Cap. I Vanguardas históricas   1. As vanguardas na América
A partir da década de 1930 as vanguardas ganharam prestigio.A Revolução Mexicana (1910- 1921) inspirou os artistas mexican...
América Latina•   Entre a década de 1930 e 1960 os    valores modernos foram cultivados e    assim como no Brasil, os arti...
Muralismo Mexicano 1922José Clemente Orozco, “Prometeus”1930 Ponoma College
Jose Clemente Orozco, “Deuses do mundo moderno” 1932, Dartmouth University, hanover, New                                  ...
David Alfaro Siqueiros, mural em Tecpan Tlatelolco, Mexico
David Alfaro Siqueiros, “Os Revolucionários” 1965
Diego Rivera, “História de México, Indígenas” 1935, Palácio Nacional, México
Diego Rivera, ‘Desembarco de espanhóis em vera Cruz” 1951, Patio Corredor, México
(Não é muralista)Frida Kalho, “Raízes” 1943
Dorothea Tanning
Leonora Carrington,Templo da palavra
Remedios Varo, Asfolhas mortas, México
José Guadalupe Posada, La Catrina, xilogravura, México
Lola Alvarez Bravo, Indiferença, 1940,MéxicoManuel Alvarez Bravo, A filha dosdançantes, 1933, México
Tina Modotti
O movimento modernista•   A literatura é antiparnasiana•   A realidade cotidiana ao    plano artístico•   Aceitação da máq...
A) Primeira fase 1911-1930  •    1913 Exposição de Lasar Segall       que constitui uma ponte com o       Expressionismo A...
A Semana de 22•   Semana de conferencias,    recitais, exposição e    apresentações musicais no    Teatro Municipal de São...
Retrato Mario de AndradeAnita Malfatti          “O Torso” 1916
Tarsilia do Amaral “A Negra” 1923
Depois daSemana de 22aparece a revistaKlaxon comapenas novenúmerossistematizando aspropostas domodernismo                 ...
‘Limite” de Mario Peixoto 1931                                          Para ver trechos do filme “Limite”"São Paulo, a sy...
B) Segunda fase 1930 - 1945•    Política nacional     desenvolvimentista do Estado     Novo•    Impacto da crise internaci...
Oscar     Neimeyer,     BrasíliaLucio Costa,Ministério deSaúde eEducação RJ
• Athos Bulcão
Martin Chambi, auto-retrato, 1922, Peru                                          Ezequiel Arce e sua colheita de batata, 1...
México                               Patrociño BarelaFelipe Benito Archuleta,                              Pedro Linares e...
BolíviaArturo Borda, Yatiri, 1918                             Cecilio Guzman de Rojas,                             Ñusta, ...
Raquel Forner, La Caida, 1951e Simbiosis, 1977, Argentina
Hector Hyppolite, Marinete pie che che, Haiti
Passos miméticos II, 1951Wilfredo Lam, Composição I, 1930, Cuba
Roberto Matta, Morfologia Psicológica, 1938, Chile
2. Estados Unidos•   No final da II Guerra Mundial    New York já era o centro da    arte no mundo por causa da    migraçã...
Expressionismo Abstrato Americano 1936 - 1950   Jackson Pollock, ‘Ritmo de Outono” 1950                                   ...
Pesquisa sobre a auto-            Espaço como campo de forçassuficiência da visualidade        Espaço existencial         ...
Robert Motherwell, “Elegia à República espanhola”, No. 57, 1960
Franz Kline, “Ballantine”, 1958
Henry Moore, duas formas largas, 1966-69
Webteca•   Arte Moderna, Enciclopédia Itaú Cultural, Artes Plásticas•   Museu de Arte Moderna•   Acervo Virtual Museu de A...
Bibliografia• ARGAN, GULIO CARLO. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras.   1992. Capítulo 7, p. 507 – 534; 612 -62...
2. vanguardas america
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

2. vanguardas america

1,841 views

Published on

Vanguardas artísticas na América

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,841
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

2. vanguardas america

  1. 1. Cap. I Vanguardas históricas 1. As vanguardas na América
  2. 2. A partir da década de 1930 as vanguardas ganharam prestigio.A Revolução Mexicana (1910- 1921) inspirou os artistas mexicanos quedenunciaram a violência da época e depois idealizaram nos grandes muraismexicanos encarregados pelos posteriores governos uma vez que acabou aluta armada. O exemplo foi seguido pelos artistas da América Latina quefavoreceram até a década de 1970 uma linha ideológica alinhada com aesquerda política. São vanguardas apoiadas e assimiladas pelas estruturas dopoder e pela sociedade.Estados Unidos absorve as vanguardas modernas porque representam osideais de liberdade, igualdade e independência da democracia que pregoa,porque enriquece o Novo Mundo “carente de história” (não se considera ahistória dos povos indígenas) com um valor agregado e porque a novidade érapidamente aceita por ser moderna.
  3. 3. América Latina• Entre a década de 1930 e 1960 os valores modernos foram cultivados e assim como no Brasil, os artistas da América procuraram inspiração nas raízes nativas e nos ideais da liberdade e da independência.• Caracterizou-se pelo expressionismo e surrealismo das obras muito mais adequadas para o espírito místico, romântico e barroco dos latino americanos.• Os temas e a iconografia da arte latino americana se concentraram na procura da identidade nacional retratando os indígenas, as paisagens, a cultura e as injustiças sociais.• O nascimento dos murais mexicanos coincide com a Semana de 22 no Brasil.• Jose Clemente Orozco, Diego Rivera e David Alfaro Siqueiros tiveram uma grande influencia sobre o Expressionismo Abstrato Americano pela dimensão dos murais e a força expressiva.• São os primeiros a introduzir o tema Frida Kahlo “O abraço amoroso do da cultura popular. universo”1949
  4. 4. Muralismo Mexicano 1922José Clemente Orozco, “Prometeus”1930 Ponoma College
  5. 5. Jose Clemente Orozco, “Deuses do mundo moderno” 1932, Dartmouth University, hanover, New Hampshire
  6. 6. David Alfaro Siqueiros, mural em Tecpan Tlatelolco, Mexico
  7. 7. David Alfaro Siqueiros, “Os Revolucionários” 1965
  8. 8. Diego Rivera, “História de México, Indígenas” 1935, Palácio Nacional, México
  9. 9. Diego Rivera, ‘Desembarco de espanhóis em vera Cruz” 1951, Patio Corredor, México
  10. 10. (Não é muralista)Frida Kalho, “Raízes” 1943
  11. 11. Dorothea Tanning
  12. 12. Leonora Carrington,Templo da palavra
  13. 13. Remedios Varo, Asfolhas mortas, México
  14. 14. José Guadalupe Posada, La Catrina, xilogravura, México
  15. 15. Lola Alvarez Bravo, Indiferença, 1940,MéxicoManuel Alvarez Bravo, A filha dosdançantes, 1933, México
  16. 16. Tina Modotti
  17. 17. O movimento modernista• A literatura é antiparnasiana• A realidade cotidiana ao plano artístico• Aceitação da máquina como símbolo de progresso• Liberdade criativa• Exploração do inconsciente• Temas sociais e culturais do Brasil• Na plástica é figurativo• No Brasil tem duas fases: a primeira na década de 1910 e 1920 e a segunda vai da década de 1930 a 1940 Desenho do Di Cavalcanti
  18. 18. A) Primeira fase 1911-1930 • 1913 Exposição de Lasar Segall que constitui uma ponte com o Expressionismo Alemão • 1917 Exposição de Anita Malfatti • 1920 esculturas de Victor Brecheret Lasar SegallVictor Brecheret Cristo detrancinhas 1920
  19. 19. A Semana de 22• Semana de conferencias, recitais, exposição e apresentações musicais no Teatro Municipal de São Paulo• Articulado por Di Cavalcanti Desenho de Di Cavalcanti
  20. 20. Retrato Mario de AndradeAnita Malfatti “O Torso” 1916
  21. 21. Tarsilia do Amaral “A Negra” 1923
  22. 22. Depois daSemana de 22aparece a revistaKlaxon comapenas novenúmerossistematizando aspropostas domodernismo Revista modernista “Klaxon”
  23. 23. ‘Limite” de Mario Peixoto 1931 Para ver trechos do filme “Limite”"São Paulo, a symphonia da metrópole", filme, 1929, Rodolfo Lusting e Alberto Kemeny
  24. 24. B) Segunda fase 1930 - 1945• Política nacional desenvolvimentista do Estado Novo• Impacto da crise internacional• Ênfase na identidade nacional• Temas nacionais e regionais• Acento social e político (utopia)• Existe censura Cândido Portinari “Mestiço”1934
  25. 25. Oscar Neimeyer, BrasíliaLucio Costa,Ministério deSaúde eEducação RJ
  26. 26. • Athos Bulcão
  27. 27. Martin Chambi, auto-retrato, 1922, Peru Ezequiel Arce e sua colheita de batata, 1939
  28. 28. México Patrociño BarelaFelipe Benito Archuleta, Pedro Linares e família, Alebrijes
  29. 29. BolíviaArturo Borda, Yatiri, 1918 Cecilio Guzman de Rojas, Ñusta, 1936
  30. 30. Raquel Forner, La Caida, 1951e Simbiosis, 1977, Argentina
  31. 31. Hector Hyppolite, Marinete pie che che, Haiti
  32. 32. Passos miméticos II, 1951Wilfredo Lam, Composição I, 1930, Cuba
  33. 33. Roberto Matta, Morfologia Psicológica, 1938, Chile
  34. 34. 2. Estados Unidos• No final da II Guerra Mundial New York já era o centro da arte no mundo por causa da migração dos artistas europeus, da economia e da abertura cultural.• Os Estados Unidos se caracteriza pela aceitação rápida do novo. Agora as vanguardas são absorvidas pelo “sistema”: são as vanguardas vitoriosas.• A tendência abstrata, o racionalismo e o expressionismo tem maior influencia.• O Expressionismo é mais uma valoração da individualidade do que uma denúncia do drama humano para os norte- americanos Jackson Pollock, Action Painting- conceito de dripping
  35. 35. Expressionismo Abstrato Americano 1936 - 1950 Jackson Pollock, ‘Ritmo de Outono” 1950 Veja o vídeo
  36. 36. Pesquisa sobre a auto- Espaço como campo de forçassuficiência da visualidade Espaço existencial Mark Rothko
  37. 37. Robert Motherwell, “Elegia à República espanhola”, No. 57, 1960
  38. 38. Franz Kline, “Ballantine”, 1958
  39. 39. Henry Moore, duas formas largas, 1966-69
  40. 40. Webteca• Arte Moderna, Enciclopédia Itaú Cultural, Artes Plásticas• Museu de Arte Moderna• Acervo Virtual Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo• Diego Rivera web museum• A Belle Époque Tropical• Modernismo no Brasil por Itaú Cultural• Modernismo no Brasil 1a e 2a fase• Modernismo brasileiro, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo• Tarsilia do Amaral• Pintura Brasileira• Victor Brecheret site• Anita Malfatti no Itaú Cultural• Di Cavalcanti site• Tarsilia do Amaral site oficial• Instituto John Graz• Anita Malfatti por Marta Rosetti Batista• Oswaldo Goeldi site oficial• Manifesto Antropofágico• Manifesto da Poesia Pau Brasil• Manifesto Antropófago por Itaú Cultural• Projeto Goeldi• Projeto Portinari• Cândido Portinari por Annateresa Fabris• Mario Peixoto• Homenagem a Athos Bulcão, Correio Brasiliense• Museum of Latin American Art• Arte Moderno em las Fronteras (em espanhol)
  41. 41. Bibliografia• ARGAN, GULIO CARLO. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras. 1992. Capítulo 7, p. 507 – 534; 612 -629; 491 – 496.• LUCIE - SMITH, EWDARD. 20th Century Latin American Art. Thames & Hudson, 2005.• REIS PAULO. Arte de Vanguarda no Brasil. RJ: Jorge Zahar Ed., 2006.

×