1
Sistema Circulatório
Profa. Rosimar Costa Penido
Definição
O Sistema Circulatório é um sistema
fechado, sem comunicação ...
2
Funções do Sistema
Circulatório
Transporte de calor: o sangue
também é utilizado na distribuição
homogênea de calor pela...
3
Morfologia Externa
O coração tem a forma aproximada de
um cone truncado, apresentando uma
base, um ápice e 3 faces
(este...
4
Morfologia
Interna
1. Átrio Direito
2. Valva Tricúspide
3. Ventrículo Direito (via de
entrada)
4. Ventrículo Direito (vi...
5
Esqueleto Cardíaco
Consiste de uma massa contínua de
tecido conjuntivo fibroso que circunda
os Óstios Ventrículares e os...
6
Circulação Pulmonar
Inicia-se no Ventrículo Direito, de onde
o sangue carregado de Co2 é
bombeado para a rede capilar do...
7
Circulação pulmonar e circulação sistêmica
Circulação pulmonar:
Ventrículo direito artéria pulmonar pulmões
veias pulmon...
8
Irrigação Cardíaca Vasos Sangüíneos
Artérias e Circulação Arterial
São tubos cilíndricos elásticos onde o
sangue circula...
9
Ramos
Terminais: quando ao originar os
ramos , o tronco principal deixa de
existir
Colaterais: a artéria emite ramos sem...
10
Veias
Morfologia
Veias - Morfologia e Classificação
Estrutura Morfológica
Possuem válvulas, que são pregas membranosas
...
11
Circulação
Venosa
VASOS SANGÜÍNEOS
Vasos Linfáticos e Circulação
Linfática
O Sistema Linfático é formado por órgãos
esp...
12
Assim como os vasos sangüíneos , os
vasos linfáticos possuem um sistema
de válvulas que impede o retorno da
linfa aos c...
13
Medula Óssea
Localizada no interior dos ossos e
responsável pela produção de
células sangüíneas ( Eritrócitos e
Leucóci...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Sistema circulatório

938

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
938
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Sistema circulatório"

  1. 1. 1 Sistema Circulatório Profa. Rosimar Costa Penido Definição O Sistema Circulatório é um sistema fechado, sem comunicação com o meio externo ao corpo, constituído por tubos (vasos e artérias) por onde circula o sangue e a linfa. É constituído ainda por órgãos propulsores (coração) e formadores (medula óssea e órgãos linfóides) Termos Comuns Angiologia - (do grego angeion = vaso) é o estudo dos vasos que formam o Sistema Circulatório Cardiologia- ( do grego kardia = coração) é o estudo do sistema cardíaco e seus componentes Linfa - (do latim lympha = água) Funções do Sistema Circulatório Transporte de nutrientes absorvidos pela alimentação. Transporte de O2 e CO2 Transporte de resíduos metabólicos celulares Transporte de células de defesa (Sistema Imune) Transporte de produtos endógenos (glandulares) Hormônios
  2. 2. 2 Funções do Sistema Circulatório Transporte de calor: o sangue também é utilizado na distribuição homogênea de calor pelas diversas partes do organismo, colaborando na manutenção de uma temperatura adequada em todas as regiões. Coagulação sangüínea:plaquetas, e megacariócito, fatores de coagulação com função na coagulação sangüínea. O Sistema circulatório pode ser divido em: 1-Sistema Sangüíneo: formado pelo coração, vasos , veias e capilares sangüíneo, onde circula o sangue. 2-Sistema Linfático: formado pelos órgãos linfóides (linfonodos e tonsilas) e capilares, vasos e troncos linfáticos, onde circula a linfa. 3-Sistema Hemopoiético ou Hematopoiético: formado pelos órgãos linfóides (Timo e Baço) e pela medula óssea, são os formadores das células sangüíneas. Sistema Sangüíneo - Coração Órgão muscular oco, que funciona como uma bomba contrátil-propulsora e é constituído por 3 camadas distintas: Pericárdio: camada serosa que reveste externamente o coração Miocárdio: camda intemediária , formada por tecido muscular especializado Endocárdio: camada interna, que somada ao endotélio, revestem internamente o coração Localização Situado na cavidade torácica, atrás do osso esterno, acima do m. diafragma, no espaço compreendido entre os dois sacos pleurais (mediastino). A maior porção se encontra à esquerda do plano mediano sagital, disposta de tal forma que a base fica medial e o ápice lateral.
  3. 3. 3 Morfologia Externa O coração tem a forma aproximada de um cone truncado, apresentando uma base, um ápice e 3 faces (esternocostal, diafragmática e pulmonar) A base não tem uma área bem delimitada por causa dos grandes vasos localizados na mesma. Coração - Morfologia Morfologia Interna O septo átrio-ventricular divide o coração em duas porções, superior e inferior. O septo inter-atrial divide a porção superior em duas câmaras, os Átrios Direito e o Esquerdo.Cada átrio possui uma Aurícula (apêndice em forma de orelha) O septo inter-ventricular divide a porção inferior em duas câmaras, os Ventrículos Direito e Esquerdo. O septo Átrio-ventricular possui dois orifícios chamados Óstios Átrio- ventriculares direito e esquerdo. Os Óstios Átrio-ventriculares possuem dispositivos capazes de permitir a passagem de sangue somente do átrio para o ventrículo do mesmo lado. São as Valvas Átrio- ventriculares Valva Tricúspide - direita - 3 válvulas Valva Mitral - direita - 2 válvulas
  4. 4. 4 Morfologia Interna 1. Átrio Direito 2. Valva Tricúspide 3. Ventrículo Direito (via de entrada) 4. Ventrículo Direito (via de saída) 5. Valva Pulmonar 6. Artéria Pulmonar 7. Átrio Esquerdo 8. Septo Interventricular 9. Ventrículo esquerdo 10. Valva Mitral 11. Aorta Vasos da Base Átrio Direito - desembocam as Veias Cavas Superior e Inferior Átrio Esquerdo - desembocam as Veias Pulmonares (são 4 - 2 de cada pulmão) Ventrículo Direito - sai o Tronco Pulmonar que se bifurca nas Artérias Pulmonares Direita e Esquerda Ventrículo Esquerdo - Artéria Aorta (Arco Aórtico) Ventrículo Direito - no orifício de saída do Tronco Pulmonar existe um dispositivo que impede o retorno do sangue por ocasião do enchimento do ventrículo, é a Valva Pulmonar. Ventrículo Esquerdo, da mesma forma que no direito existe na saída da Artéria Aorta uma valva chamada Valva Aórtica. Cada uma dessas valva é constituída por 3 válvulas semilunares. Vasos da Base
  5. 5. 5 Esqueleto Cardíaco Consiste de uma massa contínua de tecido conjuntivo fibroso que circunda os Óstios Ventrículares e os Óstios do Tronco Pulmonar e da Aorta. Nele se Inserem as Valvas dos orifícios Átrio-ventriculares e dos orifícios Arteriais, além de camadas musculares. Sistema de condução O controle da atividade cardíaca é regulada pelo Vago (inibindo) e pelo Simpático (estimulando). Estes nervos agem sobre o Nó Sinu-atrial (localizado na parede do átrio direito), o impulso nervoso segue pelo miocárdio por contração até o Nó Átrio-ventricular (porção inferior do septo inter-atrial) e se propaga aos ventrículos através do Feixe Átrio-ventricular. Este na região superior do septo inter-ventricular divide-se em Ramo Direito e Esquerdo levando o impulso elétrico até o miocárdio dos ventrículos Circulação do Sangue É a passagem do sangue através dos vasos e do coração. No organismo vivo ocorrem 4 tipos de circulação sangüínea: Circulação Pulmonar Circulação Sistêmica Circulação Portal Circulação Colateral
  6. 6. 6 Circulação Pulmonar Inicia-se no Ventrículo Direito, de onde o sangue carregado de Co2 é bombeado para a rede capilar dos pulmões através do Tronco Pulmonar. Após a Hematose (troca gasosa de Co2 por O2), o sangue oxigenado retorna ao Átrio Esquerdo através das Veias Pulmonares. É uma circulação Coração-pulmão- coração Circulação Sistêmica Inicia-se no Ventrículo Esquerdo, de onde o sangue oxigenado é bombeado para a rede capilar dos tecidos de todo o organismo através da Artéria Aorta. Após a troca capilar o sangue carregado de resíduos e de Co2 retorna ao Átrio Direito através das Veias Cavas Superior e Inferior. É uma circulação Coração-tecidos- coração Circulação Portal Nesse tipo de circulação, uma veia interpõe-se entre duas redes de capilares, sem passar por um órgão intermediário. Ocorre por exemplo na circulação portal- hepática, provida de uma rede capilar do intestino e outra de capilares sinusóides no fígado, ficando a Veia Porta interposta entre as duas redes capilares. Também ocorre circulação portal na Hipófise Circulação Colateral A circulação colateral é um mecanismo de defesa do organismo para suprir (irrigando ou drenando) através de anastomoses capilares, quando ocorre obstrução de veias ou artérias de relativo calibre.
  7. 7. 7 Circulação pulmonar e circulação sistêmica Circulação pulmonar: Ventrículo direito artéria pulmonar pulmões veias pulmonares átrio esquerdo. Circulação sistêmica: Ventrículo esquerdo artéria aorta sistemas corporais veias cavas átrio direito. Ciclo Cardíaco Sístole Cardíaca - é a contração ventrícular do coração (Ventrículo Esquerdo) Diástole Cardíaca - é a dilatação do Ventrículo Esquerdo - repouso. A Pressão sistólica e a diastólica se refletem nas artérias e se mantém em valores aproximados ao do coração. Pode ser “medida”em valores universais.(mm de Mercúrio). No indivíduo jovem e saudável a média é de 120/80 mm de mercúrio. As câmaras cardíacas contraem-se e dilatam-se alternadamente 70 vezes por minuto, em média. O processo de contração de cada câmara do miocárdio (músculo cardíaco) denomina-se sístole. O relaxamento, que acontece entre uma sístole e a seguinte, é a diástole. Irrigação Cardíaca Artérias: são responsáveis pela irrigação sangüínea do músculo cardíaco. Artéria Coronária Direita Artéria Coronária Esquerda. Veias: são responsáveis pelo retorno venoso do sangue que irrigou o miocárdio Veias Cardíacas anteriores Veias do Seio Coronário
  8. 8. 8 Irrigação Cardíaca Vasos Sangüíneos Artérias e Circulação Arterial São tubos cilíndricos elásticos onde o sangue circula centrifugamente em relação ao coração. No cadáver apresentam-se com cor branca-amarelada, no vivente é difícil distingui-las pois sua coloração se confunde com os tecidos circunvizinhos. Artérias Morfologia Classificação Calibre e função Grande calibre - por sua estrutura morfológica e função também podem ser chamadas de Elásticas. Ex. Aorta. Médio calibre - Musculares ou Distribuidoras É desse tipo a maioria das artérias do corpo. Pequeno calibre e arteríolas - oferecem maior resitência ao fluxo sanguíneo, reduzindo dessa forma a tensão capilar.
  9. 9. 9 Ramos Terminais: quando ao originar os ramos , o tronco principal deixa de existir Colaterais: a artéria emite ramos sem deixar de existir o tronco principal. Recorrente: quando o ramo colateral forma um ângulo obtuso em relação ao tronco principal e o sangue flui em sentido oposto ao da artéria principal Localização Superficiais: estão mais próximas à pele.Um exemplo de Artéria Superficial com aplicação médica é a artéria radial, usada para se aferir a pulsação e a pressão arterial. Profundas: a maioria das artérias é profunda. Circulação Arterial Veia e Circulação Venosas São tubos cilíndricos onde o sangue circula centriptamente em relação ao coração. No cadáver apresentam-se com cor branca-amarelada, no vivente têm cor azul-escura porque suas finas paredes deixam transparecer o sangue que nelas circula.
  10. 10. 10 Veias Morfologia Veias - Morfologia e Classificação Estrutura Morfológica Possuem válvulas, que são pregas membranosas na parede interna da veia em forma de bolso. São constituídas por uma borda aderente e outra livre. (voltada em direção ao coração). Sua função é impedir o retorno do sangue para a parte anterior da veia pela ação da gravidade. Classificação quanto à Forma Cilíndricas:quando cheias de sangue Achatadas:quando menos cheias de sangue Localização Superficiais: ou Cutâneas, atuam no rápido esvaziamento de veias musculares durante a contração dos mesmos. Não acompanham as artérias. Profundas: podem ser Solitárias (quando não acompanham as artérias , ou Satélites, quando as acompanham. Viscerais: veias do tronco que drenam as vísceras Parietais: veias da cabeça que drenam o segmento nomeado. Calibre e função Grande calibre : transportam grande volume sanguíneo Médio calibre transportam relativo volume sanguíneo Pequeno calibre e vênulas : pouco volume sanguíneo (Anastomose) Tributárias: ou Afluentes: assim como os rios, as veias recebem numerosas veias que são chamadas tributárias ou afluentes.
  11. 11. 11 Circulação Venosa VASOS SANGÜÍNEOS Vasos Linfáticos e Circulação Linfática O Sistema Linfático é formado por órgãos especializados e também por uma rede de vasos responsáveis pela drenagem de líquido extra-celular proveniente do escape nos capilares sangüíneos. Nele circula a linfa, que é carregada dos capilares linfáticos, em direção aos linfáticos e depois aos tronos linfáticos de onde é levada à veias de médio ou grande calibre.
  12. 12. 12 Assim como os vasos sangüíneos , os vasos linfáticos possuem um sistema de válvulas que impede o retorno da linfa aos capilares. Os vasos linfático possuem fundo cego e não possuem anastomoses. São ausentes nos sistemas nervos central, medula óssea, músculos esqueléticos, e em tecidos avasculares. Estão associados a estruturas especializadas denominadas linfonodos. Órgãos Linfóides. Baço: Situado no lado esquerdo da cavidade abdominal. Responsável pela lise das hemácias Timo: Situado sobre o coração, parte torácico e parte próximo ao pescoço. Responsável pela maturação dos linfócitos Linfonodos e Tonsilas: localizados entre os vasos linfáticos, servem de barreira ou filtro à entrada de microorganismos, toxinas no corpo. Baço Circulação Linfática
  13. 13. 13 Medula Óssea Localizada no interior dos ossos e responsável pela produção de células sangüíneas ( Eritrócitos e Leucócitos)

×