Your SlideShare is downloading. ×
0
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Os novos desafios da controladoria no setor energético
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Os novos desafios da controladoria no setor energético

932

Published on

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
932
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Fórum de Planejamento e Custos Ribeirão Preto | 17 de setembro de 2010 Sebastião Henrique R.Gomes
  • 2. As Usinas são conhecidas hoje como produtoras de Açúcar Etanol Energia
  • 3. M as já existe uma nova tendência: Bio Refinaria
  • 4. Como será uma Bio Refinaria? Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Gás Natural Fertilizantes Energia Biogás Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 5. Alimentação Animal Alimentação Humana Portfólio com novos produtos Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Novos Produtos Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 6. Derivados do Etanol Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Biodiesel Hidrogênio Alcoolquímica Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 7. Derivados do Açúcar Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Sucroquímica Diesel Biocombustíveis Biopolímeros Medicamentos Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 8. P&D da Biomassa Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Energia Hidrólise Polímeros PHA Gaseificação Etanol Gás de Síntese Diesel NH 3 Metanol Lignina Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 9. Portfólio do Futuro Cana de Açúcar Vinhaça Levedura Etanol Açúcar Biomassa Gás Natural Fertilizantes Energia Biogás Biodiesel Hidrogênio Alcoolquímica Novos Produtos Sucroquímica Energia Hidrólise Polímeros PHA Gaseificação Diesel Biocombustíveis Biopolímeros Medicamentos Etanol Gás de Síntese Diesel NH 3 Metanol Lignina Tecnologia Madura Tecnologia em Crescimento Tecnologia Embrionária
  • 10. Segmentos e Processos Matriz energética de um complexo industrial Açúcar Etanol Energia Indústria Alimentícia Indústria Farmacêutica Indústria Têxtil Indústria Fertilizantes Indústria Química Combustíveis Energia Renovável Hidrólise Novas Leveduras Biotecnologia Variedades Especialistas Novos Processos Gaseificação
  • 11. Perseverança Resistência Determinação NECESSIDADES JUSTIFICATIVAS + - Começo Fim Falta de tempo Atrasos de Outros Mudanças Visão de processo:
  • 12. Recursos Visão Moderna de Apuração de Custos <ul><li>Pessoas </li></ul><ul><li>Equipamentos </li></ul><ul><li>Veículos </li></ul><ul><li>Imóveis Próprios </li></ul><ul><li>Imóveis Locados </li></ul><ul><li>Ativos Biológicos </li></ul><ul><li>Materiais </li></ul><ul><li>Insumos de produção </li></ul><ul><li>Combustíveis </li></ul><ul><li>Serviços de Terceiros </li></ul><ul><li>Preparo de Solo </li></ul><ul><li>Plantio </li></ul><ul><li>Tratos Culturais </li></ul><ul><li>Corte </li></ul><ul><li>Carregamento </li></ul><ul><li>Transporte </li></ul><ul><li>Irrigação </li></ul><ul><li>Manutenção de Equip. e Veículos </li></ul><ul><li>Serviços em áreas de Terceiros </li></ul><ul><li>Hectares </li></ul><ul><li>Kgs </li></ul><ul><li>Toneladas </li></ul><ul><li>R$ Totais </li></ul><ul><li>R$ Unitários </li></ul><ul><li>R$ por ART ou por Ton. </li></ul>Atividades Cálculos
  • 13. Operacional Quem faz o que nesta visão ? <ul><li>Horas </li></ul><ul><li>Quantidades </li></ul><ul><li>Áreas </li></ul><ul><li>Novos Projetos </li></ul><ul><li>Novos investimentos </li></ul><ul><li>Preços </li></ul><ul><li>Valores monetários </li></ul><ul><li>Indicadores </li></ul><ul><li>Pesquisas </li></ul><ul><li>Análises </li></ul><ul><li>Estratégias </li></ul><ul><li>Diretrizes </li></ul><ul><li>Metas </li></ul><ul><li>Bônus </li></ul><ul><li>Aprovações </li></ul>Administrativo Conselho
  • 14. <ul><li>Visão de Processo </li></ul><ul><li>Integração e coesão da equipe </li></ul><ul><li>Gerenciamento do tempo da equipe </li></ul><ul><li>Política de “Meritocracia” </li></ul><ul><li>Justificar o seu próprio custo </li></ul><ul><li>Gestão dos recursos adequados e do conhecimento </li></ul><ul><li>A seleção de ferramentas adequadas </li></ul><ul><li>Mensurar os benefícios </li></ul><ul><li>Segregar as atividades estratégicas das transacionais - CSC </li></ul>
  • 15. Defina metas pessoais, mantenha-as sempre à sua frente, e certamente você atingirá os seus objetivos e sonhos. Obrigado! [email_address] B aixe essa apresentação no site: www.garimpodeideias.com.br

×