Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação ieTIC2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação ieTIC2012

225

Published on

Apresentação da conferência ieTIC 2012 do artigo "As Redes Sociais na Internet: uma ferramenta de integração cultural no ensino"

Apresentação da conferência ieTIC 2012 do artigo "As Redes Sociais na Internet: uma ferramenta de integração cultural no ensino"

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
225
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Projeto de integração de alunos estrangeiros na escola:aulas de reforço de Portuguêsparaosalunosrecém-chegados com dificuldades no idioma
  • Fase Reflexiva:Pressupõe uma revisão bibliográfica sobre os principais tópicos da investigação, que deu lugar ao marco teórico do trabalho, no qual foram abordados vários tópicosFase de Desenho:Planificação da actuação perante a investigação. Definição da estratégia da investigação de acordo com a formação e experiência do investigador, o objecto de estudo, metodologia e técnicas de recolha e análise de dados, e desde a perspectiva a partir das quais foram elaboradas as conclusões da investigação.Análise do contexto: tomou contacto com a realidade da escola, os alunos estrangeiros que poderiam vir a ser implicados no estudo e os professores envolvidos.TRABALHO DE CAMPOFase Analítica: análise de toda a informação recolhida através de vários processos, como categorização, classificação, ...Fase Informativa: Após a análise com os professores orientadores, foi feita novamente a triangulação de toda a informação, após a qual se estabeleceram as conclusões ou propostas de melhoria mais significativas obtidas a partir do estudo.
  • as medidas mais evidentes de integração esgotam-se no apoio linguístico.nos alunos a utilização do computador na escola, é deixada para segundo plano, em detrimento da sua utilização em casa
  • Redessocisutilizadastambémpara a integração, através de conhecerpessoasdesde 43 amigos atémais 1000 amigosTanto o professor comoosalunosestãoconscientes das questões de segurançaque as redesimplicam
  • Redessocisutilizadastambémpara a integração, através de conhecerpessoasdesde 43 amigos atémais 1000 amigosTanto o professor comoosalunosestãoconscientes das questões de segurançaque as redesimplicam
  • 1Todos os alunos tem computador e InternetMuitasactividadesrecorremàs TICUtilizam com elevadafrequência as redessociais2Elevadonúmero de amigos, mas valorizam o contactopessoalEncaradas com seriedade e com precauções de segurançaReconhecem as suaspotencialidades no ensino, apesar de nãoteremaindaideiasconcretas de como as utilizar
  • 1Vivemosnumaépocaemconstantemudança, emquetudo se sabe e sabe-se rápidamente2Exige-se dos cidadãosquedominem as TIC, correndoestes o risco de seremexlcuídos da sociedade se não o fizerem.3Cadavezmais as instituições de ensinoapresentam um pluralismoculturalAs instituiões de ensinodevemmobilizarrecursos. As redessociaispodemser um destesrecursos.Asredespermitemestenderoscontextos de sociabilização dos cidadãos
  • As Redes Sociais na Internet proporcionam uma nova forma de partilhar conhecimento e por sua vez de promoverem a integração. Não aproveitarmos esta oportunidade será porventura, um dos maiores erros que deixaremos às gerações futuras e o virar costas, ao que de melhor a tecnologia nos tem para oferecer. É urgente sensibilizar os professores para este fenómeno e para as consequências da sua utilização.Só com uma reflexão profunda sobre este fenómeno é que se poderão desenhar metodologias concretas que utilizem as redes sociais em prol do ensino e em particular dos alunos estrangeiros em fase de integração.Este estudo é um primeiro passo. Resta-nos abraçar o futuro com o espírito aberto e de uma forma inovadora, pois ainda há muito para investigar neste campo.
  • Transcript

    • 1. As Redes Sociais na Internet: uma ferramenta de integração cultural no ensino Social Networks on the Internet: a tool for cultural integration in education
    • 2. Agenda• Objectivos• Mapa conceptual• Metodologia• Contexto do estudo• Análise de resultados• Conclusões• Reflexão H u g o M á r t i r e s |
    • 3. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão • Geral – Perceber qual o contributo que as redes sociais na Internet podem dar ao ensino e aos agentes educativos, na integração de alunos estrangeiros • Específicos 1. Identificar os obstáculos e apoios que os alunos têm na utilização das novas tecnologias 2. Deduzir se as redes sociais podem contribuir para a integração dos alunos H u g o M á r t i r e s |
    • 4. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão Cultura de origem Redes Alunos Sociais estrangeiros Integração Cultura de Social Escolar acolhimento Professores H u g o M á r t i r e s |
    • 5. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão • Estudo qualitativo – Campo de trabalho: • Escola Secundária Drª Laura Ayres • Quarteira, Algarve • Estudo de caso – Projeto de integração de alunos estrangeiros na escola H u g o M á r t i r e s |
    • 6. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão Fase de reflexão----- Fase de desenho Análise do contexto Observação participante Estudo de Caso Entrevistas Entrevista alunos professor Fase Analítica--- Fase Informativa H u g o M á r t i r e s |
    • 7. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão • Escola Secundária Dr.ª Laura Ayres – Cidade de Quarteira • raízes numa comunidade agropiscatória • significativo crescimento demográfico fruto de diferentes movimentos migratórios – População escolar • pluralidade de naturalidades, nacionalidades e culturas • 22 nacionalidades diferentes Ano lectivo 2009/10 Escola Secundária Dr.ª Laura Ayres Nº de Professores 101 Nº de Alunos 1163 100% Nº de Alunos estrangeiros 236 20,3% Média de alunos estrangeiros das escolas do Algarve* 10,4% *último relatório da Direção Regional de Educação do Algarve (2009) • Nota: muitos alunos portugueses de famílias de origem estrangeira H u g o M á r t i r e s |
    • 8. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão Alunos revelam dificuldades linguísticas As TIC são parte fundamental nas atividades de integração • Formação do professor na área das TIC • Professor promove a utilização das TIC nas suas catividades na escola e em casa • Plataforma moodle é a base do projeto • Utilização de diversos recursos e metodologias (Fichas, páginas na Internet, jogos, ...) • Traduções no Google • Alunos revelam destreza na utilização da Internet • Acesso às TIC facilitado pelo programa e-escolas H u g o M á r t i r e s |
    • 9. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão Redes • Alunos - Utilização “massiva” e frequente Sociais • Elevado nº de amigos • Preferem o contacto pessoal • Conhecer pessoas ajuda na integração • Professor – conhece mas ainda é uma novidade • Recebe convites dos alunos • Visita as redes com os alunos para fazer a ponte cultural • Reconhece vantagens • Partilha de conhecimento, escola universal H u g o M á r t i r e s |
    • 10. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão Segurança nas redes levada em conta • Alunos – conscientes dos perigos • “Quem está do outro lado?” • Conhecem histórias de amigos • Protegem de alguma forma os seus dados • Professor • Supervisão dos pais • Sensibilização dos professores para a partilha de dados H u g o M á r t i r e s |
    • 11. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão • Forte apoio no acesso às TIC – Todos os alunos têm acesso a computadores e Internet – Atividades com recurso às TIC (dentro e fora do espaço escolar) – Redes sociais: Taxa de utilização elevada Objetivo 1 Identificar os obstáculos e apoios que os alunos têm na utilização das novas tecnologias • Redes de contacto estabelecidas nas redes sociais – Valorizado o contacto pessoal – Precauções de segurança – Reconhecimento de potencialidades a explorar Objetivo 2 Deduzir se as redes sociais podem contribuir para a integração dos alunos H u g o M á r t i r e s |
    • 12. Objectivos | Mapa conceptual | Metodologia | Contexto do Estudo | Análise de Resultados | Conclusões | Reflexão • Sociedade atual – Globalização – Sociedade do Conhecimento e da Informação • Competência Digital – As TIC como agregadoras de Meios de Comunicação – Integração Social (eInclusão / Digital divide) • Interculturalidade – Temática emergente e fundamental no trabalho docente – Mobilização de recursos tecnológicos para a integração – Novos espaços de sociabilização e aculturação H u g o M á r t i r e s |
    • 13. Obrigado pela atenção! “Facebook was not originally created to be a company. It was built to accomplish a social mission - to make the world more open and connected.” Mark Zuckerberg 01 de fevereiro de 2012 http://hmartires.blogspot.com/ hmartires@sapo.pt H u g o M á r t i r e s |

    ×