• Like
O estudo da história    1º ano - 2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

O estudo da história 1º ano - 2012

  • 6,648 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
6,648
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
98
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O Estudo da História:
  • 2.
    • A História é a ciência que estuda a vida humana através do tempo: estuda o que os homens fizeram, pensaram ou sentiram enquanto seres sociais.
    • O Processo de transformação onde todos os homens são agentes das constantes mudanças que ocorrem é chamado de processo histórico.
  • 3.
    • Os gregos foram os primeiros a usar o termo História que significava: aquele que sabe, aquele que testemunhou com seus próprios olhos os acontecimentos.
  • 4.
    • Realidade histórica: conjunto dos fenômenos pelos quais se manifestou, se manifesta ou se manifestará a vida da humanidade.
    • Conhecimento histórico: a observação subjetiva da realidade pelo historiador.
    • Obra histórica: o registro da observação da realidade feita pelo historiador  num relato escrito.
  • 5. FONTES HISTÓRICAS:
    • As fontes históricas podem ser:
    • vestígios (documento) que permitem a reconstituição do passado.
    • arqueológicas: restos de animais, utensílios, fósseis, ruínas de templos, palácios e túmulos, esculturas, pinturas, cerâmicas, moedas, medalhas, armas, etc.
  • 6.
    • escritas: códigos, decretos, tratados, constituições, leis, editais, relatórios, registros civis, memórias, crônicas, etc.
    • orais: tradições, lendas, mitos, fábulas, narrações poéticas, canções populares, etc.
  • 7. Escavação arqueológica:
  • 8. Fonte Escrita:
  • 9. Fóssil Humano:
  • 10. Monalisa:
  • 11. Fonte Arquitetônica: As Pirâmides:
  • 12. Cerâmica Marajoara:
  • 13. FATO HISTÓRICO:
    • O fato histórico é o objeto de estudo da História.
    • Ele é singular (único), irreversível e de repercussão social.
  • 14. PERIODIZAÇÃO HISTÓRICA:
    • Tradicionalmente a divisão para estudos é feita assim:
    • Pré-História e História.
    • A Pré-História está dividida em: I. Período Paleolítico. II. Período Neolítico.
    • III. Idade dos Metais
  • 15. A História está dividida em:
    • Idade Antiga : da invenção da escrita (4.000 a.C.) até a queda do império romano (476). Idade Média : da queda do império romano (476) até a tomada de Constantinopla (1453).
  • 16.
    • Idade Moderna : da tomada de Constantinopla (1453) até a Revolução Francesa (1789).
    • Idade Contemporânea : da Revolução Francesa (1789) até os dias atuais.
  • 17.  
  • 18.  
  • 19. O Papa Gregório XIII:
  • 20. Os calendários:
    • Todos os calendários se baseiam nos movimentos aparentes dos dois astros mais brilhantes do céu: o Sol e a Lua , para determinar as unidades de tempo: dia , mês e ano . ano é o período de tempo necessário para que a Terra faça um giro ao redor do Sol - cerca de 365 dias e seis horas. Esse número fracionário exige que se intercale dias periodicamente, a fim de fazer com que os calendários coincidam com as estações. No calendário gregoriano, usado na maior parte do mundo, um ano comum compreende 365 dias, mas a cada quatro anos há um ano de 366 dias - o chamado ano bissexto, em que o mês de fevereiro passa a ter 29 dias.
  • 21.
    • No calendário gregoriano os anos começam a ser contados a partir do nascimento de Jesus Cristo, em função da data calculada, no ano 525 da era cristã, pelo historiador Dionísio o Pequeno. Todavia, seus cálculos não estavam corretos, pois é mais provável que Jesus Cristo tenha nascido quatro ou cinco anos antes, no ano 749 da fundação de Roma, e não no 753, como sugeriu Dionísio, ou seja, no ano 4 a.C.
  • 22. Calendário Gregoriano:
  • 23. Calendário Chinês:
  • 24.
    • O calendário chinês combina o ciclo solar com os ciclos lunares, sendo, portanto, lunissolar. A cada 12 anos completa-se um ciclo, dentro do qual cada ano recebe o nome de um dos 12 animais correspondentes ao horóscopo chinês: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco.
  • 25. Calendário judaico :
  • 26.
    • O início da contagem do calendário judaico se refere à criação do mundo.
    • O calendário judaico, diferentemente do gregoriano, é baseado no movimento lunar. Onde cada mês se inicia com a lua nova (quando é possível visualizar o primeiro reflexo de luz sobre a superfície lunar). Antigamente o calendário era determinado simplesmente por observação.
  • 27.
    • O grande problema com o calendário lunar é que se compararmos com o calendário gregoriano, termos em um ano solar 12,4 meses lunares, o que ocorre uma diferença a cada ano de aproximadamente 11 dias, para compensar esta diferença ocasionalmente e acrescentado um mês inteiro (Adar II)
  • 28. Calendário muçulmano :
  • 29.
    • O calendário islâmico é um calendário baseado no ciclo lunar e composto por doze meses de 29 ou 30 dias com um total de cerca de 354 dias. A origem deste calendário é Hégira que foi a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622.
    • O ano Islâmico é composto de 12 meses lunares e forma ciclos de 30 anos, dos quais são bissextos o 2°, o 5°, o 7°, o 10°, o 13°, o 16°, o 18°, o 21°, o 24°, o 26° e o 29°. Os anos do calendário Muçulmano comuns têm 354 dias e os bissextos, 355; nestes, o último mês possui um dia adicional. À exceção desse caso, os meses têm, a partir de Moharrem, 30 dias e 29 dias alternadamente.
  • 30.
    • Os muçulmanos consideram o sol do início de um novo dia e sexta-feira é o dia santo. 12 meses islâmicos são: Muharram, Safar, rabi I, rabi II, Jumada Jumada I e II, Rajab, Chaabane, Ramadan, caindo chawaal, Dhul, Dhul Hajj.
  • 31.
    • O nono mês, o Ramadã, é muito especial para os muçulmanos , ele é dedicado à devoção a Deus, ao amor e às boas obras. O jejum durante o dia é uma das obrigações nesse período.