Your SlideShare is downloading. ×
Acessibilidade Web – Cidade de Adamantina - Novembro 2013
Acessibilidade Web – Cidade de Adamantina - Novembro 2013
Acessibilidade Web – Cidade de Adamantina - Novembro 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Acessibilidade Web – Cidade de Adamantina - Novembro 2013

146

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
146
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Acessibilidade Web – Cidade de Adamantina O projeto “Meu Site Acessível”, onde a ideia é mostrar ao gestor os benefícios de ter um site oficial do município acessível a todos. Como no mês de Julho não teremos a Caravana, mas continuamos a nossa ação com a cidade de Adamantina. Foi realizada uma avaliação da acessibilidade web do site da cidade de XX (http://www.adamantina.sp.gov.br/), e explicamos como se adequar a legislação existente. A necessidade deste projeto vem da pesquisa do consorcio internacional W3C, sobre a adoção dos padrões de acessibilidade web mundial, onde que em 2010, verificou que 98% das páginas de governo e 95% das páginas de governo federais não eram acessíveis nos padrões de acessibilidade mundial. Em 2012, o W3C refez a pesquisa e 95% das páginas de governo e 93% das páginas de governo federais continuavam inacessíveis para as pessoas com deficiência. O município deve se preocupar com a questão da acessibilidade digital, primeiramente devido os números do IBGE em 2010, onde aponta que dos 33.797 cidadãos que reside m na cidade de Adamantina, 9.888 cidadãos se declararam com alguma deficiência (quase 29,1 % da população). Foram 4.575 cidadãos que se declaram com algum tipo de deficiência visual, sendo: 21 pessoas cegas, 846 pessoas que possuem grande dificuldade para enxergar, e 3.708 pessoas com alguma dificuldade em sua visão. Foram 1.689 cidadãos que se declaram com algum tipo de deficiência auditiva, sendo: 45 pessoas surdas, 384 pessoas que possuem grande dificuldade para ouvir, e 1.260 pessoas com alguma dificuldade em sua audição. Foram 3.030 cidadãos que se declaram com algum tipo de deficiência motora, sendo: 239 pessoas que não se locomove (cadeirante), 786 pessoas que possuem grande dificuldade para andar, e 2.005 pessoas com alguma dificuldade em sua locomoção. Foram 594 cidadãos que se declaram com algum tipo de deficiência mental / intelectual. Abaixo a descrição completa da análise da acessibilidade web da cidade de Adamantina: No quesito da Acessibilidade Web, a primeira ação de validação do site, foi utilizando o validador brasileiro DaSilva (WCGA 1.0), onde é possível analisar a acessibilidade web de qualquer site. Ao analisar o site da cidade de Adamantina, não tivemos condição devido o serviço desta ferramenta estar indisponível no momento da análise, não sendo possível saber se o site é ou não acessível, pois o mesmo nos retorna XX erros na Prioridade 1, XX erros na Prioridade 2 e XX erros na Prioridade 3.
  • 2. A segunda ação foi a realizar a mesma validação dos sites, em uma ferramenta da Comunidade Europeia que já utiliza os novos padrões da W3C para acessibilidade web: WCGA 2.0, denominada Access Monitor. Já ao validar o site da cidade de Adamantina, obteve como resultado final, o índice 6.1, não tendo êxito na validação de das prioridades Ae AA. Na prioridade A teve 4 erros, na prioridade AA teve 1 erro, e na prioridade AAA teve 0 erros. A terceira ação foi validar os sites conforme o Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-MAG), e que consiste em um conjunto de recomendações a ser considerado para que o processo de acessibilidade dos sítios e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação. Na analise do site da cidade de Adamantina, tivemos como conclusão preliminar que o site possui 7 erros baseados no e-MAG 3.0. Já a quarta ação que foi realizamos a validação dos códigos dos sites, em especial a Folha de Estilo – CSS e a Marcação do código, sendo que a intenção é que nos retorne como resultado, nenhum erro de validação, possibilitando a utilização do selo de validação de CSS e Marcação conforme os padrões da W3C. O site da cidade de Adamantina, apresentou 0 erros em sua validação de folha de estilo, tendo êxito na validação da Folha de Estilo - CSS. Já na quinta ação, validamos sobre a marcação de como as páginas da web são escritas (HTML), isto é, uma linguagem de programação que informa os navegadores como estruturar e apresentar conteúdo em uma página, fornecendo blocos básicos de construção da web, baseado nos padrões internacionais da W3C. Já ao analisar o site da cidade de São Paulo, a ferramenta da W3C retornou 1 erro e 4 avisos, não tendo êxito na validação da marcação de página. Na sexta ação, utilizamos a ferrame nta de validação da WebAIM, que é uma organização dentro do Centro para Pessoas com Deficiência ( CPD ) em Utah State University, sendo um dos 61 centros universitários de excelência em Deficiências do Desenvolvimento, Ed ucação, Investigação e Serviços, localizado nas principais universidades em todo os Estados Unidos. O CPD apoia as pessoas com deficiências de desenvolvimento através da preparação interdisciplinar e de educação continuada, na prestação de serviços à comunidade, pesquisa e divulgação. Ao analisar o site da cidade de Adamantina, a ferramenta da WebAIM retornou 3 erros e 1 alerta durante a sua validação.
  • 3. Na sétima ação, utilizamos a ferramenta online GTmetrix, que é uma ferramenta muito útil para saber como está o desempenho de seu site, analisando diversos fatores, como problemas com o CSS, Javascript, imagens, cache e compactação das páginas entre outros, que podem influenciar no aumento do tempo de carregamento do site quando os visitantes o acessam. Também apresenta alguns detalhes que podem ajudar os desenvolvedores a solucionar diversos problemas nos sites, sendo que o usuário poderá utilizar um equipamento antigo, conexão discada e até dispositivos móveis. Como resultado a ferramenta utiliza um índice que vai da letra “A” até “F”, sendo a letra “A” o ideal para os sites estarem validados, tanto a respeito do tempo de carregamento e performance do site ao usuário. Ao analisar o site da cidade de Adamantina, tivemos como resultado de Desempenho de velocidade “E” e de Desempenho de carregamento da página “C”. O tempo gasto de carregamento da primeira página foi de 7.05 segundos; o tamanho total da página é de 1.34 MB, com necessidade de fazer 39 requisições do servidor principal para obter todos os elementos da página principal. Conclusão: Levando em consideração cada validação acima, a nosso ver preliminarmente poderíamos falar que o site da cidade de Adamantina, pode ser facilmente corrigido para se tornar acessível e ideal como referência aos demais sites governamentais, lembrando que em uma visão de validação automática. Sendo válido utilizar a metodologia acima para avaliar de forma simples, rápida e sem gastos os quesitos de acessibilidade e usabilidade de um site. Mas o ideal e recomendado a validação de especialista, realizado tanto por pessoas com deficiência, desenvolvedores e usuários leigos, para os mesmos ampliarem esta pequena visão de acessibilidade.

×