Hsitoria da Arte medieval parte 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hsitoria da Arte medieval parte 2

on

  • 2,570 views

Arte celta, paleocristã e bizantina

Arte celta, paleocristã e bizantina

Statistics

Views

Total Views
2,570
Views on SlideShare
2,570
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
55
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hsitoria da Arte medieval parte 2 Hsitoria da Arte medieval parte 2 Presentation Transcript

  • 1.2. Arte dos Celtas, Paleocristã, Bizantina e Islâmica 1. CONTEXTO HISTÓRICO
  • “ Arte é uma qualidade que permeia a experiência, não é, salvo por uma figura de linguagem, a experiência em si. A experiência estética é sempre mais do que estética.Nela uma série de matérias e significados, não neles mesmos estéticos, se tornam estéticos quando entram num movimento rítmico ordenado em direção à consumação.[...] O material da experiência estética sendo humana é social. A experiência estética é uma manifestação, um registro e uma celebração da vida de uma civilização, um meio de promover seu desenvolvimento e é o último julgamento da qualidade de uma civilização. Sendo produzida e desfrutada por indivíduos, esses indivíduos são o que são no conteúdo da sua experiência por causa da cultura na qual participam ” (DEWEY, Cap. 14 Arte e Civilização In Arte como Experiência, 2010)
  • Os povos Celtas: bretões, gauleses, escotos, belgas, gálatas, caledónios, trinovantes Os Celtas Galo agonizando, Grécia, 230- 220 a.C. Hallstatt, S. VI a.C. Expansão S. III a.C. Celtas modernos Contemporãneos falantes da língua celta Ornamento celta da idade de ferro, França
  • S. VI a I a. C. Tecido para funeral masculino, S. VI a.C. Áustria Jóia, bronze, S.IV a.C, Alemanha Figura de touro, bronze, S. VI, Boêmia, Checoslováquia
  • Escultura, Inglaterra Cavalo, Westbury, Inglaterra Jóia e detalhe de armadura, bronze, S. I, Inglaterra Celtas se estabelecem em Inglaterra em 300 a.C. e os Romanos tomam Inglaterra em 60 a. C.
  • Celtas Romanos S. I - IV Bronze pintado, S. I a.C. França Figura em bronze, S. I d.C. França Alto relevo em pedra, S. II a II d.C. Inglaterra, Alto relevo de tumba, 43-49 d.C., Inglaterra
  • Odin cavalgando em Sleipnir, estela de Tangvid. S. VIII, germano Coroa férrea , S. VII Catdral de Monza, lombardo
  • O bom Pastor, Catacumba Santa Domitila, S. IV, Roma Arte Paleocristã S. I - V
  • Sarcófago de Junius Bassus, 359 d.C. Sansão e o leão catacumba de São Pedro e Marcelino, Roma, S. I O Moscóforo, 575 – 570 a.C. Acrópole, Atenas O Bom Pastor S.VI Arte paleocristã (período entre o século IV e VI) não é estilo Artista grego imita natureza, artista medieval imita arte grega Tema pagão adquire sentido cristão
  • Pinturas em catacumbas S. V O martírio de Cristo, Alexandria Austero, simples, não saturado, não emotivo, simbólico, não monumental
  • Basílica de São Paulo extramuros Santa Constanza, interior, 350 Santa Sabina, 425, Roma Plano da velha Basílica de São Pedro S. IV Ver Basílica de São Paulo
  • Maria e menino, S. IV Roma, Catacumba
  • Maria e menino, Catacumba Priscilla, Roma, S. II
  • No ano 323 quando o Imperador Romano Constantino converteu-se ao Cristianismo, mudou o Império Romano a um dos domínios romanos de oriente, Bizantium, e chamou-o Constantinopla . Constantino não imaginava que com este ato não só mudava a capital do Império Romano, mas começava a dividir para sempre o mundo em Oriente e Ocidente. Em 395 a divisão completou-se: dois Imperadores, de Oriente em Constantinopla (Império Bizantino) e de Ocidente em Roma reclamavam a legitimidade sobre o Império. A "Decadência de Roma" em Ocidente havia começado e com ela as invasões de tribos germânicas: os Visigodos, Ostrogodos, Lombardos e Vândalos do Norte da Europa . Em 476 o Império Romano de Ocidente desapareceu, Europa ficou desolada e a civilização converteu-se em barbárie. Mas o Império Bizantino de Oriente se manteve rico e forte, de maneira que conseguiu sobreviver aos ataques das tribos do Norte Europeu e sob o Imperador Justiniano (527 - 565) chegou a ter muito poder e estabilidade que durou até o século VII quando perdeu frente ao exército árabe as terras da África e do Oriente Próximo. No século XI os turcos ocuparam uma grande parte da Ásia Menor e o último domínio bizantina de Ocidente, Veneza, caiu em mãos dos normandos. Até 1453, 0 Império Bizantino se reduziu aos Bálcãs e Grécia. Esse ano os turcos tomaram Constantinopla (desde então Turquia)  e o Império Bizantino desapareceu, desaparecendo com ele o último vestígio do Império Romano . Arte Bizantina, século V a XV
  • Ícone S. VI A arte Bizantina constitui um estilo São Anannias, Século V Grécia Teodora, mosaico San Vitale, Ravenna, 547 d.C.
  • São Jorge, Constantinopla S. XV Maria e menino, santos e anjos S.VI A procissão de santos, São Apolinário, Ravenna São Apolinário, S.V, São Apolinário , Ravenna ,
  • O Bom Pastor, mauseleu de Galia Placidia, Ravena, Italia Século V Igreja Bizantina em Cora, Turquia S. XIV, duomo Maria e menino, Hagia Sophia
  • Hagia Sophia, 532 - 537 d.C. , Istambul, Turquia
  • Basílica San Marco, Veneza, 1063
  • Igreja São Apolinário in Classe, Ravenna 533-49
  • San Vitale, Ravenna, Itália, 526-547
  • Interior San Vitale, Ravenna, Itália, 526-547
  • Imperador Justiniano com seus sacerdotes, San Vitale, Ravenna
  • Teodora e sua corte
  • Sacrifício de Abel e Melquisedeo
  • 711 d.C. A arte Islâmica não é um estilo, ela constitui os diversos estilos do mundo islâmico. É também herdeira da tradição greco-romana e da rica tradição árabe, persa, turca e mongol assim como da chinesa. Arte islâmica S. VII –
  • Mesquita do Omar ou Cúpula do Rochedo, 691 d.C. Jerusalém
  • Jerusalém virtual http://www.jerusalem.com/ necessita plug in
  • Mesquita de Córdova, Espanha, S. VIII a X Corte dos leões Alhambra, Granada 1354 -92 Minarete, Mesquita de Samarra, Iraq  848 - 852 d.C
  • Cúpula interior do minarete da Mesquita de Córdova, Espanha, S. VIII a X Mausoléu do Imperador Akbar Mesquita de Calurão, Tunes, S. IX Taj Mahal, Angra, Índia 1630 - 48
  • Madrasah de Abdullakhan Mughal Agra
  • La Alhambra, S. XIV, Granada, Espanha
  • A arte islâmica segue uma rigorosa tradição estética onde a imagem cria uma trama abstrata e complexa. Gosto pelos objetos ricamente decorados, artesãos de grande habilidade, tradição milenar nos tecidos e na ourivesaria. S. IX, Abbasid Egito, madeira e osso Parte de um capitel, Século X Espanha,  Madinat al-Zahra’
  • Detalhe do carpete Ardabil, Iran 1539
  • Tecido, S. XIV, Nasrid, Espanha Fragmento de tapeçaria S. VIII Umayyad, Iraque ou Iran
  • Vasilha de vidro pintada, Provavelmente Egito, S. X - XI
  • Taça de vidro, S. IX, Ásia ou Egito Lâmpada, de mesquita, S. XVI, Otomano , ,
  • Domínio da geometria, tensões entre retas e curvas, padrões e textos Azulejo com arabesco decorativo, S. XV, Otomano Brincos, S. XI, ouro, Síria Prato Nasrid ou Mudéjar, S. XV
  • Figura Seljuq, S. XIII, Irã Página de muraqqa ,, de manuscrito iluminado, 1590, Otomano Prato, Seljuq , Irâ, S. XII -XIII Atribuído a Shah Quli, desenho de dragão ornamental , Otomano, Istambul A pesar da proibição do Corão a figura aparece em contextos especiais.
  • Ver Corão do Sultão Baybar Corão do Sultão Baybar, 1304-1306, Cairo
  • Webteca Arte islâmica , Historia da arte.com.br Arte islâmica , Portal São Francisco Arte Bizantina , Historia da arte.com.br Arte Bizantina , Portal São Francisco Arte Bizantina , Portal da arte Arte Bizantina , da arte história wordpress Arte Cristã primitiva e arte Bizantina , por Claudio Sant´Ana Linha de tempo, mapas, arte e cultura Celta , em inglês Bibliografia GOMBRICH, E. H. A História da Arte. Rio de Janeiro: Editora LTC, 1999. 16ª ed. JANSON, H. W. História Geral da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 2001.