourcing Cloud Disaster Recovery Regulação do Negocio na Cloud Sumário2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Evolução para a Cloud O cloud computing significa simplesmente a utilização dos recursos TI como um serviço Fonte: cloudtweaks.com2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Cloud Actualmente é possível utilizarmos praticamente todos os recursos fundamentais de uma plataforma TI na cloud  Computação  Aplicações  Armazenamento  Messaging e colaboração  Ferramentas de desenvolvimento  Serviços de segurança A computação foi um dos pilares que esteve na origem do conceito de Cloud2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Cloud À medida que a cloud se tem desenvolvido, maior é o número de empresas à escala mundial que apresentam propostas de serviços Fonte: Informações retiradas dos respetivos sites dos fornecedores Os modelos de serviço têm por base garantias dos fornecedores sobre: Disponibilidade, Escalabilidade e Qualidade de serviço2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Cloud A computação em cloud trata-se da convergência entre duas grandes tendências de TI que são interdependentes IT Efficiency Minimização de custos através da conversão de custos de capital em custos de operação, para tal recorrendo ao uso de tecnologias como a virtualização. Se o Cloud Computing começa como uma forma de melhorar a implementação de infra- estrutura e a utilização de recursos, explorar totalmente os recursos leva eventualmente a um novo modelo de desenvolvimento de aplicações Business Agility Maximização do retorno do investimento em TI, convertendo esse investimento numa arma de Time to Market por se ganhar eficiência e agilidade. Passa a ser possível integrar “stacks” aplicacionais, ter instantaneamente novos servidores e atingir um nível elevado de programação paralela2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Cloud Cloud é encarado como uma medida para  Melhorar taxas de utilização de hardware  Eliminar necessidades de investimento de formação em novas infra-estruturas ou treinar novos funcionários  Eliminar aquisição de novas licenças de software  Revolucionar o tempo necessário para se ter um serviço  Rapidez em escalar computacionalmente até capacidades elevadas  Mas não se trata propriamente de uma inovação Apenas com o recente surgimento de tecnologias de rede de banda larga e de virtualização foi possível completar tecnologicamente a transformação para infra- estruturas também orientadas a novos serviços2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Constituição As arquiteturas físicas em Cloud são abstraídas para as aplicações:  Repositórios de dados, redes e computação são recursos  Alta-disponibilidade física não afeta arquitetura aplicacional  Maior foco na aplicação (componente funcional) O serviço é controlado em plataformas do fornecedor  Eliminação da complexidade técnica  Minimização de pontos de falha  Simplificação de operações e processos © 2012 Oracle Corporation2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Cloud Providers A computação em cloud esteve na origem da criação de um ecossistema emergente de serviços complementares – as rampas de acesso (on-ramps) Trata-se da convergência para a abstracção na cloud de serviços profissionais de assistência à implementação e manutenção de sistemas em: • Componentes de software (como base de dados distribuídas) • Data centers privados virtuais Enomaly  Aposta no Elastic Computing Platform com oferta de “White label cloud for service providers and Internet Data Centers“ Elastra  Aposta no “EnterpriseDB Advanced Server Cloud Edition” Plataformad proprietária Joyent  Aposta no “Smart Data Center”: plataforma como um serviço (self made) para rapid deployment de aplicações Mosso  Cloud Servers. Foi adquirido pela Rackspace que deixou o negócio de Hosting para passar a ser Cloud provider Fonte: Oracle Corporation2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Modelos de Cloud GRID ON-DEMAND EDGE AUTONOMIC COMPUTING COMPUTING COMPUTING CLOUD2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Grid Computing A Computação em Grid está relacionada com poupança financeira de uma forma proporcional ao aumento da velocidade de execução de processos o A maioria dos computadores apenas utiliza em média 25% das suas unidades centrais de processamento (CPU)Fonte: howstuffworks.com o Combina o poder computacional de todos os computadores da rede geograficamente distantes numa única rede para criar um supercomputador virtual  Requer a utilização de software específico  Arquitectura inviável até ao aparecimento de ligações de alta velocidade à Internet2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • On-demand Computing On-demand computing está relacionado com a utilização de recursos computacionais pelas organizações em conformidade com as necessidades dos seus sistemas  Trata-se de um modelo económico baseado na externalização de Workloads computacionais  Permite a redução do investimento em infra-estrutura para apenas no suficiente de acordo com médias de utilização de processamento  Proporciona uma maior agilidade no acesso e uso da tecnologia ao eliminar necessidades de procurement  Os fornecedores por sua vez ficam responsáveis pela parte material do serviço e pelas respectivas actividades de manutenção Este modelo foi desenvolvido para superar o desafio comum de uma empresa em ser capaz de atender às procuras flutuantes do negócio, de uma forma eficiente2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Edge Computing Edge computing baseia-se num conjunto de camadas aplicacionais, em que os recursos são levados a partir do centro para o perímetro, por forma a estarem mais próximos do utilizador quando este os solicita. Arquitectura Edge é constituída por: © 2011 Pearson Education  Cliente local: Localização próxima do utilizador  Plataforma computacional de Edge: Servidores posicionados nos ISP’s a nível mundial  Plataforma computacional Empresarial: Servidores centrais na organização com a lógica do negócio  Principais Vantagens: redução dos Custos com Tecnologia, melhoria dos Níveis de Serviço, aumento da Flexibilidade da empresa, aumento da Resiliência do negócio  Alguns dos fornecedores que prestam este tipo de serviços “Worldwide” Akamai, Exinda, GeoElastic, GeoStratus…2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Autonomic Computing Autonomic computing trata-se de uma iniciativa implementável ao nível dos sistemas para os tornar automáticos. Modelo Clássico Autonomic Computing Os data centers alojam múltiplos fornecedores de Configuração de sistemas e componentes é automática, Self-configuration plataformas. Processos de Instalação, Configuração e com base em conjuntos de políticas. Integração consomem muito tempo e são falíveis Os sistemas periféricos adaptam-se automaticamente Os sistemas têm centenas de parâmetros que são Os sistemas e os componentes possuem processos de afinados manualmente, e têm tendência a aumentar a ajuste automáticos da sua própria performance, Self-optimization cada nova release despoletados por sensores , em conformidade com as condições de utilização Encontrar um erro num grande sistema, complexo por Os sistemas detectam automaticamente problemas de Self-healing natureza, pode consumir horas ou semanas da equipa hardware ou software, desencadeando autonomamente de programadores processos de correcção ou reparação A detecção e recuperação de ataques ou de problemas Os sistemas defendem-se automaticamente contra falhas Self-protection que surgem em cascata é na maioria dos casos resultantes de ataques ou problemas em cascata, através composta por actividades manuais da previsão e mitigação antecipada A implementação de sistemas autónomos fará com que os custos de manutenção em TI não sejam proibitivos no futuro2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Integração do modelo SOA Os modelos de computação na Cloud introduziram um novo paradigma na forma de como se desenvolvem os sistemas de informação empresariais  Sistemas atuais desenvolvidos numa arquitectura orientada a serviços que são “consumidos” pelas aplicações através da publicação num ESB (Enterprise Service Bus)  No modelo Modelo Cloud existe a relação de vários fornecedores para vários consumidores o que implica a implementação de um ISB (Internet Service Bus) Proposta de Integração consiste em Estender o modelo SOA actualmente On-Premises © 2010 Microsoft para um modelo híbrido de consumo de serviços também na cloud2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Integração do modelo SOA Cloud-based service bus  Poderá ser adequado a uma organização que pretenda alojar o seu ESB numa infra-estrutura Cloud. Este conceito simplifica a adopção de uma arquitectura orientada a serviços, por não ser necessário à organização investir em sistemas como: routing de mensagens, transformação e orquestração. Cloud-based security services  É uma solução que possibilita um nível de interoperabilidade entre serviços e aplicações de autenticação, de gestão de identidade e autorização ao nível da Cloud, ou seja de forma centralizada. Cloud-based storage services  Serviço na Cloud que disponibiliza espaço para armazenamento de dados, facilitando a implementação de soluções centralizadas que tenham necessidade de transferir entre si elevados volumes de dados. São actualmente exemplos de serviços com estas características: Amazon S3 e Microsoft Azure DB2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Software outsourcing O Software Outsourcing é uma medida implementada em empresas que necessitam de realizar desenvolvimento dos seus sistemas, em que o esforço para o desenvolvimento está a cargo de uma outra empresa externa “Offshore” Vantagens do outsourcing de software  Modelo de utilidade comprovada © 2012 Semaphore  Os serviços têm baixo custo no desenvolvimento e manutenção  Vasta experiência no desenvolvimento aplicacional  Alargamento do âmbito clássico para: Customization, Integration, Deployment & Support  Especialização em tecnologias Cloud: Amazon, Google, Microsoft,… Modelo de desenvolvimento de blocos de software ..com o evolução para a Cloud Outsourcing do modelo completo de Ciclo de Vida das aplicações2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Disaster recovery A distribuição dos dados por locais geograficamente distantes passou a ser uma norma para mitigação de riscos derivados de desastres locais ou geográficos Soluções de Disaster Recovery representam normalmente:  Projectos dispendiosos  Obrigação de aquisição de hardware e software específico (ou dedicado)  Elevados custos e complexidade associados à gestão de alterações O Cloud Computing facilita a criação de ambientes de Disaster Recovery uma vez que:  Baseado no modelo de Computação on-demand  Baseado no modelo de Autonomic computing Exemplo de soluções baseadas em modelo cloud com Disaster Recovery implícito no serviço prestado:  Cloud email e messaging (ex. Microsoft , Google)  Aplicações de negócio (ex. Cloud CRM da Salesforce.com)  Bases de Dados (ex. Cassandra e MongoDB)2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Disaster recovery Contudo, tal como nos modelos tradicionais, este modelo tem de ser testado…2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Regulação do negócio Cloud Vectores de serviço que levantam preocupações Segurança Recuperabilidade da Quadro Políticas segurança Segurança lógica física Informação legal aplicável interna do fornecedor Gestão e controlo de Interoperabilidade entre Redundância de Propriedade dos Certificações acessos aos sistemas fornecedores plataformas Dados Uptime Institute Perímetros segurança Gestão de Identidades Realização de Legislação de LEED físicos Backups Protecção de Dados Acessos ao serviço de TEA Condições ambientais comunicações Reposição serviço Auditing dos espaços de ISO 20000 Cifragem e controlo de Contractos jurídicos alojamento tráfego ISO 27001 Fotos: Royalty free2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Regulação do negócio Cloud Ao nível legal, em serviços Cloud, é aplicável a legislação de cada país  Diferentes níveis de maturidade  Restrições no perímetro de retenção de informação  Quadro burocrático que implica atenção à geografia em caso de disputas  Não existem medidas concretas quanto às condições de operação do serviço Mercado está a auto regular-se Exemplo: Consórcio Open Cloud Desenvolvimento de padrões para:  Uniformização de Características de Serviço  Interoperabilidade entre Fornecedores  Plataforma de testes (Test-bed) © 2012 OCC2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Momento de esclarecimento Obrigado pela vossa atenção! Questões ?2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com
    • Final da apresentação2012, Hugo Rodrigues hugo.rodrigues@gmail.com