Pelagem de cobaias

3,070 views
2,777 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,070
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pelagem de cobaias

  1. 1. Na aula anterior...<br />
  2. 2. 1a lei de Mendel<br />Cadacaracterísticaécondicionadapordoisfatores. Eles se separamnaformação dos gametas, indo apenas um fatorparacadagameta.<br />B<br />b<br />
  3. 3. Pelagem de cobaias<br />P<br />PP pp<br />Dominante<br />Recessivo<br />F1<br />PP ou Pp<br />pp<br />Pp<br />Pp<br />Pp<br />Pp<br />Branca:<br />Genótipo:<br />4 em 4<br />ou<br />100%<br />4:0<br />Preta:<br />0 em 4<br />ou<br />0%<br />Porquinho da Índia (Caviaporcellus)<br />
  4. 4. Pelagem de cobaias<br />P<br />Pppp<br />F1<br />Pp<br />Pp<br />pp<br />pp<br />Branca:<br />Genótipo:<br />2 em 4<br />ou<br />50%<br />2:2<br />Preta:<br />2 em 4<br />ou<br />50%<br />
  5. 5. Pelagem de cobaias<br />P<br />pppp<br />F1<br />pp<br />pp<br />pp<br />pp<br />Branca:<br />Genótipo:<br />0 em 4<br />ou<br />0%<br />0:4<br />Preta:<br />4 em 4<br />ou<br />100%<br />
  6. 6. Pelagem de cobaias<br />P<br />PpPp<br />Pais com fenótipos dominantes podem gerar filhos recessivos, mas o oposto não acontece.<br />F1<br />PP<br />Pp<br />Pp<br />pp<br />Branca:<br />Genótipo:<br />3 em 4<br />ou<br />75%<br />1:2:1<br />Preta:<br />1 em 4<br />ou<br />25%<br />
  7. 7. 2a lei de Mendel<br /> A segregação de alelos de umadeterminadacaracterísticapode ser independente da segregação de alelos de outradeterminadacaracterística.<br />r<br />R<br />r<br />R<br />B<br />B<br />B<br />B<br />
  8. 8. a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />
  9. 9. a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />
  10. 10. AA<br />Aa<br />Aa<br />aa<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />a<br />A<br />A<br />a<br />a<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />
  11. 11. Heredogramas<br />Gráficos utilizados em genética para expor a genealogia   de um indivíduo ou de uma família. <br />Através de símbolos e sinais convencionais são caracterizados todos os integrantes da linhagem sobre a qual se questiona alguma coisa.<br />
  12. 12. Distrofia retiniana com onda rápida escotópica (DRORE) associada à síndrome dos cabelos anágenos frouxos (SCAF). Parte I: Achados oftalmológicos <br />Arq. Bras. Oftalmol. vol.67 no.3 São Paulo May/June 2004<br />
  13. 13. Algumas convenções<br />•Indivíduos do sexo masculino são representados por um quadrado;<br />• Indivíduos do sexo feminino são representados por um círculo;<br />• Casamento indicando procriação é simbolizado por um traço horizontal que une os dois membros do casal;<br />• Filhos do mesmo casamento são representados por traços verticais unidos ao traço horizontal do casal;<br />• Indivíduos de sexo indefinido são representados por um losango;<br />• Indivíduos afetados por alguma anomalia são representados pelo símbolo que caracteriza seu sexo, preenchidos;<br />• No caso de acasalamento consangüíneo, os membros do casal são unidos por dois traços horizontais;<br />
  14. 14. Algumas convenções<br />• O homem deve vir à esquerda do casal e a mulher à direita sempre que possível;<br />• Os filhos devem ser colocados da direita para a esquerda, em ordem de nascimento;<br />• Cada geração seguinte é indicada por algarismos romanos (I, II, III, e assim por diante). <br />• Dentro de cada geração, os indivíduos são indicados por algarismos arábicos, sempre da esquerda para a direita.<br />
  15. 15.
  16. 16. Albinismo<br />
  17. 17. Albinismo<br />Acromia, acromasia ou acromatose<br />Ausência completa ou parcial de pigmento na pele, cabelos e olhos <br />Ausência ou defeito de uma enzima envolvida na produção de melanina.<br />
  18. 18. Albinismo<br />Resulta de uma herança de alelos de gene recessivo<br />Defeitos de visão, como fotofobia e astigmatismo.<br />Organismo mais suscetível a queimaduras solares e câncer de pele<br />
  19. 19. Albinismo<br />
  20. 20. Albinismo<br />A<br />A<br />A<br />A<br />a<br />a<br />a<br />a<br />7<br />8<br />aa<br />aa<br />aa<br />A<br />A<br />_<br />_<br />aa<br />aa<br />aa<br />Indivíduo “normal”<br />Indivíduo albino<br />É possível?<br />
  21. 21. Mendel não previu tudo...<br />Mecanismos hereditários não previstos por Mendel:<br />Co-dominância <br />Alelos múltiplos (Cor do pêlo de chinchilas, Sistema ABO)<br />Genes Letais (Doença de Tay-Sachs)<br />
  22. 22. Genes letais<br />LucienCuénot (1866-1951)<br />Biólogo francês<br />Estudava a herança da cor da pelagem em camundongos<br />Amarelo: Dominante Castanho: Recessivo<br />
  23. 23. Genes letais<br />Cc<br />Cc<br />Cuénot esperava a proporção 3:1, mas sempre ocorria a proporção 2:1<br />Alelo dominante é letal quando em homozigose(dose dupla)!<br />
  24. 24. Genes letais<br />Gene que causa a morte pré ou pós-natal (quando em homozigose), ou que então produz uma deformidade significante<br />Pode ser dominante ou recessivo<br />Doença de Tay- Sachs:<br /> - Leva a paralisia, cegueira progressiva e morte por volta do segundo ao quarto ano de vida<br /> - Neste caso os indivíduos afetados são recessivos (ss) e os normais (SS ou Ss)<br /> - Há uma outra forma, que começa a se manifestar por volta dos 25-30 anos<br />
  25. 25. Tay-Sachs<br />Mãe portadora<br />não afetada<br />Pai portador<br />não afetado<br />Não portador<br />não afetado<br />Portador<br />não afetado<br />Afetado<br />25%<br />25%<br />50%<br />
  26. 26. Genes letais<br />Doença de Huntington:<br /> - É uma degeneração nervosa com tremores generalizados e sinais de deterioração mental<br /> - Às vezes só manifestados após os 30 anos o que leva à transmissão dos genes aos descendentes.<br />
  27. 27. Genes letais<br />Talassemia: anemia que acomete as populações das regiões que limitam o mediterrâneo<br />Cadeias de hemoglobina anormais<br />É determinada por um gene T (dominante), o seu alelo t é responsável por fenótipos normais. <br />Os indivíduos TT morrem. <br />Os indivíduos Tt são normais ou apresentam uma forma menos grave de anemia e sobrevivem.<br />
  28. 28. Talassemia<br />
  29. 29. Para cada caso abaixo, dê os genótipos dos indivíduos e identifique se a doença em questão é de caráter dominante ou recessivo:<br />Aa<br />Aa<br />A_<br />A_<br />Aa<br />Aa<br />A_<br />A_<br />aa<br />A_<br />A_<br />aa<br />
  30. 30. O heredograma abaixo apresenta uma família com indivíduos portadores de fibromatose gengival (aumento da gengiva devido a um tumor).<br />N_<br />N_<br />nn<br />a) Qual o tipo de herança envolvida?<br />b) Quais os indivíduos seguramente homozigotos do heredograma?<br />c) Quais os indivíduos seguramente heterozigotos do heredograma?<br />
  31. 31. A doença de Tay-Sachs caracteriza-se pelo estabelecimento de grave retardo no desenvolvimento progredindo para morte entre os dois etrês anos de idade. A taxa de prevalência dessa anomalia entre judeus é muito alta (1:5.000) em relação a populações não judias (1:400.000). Após diagnóstico dessa doença em dois membros da família representado no heredograma abaixo, foi pedido pelo casal III.4 x III.5 um aconselhamento genético.<br />a) Qual o padrão de herança envolvido nessa anomalia genética? Justifique sua<br />resposta.<br />b) Qual a probabilidade de nascimento de criança afetada para o casal em questão?<br />
  32. 32. Questão 1<br />Em um cruzamento entre ervilhas amarelas, nasceram ervilhas verdes e amarelas, qual o genótipo das ervilhas que foram cruzadas?<br /> _____ x _____<br />
  33. 33. Questão 2<br />Nos cruzamentos abaixo quais as possibilidades de descendentes:<br />Ervilha lisa Ervilha <br /> (homozigota) X rugosa<br />b) Ervilha flor X Ervilha flor<br /> branca branca<br />c) Planta alta X Planta baixa<br /> (heterozigota)<br />
  34. 34. Questão 3<br />Cruzando ervilhas:<br />Amarelas X Verdes<br />(Filha de uma <br />Verde)<br />Formaram 1000 plantas.<br />Quantas são:<br />Amarelas  <br />Verdes  <br />

×