• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Musica do mundo_ii_-_asia_oceania_etc
 

Musica do mundo_ii_-_asia_oceania_etc

on

  • 1,008 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,008
Views on SlideShare
963
Embed Views
45

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 45

http://aprendervisualemusica.blogspot.pt 45

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Musica do mundo_ii_-_asia_oceania_etc Musica do mundo_ii_-_asia_oceania_etc Document Transcript

    • MÚSICA DO MUNDO – continuação. Médio-Oriente, Ásia e Oceânia LÍBANO A música do Líbano e do Médio- Oriente, em geral, apresenta as mesmas características da chamada música árabe (abordada anteriormente no Norte de África/Magreb).No Líbano destaca-se o fantástico executante de Alaúde, o Rabih Abou Khalil, que consegue fazer fusãoentre a música árabe e o jazz!!http://rabih_abou_khalil.mondomix.com/fr/video758.htmISRAEL Música Sefardi Dentro da música Hebraica, destacamos a chamada música sefardi. Ela tem origem nos desdentes de judeus que viveram até ao século XV na Península Ibérica (designados de sefardis, sefardins, ou sefarditas). As características e sonoridades da músicaSefardi resultam da mistura da música ancestral judaica e Árabe, sendo natural que sejampartilhados grande parte dos instrumentos entre as duas culturas. Assim sendo, como exemplo,também podemos encontrar na música hebraica o alaúde, a darbuka, bem como instrumentosde corda friccionada.http://www.youtube.com/watch?v=Jnq4rLlzg9w
    • ÍNDIAMúsica clássica indiana é baseada principalmente na melodia e ritmo, e não em harmonia,contraponto, acordes, modulações ou outros princípios da música clássica ocidental.O sistema de música indiana, conhecida como Sangeet Raga, tem quase dois mil anos e tem asua origem nos hinos védicos dos templos hindus, a fonte fundamental de toda a músicaindiana. Assim, como na música ocidental, as raízes da música clássica indiana são religiosos.Raga são os “modos” usados na música clássica indiana.Embora as notas sejam um elemento importante do raga, este não se resume a uma escala.Várias ragas podem compartilhar a mesma escala. Uma raga pode ser visto como um conjuntode normas de como construir uma melodia.A escala usada numa raga pode ter de cinco a sete SWARAS (notas).Música clássica indiana:- Carnática (mais comum no sul da índia)- Hindustani (mais comum no norte da índia)As ragas são transmitidas oralmente de professores para alunos.A música clássica indiana baseia-se sempre em ragas, mas a música que utiliza ragas não énecessariamente clássica. Muitas canções populares de filmes indianos são baseadas em ragas.Sitar – cordofone indiano que tem a particularidade de ter um sistema de ressonânciasimpatética das cordas (cordas que vibram com a frequência sonora de outras que sãoreproduzidas).
    • Ravi Shankar – o mais conhecido músico indiano. É um virtuoso do Sitar. http://www.youtube.com/watch?v=4gWCiLexilYA sua filha, Anoushka Shankar, segue actualmente olegado do pai e é também ela uma virtuosa do sitar.http://www.youtube.com/watch?v=8CnhcGpmH9Y&feature=related Zakir Hussain É um músico extraordinário que tornou as tablas um instrument conhecido internacionalmente. Zakir Hussain é um visionário e tem um estilo de interpretação inconfundível. É um dos músicos mais talentosos e importantes da música classica Indiana. http://www.youtube.com/watch?v=As1OMMcHXFs As tablas são membranofones que consistem em dois tambores - um agudo chamado daya e um grave chamado baya.Girija DeviÉ uma das grandes interpretes vocais de musicaHindustani (do norte da índia). As linhas melodicasvocais e a sua expressão vão ao encontro dassonoridades dos restantes instrumentos, sobretudo dositar.http://www.youtube.com/watch?v=D34hZVoc09A
    • Ali Ahmed Hussain Khan Um dos grande mestres do shehnai – o “oboé indiano”. O shehnai está associado aos templos religiosos Varanasi – cidade considerada a capital cultural da índia, situada a Nordeste do país. Shehnai - Aerofone de madeira, com palheta dupla.http://www.youtube.com/watch?v=Zipqq5a5sbkJapão Meisho Tôsha - Mestre do fue (flauta tradicional de bamboo) Existem várias flautas tradicionais japonesas que podemos separar em: - verticais: Ex: shakuhachi - uma flauta tradicionalmente feita de bambu. Foi usada pelos monges da escola Fuke do Budismo Zen na prática da suizen (Meditação - sopro).- as transversais:Ex: Kagurabue - flauta de bamboo com 6 buracos, é a maior de todas as flautas japonesas (com45,5 cm).A Flauta de bambo é afinada nos registos agudos.http://www.youtube.com/v/cp6tqpsfu74&hl=fr_FR&feature=player_embedded&version=3 Taiko No Japão feudal, os taikos eram frequentemente usados para motivar as tropas, para ajudar a marcar o passo na marcha e para anunciar comandos e anúncios marciais.
    • Alguns conjuntos instrumentais de Taiko:Tai Shoji Taiko grouphttp://www.youtube.com/watch?v=gvX72RtYtDI&feature=relatedOne World Taikohttp://www.youtube.com/watch?v=CbwCH1rd0LU&feature=youtu.be Shinichi Kinoshita – pertence à nova geração de músicos japoneses que procura revitalizar a música tradicional japonesa. É um virtuoso do Shamisen. Shamisen O shamisen é um cordofone de cordaspalhetadas (com 3 cordas). A sua construçãosegue um modelo semelhante ao de um banjo,empregando um braço e as cordas esticadaatravés de um corpo de ressonância. O braço doshamisen é fretless (sem trastos) e é mais fino doque o de uma guitarra ou banjo. O corpo, ochamado dō - assemelha-se um tambor, com umcorpo oco que é envolvido numa pele esticada. Utiliza-se um plectro para tocar nas cordas.Os shamisens para principiantes são feitos de pele de cão ou de plástico, já os shamisensprofissionais utilizam pele de gato, pois a qualidade do som parece ser melhor!http://www.youtube.com/v/8BYqLfTmSuw&hl=fr_FR&feature=player_embedded&version=3
    • Koto Koto é um cordofone de cordas dedilhadas. O koto tem origem no instrumento chinês Guzheng (apresentado mais adiante), instrumento este que foi inventado há cerca de dois mil anos, durante a dinastia Sin, na China. O Koto, tal como hoje se apresenta, foi introduzido noséculo VI (época do imperador Kinmei) vindo da China (dinastia T’ang).O Koto pode ter 13 ou 12 cordas. O mais comum no Japão tem 13 cordas.http://www.youtube.com/watch?v=-PXbz9DXn8s&feature=relatedhttp://www.youtube.com/watch?v=L24Nb4CJzV4China Pipa – cordofone de 4 cordas (de nylon), trastejado e palhetado, em forma de pêra. Tem mais de 2000 mil anos. Interprete a saber: Liu Fang – uma intérprete fabulosa de pipa. http://www.youtube.com/watch?v=4QfjG9V4- zE&feature=related Sheng – é um aerofone, de palheta. É um dos instrumentos maisantigo da china (1100 a.C). É o precursor do acordeão, pois foi oprimeiro a ser idealizado como instrumento de palheta.É constituído por uma câmara onde estão colocados tubos de bambu(os mais recentes podem ser de metal) de vários tamanhos, quereproduzem diferentes notas.Tradicionalmente, o sheng tem sido usado como instrumento deacompanhamento de outros instrumentos, como a flauta Dizi. É um dosprincipais instrumentos de ópera chinesa, mas também pequenos conjuntostradicionais fazem uso do sheng. Actualmente o sheng é usado naorquestra moderna chinesa, quer como instrumento de acompanhamento,quer como instrumento solista.Interprete: Xu Chaoming – Prof. do Conservatório de Shangai.http://www.youtube.com/watch?v=GndoDa0nBl0http://www.youtube.com/watch?v=_iR-KrbeFs0&feature=related
    • Erhu – é um cordofone de corda friccionada (do género do violini),de duas cordas. O instrumento primitivo que daria origem ao Erhudata da dinastia Tang (entre os anos 618-907).Tem a particularidade de ter uma caixa-de-ressonância revestidacom uma pele de cobra (geralmente de piton). A parte do arco quefricciona encontra-se presa entre as duas cordas do instrumento.Apesar de ser mais simples que o violino, o Erhu presenta umaexpressividade e ressonância impressionantes!É um instrumento muito importante na orquestra clássica Chinesae uma dos mais emblemáticos da cultura chinesa.http://www.youtube.com/watch?v=dhic2cE57iM Guqin – cordofone de cordas dedilhadas (em estilo de harpa), geralmente com 7 cordas. Os sons são produzidos com dedilhaçãode cordas soltas e harmónicos. O uso do glissando – notas deslizantes, lembra-nos o som de umcontrabaixo fretless (sem trastos) ou de uma slide guitar, usada por exemplo, pelo músico dos EUA, BenHarper.http://www.youtube.com/watch?v=2es7oZzwLWM&feature=relatedhttp://www.youtube.com/watch?v=vh8tCtY0Wgk Guzheng - cordofone de cordaspalhetadas (em estilo de harpa esemelhante ao koto japonês).É um instrumento muito antigo(cerca de 2000 anos). O Guzheng estána origem do Koto Japonês, bemcomo, de outros cordofones asiáticos.O Guzheng pode ter entre 18 e 23cordas.http://www.youtube.com/watch?v=ujzMHLac404&feature=relatedhttp://www.youtube.com/watch?v=UcfcfHrA-3Q&feature=related
    • Dizi- aerofone - flauta transversal. Existem vários tipos de flauta chinesa, quer transversais, quer verticais, mas a Dizi será a flauta mais popular na china e internacionalmente. Geralmente é feita de bambu, embora seja também comum a Dizi de madeira e até de pedra (Jade), embpra esta não seja tão sonante. Originalmente era feita de osso, à semelhança de outras flautas. Tem a particularidade de ter uma membrana de bambu muito fina na embocadura.A Dizi, tal como a fue (flauta de bambu japonesa) procuram reproduzir os sons da natureza.http://www.youtube.com/watch?v=w9LRN5naG4sIndonésiaNa indonésia importa destacar asOrquestras Gamelan.A constituição destas orquestrasbaseia-se, prinicpalmente, emideofones de metal (metalofones,campânulas, gongos, pratos) econta também com algunsmembranofones.A música surge associada aostemplos e rituais religiosos eapresenta alguma complexidade na compreenção dos seus elementos (rítmos, melodias,harmonias, escalas, formas, etc). A música Gamelan é colectiva, não existindo qualquerintensão de destacar um executante ou instrumento em particular.http://www.youtube.com/watch?v=ldPMifPbngchttp://www.youtube.com/watch?v=c1AiCTJ9t8g&feature=related
    • Austrália Não iremos destacar nenhum instrumentista em particular, mas sim um instrumento, que faz parte da cultura dos aborígenes australianos. Didgeridoo – é um aerofone tradicionalmente feito a partir de ramos de eucalipto. Tem a particularidade de ser feito com o “auxílio da natureza”, pois o Homem aproveita aactividade das térmitas, que fazem o trabalho de escavação e prefuração interior do ramo deeucalípto. Este processo pode ser visto no link abaixo.http://www.youtube.com/watch?v=k6zOizvyS-8Na execução do didgeridoo a vibração dos lábios do executante é fundamental para a produçãodo som, visto não existirem palhetas e embocaduras que facilitem a vibração da coluna de ar nointerior do didgeridoo.Outro aspecto a considerar é a chamada respiração circular que é uma técnica que simula umarespiração constante, reinspirando o ar expelido durante a expiração. Esta técnica é usada eminstrumentos de sopro, especialmente no didgeridoo, para fazer prolongar a nota emitida oupara permitir uma execução contínua, sem a necessidade de pausas estratégicas para respirar.O músico David Hudson explica muito bem a técnica de execução e respiração aplicada aodidgeridoo no vído abaixo:http://www.youtube.com/watch?v=0XlEkeot7HMDecerto que muito ficou por tratar dentro da Música do Mundo…Espero que a matéria apresentada tenha contribuido para alargar os vossos horizontesmusicais e não só.Bom estudo. FIM