• Save

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

A evolução na carreira de Nadal e Federer

on

  • 1,184 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,184
Views on SlideShare
1,152
Embed Views
32

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 32

http://cyberfam.jor.br 32

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

A evolução na carreira de Nadal e Federer A evolução na carreira de Nadal e Federer Presentation Transcript

  • A evolução na carreira de Rafael Nadale Roger Federer:
    x
  • A carreira de Rafael Nadal:
    Rafael NadalParera, nascido em Manacor (Espanha), dia 3 de junho de 1986 é tenista profissional desde 2001.
    Em 2002 Nadalconquistou sua primeira vitória no circuito, se tornando o nono jogador a ganhar uma partida no circuito ATP da era Open com menos de dezesseis anos.
    Já em 2003 estava entre os 50 primeiros da ATP(Associação Profissional do Tenistas)
    Nadal conquistou 42 títulos na carreira, sendo nove GrandSlam. O tenista espanhol se tornou essa semana o nono maior líder da história, com 72 semanas.
    Atualmente o espanhol é o número 1 do mundo.
  • A carreira de Roger Federer:
    Roger Federer, nascido na Basileia (Suíça), dia 8 de agosto de 1981 é tenista profissional desde 1997.
    A carreira do tenista suíço foi fulminante. Em 2004 alcançou a liderança da ATPpela primeira vez.
    O tenista da Basiléia tem números que impressionam: são 65 títulos, 16 de GrandSlam.
    Detém o recorde histórico de 237 semanas consecutivas como número 1 mundial, entre 2 de fevereiro de 2004 e 17 de agosto de 2008.
    Atualmente é o número 2 do mundo.
  • Gráfico demonstrativo: evolução dos tenistas de 2000 até 2010
    Rafael Nadal está em primeiro lugar do ranking com 11,450 pontos. Está garantido no posto até o final da temporada.
    Roger Federer busca atualmente voltar ao primeiro posto. Ele tem 7,645 pontos.
  • Números na ATP por ano:
    Rafael Nadal
    Números na ATP por ano:
    Roger Federer
    2000 - categoria juvenil
    2001 – 811. (17.12.2001)
    2002 – 200. (16.12.2002)
    2003 – 49. (15.12.2003)
    2004 – 51. (20.12.2004)
    2005 - 2. (26.12.2005)
    2006 - 2. (18.12.2006)
    2007 - 2. (31.12.2007)
    2008 - 1. (29.12.2008)
    2009 - 2. (28.12.2009)
    2010 - 1. (22.11.2010)
    2000 - 29. (18.12.2000)
    2001 - 13. (17.12.2001)
    2002 - 6. (16.12.2002)
    2003 - 2. (15.12.2003)
    2004 - 1. (20.12.2004)
    2005 - 1. (26.12.2005)
    2006 - 1. (18.12.2006)
    2007 - 1. (31.12.2007)
    2008 - 2. (29.12.2008)
    2009 - 1. (28.12.2009)
    2010 – 2. (22.11.2010)
  • Entrevista com Cláudia Coutinho:
    A jornalista especializada em Tênis respondeu questões sobre os dois maiores tenistas da última década.
    Cláudia Coutinho falou sobre as carreiras e objetivos dos dois principais tenistas dos últimos tempos. Foram feitas as mesmas perguntas sobre ambos os atletas e a jornalista respondeu como especialista no esporte, já que trabalha com tênis a muito tempo.
    Segunda ela, “Rafael Nadal focou sua temporada em assumir o posto de número 1, em conquistar o título do GrandSlam que lhe faltava e conquistar a série dos principais torneios no saibro europeu. Já o suíço Roger Federer tem se motivado pelos recordes.”
  • Cláudia Coutinho sobre Rafael Nadal:
    Os números mostram que o espanhol desde que entrou no ranking teve um crescimento constante, a que se deve essa evolução permanente?
    O ranking reflete os resultados conquistados em quadra que, por sua vez dependem do nível do tênis apresentado (talento + técnica + físico + emocional), da preparação realizada, do planejamento feito e, é claro, do amadurecimento do próprio jogador.
    Quais os fatores que colocam Nadal atualmente no posto de número 1?
    Exatamente os aspectos já expostos: o talento, a técnica, o físico e o emocional que são arduamente trabalhados pela equipe do espanhol – e não de agora, mas há anos – e o planejamento que mescla períodos de treinos, torneios e descanso de acordo com o objetivo do tenista.
    O atual momento nas quadras é o melhor dele na carreira?
    Com certeza. O Nadal conquistou foi o “Rei no Saibro” ao ganhar os principais torneios neste tipo de piso – Monte Carlo, Roma, Madri e Roland Garros -, voltou a vencer em Wimbledon, conquistou pela primeira vez o título do US Open e vai em busca de mais um título inédito em sua carreira que é o do ATP Finals
    Para o futuro como podemos planejar o ranking do espanhol: uma continuação nessa evolução ou uma queda?
    Ele já é o número 1 e tem como desafio se manter no topo. Seus maiores desafios são conviver com o problema que tem nos joelhos e que o obrigou a ter mais “parcimônia” no calendário de torneios que montou para 2010 e se manter motivado – e como tem 24 anos, deve tirar isso de letra. Como o ranking não depende só dele, Nadal terá que manter seu tênis em alto nível para não ser ultrapassado por Federer e Djokovic e, talvez, Soderling.
  • Cláudia Coutinho sobre Roger Federer:
    Roger Federer é mais constante no ranking, chegou no posto de número 1 e no máximo caiu para terceira posição, a que deve essa constância?  
    O Roger Federer é, sem nenhuma dúvida, um dos mais talentosos tenistas de todos os tempos. Suas vitórias e o número de semanas à frente no ranking se deve a este talento e a todo o trabalho que realiza, envolvendo físico, emocional, planejamento e maturidade. Os recordes em sua carreira refletem isso. Mas, aos 29 anos, é preciso saber quais serão seus objetivos no circuito mundial. Voltar ao topo do ranking? Bater novos recordes no GrandSlam?
    Atualmente o suíço está abaixo do seu normal nas quadras e isso pode ser uma resposta para ele ser o número 2 do mundo?
    Não concordo que esteja abaixo do seu normal. Prefiro dizer que não tem sido tão constante e que Rafael Nadal tem sido mais efetivo na conquista dos títulos importantes. O fato de Federer ser o número 2, 3.805 pontos atrás de Nadal, tem relação com os títulos que cada um conquistou. Nadal focou nos GrandSlam e nos Masters 1000 no saibro. Federer venceu um GrandSlam e um Masters, o de Cincinnati. Mesmo não sendo constante, o Federer ainda é muito bom
    O atual momento nas quadras é o melhor dele na carreira?
    A melhor temporada de Roger Federer foi a de 2006, quando conquistou 12 títulos, entre os quais se destacam três GrandSlam (Austrália, Wimbledon e US Open), três Masters Series (hoje Masters 1000) e ainda o MastersCup.
    Para o futuro como podemos planejar o ranking do suíço: uma continuação nessa evolução ou uma queda?
    Pelo que temos visto, penso que o Federer se manterá motivado mais em função de títulos no GrandSlam do que em ser número 1 ou número 2. No tênis que temos hoje, é visível a diferença dos três primeiros colocados para os demais. Azar do NovakDjokovic que pegou dois talentosos tenistas pela frente e só por isso não chegou à liderança, ainda.
  • Perfil
    • Idade: 24 anos
    • Altura: 1,85m
    • Peso: 85kg
    • Profissionalização: 2001
    • Destro
    • Títulos: 43 na carreira
    • Ranking: número 1
    • Idade: 29 anos
    • Altura: 1,85m
    • Peso: 85kg
    • Profissionalização: 1997
    • Destro
    • Títulos: 65 na carreira
    • Ranking: número 2