O estudo da história    1º ano - 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

O estudo da história 1º ano - 2013

on

  • 2,063 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,063
Views on SlideShare
2,063
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
22
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

O estudo da história 1º ano - 2013 Presentation Transcript

  • 1. O Estudo da História:
  • 2. • A História é a ciência que estuda a vida humana através do tempo: estuda o que os homens fizeram, pensaram ou sentiram enquanto seres sociais.• O Processo de transformação onde todos os homens são agentes das constantes mudanças que ocorrem é chamado de processo histórico.
  • 3. • Os gregos foram os primeiros a usar o termo História que significava: aquele que sabe, aquele que testemunhou com seus próprios olhos os acontecimentos.
  • 4. • Realidade histórica: conjunto dos fenômenos pelos quais se manifestou, se manifesta ou se manifestará a vida da humanidade.• Conhecimento histórico: a observação subjetiva da realidade pelo historiador.• Obra histórica: o registro da observação da realidade feita pelo historiador num relato escrito.
  • 5. FONTES HISTÓRICAS:• As fontes históricas podem ser:• vestígios (documento) que permitem a reconstituição do passado.• arqueológicas: restos de animais, utensílios, fósseis, ruínas de templos, palácios e túmulos, esculturas, pinturas, cerâmicas, moedas, medalhas, armas, etc.
  • 6. • escritas: códigos, decretos, tratados, constituições, leis, editais, relatórios, registros civis, memórias, crônicas, etc.• orais: tradições, lendas, mitos, fábulas, narrações poéticas, canções populares, etc.
  • 7. Escavação arqueológica:
  • 8. Fonte Escrita:
  • 9. Fóssil Humano:
  • 10. Monalisa:
  • 11. Fonte Arquitetônica: As Pirâmides:
  • 12. Cerâmica Marajoara:
  • 13. FATO HISTÓRICO:• O fato histórico é o objeto de estudo da História.• Ele é singular (único), irreversível e de repercussão social.
  • 14. PERIODIZAÇÃO HISTÓRICA:• Tradicionalmente a divisão para estudos é feita assim:• Pré-História e História.• A Pré-História está dividida em: I. Período Paleolítico. II. Período Neolítico.• III. Idade dos Metais
  • 15. A História está dividida em:• Idade Antiga: da invenção da escrita (4.000 a.C.) até a queda do império romano (476). Idade Média: da queda do império romano (476) até a tomada de Constantinopla (1453).
  • 16. • Idade Moderna: da tomada de Constantinopla (1453) até a Revolução Francesa (1789).• Idade Contemporânea: da Revolução Francesa (1789) até os dias atuais.
  • 17. O Papa Gregório XIII:
  • 18. Os calendários:• Todos os calendários se baseiam nos movimentos aparentes dos dois astros mais brilhantes do céu: o Sol e a Lua , para determinar as unidades de tempo: dia, mês e ano. ano é o período de tempo necessário para que a Terra faça um giro ao redor do Sol - cerca de 365 dias e seis horas. Esse número fracionário exige que se intercale dias periodicamente, a fim de fazer com que os calendários coincidam com as estações. No calendário gregoriano, usado na maior parte do mundo, um ano comum compreende 365 dias, mas a cada quatro anos há um ano de 366 dias - o
  • 19. • No calendário gregoriano os anos começam a ser contados a partir do nascimento de Jesus Cristo, em função da data calculada, no ano 525 da era cristã, pelo historiador Dionísio o Pequeno. Todavia, seus cálculos não estavam corretos, pois é mais provável que Jesus Cristo tenha nascido quatro ou cinco anos antes, no ano 749 da fundação de Roma, e não no 753, como sugeriu Dionísio, ou seja, no ano 4 a.C.
  • 20. Calendário Gregoriano:
  • 21. Calendário Chinês:
  • 22. • O calendário chinês combina o ciclo solar com os ciclos lunares, sendo, portanto, lunissolar. A cada 12 anos completa-se um ciclo, dentro do qual cada ano recebe o nome de um dos 12 animais correspondentes ao horóscopo chinês: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco.
  • 23. Calendário judaico:
  • 24. • O início da contagem do calendário judaico se refere à criação do mundo.• O calendário judaico, diferentemente do gregoriano, é baseado no movimento lunar. Onde cada mês se inicia com a lua nova (quando é possível visualizar o primeiro reflexo de luz sobre a superfície lunar). Antigamente o calendário era determinado simplesmente por observação.
  • 25. • O grande problema com o calendário lunar é que se compararmos com o calendário gregoriano, termos em um ano solar 12,4 meses lunares, o que ocorre uma diferença a cada ano de aproximadamente 11 dias, para compensar esta diferença ocasionalmente e acrescentado um mês inteiro (Adar II)
  • 26. Calendário muçulmano:
  • 27. O calendário islâmico é um calendário baseado no ciclo lunar e composto por doze meses de 29 ou 30 dias com um total de cerca de 354 dias. A origem deste calendário é Hégira que foi a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622.O ano Islâmico é composto de 12 meses lunares e forma ciclos de 30 anos, dos quais são bissextos o 2°, o 5°, o 7°, o 10°, o 13°, o 16°, o 18°, o 21°, o 24°, o 26° e o 29°. Os anos do calendário Muçulmano comuns têm 354 dias e os bissextos, 355; nestes, o último mês possui um dia adicional.
  • 28. • Os muçulmanos consideram o sol do início de um novo dia e sexta-feira é o dia santo. 12 meses islâmicos são: Muharram, Safar, rabi I, rabi II, Jumada Jumada I e II, Rajab, Chaabane, Ramadan, caindo chawaal, Dhul, Dhul Hajj.
  • 29. • O nono mês, o Ramadã, é muito especial para os muçulmanos, ele é dedicado à devoção a Deus, ao amor e às boas obras. O jejum durante o dia é uma das obrigações nesse período.