• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Trajetórias de vidas 2
 

Trajetórias de vidas 2

on

  • 934 views

 

Statistics

Views

Total Views
934
Views on SlideShare
934
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Trajetórias de vidas 2 Trajetórias de vidas 2 Document Transcript

    • Trajetória s de Vidas 2 1
    • Fotos do primeiro livro Digital de Cabedelo-PBDa esquerda para direita: Claudia, José Soares e Heretiano “ A SOCIEDADE SERIA MAIS JUSTA, SE OS HOMENS FALASSEM A “VERDADE” Heretiano H. Pereira
    • PREFÁCIO Mais uma vez mereci a confiança e crédito do autor, de prefaciar o seu2º trabalho digital de pesquisa intitulado de “Trajetórias de Vidas – 2”, dofinancista, contador, jornalista e escritor, Heretiano Henrique Pereira;“Trajetórias de Vidas – 2”, uma continuação dessa difícil trajetória de suavida, já publicou seu 8º trabalho, que apesar de mesclado, inclina-se maispara assuntos de sua profissão, mais didático, porém rico em conhecimentosgerais, muito úteis aos estudantes de economia, contabilidade, história doBrasil e do mundo, logo muito agradável a vários tipos de leitores, inclusiveaos jornalistas responsáveis pela divulgação de assuntos diversos e ainda atodos os leitores que gostam de ler obras de conhecimentos gerais. “Trajetórias de Vidas – 2” é realmente uma trajetória, porque temoscerteza, vai agradar plenamente a um número variado de leitor por contermatérias explicitamente variadas. A base de sua obra nota-se tem origem na vida de sua cidade natal,Cabedelo, seu povo, suas obras, seu desenvolvimento, incluindo ai o comércio,a indústria, a educação, a saúde, as atividades dos poderes Executivo,Legislativo e Judiciário e, em grande parte, com detalhes e ilustrações,inclusive sobre a religião do seu povo. Sua obra é uma mescla dos assuntosque irá agradar muito ao gosto de cada leitor, e como não poderia deixar deser, pelas características de seu trabalho e a origem de seus fundamentos,presta homenagens a várias famílias da cidade, que de uma forma ou deoutra, colaboraram para o desenvolvimento de sua cidade natal, estendendosua homenagem a personalidades brasileiras e até do mundo, entre eles,filósofos, professores, escritores, religiosos e outros.
    • O autor, por fazer parte de várias instituições filosóficas como:Maçonaria, Rosa Cruz, Martinismo e Lions, comportando-se com dedicaçãoe eficiência; foi condecorado com o Diploma de Grande Beneméritoconcedido pela Grande Loja Maçônica do Estado da Paraíba. Inseriu em seu trabalho, um assunto íntimo familiar, tornando-o públiconesta oportunidade, o fato ocorrido em 1988 e 1998, que ele atribui aos dogmasfilosóficos adquiridos através das instituições a que pertence, onde adquiriuvisão do mundo em todos os seus aspectos filosóficos, antropológicos,econômicos, financeiros, etc, e o que possa ser imaginário e que permaneceaté os dias atuais, acredita o autor, que todos esses estudos fizeram com queele se tornar uma pessoa visionária da cidade e do mundo, incluindo a tudoisto, anexado aos estudos bíblicos, sua família, por ter sido contraria ao seuenveredamento. Por estes caminhos o taxaram de louco e desequilibrado, sem haverdiagnóstico psiquiátrico. Observa-se em sua narrativa contidos nas páginas112 a 117 que o autor portou-se com muito equilíbrio pela atitude tomadapor todas as mágoas que lhe causaram. Por isto, rendo minhas homenagens ao autor e orgulho-me, de umaforma ou de outra, em fazer constar meu nome na sua “Trajetórias de Vidas– 2”. Parabéns professor Heretiano e prossiga com sua trajetória, que ela émuito útil ao seu variado tipo de leitor. Cabedelo – Paraíba José Soares de Medeiros Advogado
    • AGRADECIMENTOS Os meus mais criteriosos e singelos agradecimentos a DEUS, por meproporcionar inteligência, para que eu possa transcrever interpretações epontos de vista do meu entender sobre determinadas situações históricas, eque transmitimos para sociedade, que servirão para sua compreensão, e lhestornarem conhecedores de métodos que por muitos anos e séculos forampraticados perante um povo leigo, a maldade !!!.Portanto, esperamos quetenha contribuído para seu entendimento e reflexão de todos os assuntosque serão ventilados, por meios de nossos estudos, que com certeza farácom que você tenha uma mente mais aberta podendo distinguir o que éverdade e omissões, produzindo, nossa liberdade de expressão, de acordocom os ditames da legislação Nacional e Internacional.
    • SUMÁRIOINTRODUÇÃO ....................................................................................................12CAPITULO I..........................................................................................................13Do UniversoDo Planeta TerraDo conhecimento humano (%)Origem da humanidadeDa CruzDo SemitismoEstatística na EuropaDa InquisiçãoDo NazismoOs idiomasCreacionismoEstado x IgrejaEstado x DemocraciaOrganograma do EstadoEstado-Composição das SecretariasCAPITULO II.........................................................................................................27Estado - Transferências de RecursosEstado-Receita x PIBEstado-Receita Orçada x realizadaEstado-Gasto Orçado x RealizadoEstado-Receita x PopulaçãoEstado-Financiamento InternoEstado-Financiamento Externo
    • Homenagem ao JornalistaPorto de CabedeloTerra de Santa CruzPeríodo ColonialPeríodo ImperialParaíba ProvínciaPeríodo RepúblicaOrigem do HomemCAPITULO III........................................................................................................34Gênero HumanoDas ReligiõesSincretismoReminiscência da Cultura em CabedeloHomenagens ao Extraordinário FRC Homenagem ao Grande Folclorista.Os PrateadosImpério RomanoIslamismoBudismoContinente LatinoCabedelo DesmembradoRevolução FrancesaNoite de São BartolomeuAspecto da CriminologiaA TrilogiaCAPITULO IV........................................................................................................48Revolução IndustrialMonopólioOligopólioIgreja Batista no Brasil
    • Igreja Sagrado Coração de Jesus – Cabedelo-PBA Grécia.Presidentes Republicanos – Republica VelhaPublicação de Constituição no BrasilParaíba Primeiros GovernadoresParaíba – Governadores Republicanos – Primeira RepúblicaParaíba – Governos Republicanos – Segunda RepúblicaGovernadores da ParaíbaParaíba Período MilitarLyceu ParaibanoGrupo latifundiárioCAPITULO V.........................................................................................................57Presidentes do Tribunal de Justiça da ParaíbaEconomistas do BrasilProvíncias do BrasilParaíba Indexada a PernambucoTelevisão, Mega meio de comunicação.Salários de Vereadores na Paraíba/2009Evolução do Salário MínimoAssunto EmpresarialDireito EmpresarialTributo, Reflexo Social.LegislaçãoAuditoriasPeríciasFraudes ContábeisEmpresas de Capital AbertoCAPITULO VI........................................................................................................67Empresas de Capital FechadoEmpresas Limitadas
    • Estoque de ProdutosEstoque de MercadoriasCusto de ProduçãoMacroeconomiaR e s u m o.P a r t e – I - IIComentário EconômicoCPV – Custo dos Produtos VendidosCMV – Custo das Mercadorias VendidasCV – Custo das VendasCusto FinanceiroLOB – Lucro Operacional BrutoLOL – Lucro Operacional LiquidoCapital SubscritoCapital IntegralizadoTI – Tecnologia da InformaçãoCAPITULO VII.......................................................................................................79GeoprocessamentoBancos Oficiais de CabedeloBandeiras do BrasilEstatística do Judiciário – F/EFórum Criminal da Capital – JPEstatística dos Presídios – Federal e EstadualFórum de Justiça de CabedeloFórum Eleitoral de CabedeloPesquisas Cientificas – Heretiano H. PereiraColônia dos Pescadores – Homenagens aos ProfessoresHistórias de FamíliasParte da Minha História – Heretiano H. PereiraFamilia BrasileiroFamilia Santos
    • Familia AlmeidaFamilia RamalhoFamilia FernandesCAPITULO VIII..................................................................................................103Familia DornelasFamilia PinheiroFamilia CarvalhoFamilia SilvaFamilia SantosFamilia BatistaFamilia SilvaFamilia MoreiraFamilia TrindadeFamilia SilvaGLEPB – Outorga Diploma/2002 – Heretiano H. PereiraLivros Publicados – Heretiano H. PereiraFotos, lançamento do livro – Trajetórias de Vidas 1Informações Públicas – UNIAOInformações Públicas – ESTADOInformações Publicas - LegislativoInformações Publicas – ExecutivoCabedelo – Cidade EsquecidaHomenagem Sui generisDas HomenagensDo MestreDos AplausosProfessor BrasileiroProfessor ParaibanoAuditor IndependenteHomenagem EspecialAos Amigos – Pierre e Kaline
    • Homenagens JustasCarnaval em Cabedelo-PB.Escola de Samba Ritmo do SalgueiroEscola de Samba Mocidade CabedelensePlanejamento x Controle – União Controle por atividadeDF + Estados 2008 – Controle regionalizadoMunicípio – Controle Regionalizado – 2008Controle por Região – DF e EstadosComentário EstatísticoMinistérios – Relatório sobre AnálisesCarga TributáriaParadigma Fiscal.CAPITULO IX....................................................................................................130Conclusão
    • 12 Trajetórias de Vidas 2 INTRODUÇÃO A matéria que passamos a comentar, envolvendo vários segmentos dasociedade, tanto na evolução quanto na involução, contudo vale destacarassuntos mesclados para que você tenha alcance nos acontecimentos queenvolveram a humanidade, e que muitas das vezes ficaram traduzidas comoselvageria do homem para com o próprio homem, em nome do Absoluto queé DEUS, identificado como o CRISTO, metodologias estas aplicada em todoOcidente. Assim sendo, gostaríamos que fossem dadas atenções especiaispara que você pudesse compreender, onde de uma forma ou de outra, ficarásuplantado em sua mente, o que vem a ser a origem do homem primata,estabelecido por algumas Teorias. Portanto, esperamos que esses fatores possam contribuir para odespertar de sua consciência, e que possamos sempre trabalhar para o bemestar da humanidade e que nunca mais esses acontecimentos se repitam,e que os dirigentes das nações tenham mais responsabilidades com seusgerenciamentos Públicos, preservando a sociedade como um todo, e nãoesquecer de que existe uma Declaração Universal dos Direitos Humanos.
    • Trajetória s de Vidas 2 13 Capítulo 1 DO UNIVERSO O Universo-É obra inexplicável diante da humanidade, o homem sempreprocurou elaborar teorias, e que muitas das vezes, mas tarde se tornamciências , para tentar descobrir sua formação, seus componentes, sua força,formado por galáxias e outros fatores, definida como Deus ou MENTEUNIVERSAL Portanto, acreditamos que jamais será descoberta sua origem,assim qualificado como mistérios, a natureza é formada por uma inteligênciaUniversal, creou o Planeta Terra, e habitou com a humanidade, seguida deseres viventes de todas as espécies, desde o oriente até o ocidente, ninguémsabe precisamente estabelecer qual a idade de nosso planeta, apenas sesabe que existem, bilhões e bilhões de anos, com algumas estimativas detempo decorridos, sem nenhuma precisão. Este Universo composto por váriascomposições, e que simplesmente passamos a acreditar em sua forma infinita.
    • 14 Trajetórias de Vidas 2 Apenas acreditamos que existe um ser supremo que controla todoUniverso, e que denominamos de Deus, o Criador Incriado. Portanto,esclarecemos aos nossos leitores que tudo isso são interpretações e pontosde vista do autor, que serve para suas análises.E, partindo dos princípioscientíficos, o homem nada mais é do que partícula atômica do Universo. DO PLANETA TERRA No Planeta Terra, ninguém até o momento sabe calcular sua existência,ou seja seu tempo de vida, por mais estudos que se tenham, e que sua criaçãofoi distinguido por Deus, para que através do homem, que é traduzido comsua imagem e semelhança. Portanto, há estimativa de que este planeta tenha,bilhões e bilhões de anos, de forma, que ninguém possa mensurar sua realorigem, até porque consideramos Mistérios, e que jamais será desvendado,pelo primata homem, criando-se assim, Teorias, para que a sociedade passe aacreditar em tudo que está escrito, definido por diversos autores. DO CONHECIMENTO HUMANO De acordo com pesquisas constatamos que o homem, sempre procuroudesvendar histórias da sua origem e da humanidade, e que sempre teve preso aopassado, portanto, ficam classificados através dos seguintes indicadores (%).
    • Trajetória s de Vidas 2 1570% estudos do passado10% estudos do presente20% estudos do futuro ORIGEM DA HUMANIDADE Ninguém até o momento sabe explicar sua verdadeira origem, comotambém para onde vamos, interpretado que atualmente existem mais deduzentas teorias sobre tal assunto. Hoje, a Terra contém uma populaçãoestimada de aproximadamente 6,7 bilhões de pessoas, que é avaliada atravésde estatística por órgãos internacionais, considerada como humanidade,apresentando um crescimento expressivo a cada ano, observe que todas essasvidas necessitam de alimentação diária, porém, de acordo com estudos daONU, no mundo temos aproximadamente 2,0 bilhões de pessoas em estadode plena pobreza, as variações de vidas são tantas, que se tornam praticamenteimpossível, de termos uma visão geral de forma dinâmica da sociedade. DA CRUZ Este é um dos maiores símbolos que representa a transição do homemaqui em nosso planeta terra, e que a humanidade volta a sua origem que é Deus.
    • 16 Trajetórias de Vidas 2Portanto, existem mais de vinte tipos de Cruz, onde cada uma define intenção emétodos para a evolução espiritual do ser humano. Entretanto, deixamosesclarecidos que muito antes do cristianismo, já existiam tais símbolos. EUA Brasil DO SEMITISMO No século XVI, notadamente nos anos de 1620 em diante, houve aspiores barbaridades praticadas pelo Império Romano contra o povo judeu,onde milhões e milhões, foram mutilados, tratados como lixo perante umasociedade que na época consideramos retrógrada, tudo em nome do Cristo.
    • Trajetória s de Vidas 2 17Portanto, consideramos períodos negros da história, e que estavam envolvidosPapas e reinados da Europa, existiam verdadeiras matanças de pessoas,onde as quais queriam apenas a evolução de seus familiares e da sociedadede modo geral, se encontravam verdadeiras pilhas de cadáveres nas ruasdas capitais da Itália, França, Holanda, Espanha, Portugal, etc.etc., por ordemdo Vaticano, nossa interpretação é que faltava equilíbrio nas mentes deseus dirigentes, como também a falta de repressão pelo estado dedireito,porque o mesmo estava envolvido com o sistema, e para que existisseuma sociedade justa, deveria haver modificação estatal. Mais tarde, novas perseguições a organização dos Templários, essa ordemfoi dilacerada pelo cristianismo, recebendo o mesmo tratamento os maçons e osR+C. O assunto que estamos tratando aqui consta nos livros intitulados de: AMaçonaria e o Cristianismo, de Jorge Buarque Lyra como também o InimigoEleito, de Júlio José Chiavenato, deixamos apenas algumas pinceladas, para quevocê posso avaliar, uma metodologia que durou por muitos séculos. Ainda hoje existindo muitos conflitos entre algumas nações,podemos dizer que afinal de contas os homens passaram a terem equilíbrioem suas mentes nas formas de gerenciamentos, e que só alcançamos umasociedade como está, graças aos nossos CIENTISTAS, porque, caso contrário,estaríamos na era primitiva, formada por fatores que jamais encontraríamosexplicações para tantas perversidades.
    • 18 Trajetórias de Vidas 2 E S T A T ÍS T I C A NA E U R O P AFonte: Júlio José Chiavenato * Estonia-Luxemburgo-Noruega e DantzigOs dados estatísticos foram desenvolvidos, e elaborados de acordo com oque preceitua as estimativas, sem contar com a América do sul, onde nãodemonstra eficiência na prática dos cálculos.
    • Trajetória s de Vidas 2 19 DA INQUISIÇÃO Todo o desenrolar desta escrita, é em função de diversas leituras. E,falar desse assunto requer muitas das vezes momentos de equilíbrios, paraque possamos dá seqüência, porque as barbáries são tantas que, muitas dasvezes passamos a chorar. Quantas mentas cheias de maldades, e o pior detudo é que diziam que é obra do Espírito Santo, onde todo esses desenrolareram patrocinada pela igreja católica, estabelecendo-se assim verdadeirastiranias contra a vida do homem, e que por trás estava a intensão para oganho de capital. Será que todas essas parafernálias não poderiam demonstrar outrasformas de metodologias, por homens que se traduziam de intelectuais. E,que não produziam os meios para adquirir capital e milhões e milhões depessoas foram sacrificadas em nome do Cristo. Estamos falando do judaísmo,povo que foi perseguido ao extremo em nome da religião, passaram-se ostempos, e aqui na América do Sul, notadamente no Brasil, não foi diferente,existiram as mesmas práticas, onde os patrimônios eram transferidos para aIgreja e seu proprietário enviado para Portugal, que logo em seguida, eramsentenciados por um Tribunal do Santo Oficio. Essa militância durou por vários séculos, sendo que mais tarde oEstado passou a entender que os fatores de gestão eram mal interpretadospela Igreja, e que se fazia necessidade de mudanças imediatas, para preservaro homem na sociedade, evitando extermínios do povo. Lembramos aos nossosleitores, principalmente aqueles que se consideram leigos, que para todoessa prática não existirá perdão, ficando único e exclusivamente sobre aresponsabilidade de Deus.!!!
    • 20 Trajetórias de Vidas 2 ISRAEL SUASTICA DO NAZISMO A Alemanha é um país da Europa que faz parte do ocidente, seu povosempre quis se destacar alegando que eram de sangue Ariano, ou seja, sanguepuro, e partindo desse princípio, surge mais um louco, chamado de Hitler, apoiadopor um partido nazista com o objetivo de destaque em todo o mundo, e quepassou a aplicar os mesmo métodos praticados pela igreja católica, vale salientarque a mesma comungava com tais procedimentos, juntamente com apoio deoutros países. Surgindo a Primeira Grande Guerra Mundial, que teve inicio noano de 1914 a 1918 e depois a Segunda Guerra, todas realizadas no século XX,sendo que esta última, iniciado no ano de 1939 até 1945,. Nesta última, o
    • Trajetória s de Vidas 2 21presidente da nação brasileira era Getúlio Vargas, e que acolheu vários nazistasem nossa nação, tanto no sul quanto no nordeste. Lembre-se que existia umajudia chamada de Olga Binári, e que a mesma foi entrega aos nazistas baseadoem acordo, entre os governos, e que a mesma veio a padecer sobre tal domínio.Por outro lado, existe uma estimativa de que foram sacrificados mais de seismilhões de judeus. Quantas mentes retrogradas, que consideramos verdadeirosanimais selvagens, sem demonstrarem o menor raciocínio do homem para com opróprio homem. Portanto, a intensão do comandante do nazismo era equalizar araça considerada ariana, produzindo extermínio aos judeus, além de se destacarcomo potência mundial. Entretanto, hoje em pleno século XXI, quem se destacano comando, são os judeus, considerados por alguns como o mau eleito. OS IDIOMAS A mente Universal, quando criou a humanidade, definiu de forma racionalsua linguagem do dia a dia, para que existisse comunicação de uns paracom os outros. Sendo que estas definições foram elaboradas por um serSupremo, e que para o homem são apenas mistérios, que jamais serãodesvendados tais metodologias da criação. Hoje não se sabe exatamentequantos idiomas existe no mundo, sem falarmos nos dialetos, o que se sabeé que os povos se comunicam uns com os outros, através de interpretes,porque existem pessoas para equalizar as comunicações. A raça humana émuito diversificada, onde temos: brancos, negros, amarelos, mestiços, etc.etc.,muito embora a narração que consta na Bíblia é de que o homem surgiuapenas de Adão e Eva, que consideramos simplesmente de mitologias, paraque existisse o inicio de uma Estória, essa nossa interpretação, muitas dasvezes vão de encontro com pensamentos de pessoas que não tem condiçõesde raciocinar aquilo que foi escrito pelo homem , produzindo assim, conflitosde pensamentos, daqueles que não procuram o caminho da verdade comprofundidade na informação. Portanto, o que acabamos de escrever são apenas ponto de vista doautor, sem criar polemica para discussão.
    • 22 Trajetórias de Vidas 2 CREACIONISMO Deus, em sua plenitude, jamais deixou métodos de Religiões nesta Terra,e de acordo com a inteligência humana surge a necessidade de tal criação,até porque os homens foram inspirados pela Mente Universal, para talformação, que qualificamos como Creacionismo, surgindo Catedrais, Templos,Mesquitas etc.etc., para o aperfeiçoamento do homem em sua forma devida, e que muitas das vezes poderemos distinguir como Pedra Filosofal,para formação da sociedade. ESTADO x IGREJA Século I, ano I, se inicia a formação do Cristianismo aqui no Ocidente,tendo como base representativa o CRISTO, onde toda sociedade passa aenaltecê-lo. Porém, anteriormente eram cultuado os Deuses, sendo que todoseram considerados pagãos, entretanto para se estabelecer o sistema católico,existiram verdadeiros conflitos sangrentos, onde milhares de pessoas foramexterminadas em função de tais metodologias. e que durou por vários séculos.Depois de alguns séculos, surge um Frei alemão de nome Martinho Lutero,que mesmo pertencendo à ordem, foi de encontro aos princípios estabelecidopela Igreja Católica, principalmente quando se tratava de Indulgências. E,partindo desse princípio foi criado o Protestantismo, predominante até osdias atuais. Por outro lado, o reduto do Cristianismo era estabelecido em todaEuropa onde durante centenas de anos, quem dominava a humanidadeaqui no Ocidente era a Igreja, formada por indivíduos de pensamentosretrogados, exigindo a aplicação de uma metodologia indicada pelaorganização através do fogo e ferro, houve perseguição aos Templários, estesconhecidos como guardiões do Santo Sepulcro, e que mais tarde foramsucedidos pelos maçons, sem falarmos nos rosacruzes e que milhares foramexterminados. Parte da humanidade perdeu suas vidas em função unicamente,das diretrizes impostas pela Igreja. O Ocidente vivia de conflitos e guerras,
    • Trajetória s de Vidas 2 23para imposição de metodologias implantada pela Igreja católica, inclusiveprocurando adicionar mais riquezas, distinguindo o Cristo para tal fim. A Igrejaportava muitos poderes na sociedade, mais do que o próprio Estado de direito.Mais tarde, se faz necessário sua separação, mesmo assim, ainda hoje existeo entrelace da Igreja. ESTADO x DEMOCRACIA As informações Públicas são um Direito Constitucional da sociedade,que o estado deve atender qualquer cidadão, de acordo com o que preceituanossa CF/88 em seu art. 5ª XXXIII. E, baseados nesses princípios, gostaria desugerir aos governos que transmitisse as seguintes informações, consideradode Gestão Pública e que ora configuramos: ORGANOGRAMA DO ESTADO Seria de grande importância que toda sociedade tivesse acesso aoOrganograma, assim sendo, teríamos uma idéia de como funciona a GestãoPública de nosso estado nação. ESTADO COMPOSIÇÃO DAS SECRETARIAS Exercício 2008* Informar todas as Secretarias
    • 24 Trajetórias de Vidas 2 TRANSFERENCIAS DE RECURSOS DO ESTADO PARA OS MUNICIPIOS Exercício 2008*Os TCEs de cada estado, devem publicar mensalmente para a sociedade, todos os valores que são transferidospara cada Município, além do mais informar sua população, para que se possa analisar com eficiência osRecursos que serão administrados pelos gestores públicos. ESTADO RECEITA x PIB Expressão em Mi.
    • Trajetória s de Vidas 2 25 ESTADO RECEITA ORÇADA x REALIZADA ESTADO GASTOS ORÇADOS x REALIZAD
    • 26 Trajetórias de Vidas 2 ESTADO RECEITA x POPULAÇÃO ESTADO FINANCIAMENTO INTERNO ESTADO FINANCIAMENTO EXTERNO
    • Trajetória s de Vidas 2 27 Capítulo 2 Homenagem ao Jornalista (Ao Mestre com Carinho) Passando pelo centro da capital, João Pessoa, encontrei exposto emuma banca de revista de propriedade do senhor Reginaldo Dionísio da Silva,um livro intitulado de Esplendor e Tragédia, publicado pela editora SantaMarta, que me chamou atenção, onde se tratava de uma matéria do jornalistaSeverino Ramos, (Biu Ramos), sobre historias de gerenciamentos de nossoEstado, e que havia como destaque o ex-governador Tarcisio de Miranda
    • 28 Trajetórias de Vidas 2Burity, pessoa de quem eu sempre o admirei pela sua inteligência, e além domais existiam outros comentários de caráter e interesse da sociedade. Olivro foi elaborado de forma dinâmica, e contém uma coletânea deacontecimentos de ordem pública e privada de nosso Estado. Portanto, amatéria foi lida do inicio ao fim, onde os comentários nos fizeram surpreender,de como funciona a máquina pública por alguns que nem se quer prima pelosbons processos de Gestão. O que muito me impressionou foi a forma natomada de atitudes sem nenhum escrúpulo, e que está longe de ser entendidopela sociedade, mesmo aqueles que sabem discernir os procedimentos doDireito do homem. Quero deixar inserido nesta página, homenagem singular,a este jornalista que teve a preocupação de mostrar com transparência, partede nossa historia paraibana, e que cabe a você de uma forma ou de outra,entender que essas pessoas, realmente necessitam fazer uma reciclagem detrabalho e de vida, porque tudo isso está escrito no Livro da Natureza, eque com certeza todos responderão pelos seus atos e fatos, que forampraticados com a única intenção, a de obter Poder e ganho de capital.Portanto, deixo minhas mais sinceras congratulações a todos aqueles quecomungam com a preservação do homem dentro da sociedade. PORTO DE CABEDELO Recentemente, tivemos como apoio para pesquisa um livro intitulado de:Paraíba de Ontem, Evocações de Hoje, de autoria do escritor Dorgival TerceiroNeto, ligada ao inicio da Construção do Porto de Cabedelo, época em que oPresidente da República era Epitácio Pessoa, e constatamos que parte de nossosconterrâneos, principalmente políticos partidários, sempre tiveram o hábito de fraudar,fatores que prejudica toda uma sociedade. E, assim começou a história doInvestimento portuário, por outro lado se sabe que o governo federal Epitácio Pessoa,transferiu na época a importância de 20.000$000 (vinte mil contos de réis), quepraticamente correspondia a três vezes o orçamento do estado, que era em tornode 7.000$000 (sete mil contos de réis), e que nunca houve a conclusão da obra..Entretanto, continuando a pesquisa, constatamos inserido no livro intitulado de
    • Trajetória s de Vidas 2 29João Pessoa, Uma Biografia publicada pelo Escritor Fernando Melo que,somente no ano de 1931, com o Governo Provisório, da Republica dos EstadosUnidos do Brasil, época em que a Paraíba era governada pelo interventor AntenorNavarro, se destacando o presidente, Getulio Vargas, e que usando dasatribuições que lhe confere o Art. 1ª de decreto 19.398 de 11 de novembro de1930, concede ao Estado da Paraíba, autorização para a construção do Porto deCabedelo, através do Decreto nª 20.183 de 7 de julho de 1931, assinado pelopresidente Getulio Vargas e Ministro de Estado de Viação e Obras Públicas, JoséAmérico de Almeida.Portanto, vale salientar que o contrato que definia o Custoda Obra para Construção do Porto, ficou em torno de 2.896.000$000 ( doismilhões, oitocentos e noventa e seis mil contos de réis), que era equivalente a51.084 ( cinqüenta e hum mil, e oitenta e quatro) libras esterlinas. Onde tudoisso é conseqüência de um povo leigo, que atinge aproximadamente 85% ( oitentae cinco por cento), da população, resultando num má gerenciamento, por faltade Macro conhecimento do estado/nação. E, assim caminha a carruagemcom os nossos gestores públicos. TERRA DE SANTA CRUZ Notadamente no século XVI, ano de 1500, quando no descobrimento do Brasil,nome dado em função ao pau de tinta, que mais tarde se chamou de pau- brasil,e que teve como precursor o português Pedro Álvares Cabral.. Observe que oextermínio de pessoas foi tantas, conduzido pela Igreja Católica, que seu nome foiatribuído a Terra de Santa Cruz. Imposições e perversidades, praticadas pelosJesuítas, com estórias mal contadas para pessoas leigas, que de nada entendiamde filosofia religiosa, e que eram atraídos para entregas de seus patrimônios compromessa dos próprios instrutores, na alegação da chegada aos Céus. PERÍODO COLONIAL A nossa nação que anteriormente tinha recebido o nome de Terra deSanta Cruz, e que mais tarde foi denominada de Brasil, em função ao pau de
    • 30 Trajetórias de Vidas 2cor, que servia para a extração de tinta para indústria têxtil, sempre foium continente promissor para o desenvolvimento do Ocidente,notadamente os Estados Unidos, Europa e América Latina. Portanto,no período Colonial, esta nossa nação recebeu vários tipos de raças,formando uma miscigenação sem controle, sem falarmos nosportugueses que foram os pioneiros do descobrimento. Começava-seassim uma verdadeira Distribuição de terras patrocinado pela Corte,que podemos chamar de SESMARIA, contudo o que predominava de formaconsistente era a religião católica, inclusive para aqueles que tinhamadquirido o nome de cristãos novos, que fugiram da Inquisição. Sendoque essas organizações jamais tiveram interesse no desenvolvimentodo continente. Por outro lado deixamos esclarecido para seuentendimento, que nesta época, o interesse dos donatários era apenasestimular a religiosidade para o povo, e que sempre se distinguia com apreservação do nome de um SANTO, até na formação de qualquerempreendimento comercial, e quando este apresentava situaçãofalimentar, mudava de nome para outro Santo, era considerado de praxetal identidade. Período em que a economia girava em torno do pau Brasile da cana de açúcar, sem contarmos com pedras preciosas etc.etc. Noentanto, nas fazendas existiam os seguintes segmentos: Casa Grande,Senzala e Tronco, sendo do comando dos senhores de engenhos, quetomavam muitas das vezes atitudes perversas contra seus operáriosescravos, e que culminava com a transição de alguns. Portanto, passando-se os anos, sòmente, no ano de 1808, com achegada de D.João VI, é que começaram as modificações da nação,aplicando-se, assim o esperado desenvolvimento, onde se criou ascapitanias hereditárias e mais tarde nascia a Abertura dos Portos e fundaçãodo Banco do Brasil., todos estes acontecimentos se processaram nos séculosXVI, XVII, XVIII e XIX. Porém mais tarde, já no século XX, surgem tecnologiasque irão incrementar uma economia a nível mundial, e que temos comopaís precursor a Inglaterra, precedido da Revolução Industrial, quecomentaremos mais tarde.
    • Trajetória s de Vidas 2 31 PERÍODO IMPERIAL Considerado o 12º Império na historiada humanidade, durante o períodode 1822 a 1889, aqui n Brasil, porém houve abdicação de D. Pedro, em 7deabril de 1831, e o segundo iniciado com aclamação de D. Pedro II, que ficouaclamado tradicionalmente como Brasil Império, ou Brasil Imperial e quehouve proclamação da Independência no dia 7 de setembro de 1822, sendodesligado de Portugal,definitivamente pelo Príncipe D. Pedro, onde recebeuCoroação como Imperador, no Rio de Janeiro, em 12 de outubro de 1822. Portanto, para que você tenha maior aprofundamento na história, sefaz necessário que procure fazer pesquisa através do Google, com o referidoitem, identificada logo acima. PARAÍBA PROVINCIA Baseado em pesquisas sobre a Paraíba, encontramos uma matéria que noschamou atenção, e que reporta ao ano de 1860 a 1861, período em que foi nomeadopelo Imperador D. Pedro II, para esta província o Bal. Em Direito, Luiz Antonio daSilva Nunes, sua origem era do Rio Grande do Sul, em substituição a Ambrosio daCunha, Portanto, este novo presidente, demonstrou de forma eficiente o seugerenciamento junto a região, e que durante o período de sua gestão, visitou acavalo quinze lugares, em trinta dias, onde para seu conhecimento transcrevemos: Ingá, Campina Grande, São João do Cariri, Taperoá, Teixeira, Piancó,Souza, Catolé, Patos, Santa Luzia, Alagoa Nova, Areia, Bananeiras, Guarabirae Mamamguape. Portanto, deixamos in memorian o registro de sua passagempor esta região, que se destacou no cenário nacional. PERÍODO REPÚBLICA No Brasil tivemos o Período Colonial, Imperial e por último oRepublicano, que dura até os dias atuais, onde este último nasceu no ano de
    • 32 Trajetórias de Vidas 21889, por sinal achamos adequada tal implantação. Mais tarde no ano de1891, surge o sufrágio do voto universal, inicialmente era apenas para o sexomasculino, depois se habilitam às mulheres, que teve como destaque doprimeiro voto o estado do Rio Grande do Norte - RN. ORIGEM DO HOMEM Inicialmente queremos nos congratular com todos os povos que sãodisperso por este Globo Terrestre, porque não dizer nossos irmãos,pertencente a mesma árvore genealógica, apenas mudando seus aspectosatravés de bens intangível e tangível, ou seja incorpóreos e corpóreos, masque todos convergem para uma só dimensão, traduzido como casa do Pai,notadamente reconhecido como Deus. Entretanto, falar sobre a origem da Terra é transmitir historias,apenas de interpretação do homem, aqui neste Tempo e Espaço. Porque deacordo com determinados estudos, chegamos a conclusão de que por maisestudos que existam, jamais o primata homem, poderá alcançar tal origem,poroutro lado encontramos, algumas teses de que o homem surgiu do barro, domacaco, do peixe, da água, do Big. Bang e até dos etês, além do mais, semfalarmos nos períodos do homem de hardertal, do paleolítico e do neolítico,até chegarmos ao nosso período Contemporâneo, muitas das vezes nãopodemos em hipótese alguma acreditar em muitas historias mau contadas,mesmo existindo estudos para tal fim , o que se sabe é que sua origem jamais,será desvendada, porque podemos traduzir de Mistérios, creados por Deus,na construção da humanidade. Assim sendo, se faz necessário que se entendaque existe um Ser Supremo Absoluto, que comanda todo Universo e a própriahumanidade, e quando o homem passa pela transição, volta a sua origem,ou seja, seu espírito volta a Deus que o deu, expressão filosófica que constano livro Sagrado.. O homem quando passou a se organizar e coordenar seus grupos,conhecidos como tribos, começou a surgir uma sociedade de direito, muito
    • Trajetória s de Vidas 2 33embora tenha sido baseado no ferro e fogo, épocas em que não haviaregulamentação legal, para uma evolução adequada, surgindo assim, váriosconflitos, produzindo, extermínio de vidas de uns com os outros, isso, desdesua origem, e daí em diante, começa a evolução da humanidade, mas quenunca ouve verdadeira harmonia entre os povos. Sendo que sempre o quepredomina é a correria pela riqueza, e isso não haverá mudança porque é dopróprio ser humano.
    • 34 Trajetórias de Vidas 2 Capítulo 3 GÊNERO HUMANO Falar do gênero humano, significa traduzir a semelhança de Deus aquina terra, com todas suas características, circunstanciado ao seu redor peloque é bom e ruim, dentro de uma sociedade que muitas das vezes é retrógradaem atitudes, inexplicáveis perante o próprio SER. Há alguns séculosanteriores, o que predominava no ocidente eram essas militâncias, dirigidaspor aqueles que sempre se distinguia no poder, considerado uma verdadeiratirania para com a humanidade em nome do Cristo, na aplicação demetodologias religiosas, e que muitas das vezes bloqueava a mente dohomem, que era leigo perante tudo aquilo que entrava em discursão, quepodemos distinguir como filosofias. Mas, os tempos se passaram, e os homens procuram aprimorar commais profundidade o conhecimento da evolução humana. Há alguns temposatrás, para se conseguir determinados resultados se passavam dezenas deanos, hoje não mais, porque houve mais estudos e aprimoramentos doconhecimento do humano para com a sociedade, sendo que hoje a informaçãoé atômica, produzindo assim resultados positivos para o desempenho docrescimento da humanidade. Deus, em toda sua plenitude, transfere para o ser, a necessidade deobter conhecimentos, para que mais tarde, ele produza relevantes
    • Trajetória s de Vidas 2 35informações, para a sociedade.Assim sendo, sempre primamos pelo que é debom. Portanto, do ponto de vista cientifico, o homem nada mais é do que,apenas partícula atômica do Átomo espalhado pelo Universo. DAS RELIGIÕES As religiões foram creadas com inspirações de Deus, entretanto hojeexistem mais de mil e duzentas (1.200), espalhadas pelo globo terrestre,sendo umas classificadas como: Monoteísta, outras Politeístas. O primeirodefende um único Deus, o segundo vários Deuses. O Oriente prima pelatransição do homem, ao invés do Ocidente que defende a vida, tudo em funçãodas culturas de cada povo, muito embora haja um entrelace entre os povosde outros países orientais. Com relação ao nosso ponto de vista, defendo oMonoteísmo, mesmo tendo conhecimento e respeito por outras religiões,acompanhado de suas expressões filosóficas Filosofias e metodologias, aplicadas por uma sociedade que ainda éembrionária do conhecimento, que literalmente produz ensinamentos paraos leigos, de que um dia chegará aos Céus. Ao meu entender, somos apenaspartículas atômicas do universo, traduzidos como átomos, prótons e elétrons,de acordo com estudos científicos ou seja a própria ciência. Aqui neste planeta ainda há homens que procuram agir de forma latente,para o bem estar da humanidade, consciente de todos os padrões que devemser aplicados junto a sociedade. Mas, por outro lado, o que se destaca deprimeira mão, são os interesse pelo sistema econômico financeiro, queconsideramos praticamente um verdadeiro Deus Monetário, esquecendo detoda uma terminologia, que vem sobrepor a humanidade. Mas convicto deque estamos traduzindo Paz Universal, aqui continuamos estudando,procurando cada vez mais, discernir o bem do mau. Oh! Que bom seria queos homens procurassem se entenderem uns com os outros, mas, a final decontas, muitas das vezes o egoísmo prevalece, apenas por tempodeterminado, o que entendemos é que estamos apenas administrando
    • 36 Trajetórias de Vidas 2períodos de tempo, porque depois, tudo passa, e nada mais somos, apenaslembranças, quando deixamos alguns escritos para a sociedade. SINCRETISMO Gostaríamos de enaltecer a formação de entidades, que trás comoorigem a Cultura Afro, herança de um povo que sempre trabalhou parapreservar os hábitos, costumes e religião, e que está embutido o Candomblécom sua forma de entendimento, de uns para com os outros, e que se tornamalienados por juramentos diante entidades espalhadas pelas nações.Portanto,deixamos esclarecidos para sociedade que passamos por esse alinhamentode pensamentos, onde mais tarde, observei a necessidade de mais estudospara um melhor entendimento daqueles que se distinguem com suasintenções, procurando de uma forma ou de outra suplantar nas mentesdaqueles que congregam tais idéias. Deixo as minhas considerações a todos,que contribuem com essas filosofias de entendimento entre as nações, quecom certeza permanecerá por vários séculos, e que tem amparo legal deacordo com nossa CF/88 em seu Art. 5º, VI Que traduz o que se segue: Éinviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livreexercício dos cultos religiosos e garantia, na forma da lei, a proteção aoslocais de culto e a suas liturgias. Reminiscência da Cultura em Cabedelo (Ester Ribeiro da Silva - In memorian)
    • Trajetória s de Vidas 2 37 Inicialmente gostaria de deixar registrado para posteridade, matériaelabora pela professora Ester Ribeiro da Silva, e concluída no dia 13 desetembro do ano de 1993, pessoa de alta relevância para minha vida familiar.Portanto, passamos a transcrever pesquisa que ora relatamos: Nos idos de 1916, o que me lembro, Cabedelo era uma humilde vila,que nós habitantes daquela época, não tínhamos a menor idéia de suajurisdição, pois ignorávamos o poder publico, tendo em vista os atrasosculturais, que impedia sabermos a origem dos dirigentes públicos, pois,predominava o poder das famílias: A família Viana: João José Viana, o conhecido Joca pai velho e BalduinoJosé Viana; a família Simplicio: Simplicio Nunes da Silva; a família Teles: JoséFrancisco Teles; a familia Dornelas: João Dornelas; a familia Figueiredo:Francisco Pedro de Figueiredo, o conhecido Chico Pedro; a família Rocco:José Francisco Rocco; a família Guedes: José Guedes Cavalcante; a famíliaCardoso: Carolino Cardoso. Em relação a estas famílias, ainda existem seus descendentes. Nãopodemos esquecer a influência da antiga estrada de ferro – Great Western,Companhia Ferroviária de origem inglesa, que no governo de Dutra, foiencampada – Rede Ferroviária do Nordeste. A educação da vila de Cabedelo, era mais do que, rudimentar, pois sóhaviam duas escolas públicas, em toda população, que eram: a escolaelementar do sexo feminino e outra do sexo masculino, mantidasprecariamente pelo Estado. Havia, porém, as escolas particulares de alfabetização, que cobravammensalidades irrisórias como: Escola do professor Paulino Siqueira, situada emCamalaú; Escola da professora Etelvina; Escola da professora Mariquinha Rocco,mantida pela irmandade dos Vicentinos; Escola da professora Herundina Vieira;Escola da professora D.Loló; Escola da professora Berenice ( D.Beré). A educação destas escolas,era limitada ao Ensino Primário incompleto.
    • 38 Trajetórias de Vidas 2 Devemos salientar a parte pitoresca da Organização Urbana da nossa vila,cujas ruas mais conhecidas eram: Rua da Palha( atualmente Praça Getulio Vargas),Rua da Frente ( atualmente Presidente João Pessoa), Rua do Cinema ( atualmenteJoão José Viana);Rua Caminho da Costa ( atualmente Sólon de Lucena), Rua dalagoa ( atualmente Monsenhor Walfredo Leal); Rua do Oitizeiro ( atualmentePraça Venâncio Neiva); Rua da Linha ( atualmente Cleto Campelo); Rua da Boneca( atualmente Siqueira Campos); Rua do Guajirú ( atualmente Elizabeth Galvão);Rua do Cajueiro ( atualmente Camilo de Holanda); Rua do Arame ( atualmenteArthur Gomes Moreira);Rua da Borboleta ( atualmente Municipalista PedroCoutinho); Rua do trapiche ( atualmente joão da Mata ); Rua do Corrupio (atualmente Ismael Farias); Rua Papo da Coruja ( atualmente Primo José Viana).Com a evolução dos tempos, passou a velha República, e chegamos ao de GetulioVargas, que apezar de ser ditadura, houve uma verdadeira explosão na educação,refletindo em nossos meio os efeitos de seu progresso, com a criação do grupoEscolar Pedro Américo, no governo de Dr. Ray Carneiro e depois o GinásioImaculada Conceição, organizado pelo padre Alfredo Barbosa, sob o patrocíniodo Industrial Teotônio Neto, um grande benfeitor da nossa comunidade. Em Cabedelo, ainda na condição de vila, teve a oportunidade de possuirum serviço urbano de bondes, que eram puxados a burro, de propriedade doconhecido Jóca pai velho (João José Viana). Temos ainda a destacar, os nomes dados pela gíria local da época, dostrens da estrada de ferro (Great Western): O chaleira – saía às 06:00 hs damanhã à João Pessoa e voltava às 18:00 hs, que era conhecido como o tremdos veranistas. O bacurau – assim chamado, por viajar sempre a noite paraas cidades de Campina Grande e Nova Cruz. É bom lembrar, que Cabedelo em 1859 teve a honrosa oportunidade deo Forte Santa Catarina ser visitado por S.M.D. Pedro II, no dia 24 de dezembro,chegando a comitiva Real às 16h30min. Um dos progressos de nossa cidade, foi a inauguração do Cais doPorto,no ano de 1935, com a participação do Presidente da República Getúlio
    • Trajetória s de Vidas 2 39Vargas, acompanhado do Ministro José Américo de Almeida, paraibano ilustre,que duas vezes ocupou com destaque, o Ministério da Viação e Obras Públicas. A origem do nome Cabedelo, definida por alguns autores, vem em funçãode um cabo arenoso, que avançava para o mar e que deram o nome de cabomodelo, o que derivou o nome oficial de CABEDELO. Homenagens ao Extraordinário F.R.C. Euclides e Edna É com imensa satisfação que transcrevemos parte da historia de nossoamado irmão, Euclides Freire Leite, nascido nesta cidade de Cabedelo, à ruaJoão Machado s/n, no dia 16 de abril de 1935, filho do senhor Martim Freiredo Nascimento, natural de Mamanguape-PB, casado com D. SebastianaFreire da Conceição, este casal constituíram dez (10) filhos, todos nascidosnesta cidade de Cabedelo, considerado uma prole bem extensa, sendo queEuclides é o quinto (5) desta geração. Mais tarde no ano de 1952, contandocom apenas 16 (dezesseis) anos, fez prova para a Capitania dos Portos, emJoão Pessoa, sendo aprovado para a Escola de Aprendizes de Marinheiros nacidade do Recife, e que deu prosseguimento aos estudos, se tornandomarinheiro, foi transferido para a cidade do Rio de Janeiro, indo servir comoprêmio no Cruzador Barroso, sede do comando. Chefe da Esquadra. No anode 1953, viajou para a Inglaterra, junto com outros navios de outros paisesdo mundo, para homenagear a Rainha Elizabeth II, na sua coroação. De voltaao Brasil passou pelo Havre, na França, onde foram embarcados os restos
    • 40 Trajetórias de Vidas 2mortais da Princesa Isabel e seu marido o conde D’eu, depois passaram porLisboa e pelas ilhas Canárias. Portanto, já considerado estável na Marinha,passou a conhecer o nosso Brasil e o mundo, ficando satisfeito em conhecerpessoalmente novas terras, povos e culturas, as mais diversas possíveis, queanteriormente só a conhecia através de livros. Já graduado como cabo, com idade de vinte e poucos anos, sentiunecessidade de construir uma família, onde conheceu Edna, onde a qualresidia na cidade de João Pessoa, e que logo depois passou a residir na cidadede Cabedelo, sendo que ela desempenhou algumas atividades, como: lecionouna escola Paulino Siqueira, trabalhou na administração do Porto de Cabedelo,mais tarde já casados, recebeu mais um premio, à missão de servir na, comsede em Londres, país civilizado, e que passou a fazer parte do departamentode suprimentos de peças para os navios, submarinos, aeronaves etc. de nossaMarinha do Brasil. Em suas viagens internacionais conheceu vários paisesda Europa, como: Holanda, Bélgica, Alemanha, França, Portugal, Itália, Escóciaetc.,Que tiveram o privilégio de conhecer cidades históricas como Roma comseu coliseu onde os leões devoravam os cristãos, a cidade Pompéia destruídapelo Vesúvio, Florença, a cidade-arte, a Roma antiga onde reinaram os várioscésares, subiram na torre de Piza, onde Galileu, com uma pena e um peso,fez a experiência da força da gravidade, Veneza com suas gôndolas,juntamente com sua esposa tiveram o privilégio de rezar no altar-mor daBasílica de São Pedro em Roma, onde também tiveram a alegria de ver opapa de perto. Já na França visitaram a cidade de Orleans onde viveu emorreu Joana D’arc. O museu do Louvre, o maior do mundo, a praça daConcórdia onde se desenrolaram várias cenas da Revolução Francesa,visitaram a praça da Bastilha onde o rei Luiz XVI, a rainha Antonieta e todoo seu séqüito foram guilhotinados, também visitaram a torre Eiffel, ondenos seus arredores Santos Dumont fez o primeiro vôo com seu famoso 14 bis.Versalhes, cujo palácio era residência oficial dos reis Luiz XV e Luiz XVI.Conheceram o palácio do rei Arthur e a Távola Redonda, tão citada nasmonografias dos grandes movimentos místicos como a Maçonaria e aRosacruz. Além de conhecer alguns países do extremo oriente como: China,
    • Trajetória s de Vidas 2 41Japão, Coréia, Cingapura e do oriente médio como: Turquia, Arábia Saudita,Oman nos Emirados Árabes e por fim teve o maior privilégio de conhecer aspirâmides do Egito, juntamente com outros frateres. Sendo que hoje jácontando com seus setenta e quatro anos (74) de idade viver seu maior tempoaproveitando a leitura de alta relevância da sociedade, obtendo assim maioraprendizado no dia a dia. Portanto, deixamos as nossas mais sincerascongratulações, pela sua maneira de viver pautado dentro de uma sociedadetão complexa. E, assim deixamos o nosso T.F.A. Lançamento do ABC 2 na Faculdade UNIUOL
    • 42 Trajetórias de Vidas 2 Homenagem ao Grande Folclorista (Sales Urquiza – In memorian) Ao nosso dileto amigo, Francisco Sales Urquiza da Nóbrega ( Sales),nasceu a 29 de janeiro de 1938, na cidade de Santa Gertudes, município dePatos, e faleceu a 15 de abril de 2005, nesta cidade de Cabedelo-PB, aos 67anos de idade. Ainda jovem aos 17 anos veio residir em Cabedelo. Quandoconheceu Maria Marlene por quem se apaixonou, e com a qual veio a casar.Desse enlace matrimonial nasceu um filho, o qual se chama Álvaro Luiz,trabalha na previdência social, no prédio do antigo Banco do Brasil emCabedelo. Ela filha do saudoso Severino Teixeira, proprietário da PanificadoraSanta Catarina. Tendo se integrado com a comunidade cabedelense, logo setornou conhecido e admirado por todos, principalmente por ser um grandepesquisador e conhecedor de música, versos e prosas, os quais declamava ecantava com muita propriedade e desenvoltura. Grande Folclorista e admirador fervoroso de Luiz Gonzaga o Rei do Baião,tendo deixado inclusive um acervo invejável desse grande Sanfoneiro. Entre as músicas do Gonzagão, a que mais lhe tocava o sentimentohumano, era Sabiá e aonde quer que esteja e alguém executasse músicas deLuiz Gonzaga, logo pedia para que cantasse Sabiá. Se vivo fosse, teriacompletado 71 anos, mas, o Sabiá o arrebatou em suas asas, e o transportoupara o Ninho Pai Celestial.
    • Trajetória s de Vidas 2 43 OS PRATEADOS (Homenageia Jackson do Pandeiro) Também chamado de o rei do Ritmo, pois é o pseudônimo de José GomesFilho, nasceu em Alagoa Grande-PB, a 31 de agosto de 1919, e faleceu nacapital federal – Brasília, no dia 10 de julho de 1982, com 63 anos de idade.Se vivo fosse estaria completando 90 (novena) anos de idade. Cantor e compositor de Forró e Samba, assim como de seus diversossub-gêneros, a citar: Baião, Xote, Xaxado, Côco, Rojão, Arrasta – Pé, Quadrilha,Marcha, Frevo, dentre outros. É considerado o maior Ritmista da Música popular Brasileira, e, ao ladode Luiz Gonzaga, foi um dos principais responsáveis pela nacionalização decanções nascidas entre o povo nordestino. Sua dicografia compreende maisde 30 (trinta) álbuns lançados no formato LP. Desde sua primeira gravação,Forró em Limoeiro, em 1953, até o último álbum, Isso é que é forró, de 1981,foram 29 ( vinte e nove) anos de carreira artística. Costuma sempre dizer que o Gonzagão é o Pelé da Música e o Jackson,o Garrincha. Na década de 60 e 70, realizou muitos shows em Recife – PE, aolado de sua fiel companheira Almira Castilho, os quais agitavam a platéia. IMPÉRIO ROMANO A queda do Império Romano no ocidente, se deu por vários fatores,sendo um deles a invasão dos Bárbaros e a derrubada do Estado de Direito,ocorrido no ano de 476 d.c. sendo que houve a emancipação pelos hérulos,que duraram aproximadamente mil ( 1.000) anos, antes de 1473, época emque ocorreu a queda de Constantinopla. Para que você tenha maiorconhecimento na história, é de importância de tenha acesso no Google, como tópico acima, para ampliar seus conhecimentos é importante que tenhaprofundidade na pesquisa.
    • 44 Trajetórias de Vidas 2 ISLAMISMO Considerada a segunda maior Religião do mundo, que se distingue acimade 50% (cinqüenta por cento), das nações em três continentes, onde o númerode adaptos é bastante relevante, e trata-se de uma religião monoteístabaseado nos ensinamentos de Maomé (570 – 632) d.c.chamado de o Profeta,e que está contido no livro o Corão, que é traduzido como submissão, querdizer a vontade de Alá. Portanto, seus seguidores são chamados demulçumanos. Para que você tenha maiores informações é de fundamentalimportância que procure pesquisar através do Google, o tópico acima, quecom certeza você terá maiores informações, que serão adicionadas ao seuconhecimento filosófico. BUDISMO É uma Crença atribuída a Gautama o BUDA, onde o qual é fator deadoração, considerado de o Iluminado, por outro lado, lembramos que setrata de ensinos orientais, voltados para o subconsciente e que hoje abrangevários continentes, sendo que mais tarde seu representante faleceu, a cercade quatrocentos a.c. Para que você obtenha maiores conhecimentos, é defundamental importância que procure pesquisar o tópico através doGoogle.Que se encontra no sistema globalizado. CONTINENTE LATINO Notadamente, a América Latina é formada por vinte países, sendo quenosso país Brasil, se situa na América do Sul, que é composta de treze países,onde a quinhentos anos atrás, o que predominava único e exclusivamente,eram indígenas neste continente, que na época houve um cálculo deaproximadamente cinco milhões de habitantes. Entretanto, quando algunspaíses da Europa descobriu tal continente, procurou se instalar, atravessandoo atlântico, mesmo de forma precária, conseguindo assim seus objetivosdesejados, onde o primeiro a produzir exploração foi Portugal, país
    • Trajetória s de Vidas 2 45pertencente ao continente europeu, e de imediato providenciando o traficode escravos africanos para tais fins, depois de alguns anos depois surgiramoutros países como: Espanha, Holanda, França, Inglaterra. Pobre de nossosirmãos indígenas, seguidos pelos escravos africanos, aliciados pelos Jesuítasda Igreja, que de forma expressiva transferiam nossas riquezas para a Europa. Portanto, para melhor entendimento, sobre a exploração de nosso país,mais tarde passaremos a comentar sobre alguns períodos. CABEDELO DESMEMBRADO Cabedelo quando na sua origem e seu progresso, ficou classificado porordem crescente para seu entendimento, que ora transcrevemos:*Projeto 78/56 – Deputado D’Vila Lins - Emancipação em 12.12.1956
    • 46 Trajetórias de Vidas 2 REVOLUÇÃO FRANCESA A Revolução francesa foi um conjunto de vários fatores que entre 5 de maio de 1789 e 9 de novembro de 1799, que contribuíram para modificaram o quadro Político Social da França e do mundo. Em conseqüência estava o antigo regime autoritário do Clero e da nobreza. E, que foi influenciado pelos princípios de ideais do Iluminismo e daindependência americana. Considerada uma das maiores revoluções dahistória da humanidade. Portanto, para que você, tenha maiores informações,é de fundamental importância que procure fazer pesquisa através do Google,com os tópicos indicados acima. NOITE DE SÃO BARTOLOMEU Em agosto de 1572 na França, um dosmaiores conflitos sangrentos, que culminoucom a morte de mais de cem (100) milpessoas, todos protestantes e que tevereflexo sobre a evangelização no Brasil.Sendo que neste século XVI, deixava idéiasde reformulações da igreja na Alemanha. Iniciando-se assim, a reforma depensamentos de pessoas com relação a Deus, juntamente com a humanidade,também conhecida como reforma de João Calvino, diante da igreja católica.Por outro lado, houve muitas tomadas de posição do Clero e que muitas dasvezes provocavam conflitos com protestantes, notadamente na França,Inglaterra e Itália, esta última, reduto do Papado. Portanto, para que tenhamaiores informações, queira procurar fazer pesquisas através do Google, quecom certeza você terá grandes informações de acontecimentos da época.
    • Trajetória s de Vidas 2 47 SÍMBOLO DO DIREITO ASPECTO DA CRIMINOLOGIA Os estudos do crime são embasados dentro do Direito Penal e Criminal,onde recentemente fizemos pesquisas a respeito de indícios do assassinatodo ex-governador da Paraíba, João Pessoa, no ano de 1930, e queremos destacarque em um determinado exercício na UFPB, foi elaborado um simulado de JúriPopular, e que tinha como Réu, o advogado João Dantas, se destacava comojuiz presidente do Tribunal do Conselho de Sentença da capital, o Dr. WilsonPessoa da Cunha, que com serenidade conduziu os trabalhos, sendo que quandona conclusão dos trabalhos, e leitura de Sentença, o acusado foi absolvido, porinterpretações do tribunal popular do júri. A matéria comentada encontra-se publicado no livro de autoria do Escritor.José Joffily, com o título de: Revolta e Revolução, Cinqüenta Anos Depois. A TRILOGIA Liberdade, Igualdade e Fraternidades, nasceu com a RevoluçãoFrancesa, e que automaticamente se espalhou por todo Ocidente, sendoslogan da Maçonaria. Portanto, vale destacar que o estudo dessa Trilogia,éde fundamental importância para sociedade moderna, muito embora, vezpor outra apresente utopia para tomadas de decisões, em nível do Direito.
    • 48 Trajetórias de Vidas 2 Capítulo 4 REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Esta revolução nasceu na Inglaterra notadamente no século XVIIIno ano de 1733, tendo como base a Grã-Bretanha, onde surgiram motores avapor incrementando a industrialização de produtos e mercadorias, deixando-se de lado os trabalhos artesanais, portanto, o nível do PIB transformou-seem um salto na economia mundial, através da tecnologia inserida no estadonação. Esta revolução se restringe na Inglaterra, de 1760 a 1850 e de 1850 a1900 a revolução se espalha pela Europa, EUA e América do Sul.Proporcionando assim, uma macro economia para o mundo, com as invençõesde máquinas industriais. Um dos ícones da administração já havia previstotais acontecimentos como, Adam Smith.
    • Trajetória s de Vidas 2 49 Para que você tenha maiores informações, procure pesquisar atravésdo Google, que lhe dará maiores informações a respeito do assunto.Por outro lado no dia 4 de maio de 1866 nos Estados Unidos da América(E.U.A.), houve vários conflitos nas indústrias, sendo que foram mortos grandepartes de operários, e em função a este acontecimento se comemora o diado trabalhador, ou seja a primeira segunda feira de setembro de cada ano. MONOPÓLIO Geralmente esta expressão é quando existe uma única empresa ouentidade no mercado, para efetuar sua comercialização, sem a existência deoutra para provocar competição nos produtos, e que suas vendas se tornamexclusivas dentro do estado nação. Portanto, nosso ponto de vista é contrárioa esse processo no ganho de capital. O que realmente, opinamos é que existamais de uma empresa para atender na oferta de produtos, mercadorias eserviços, até porque isso se dar o nome de concorrência de mercado. OLIGOPÓLIO Vamos mostrar de como se processa a expressão Oligopólio, que é oinverso de monopólio, onde neste segmento existem mais de uma entidadena competição de mercado, para o processo de comercialização, sendo quealém da existência de empresas, existem outros segmentos, onde uns dosque podem enquadra, são os partidos políticos do estado nação.
    • 50 Trajetórias de Vidas 2 IGREJA BATISTA NO BRASIL Esta instituição nasceu no Brasil no ano de 1867, através de americanos em uma quantidade de cinqüenta mil pessoas, que desembarcaram no país e alguns se deslocam para Santa Bárbara d’oeste em São Paulo, onde fixaram residência e a maioria eram evangélicos , consideradosBatista.Por outro, lado a foto que estamos apresentando acima é da Igrejade Cabedelo, estabelecida a praça José Américo, centro, sendo que seuhistórico consta no livro digital intitulado de Trajetórias de Vidas 1. Portanto,para que você tenha maiores informações e estudos, queira entrar no Google,com o item para pesquisa, que com certeza você terá grandes informaçõesde alta relevância. IGREJA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - CABEDELO – PB Nesta área existia uma capela, e queno ano de 1910 foi construída esta Igreja,com o apoio da sociedade. Portanto, nopróximo ano de 2010 irá completar umséculo de existência, prestando serviçospara o bem estar da sociedadecabedelense, e que teve como pioneiro o Padre Alfredo Barbosa, hoje ostrabalhos estão sobre a responsabilidade do Padre Evandro Belarmino Araújo. CREATIVIDADE A terminologia criatividade é de suma importância para que faça partecomo um dos fatores que deve acompanhar o homem na sociedade, por maisestudos que se tenha é necessário que exista tais atitudes, e de preferência para
    • Trajetória s de Vidas 2 51melhor desempenho de tudo que se faz. O melhoramento nas formas de elaborardados, é de grande relevância para entendimento de todos aqueles, que primampor um trabalho que possa ser distinguido, pelos métodos de criação. Caro leitor,éinteressante, que as pessoas procurem ser criativo na apresentação de trabalhoque envolve a expressão de dados numéricos, para fácil interpretação para quemestá lendo, inclusive facilitando a tomada de decisões, baseado no informado. Atualmente encontramos algumas informações através de dados nosistema público, que deveria ser objetivo para conhecimento da sociedade, edamos como exemplo a informação da mortalidade x natalidade de cadaestado e município de forma linear, inclusive demonstrando os cálculos decrescimento ou queda nos respectivos itens. Da mesma maneira deveriamser informado anualmente tais estatísticas, apresentando de forma linearpara tal entendimento da sociedade, sem apresentar tanta complexidade. Outro item que nos chama atenção é o PIB-Produto Interno Brutode cada cidade e estado, onde a falta dessas informações dificultaelaborarmos determinadas análises em relação a economia local. A matériaque acabamos de escrever é a título de sugestão para os órgãoscontroladores de estatísticas do país. A GRÉCIA A Grécia é um pais desenvolvido que fazparte do continente europeu, sua forma degoverno é baseado na Democracia RepublicanoParlamentar. A população de sua capital atinge3.761.860. Quanto ao PIB alcançou em 2007 aordem de US$ 324,4 bi. de dólares. É membroda União Econômica e Monetária da uniãoEuropéia desde 2001. Por outro lado, faz parteda OTAN-Organização Tratados Atlântico Norte, desde 1952. Quanto aos JogosOlímpicos nascerem em 776 a.c. Os gregos sempre estabelecem a política dejustiça e liberdade individual.
    • 52 Trajetórias de Vidas 2 PRESIDENTES REPUBLICANOS DO BRASIL REPÚBLICA VELHAFonte: Internet.PUBLICAÇÃO DE CONSTITUÍÇÕES NO BRASILNº. A N O1. 1824*2. 1891*3. 1934*4. 1937*5. 1946*6. 1967*7. 1969*8. 1988*
    • Trajetória s de Vidas 2 53 PARAÍBA – PRIMEIROS GOVERNADORESFonte: História da Paraíba – Terezinha Pordeus.PARAÍBA – GOVERNOS REPUBLICANOS - PRIMEIRA REPÚBLICAFonte: História da Paraíba – Terezinha Pordeus
    • 54 Trajetórias de Vidas 2 PARAÍBA – GOVERNOS REPUBLICANOS SEGUNDA REPÚBLICAFonte: História da Paraíba – Terezinha Pordeus GOVERNADORES DA PARAÍBAFonte: História da Paraíba – Terezinha Pordeus
    • Trajetória s de Vidas 2 55 PARAIBA – PERÍODO MILITARFonte: História da Paraíba – Terezinha Pordeus Estes eram os governadores Biônicos, e que geralmente eram pessoasindicadas por membros do sistema militar. E, assim passamos praticamentemais de vinte anos. Portanto, para se chegar a Democracia, houve realmentemuitos conflitos diante da sociedade. Deixo meu ponto de vista para aquelesque militam como político partidário, que se traduz apenas em palavras chavescomo: conhecimento do estado nação que operam, e que sempre procurem aharmonia da sociedade e dos Poderes Constituintes. É assim que se mantémo equilíbrio da Democracia. LYCEU PARAIBANO Este foi um dos empreendimentos que se destacaram na educação dacapital, seus professores realmente portavam um QI de destaque parasociedade, durante a década de 1950, deixando um legado de conhecimentossingular para a época, em que a Paraíba era gerenciada por Argemiro deFigueiredo, consta que para erguer sua construção importou cimento da Rússiae ferro da Inglaterra. Portanto, podemos destacar como professores e alunos
    • 56 Trajetórias de Vidas 2de renome Aníbal Victor de Lima Moura, Geraldo Beltrão, Walter RabeloPessoa da Costa, Daura Santiago Rangel, Tarcisio de Miranda Burity,Garibaldi de Araújo Dantas, Wilson Leite Braga, e tantos outros que fizeramhistória nesta capital, da Paraíba. GRUPO LATIFUNDIÁRIO No ano de 1924 era inaugurado na cidade do Rio Tinto, na Paraíba,uma Fabrica de Tecidos Rio Tinto, de propriedade da familia Lundgren, deorigem alemã, onde há indícios de que realmente era reduto de nazista nonordeste do pais, com apoio do governo federal, na época Getulio Vargas. E,de acordo com pesquisas através da historia, esta empresa praticou relevantesfraudes na área tributária, com conivência de alguns exatores do estado,sendo que a entidade nunca apresentava débito, distinguindo apenas créditosfiscais acumulativos, isto significava que a empresa não recolhia impostos,provocando conflitos com o governo estadual. Por outro lado, se sabia quehavia envolvimento com algumas autoridades do judiciário estadual, e que ogoverno tomou decisão de removê-los para outras cidades. Portanto,acreditamos que os empreendimentos não trabalhavam com transparência,para permitir o desenvolvimento do estado.
    • Trajetória s de Vidas 2 57 Capítulo PRESIDENTES DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA 5Fonte: Carmen Coelho de Miranda Freire
    • 58 Trajetórias de Vidas 2 ECONOMISTAS DO BRASIL Reconhecemos que todo órgão que tem como segmento a economia,deveria ser dirigido por um economista, no entanto, na prática não é assim, porqueo que prevalece é efeito político, distinguindo para representar, pessoas quecomporta experiência, sem formação legal, assim é que funciona nosso país. PROVÍNCIAS DO BRASIL Para que você tenha acesso a essas informações, é necessário que procurepesquisar através do Google, o referido item, que com certeza terá relevantesinformações a respeito do assunto. Portanto, deixamos esclarecidos que asCapitanias se tornaram Províncias em 28 de fevereiro de 1821, e que após,sessenta e oito anos, notadamente no ano de 1889 passaram para serem estados. PARAÍBA INDEXADA A PERNAMBUCO De acordo com Pesquisas constatamos que quando a Paraíba eraCapitania, esteve para ser extinta, onde não aconteceu tal atitude. No entanto,ficou vinculada a Pernambuco, durante o período de 1756 a 1799, perfazendo43 (quarenta e três anos), sem contarmos com as outras capitanias de RioGrande do Norte, e Ceará. Portanto, o registro da matéria está inserido nolivro do escritor Dorgival Terceiro Neto, com o título de Paraíba de Ontem,Evocações de Hoje. TELEVISÃO, MEGA MEIO DE COMUNICAÇÃO Sendo um dos maiores meios de comunicação inventado pelohomem, e que apenas chegou ao Brasil em 1950, somente atingindo a Paraíbadepois de dez anos, ou seja no ano de 1960, notadamente em Cabedelo,tinha imagem preto e branco, ficou exposta na Praça Getulio Vargas, paraapreciação da sociedade.
    • Trajetória s de Vidas 2 59 SALÁRIOS DE VEREADORES NA PARAÍBAFonte: TCE-PB/ até ago./2009 – salário nominal
    • 60 Trajetórias de Vidas 2 EVOLUÇÃO DO SALÁRIO MINIMO (%)* Média aritmética de aumento mensal nos últimos dez anos foram na ordemde 12,05%, (doze vírgula cinco por cento) Por outro lado, calculando o ano de2009/2000, diretamente, ficou em torno de 207,94%( duzentos e sete, vírgulanoventa e quatro por cento).
    • Trajetória s de Vidas 2 61 Para que se constitua uma empresa, se faz necessário que seja feitopesquisa de mercado para se observar se há condições da evolução nosnegócios, principalmente se o ponto é excelente para tal comercialização doproduto que será lançado no mercado, além do mais, mensurar a freqüênciada clientela. Quanto ao tratamento do contribuinte junto ao cliente, se devemanter destaque para que não haja perda na comercialização. Fatos que ocorrem na comercialização, como devoluções de mercadoriasou produtos, deve ser registrado dentro dos padrões da melhor qualidade,evitando assim, atropelos comerciais e perda do cliente. Portanto, ocontribuinte agindo dentro de metodologias para avaliação de qualidade,jamais apresentará prejuízo nos seus negócios. Os empresários de modo geral devem entender que os princípios básicospara formação do preço de venda, envolvem os itens: mão-de-obra, matériaprima, energia, depreciação, impostos, custo financeiro e outros. Assim sendotodos esses itens produz preço de venda para sua comercialização. Portanto,demonstramos cálculos básicos para sua compreensão, de como se processao calculo do lucro bruto, que ora exemplificamos: Venda de Produtos (-) Custo dos Produtos Vendidos (=) Lucro Bruto Venda de Mercadorias (-) Custo das Mercadorias Vendidas
    • 62 Trajetórias de Vidas 2 (=) Lucro Bruto Receita de Serviços (-) Custo dos Serviços (=) Lucro Bruto Por outro lado, lembramos que para se definir o Custo apresentado, sefaz necessário levar em consideração os cálculos tradicionais, para obtençãodo Custo Variável, e Custo Fixo, para se calcular o preço de venda. Alertamos nossos empresários que nunca deixe de fazer acompanhamentoanalítico de suas mercadorias e produtos, definido como Estoque, é esse itemque produzirá o Custo das Vendas. Para sua melhor compreensão elaboramosfórmulas tradicionais, para tais definições, como por exemplo: Comércio: Estoque Inicial + Compras - Estoque Final =Custo das Mercadorias Vendidas * Indústria: Estoque Inicial + Produtos Acabados + Produtos em Processo + Transferências - Estoque Final = Custo dos Produtos Vendidos *
    • Trajetória s de Vidas 2 63 DIREITO EMPRESARIAL As empresas quando na sua formação, existe exigência legal, sem esseinstrumento não se têm condições de avaliar seu desempenho operacionaljunto ao estado de Direito. Portanto, no ano de 2002 foi criada a lei 10.406/02, denominada de Código Civil, que passa a proceder as diretrizes daconstituição empresarial, assim sendo, todo contribuinte deve obterconhecimento suficiente de como funciona a nossa legislação brasileira, juntoaos nossos contribuintes. TRIBUTO, REFLEXO SOCIAL Literalmente, existe o hábito ou costume dos empresários reclamaremque a carga tributária é muito relevante para seus negócios, e que muitasdas vezes inviabiliza tal comercialização, no entanto, esta expressão não condizcom a verdade econômica baseada nos princípios legais. Portanto, deixamosesclarecidos que imposto faz parte do preço de venda, quando na suaformação, portanto, a carga fiscal quem paga é a sociedade, e não oempresariado, assim sendo não existe perda de capital, Por outro lado, todocontribuinte sabe que quando na formação de qualquer empreendimentojurídico, seu maior sócio é o estado de Direito. LEGISLAÇÃO Em nosso país se destaca dentre outras nações, com maior número naelaboração de legislação, atingindo todos os seguimentos da sociedade, noentanto, vale distinguir a falta de cumprimento, e que alguns segmentosalegam que quando a lei é fraca passa por cima e quando forte passa porbaixo, onde geralmente quem é portador de capital, não demonstra tantapreocupação. Temos o Congresso Nacional formado por duas casas que éCâmara dos Deputados, que comporta 513 (quinhentos e treze membros), eo Senado Federal que congrega 81 (oitenta e um), senadores onde os quais
    • 64 Trajetórias de Vidas 2portam a obrigatoriedade de legislar nossas leis. Com relação aos estados,que são representados pelas Assembléias Legislativa, e que em todo país existeum número elevado de Deputados Estaduais, que são na ordem de 1.059 ( ummil e cinqüenta e nove), produzindo legislação estadual. Quanto aosgovernadores atingem um número de 27 (vinte e sete) E, quanto aos Prefeitosé de número 26 (vinte e seis), em toda nação, definido como Executivo.Poroutro lado, deixamos de informar o número quantitativo do Judiciário, Federale Estadual, por Estado e cidade, sendo que esta estatística seria de fundamentalimportância para conhecimento da sociedade. Portanto, esse registro é paraseu conhecimento e entendimento de como funciona o Estado Nação de Direito. AUDITORIAS Para que se faça Auditoria é necessário que se tenha conhecimentomacro de Contabilidade, além do mais é exigido formação de curso degraduação, de acordo com a legislação. Entretanto, para seu conhecimentoexistem auditorias internas e externas ou independentes, geralmente, ocontador deve ter registro no CRC-Conselho Regional de Contabilidade eCVM.-Comissão de Valores Mobiliário. As pessoas responsáveis pelasoperações, inicialmente devem fazer um planejamento para levantamentode dados e informações, tudo com base nas Demonstrações Financeiras(Balanço), ou seja, aquilo que está contabilizado de acordo com o quepreceitua a legislação.Literalmente, todas as análises são por amostragens,levando-se em consideração as mensurações dos fatos contábeis, tanto anível patrimonial quanto de resultados de ativo e passivo. Os empresários que demonstram interesse para que a empresatenha longo tempo de vida, geralmente procuram analisar seu patrimôniocomo um todo, através de auditorias, que é processado Pareceres sobre oassunto, inclusive indicando sugestões para tomadas de decisõesadministrativas. As análises são baseadas na legislação, em cumprimentodas exigências pelos governos federal, estadual e municipal. Esses são osprocedimentos no desenrolar das auditorias nas empresas.
    • Trajetória s de Vidas 2 65 PERÍCIAS As empresas quando apresentam desentendimentos com seusgestores, e muitas das vezes querem seu quinhão patrimonial, entram najustiça para que seja feito auditoria ou Perícia, onde as operações sãoautorizadas pelo judiciário. Além dessa situação, surgem outros aspectos,como de ordem Falimentar, esta era orientada pelo DL 7661/45, revogada,sendo que hoje todo procedimento é baseado na lei nª 11.101 de 9 defevereiro de 2005, denominada de Recuperação Fiscal ( falência), e todasessas decisões são tomadas por via extrajudicial ou judicial, para que nofinal das análises seja expedido relatório de conclusão ou sentença, parahabilitação dos credores, que devem obedecer um critério de ordem parapagamento dos respectivos credores. O Perito Contábil é aquele que porta Macro conhecimentos da legislaçãofiscal, Civil e Empresarial, onde se distingui a contabilidade, devendo serreconhecido pelos órgãos de sua competência, onde traduzimos que é pessoade independentes conhecimentos, e além do mais mantém conduta ilibada.Por outro lado, as operações são feitas analiticamente em contas patrimoniaisde ativo e passivo, como também nos resultados positivos e negativos. Ondedepois de todos os levantamentos, são emitidos Pareceres, para o juiz,comentando a situação real do patrimônio da empresa, e que acompanha asrespectivas análises de balanços, para se ter idéia da situação econômico efinanceira da empresa, que devem serem traduzidos através de indicadores. Assim sendo, deixamos para seus conhecimentos apenas algumasinformações introdutórias para seu alcance. FRAUDES CONTÁBEIS No mundo econômico financeiro, sempre existiram fraudes, umas,muitas das vezes bem arquitetadas outras não, produzindo atos criminosos,que terminam nos Tribunais para seus julgamentos, e geralmente nas
    • 66 Trajetórias de Vidas 2empresas essas ações são constantes, produzindo prejuízos relevantes. E,quando se trata do Sistema Público, pior ainda, porque esse tipo de gente éfreqüente, prejudicando toda a sociedade, e enriquecendo gestores, quandonão são descobertos. Geralmente esses fatos são detectados por auditorias,que são órgãos fiscalizadores, como: RFB - Receita Federal do Brasil; TCU -Tribunal de Contas da União e TCE- Tribunal de Contas do Estado; PF- PoliciaFederal; PC- Policia Civil e quando no levantamento dos autos, sãoencaminhados para o MP- Ministério Público Federal ou Estadual, dependendodo tipo de Recursos utilizado. Portanto, deixamos esclarecido que geralmenteexistem os Fatos Contábeis, orientados por especialistas na matéria.Atualmente em nosso país existe um desvio de recursos bastante relevante,sem contarmos com o chamado Cx-2, que atribuímos uma estimada,praticamente na ordem de uns dez por cento do PIB – Produto Interno Bruto.Essas praticas acontecem em todas as nações, porque sempre existe umfinancista como o senhor MADOFF especialista em fraudes. Mesmo existindoo Banco Central e COAF-(Conselho do Controle Financeiro). Aqui no Brasil,como em outros países, não se evitam esses procedimentos.
    • Trajetória s de Vidas 2 67 Capítulo 6 EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO O funcionamento dessas empresas é autorizado pelo governo federal,com publicação no DOU-Diário Oficial da União, além de outros Órgãos comoCADE-Conselho de Administração e Defesa Econômica; CVM – Comissão deValores Mobiliários e BACEN- Banco Central do Brasil, quanto ao seu capital éformado por ações preferenciais e ordinárias. Portanto, suas ações sãovendidas e negociadas na Bolsa de Valores. Os Investidores geralmenteacompanham a evolução econômica da empresa, como também o crescimentode seu patrimônio. As empresas S.A. são formadas por títulos e para que sejadistribuído lucro, conhecido como dividendos, é necessário que ela produzalucro, caso contrario não haverá distribuição de lucratividade, por isso é que sefaz necessário que haja acompanhamento das Demonstrações Financeiras(Balanço). E quando a Entidade demonstrar qualquer variação de gerenciamento,não se deve efetuar mais investimento, porque com certeza será prejuízo. Portanto, quando quiser fazer qualquer investimento, verifique oscálculos para se obter o Retorno de Investimento, que é o ganho de capital. EMPRRESAS DE CAPITAL FECHADO As empresas S.A. de capital fechado são aquelas que não negociamsuas ações da Bolsa de Valores, muito embora sejam formadas com os
    • 68 Trajetórias de Vidas 2referidos títulos, e seus tipos de ações é Preferenciais e Ordinárias, lembrar queas preferências não têm direito o voto para constituição de sua diretoria. Contudovale distinguir que seus procedimentos contábeis são baseados na lei 6.404/76ou 11.638/07 além do Código Civil 10.406/02. Sem falar nas outras legislações. Esta empresa quando na formação de suas Demonstrações Financeiras,devem primar dentro de uma metodologia transparente para entendimentode seus acionistas, principalmente quanto se fala nos Resultados de Ativo ePassivo, que envolvem: receitas, Impostos, Custos e Despesas, e para quetenhamos uma boa interpretação se deve ao lado dos resultados indicaratravés de indicadores, qual o comprometimento de cada item com a receita,possibilitando maior análise para interpretação. Por outro lado, os acionistas devem sempre observar o crescimento doativo patrimonial, como também o passivo, nunca deixar de elaborar cálculosde crescimento ou quedas, procurando saber o por quê? Quando no final doexercício, solicitar da administração as Demonstrações Financeiras paraanálises, e de preferência cópia da Declaração de Imposto de Renda-PJ, paraconfrontações de informações. Portanto, acreditamos se todos seus acionistasagirem desta forma, seus dirigentes terão mais responsabilidades. . EMPRESAS LIMITADAS As empresas que tem sua formação através de quotas de capital, que écomposta por vários sócios, se faz necessário que todos acompanhe odesempenho de seus investimentos, e que todos devem solicitar mensalmenteo balancete para efetuar suas análises, lembrar que as mesmas sãoregulamentadas pela lei 6.404/76 e Código Civil 10.406/02. Para que se tenhaboa administração, se faz necessário que todos os sócios tenham informaçõeseconômico financeira..Principalmente observar o crescimento dos custos edespesas a cada mês, além de solicitar relatórios comentados das decisõesdurante cada mês. No final de cada período os sócios devem exigir reuniãopara explicações das operações de compras de produtos, mercadorias,
    • Trajetória s de Vidas 2 69aquisição de ativo fixo, fornecedores, encargos fiscais, sociais, posiçãoanalítica do estoque, e de preferências procurar saber qual o produto quemais gira no estoque e qual sua rentabilidade, ou seja, lucratividade. Depreferência não esquecer das conciliações de contas patrimoniais que constamno ativo e passivo, evitando-se erros e enganos. Portanto, partindo desses acompanhamentos, a empresa terá longostempos de vida no cenário empresarial. ESTOQUE DE PRODUTOS As indústrias de modo geral, apresentam mais preocupação em suafabricação de produtos, porque requer maior acompanhamento para produçãodo produto, que envolve matéria prima, matéria secundário, material deembalagens, MOD-Mão-de-obra direta e MOI-Mão-de-obra indireta, energia,depreciação, custo financeiro, sendo que todos esses fatores irão formar oreferido produto acabado, onde todo esse processo é elaborado em uma contade resultado do ativo chamada de Custo de Produção, que será transferidopara o Estoque de Produtos, que ficará a disposição da clientela. Esses produtosdevem sofrer acompanhamento do custo, de forma dinâmica, e sempre seobservar quantas sua velocidade no estoque. Quando no término do mês ouexercício, esta divisão deverá informar para o Departamento de Contabilidade,qual seu estoque final, para se processar a baixa dos respectivos custos, que éformulado através de fórmulas tradicionais, como: Estoque Inicial + Produção– Estoque Final = CPV- Custo dos Produtos Vendidos, sendo que oslançamentos dos fatos contábeis ficará da seguinte maneira: debite Custo dosProdutos Vendidos e credite Estoque de Produtos Acabados.Porém se develevar em consideração as informações analíticas, ou seja, produto por produto. ESTOQUE DE MERCADORIAS As empresas comerciais de um modo geral usam geralmente essanomenclatura para registrar suas compras, ou leva em consideração aexpressão: mercadorias para revendas, tanto a vista quanto a prazo, e que
    • 70 Trajetórias de Vidas 2exige controle dinâmico para o acompanhamento de todo seu fluxo,principalmente observar qual o custo de cada unidade, além do mais levarem conta o seu giro no estoque, e para se ter todas essas informações sefaz necessário muito cuidado, evitando-se assim variações nasquantidades existentes. Hoje, as empresas médias já portam um controlebastante assíduo, por existir o sistema informatizado, e sempre observarum estoque mínimo, para não faltar com o atendimento a clientela. Nofinal de cada mês ou exercício, o responsável deve informar paracontabilidade qual seu estoque final, sendo que seus valores são expressosa preço de CUSTO e nunca a preço de venda. Com isso o Departamentode Contabilidade, passará a registrar o fato, após os cálculos tradicionais,será baixado do estoque o referido custo, processando o seguintelançamento: debite custo das mercadorias vendidas e credite estoquede mercadorias. Por outro lado, lembramos que todas essas informaçõesdevem ser de forma dinâmica, demonstrando assim o desempenho debom gerenciamento no fluxo de mercadorias. CUSTO DE PRODUÇÃO Toda indústria deve controlar seus materiais de forma dinâmica, levandoem consideração o CUSTO de cada unidade, como: matéria prima, matériasecundária, material de embalagens, que apresentam registrados no estoquede materiais, no ativo circulante, sendo que depois será transferido para ocusto de produção, que irá processar o produto, lembramos que ficarãoinseridos outros itens, como: mão-de-obra, energia, depreciação etc..Produzindo assim o produto esperado, que depois será enviado para o estoquede produtos acabados, que se encontra registrado no Ativo Circulante, essatransferência, registrará o fato contábil levando em consideração os princípiosdas partidas dobradas, ou seja, para cada debito existe em credito. Debite: estoque de produtos acabados e credite: custo de produção.Lembrar que de preferência deve-se criar uma conta credora dentro do custo
    • Trajetória s de Vidas 2 71de produção, para podermos acompanhar todos os itens dos resultados, edepois se calcular qual o item que mais é expressivo dentro da produção. Portanto, tentamos expressar dados e informações para seuconhecimento através de uma linguagem simplista, para seu melhorentendimento. MACROECONOMIA BANCO CENTRAL
    • 72 Trajetórias de Vidas 2 RESUMO Comentário Econômico - Modelo-Fluxo Financeiro O PIB-Produto Interno Bruto – Deve ser desmembrado com os doissegmentos, um á vista e outro a prazo, este último corresponde às vendaspara clientela, e que se possa fazer análise nas entradas e saídas de Recursos,baseado no regime de Caixa, junto ao Sistema Financeiro. Por outro lado, oBACEN, deveria adicionar outros informes para conhecimento da sociedade,de forma dinâmica, que ora configuramos. PARTE I* Conta a prazo.
    • Trajetória s de Vidas 2 73 PARTE II CPV - CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS As indústrias é quem portam essa terminologia, no entanto, gostaríamosde comentar algumas formulas de como se deve proceder para se chegar aesse resultado, que se distingue, quando em análises, como, por exemplo:deve-se levar em consideração primeiramente o estoque inicial, depoisadicionar a produção, e logo depois reduzir os estoques finais, obtendo-se oCPV. Esses cálculos devem ser elaborados em planilha a parte, e que depois
    • 74 Trajetórias de Vidas 2se deve constituir o lançamento contábil, através de um débito que seidentifica como Custo dos Produtos Vendidos, e um crédito que se leva emconsideração o estoque do produto acabado, significando que houve baixano estoque. Por outro lado existem outros cálculos, quando encontramostransferência de outras filiais, e que apenas se deve inserir nos referidosprocedimento para obtenção dos resultados. Quando a empresa não é Indústria nem Comércio, se deve chamar deCusto das Vendas, e que envolve os mesmos procedimentos. Assim sendoesperamos que tenha contribuído de forma simplista para seu aprendizado CMV - CUSTO DAS MERCADORIAS VENDIDAS As empresas que compram mercadorias para revendas, é defundamental importância que acompanhe de forma analítica, para evitarenganos e erros quando no levantamento de Inventario quantitativo equalitativo, porém para que se tenha um bom acompanhamento, todas asmercadorias devem ser etiquetadas ou utilizar o código de barra. Todo esseprocedimento produzirá informação para que se elaborem bons relatórioscomentados para tomada de decisões administrativas. Por outro lado, no final de cada mês se deve calcular o real custo dasmercadorias, até porque a intenção é produzir lucratividade. Geralmente, osempresários fazem cálculos imediatos, levando em consideração a venda ededuzindo o custo, obtendo-se o lucro bruto, esse procedimento dar-se onome de Custo Marginal, sendo calculado simplesmente como Receita menos(-) Custo, que servirá para o processo de outras projeções de lucro, definidoatravés de orçamento. CUSTO DAS VENDAS Esta conta faz parte do resultado negativo da empresa, e quecorresponde parte das vendas efetuadas durante todo mês, assim sendo
    • Trajetória s de Vidas 2 75quando no encerramento do balanço, é de fundamental importância que secalcule qual a taxa que representa em função das vendas, servindo para futuroplanejamento estratégico, no ano seguinte. Este resultado sempre deve ser acompanhado de forma dinâmica, esempre observar se existem variações, nunca esquecer que esses itens devemacompanhar o documento fiscal, porque sua ausência produzirá reflexo juntoao Fisco Estadual, provocando de imediato Auto de Infração, junto aocontribuinte, elevando a taxa de endividamento para cima, situação que émuito ruim para o empresário. As empresas para obterem esses cálculosexigem balancete ou balanço, sem essa metodologia não teremos condiçõesde efetuar tais mensurações. Atualmente a maioria das empresas não está registrando seusFatos Contábeis, muito embora haja exigência pelo Código Civil de n 10.406/02, entretanto, os empresários estão se preocupando unicamente com a partefiscal, esquecendo o patrimonial e resultado de forma dinâmica. CUSTO FINANCEIRO De acordo com determinadas pesquisas constatamos que essesencargos apresentam taxas exorbitantes, cobrado pelo sistema financeiro,onde com isso produz aumento nos preço dos produtos e mercadorias, porquefaz parte do custo de Fabricação. Entretanto, nossa CF/88 em seu Art. 192estabelece que os juros seja cobrado apenas uma taxa de 1% ( um por cento),ao mês sobre as operações de empréstimos. Por outro lado, lembramos aosnossos leitores que existe Projeto no Congresso Nacional pararegulamentação, e que nunca foram dados as mínimas atenções pelosparlamentares, deixando o sistema financeiro livre para praticar as taxasque lhes convier no mercado. Além dos juros, temos outras operações, como variações cambiais, estapodem ser positivas ou negativas, quando na exportação e importações de
    • 76 Trajetórias de Vidas 2produtos e mercadorias, sem contarmos com outros itens como TJLP-taxade juros a longo prazo; SELIC- Sistema Especial de Liquidação e Custodia;ISOF-imposto sobre operações financeira, variações cambiais, e outras.Todosesses encargos fazem parte do Custo de Produção, ou custo paracomercialização. Entretanto, deixamos esclarecidos para os nossos leitoresque por questão de cultura brasileira, mesmo que venha a existir reduçãodo custo, não haverá redução nos preços de vendas, produzindo assim, maisganho de capital para os empresários. Observem que atualmente, o governofederal expurgou das vendas alguns impostos e contribuições, ondepodemos destacar que a indústria de derivados do trigo foi beneficiada,mesmo assim não reduziu o preço de seus produtos, confirmando o que foidito anteriormente. LOB – LUCRO OPERACIONAL BRUTO As empresas de um modo geral deveriam processar suasDemonstrações Financeiras, de acordo com exigência legal, ou seja baseadona legislação. Entretanto se faz necessário que seja elaborado um balançodentro de determinados padrões, que apresente contas com terminologiasrelevantes para que possamos de imediato proceder a suas respectivasanálises, principalmente quando essas se enquadram nos resultados de ativoe passivo, e uma das nomenclaturas que devem se destacar é o LOB, queproduzirá um dos grandes indicadores para ser comentado em nossosrelatórios, contudo vale salientar que recentemente analisamos algunsbalanços, e não encontramos uma formação em suas terminologias, paraque pudéssemos calcular os indicadores, dentro dos padrões exigidos pelalegislação. Portanto, os contadores não se preocupam com tais estruturas, denomenclaturas, embaraçando os itens para cálculos. Sugerimos que os profissionais da contabilidade procurem primar poresses relatórios, que com certeza haverá mais ênfase nos trabalhos.
    • Trajetória s de Vidas 2 77 LL – LUCRO LÍQUIDO Esta terminologia significa que a empresa após suas operações decompras e vendas, se deve elaborar o levantamento de todos os dadoseconômicos e financeiros, chamado de balancete dinâmico ou analítico, queproduzirá informações necessários para tomada de decisões administrativas.E, após a conclusão dos trabalhos, se devem emitir um relatório comentadopara conhecimento dos sócios. Por outro lado a empresa nunca deve deixarde registrar seus fatos contábeis, sendo que no final de cada mês se deveconfeccionar uma Demonstração de Resultado, para se chegar ao lucrolíquido, onde esse servirá para distribuição entre os sócios ou reverter paranovos Investimentos. Na conclusão do resultado, o contador deve desenvolverum cálculo para saber qual a taxa de lucratividade sobre as vendas comotambém fazer divisão aritmética sobre o capital social, obtendo-se assim olucro por cada quota de capital em expressão monetária, lembrar que nuncase deve esquecer de calcular a taxa de crescimento do patrimônio líquido. Portanto, esperamos que tenha contribuído de uma forma ou de outrapara sua compreensão no desempenho do gerenciamento da empresa. CAPITAL SUBSCRITO Quando na formação de qualquer empresa se faz necessário que existaum contrato de constituição, definindo o objetivo da comercialização, como acomposição do quadro societário, demonstrando valores e taxas departicipação no capital da referida entidade, facilitando métodos paragerenciamentos. Quando a empresa requer contabilização dos fatos, se devefazer o lançamento de subscrição do capital, sendo que fica para o segundoplano o lançamento de integralização do capital, nunca esquecer taisoperações, portanto, partindo desses lançamentos se devem elaborar ochamado Balanço de Abertura, e começar os registros dos fatos contábeis,normalmente aparecem às contas do ativo e passivo patrimonial, sem aexistência de contas de resultados..
    • 78 Trajetórias de Vidas 2 Portanto, para que se tenha uma contabilidade bem estruturada, se faznecessário que seja elaborado um plano de contas de forma dinâmica,proporcionando assim, condições para boas análises e emissão de relatóriosgerenciais que servirá para tomadas de decisões administrativas. CAPITAL INTEGRALIZADO As empresas de um modo geral, quando na formação de seu capital,depois da subscrição dar-se a nome de Integralização, ou seja, aquilo queintegra, geralmente, esse item é representado por dinheiro ou patrimônio,dependendo do que ficou definido no contrato de constituição entre as partes,e que logo após a homologação processado pela Junta Comercial do Estado,os sócios quotistas farão a entrega dos valores correspondentes, paraformação do referido capital social. Portanto, o contador ou seus auxiliares, deve proceder ao registrodo fato contábil, levando o débito a conta de caixa ou outra conta dopatrimônio, e a crédito de sócios conta capital social a realizar, ficando assim,integralizado as quotas de capital. Por outro lado essa conta está inserida nogrupo do Patrimônio Liquido, que adicionado ao passivo, resultará no PassivoPatrimonial. Entretanto, lembramos que as contas que compõem do PL, sãocapital, reservas, lucros ou prejuízos acumulados.
    • Trajetória s de Vidas 2 79 Capítulo 7 TI – TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TI – Esta é uma disciplina que serve para processamento de informaçõespara sociedade como um todo, e que envolvem vários segmentos e atividades,através de recursos computadorizados, em tudo que você quer ter alcance paraconhecimentos da tecnologia. Portanto, sugerimos que procure fazer pesquisaatravés do Google. Que com certeza você terá grande aprendizado cientifico. GEOPROCESSAMENTO Este estudo demonstra uma aplicabilidade de conceitos, métodos etécnicas, utilizados há muitos anos nos EUA, notadamente no ano de 1950,somente hoje é que chega a nosso pais, e que serve para processar omapeamento da nação, estado e municípios, e que é elaborado através dosistema computadorizado, possibilitando informações automáticas para seuconhecimento tecnológico, e que com isso se deve formar Bancos de Dadospara estudos e pesquisas em cada estado nação. BANCOS OFICIAIS DE CABEDELO Cabedelo é uma cidade Cosmopolita, e que conta com uma áreageográfica na ordem de 31 (trinta e um) km 2, não existe morros, nem tampouco
    • 80 Trajetórias de Vidas 2depreções geográficas, contribuindo para um bom gerenciamento da cidade,porém existe uma comercialização bastante relevante, notadamente nocomércio de petróleo, elevando a cada mês o nível do PIB – Produto InternoBruto da cidade, portanto, essas operações produz uma receita direcionada aUNIAO, ESTADO e MUNICIPIO, com uma expressiva relevância, sendo suaarrecadação, classificada em terceiro lugar no ranking do Estado. Por outro lado, a cidade conta apenas com dois bancos paramovimentação financeira, que são: Banco do Brasil S.A. e Caixa EconômicaFederal, movimentando bilhões de reais a cada mês, tanto com receita quantocom pagamentos de fornecedores, folha de pagamentos, encargos sociais,tributos federais estaduais e municipais, sem falarmos em outras operações,que podemos considerar de alta distinção, como: aplicações financeiras eoutras. Portanto, nosso ponto de vista, é que se faz necessário que existaagencia de banco privado, para conter a demanda de Recursos. BANDEIRAS DO BRASIL Toda nação constitui seu pavilhão nacional, sempre considerado umdos símbolos de alta representatividade para cada povo, com sua cultura, e
    • Trajetória s de Vidas 2 81nós brasileiro temos a honra de manter a representação de nosso pais, atravésda expressão mais sagrada da nação que é Ordem e Progresso. ESTATISTICA DO JUDICIÁRIO FEDERAL E ESTADUAL Estes Órgãos devem publicar o levantamento de dados e informaçõessobre as Instituições, tanto a nível Federal quanto Estadual, para que possamosavaliar o desempenho dos resultados oferecidos a sociedade, inclusiveobservar se há falta de pessoal, para tais processos, atendendo assim, asnecessidades do Estado. Portanto, aguardamos que esses resultados sejampublicados a nível nacional. Da esquerda para direita: PJ. Nilton Vilena; TC Heretiano e JD.. José Aurélio. FORUM CRIMINAL DA CAPITAL-JP Esta Instituição que é constituída, com base nos Pilares do DireitoCriminal, estabelecida na capital do estado da Paraíba, quando na formaçãodo Tribunal do Júri, escolhe para integração do seu corpo de jurado, pessoasde conduta ilibada, e que tem comportamento pautado dentro da sociedade,assim sendo, faço parte deste colégio que tem a missão de julgar, de maneira
    • 82 Trajetórias de Vidas 2imparcial, contundente aos princípios do Direito e Justiça. E, partindo de todosesses princípios quero deixar as minhas mais sinceras homenagens deadmiração e respeito ao Juiz Presidente Dr. José Aurélio da Cruz, e aosPromotores de Justiça Dr. Nilton Villena e Aldenor Medeiros, onde todosconduzem os expedientes de forma equilibrada, enaltecendo nossa sociedadeparaibana. Portanto, deixo as minhas sinceras congratulações aos quecongregam nesta renomada ordem. ESTATÍSTICA DOS PRESÍDIOS FEDERAL E ESTADUAL Seria de grande relevância que o estado publicasse mensalmenteessa estatística para conhecimento da sociedade, de forma dinâmica, paraque todos entendessem o comportamento do individuo, inclusive informandoqual o Custo com cada detento. E, baseado nesses Dados e Informações,onde seria de fundamental, que se elaborassem um Relatório para estudode cada Federação do país. FORUM DE JUSTIÇA DE CABEDELO-PB
    • Trajetória s de Vidas 2 83 Dês. Júlio Aurélio Moreira Coutinho Estado da Paraíba Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Placa comemorativa lembrando 50 anos da Comarca Fundação da Comarca de Cabedelo 04.04.1959 Presidente Tribunal de Justiça Mário Moacir Porto Presidente Dês. Luiz Silvio Ramalho Junior Vice-Presidente Dês. Fátima Bezerra Cavalcanti Corregedor Geral Dês.Abraham Lincoln da Cunha Ramos Secretário Dr. Robson de Lima Cananéa Juiz Diretor Dr. Paulo Roberto Regis de Oliveira Lima 1ª Juíza Drª. Helena Alves de Souza Dês. Júlio Aurélio Moreira Coutinho Cabedelo PB, 04 de abril de 2009.
    • 84 Trajetórias de Vidas 2 FORUM ELEITORAL DE CABEDELO-PB Juíza Helena Alves de Souza (HISTÓRICO DA 57º ZONA ELEITORAL) A Justiça Eleitoral é o ramo especializado do Poder Judiciário que visagarantir a lisura, a eficiência e a eficácia do processo eleitoral, contribuintepara o fortalecimento da democracia e a consolidação do Estado de Direito. Compete a Justiça Eleitoral preparar realizar e apurar as eleições, alémde administrar o cadastro nacional de eleitores. O principal objetivo da Justiça Eleitoral é o gerenciamento do ProcessoEleitoral, através de diretrizes claras e firmes, evitando vícios, abusos e
    • Trajetória s de Vidas 2 85fraudes. O seu principio fundamenta-se na preservação de direitos e garantiasdo cidadão, bem como, na fiel observância e cumprimento da legislação. A primeira eleição realizada neste município se deu em 1959, tendocomo a primeira Juíza a realizar uma eleição no Nordeste a Drº Helena Alvesde Souza. As eleições eram feitas com urnas lona onde só se utilizava acédula para votação. A partir de 2000, foi adotado o sistema de votação através de urnaseletrônicas. Em 30 de janeiro de 2004, foi inaugurado o Fórum Eleitoral na cidadede Cabedelo, localizado na Rua Pastor José Alves de Oliveira s/n, BR 230 km01 – Camalaú, onde estiveram presentes a homenageada a Drº Juíza HelenaAlves de Souza, o Desembargador Drª Júlio Aurélio Moreira Coutinho(Presidente da Corte), o Desembargador Marcos Antonio Souto Maior(Vice-Presidente), o Corregedor Regional Eleitoral, o Juiz de Direito DrºMarcos Cavalcante de Albuquerque, o Jurista Dr. Carlos Pessoa de Aquino,o Juiz de Direito o Dr. Carlos Antonio Sarmento, a Juíza Federal Drª HelenaDelgado R. Fialho Moreira, o Jurista Dr. José Tarcisio Fernandes, oProcurador Regional Eleitoral Dr. Roberto Moreira de Almeida, o DiretorGeral Dr. Márcio Roberto Soares Ferreira, o Juiz Eleitoral Dr. HermanceGomes Pereira, o Promotor Eleitoral Dr. Wildes Saraiva Gomes Filho, oChefe do Cartório eleitoral , os Servidores Eleitorais e as autoridades local. Em março de 2007, foi lançado um Projeto Jovem Cidadão, onde teve comoestimulador e criador desse Projeto o Sr. Robson Cardoso Marinho, atual Chefe doCartório, pertencente ao quadro de pessoal do TRE-PB, tendo como objetivo:Promover a educação política, estimulando os adolescentes ao exercício da cidadaniae do voto consciente:: incentivar o alistamento dos jovens de 16 a 17 anos nomunicípio de Cabedelo: informar acerca da importância, finalidade e conseqüênciasdo exercício do voto como processo de tomada de decisão: estimular o envolvimentodos jovens nas diferentes esferas de organização social, incentivando-os a participardos organismos escolares da representação estudantil.
    • 86 Trajetórias de Vidas 2 O Projeto foi um sucesso, onde os jovens tiveram participaçãosatisfatória. Atualmente dispomos de 33 locais de votação, 116 seções. Estãocadastrados 38.472 eleitores. Pesquisas Científicas (Heretiano H. Pereira) Um dos fatores que contribuem para o conhecimento intelectual doindividuo, é a Pesquisa, seja em qualquer área de interesse. Entretanto, nestasplanilhas, você encontrará vários segmentos que lhes ajudará no aprendizado,para o desempenho dentro da sociedade, quando nas pesquisas eletrônicas,queiras inserir no Google a nomenclatura de cada item, assuntos que seencontram disponibilizados no sistema globalizado:001 Estudos da Filosofia002 Estudos da Sociologia003 Estudos da Antropologia004 Estudos da Ontologia005 Estudos da Contabilidade006 Estudos da Administração.007 Estudos da Economia008 Metodologia da Contabilidade009 Bolsa de Valores – Mercados de Capitais010 Direito Administrativo011 Direito Financeiro012 Direito Constitucional013 Direito Internacional Público014 Direito Internacional Privado
    • Trajetória s de Vidas 2 87015 Países da América Latina016 Países da América do Sul017 PIB mundial018 Lei Sarbane – USA – Oxley019 Contabilidade Internacional020 UNESCO – Cultura e Tecnologia021 Empresas de Capital Aberto022 Empresas de Capital Fechado023 Historia do Banco Central do Brasil024 História do Banco do Brasil025 Receita Federal026 SERPRO – Banco de Dados Federal027 SERASA – Banco de Dados Privado028 Ministério Público Federal029 Ministério Público Estadual030 Procuradoria da República031 Petrobrás – Demonstrações Financeiras032 FIESP – São Paulo033 FIECE – Ceará034 FIEPB – Paraíba035 USP – Universidade de São Paulo036 Vale do Rio Doce – Demonstrações Financeiras037 Senado Federal038 Câmara dos Deputados Federais
    • 88 Trajetórias de Vidas 2039 Filosofia da Contabilidade040 Filosofia da Economia041 Filosofia da Administração042 Economia Política do Brasil043 Ministérios:044 STF – Supremo Tribunal Federal045 STJ – Supremo Tribunal de Justiça046 STE – Supremo Tribunal Eleitoral047 Assembléia Legislativa da Paraíba048 ONU – Organização das Nações Unidas049 Direito Romano050 Filosofia do Direito051 Origem da OAB052 Direito Canônico053 Contabilidade Pública054 Economia Política Mundial055 PGFN – Procuradoria Geral da Fazenda Nacional056 PIB – Produto Interno Bruto057 Presidentes Republicanos do Brasil058 Segurança Pública Estadual059 Constituição Federal060 Planos Econômicos no Brasil061 Perestroika – Rússia062 Aparteide – África do Sul
    • Trajetória s de Vidas 2 89063 CFC – Conselho Federal de Contabilidade064 Presidentes dos Estados Unidos065 Historia da Segunda Guerra Mundial066 Historia da Revolução de 1964 no Brasil067 Estatística da Humanidade068 IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística069 Revolução de 1930 no Brasil070 Guerra dos Farrapos071 Historia da Noite de S. Bartolomeu072 História da Fundação de Brasília073 História da Fundação das Primeiras Capitais do Brasil074 Estatísticas das Religiões075 Casa da Moeda do Brasil076 Historia da Rede Globo077 Estudos de Geografia078 Teoria dos Valores079 Historia Geral das Doutrinas de Contabilidade080 Métodos e Técnicas de Pesquisas081 Temas Contábeis e Gerenciais082 Leonardo Da Vinci083 Revolução Industrial - Inglaterra084 Teoria da Contabilidade085 Economia Política086 Revolução Francesa
    • 90 Trajetórias de Vidas 2087 Contabilidade Industrial088 Contabilidade Comercial089 Contabilidade Agro-pecuária090 Contabilidade Pecuária091 Contabilidade de Concessionária de Energia092 Contabilidade de Imobiliária093 Contabilidade de Construção094 Contabilidade Hospitalar095 Contabilidade de Hotelaria096 Brasil Colônia-Africa-Portugal-Holanda-Espanha-França-Inglatera.097 Filosofia Papal098 Protocolo de Ki Oto099 TCU -Tribunal de Contas da União100 TCE – Tribunal de Contas do Estado101 Propriedade Industrial – Marcas e Patentes102 Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário103 IPEA – Instituto Planejamento Econômico104 Neopatrimonialismo- A. Lopes de Sá105 Conselho de Segurança das Nações Unidas106 Propriedade Intelectual107 Lei das Sociedades Anônimas 6.404/76108 Demonstrações Financeiras109 Demonstrações Financeiras Internacionais110 Pensamentos de Leonardo Da Vinci
    • Trajetória s de Vidas 2 91111 Biblioteca Nacional112 Maçonaria Azul113 Ordem Rosacruz114 Brasil Império115 Brasil República116 Primeira Guerra Mundial-1914/1918117 Segunda Guerra Mundial-1939/1945118 Primeira Capital do Brasil-Salvador119 PGFN – Procuradoria Geral da Fazenda Nacional120 Fundação de Brasília121 Contabilidade Pública Lei 4.320/64122 ITAMARATI – Relações Internacionais123 BACEN – Banco Central do Brasil124 CFC – Conselho Federal de Contabilidade125 OAB – Ordem dos Advogados do Brasil126 UFPB – Universidade Federal da Paraíba127 Comercio Exterior128 Brasil Império129 Brasil República130 História de Roma131 França Capital do Iluminismo132 Contabilidade Gerencial133 Países da Europa134 Estudos da Grécia
    • 92 Trajetórias de Vidas 2135 Estudos do Egito136 Psicologia Organizacional137 Neopatrimonialismo138 Confederação do Equador139 Tecnologia da Informação140 Estudo de Geoprocessamento141 Historia das Olimpíadas142 Leis das Licitações Públicas143 Teoria da Dependência144 Teoria Geral do Estado145 Teoria da Inflação146 Teoria da Personalidade147 Estudo dos Direitos humanos148 Teoria da Evolução149 Psicologia Forense150 Psicologia Criminal151 Estudo Clássico da Criminologia152 Psicologia da Organização153 Instituto do Direito Criminal154 Administração Cientifica – 1903155 Teoria da Burocracia-1909156 Teoria Clássica da Administração-1916157 Teoria das Relações Humanas-1932158 Teoria Estruturalista-1947
    • Trajetória s de Vidas 2 93159 Teoria dos Sistemas-1951160 Teoria Neoclássica da Administração-1954161Teoria Comportamental-1957162 Desenvolvimento Organizacional-1962163 Teoria da Contingência-1972164 Transparência Brasil165 PIB Internacional166 História da Petrobrás167 Roma Antiga168 A Riqueza das Nações169 Revolução Inglesa XVII170 História dos Impérios COLÔNIA DOS PESCADORES HOMENAGENS AOS PROFESSORES Deixamos nossas homenagens a todos aqueles que contribuíram parao desenvolvimento da Educação e Cultura de nossa cidade de Cabedelo, eque, cumprindo assim uma missão de sacerdócio, que passamos a configurarseus nomes logo em seguida: Maria das Dores da Silva Odete Patrício Alves – In memorian Rosa Pilar Joanita Cavalcante de Barros Pedro Américo da Silva –In memorian Vaustir de Lima Batista Maria Tereza dos Santos.
    • 94 Trajetórias de Vidas 2 HISTORIAS DE FAMÍLIAS PARTE DA MINHA HISTÓRIA Heretiano Henrique Pereira Sempre fui voltado para família porque ela é o núcleo da sociedade, enão existindo estrutura haverá muitos desencontros, mesmo primando portodas essas metodologias ainda acontecem variação, mas sempre fiz minhaparte, e que mais tarde ninguém procurou entender, esquecendo de tudoquanto foi feito, fatos que consideramos lamentáveis, mas, mesmo assimcontinuamos prosseguindo com nossa jornada. No ano de 1978 fui convidadopor várias vezes para participar de uma Associação denominada deMaçonaria, parte dos familiares foram contras, época em que eu obtinhaexpressivo ganho de capital; finalmente aceitei o convite de admissão,existiampessoas de expressivos conhecimentos, portanto, ingressou na ordem,notadamente na Loja Gonçalves Ledo, 18 Or. De Cabedelo, sendo iniciado erecebendo o grau de aprendiz no dia 18 de março de 1978; mais tarde elevadono dia 16 de setembro de 1978 e por fim exaltado no dia 02 de dezembro domesmo ano, chegando atingir determinados graus filosóficos, além de recebero Diploma de GRANDE BENEMERITO, concedido pela Grande Loja Maçônicado Estado da Paraíba, datado de 24 de agosto de 2002, época em que orepresentante legal era Grão Mestre Edgard Bartolini Filho; Gr. OradorJosé Inácio da Silva Filho e Gr. Secretário do Interior Joy Allan de Souza.Por outro lado, retroagindo o assunto, no ano de 1981 recebia outro convidepara ingressar na Ordem Rosa Cruz, analisei cuidadosamente e aceitei a
    • Trajetória s de Vidas 2 95proposta para os estudos, onde o qual se distinguia na área filosófica, estaorganização me proporcionou a visão do mundo em todos os seus aspectosfilosóficos, antropológico, econômico, financeiro, histórico, etc., etc. o quepossa ser imaginário, e que permaneço até os dias atuais. Entretanto, fizparte dos estudos da Franco Maçonaria, que está inserido nos estudos, semcontar que faço parte do LIONS. Ou seja, sou CL. Portanto, todos esses estudos fizeram com que eu tornasse uma pessoavisionária da sociedade e do mundo, sem falarmos nos estudos Bíblicos. Entretanto, surgiram variações em formas de comportamento, e emfunção desses fatores, fui taxado de que estava louco, sendo que a mulherentrou em contato com seus familiares, e eles me jogaram no HospitalEstadual, comi o que o Diabo amassou, mas procurei de todas as formasmanter o equilíbrio, o psiquiatra nunca falou comigo, e em função do que amulher disse, ele começou a passar medicamentos, conclusão: passeipraticamente uns quinze dias de tormentos, isso ocorreu no ano de 1988.Daí então, obteve alta do hospital, regressando para residência, procurei detodos as formas, mostrar que nunca fui desequilibrado, sendo que os familiaresalegavam que era em função dos estudos filosóficos, respostas que deixeino AR, pensei várias vezes em abandonar tudo e todos, em função dosacontecimentos, mas agir de forma equilibrada para tomada de decisões,atitude que não cheguei a concluir, ainda hoje guardo essas mágoas, masentreguei a Deus, para que ele me proporcionasse o melhor. Passaram-se alguns dias, meses e anos, novamente estudando,sempre com o propósito de obter mais conhecimentos, e assim acontecia acada dia. E após dez anos, notadamente no ano de 1998, praticaram comigoos mesmo procedimentos, desta vez a mulher procurou a confraria damaçonaria e disse que eu queria matar toda familia e os vizinhos, formaramuma comissão, esta leiga dos acontecimentos, e tudo ocorreu porque eu tinhame expressado de forma criminosa para entendimentos deles, e partindodesse princípio, a comissão me jogou no Hospital Estadual, alegando loucura,
    • 96 Trajetórias de Vidas 2pelo comportamento apresentado, desta vez houve os piores procedimentos,mas sempre fui pessoa que comungo com Deus, em todos os meus momentosda vida, por outro lado nunca fui consultado por nenhum médico Psiquiatra,apenas um Assistente Social, de nome Severino, é que mantinha contato, eachava incrível o que tinha acontecido comigo, eu era medicado a distânciapor conversas da mulher, mas procurei sempre manter o equilíbrio, para mostrarque não era aquilo que estava sendo ventilado, neste dia do internamentoestava com três cheques pré-datados, para trocar em banco de fectoring, novalor de R$ 600,00 ( seiscentos reais), totalizando R$ 1.800,00 ( hum mil eoitocentos reais),estes numerários tinham sido fornecidos por uma empresade derivados do trigo, que eu prestando consultoria contábil e que foramentregues a José C. L. de Freitas, para que procedesse pagamentos de débitosde minha responsabilidade. Vocês não podem nem imaginar tudo que passei por falta de conhecimentoe estrutura familiar e daqueles que não porta gerenciamento suficientes paratomadas de decisões, e que com certeza , poderá criar marcas na vida. E, diante de tudo que passei, no meio de pessoas que não têm critériosem tomadas de decisões, o que apenas, posso entender é que queriamrealmente me prejudicar, ou mesmo tirar minha própria vida, alegandosimplesmente que eu estava louco, em função de tudo que foi apresentado.Hoje, taxo todos como imperitos em suas formas de procedimentos, sendoque, o que mais me impressiona, é que tudo foi arquitetado, praticado pelafamília e os confrades da maçonaria. Há muito tempo, fiquei na espera da oportunidade de comentar etransmiti para sociedade fatos que ficaram latentes para muita gente quetenho relacionamento, e que não tomaram conhecimentos desses lamentáveisacontecimentos. Nunca tome decisão sem antes analisar dinamicamente oassunto. Portanto, deixo aqui esses registros históricos, para que todosentendam que é parte da minha vida.Contada em plena luz da verdade.Sem omitir restrições.
    • Trajetória s de Vidas 2 97 Por outro lado, essa pessoa que vos fala já conta com seis livrospublicados na área empresarial, notadamente sobre contabilidade, e maisdois que envolvem histórias e conhecimentos gerais. Para concluir a matériadeixo meu TFA. FAMÍLIA BRASILEIRO Deixamos uma singela homenagem ao amigo Rivaldo Costa Brasileiro,natural de Piancó, município da Paraíba, é portador do curso de graduaçãoem Zootecnia, trabalhou no Serviço de Defesa Animal da Paraíba, duranteum bom período, depois ingressou no BNB, respondendo pelo cargo de Fiscal
    • 98 Trajetórias de Vidas 2Orientador, desempenhou suas funções nos estados da Paraíba, Sergipe, Bahiae Ceará, do meu conhecimento trata-se de pessoa ilibada dentro da sociedade,casado com senhora Germana Duarte Costa, natural de Umbuzeiro na Paraíba,dedicada ao lar, começou freqüentar Cabedelo a trinta e cinco (35) atrás,para veraneio, sendo que hoje já faz quatro anos que residente nesta cidade.Portanto, deixamos as nossas mais elevadas considerações e apreço ao casal.E, que do enlace matrimonial nasceram os filhos: Herik Antonio Duarte Costa Rivaldo César Duarte Costa Diana Macio Duarte Costa Danuza Duarte Costa Diego Duarte Costa Familia Santos Ao meu dileto amigo, Mario Domingos dos Santos, natural de Santa Rita,nasceu no ano de 1932, exerceu a profissão de estivador, onde se aposentou em1981, mais tarde o Poder Legislativo da cidade, outorgou, Título de CidadãoCabedelense, no ano de 2008, casado com a senhora Maria Carlinda de MeloSantos, natural de Araruna-PB. Atualmente em sua residência, funcionam unscomes e bebes, e que serve os melhores pratos regionais, principalmente frutosdo mar, onde atende familiares, autoridades, e que se distingue pela restrição denão beijar nem abraçar, como também não tem acesso aquele ou aquela queestiver em traje de banho, seja homem ou mulher. Portanto, deixamos a essevaloroso amigo as nossas mais sinceras admirações pela pessoa que és. Poroutro lado, do seu enlace matrimonial nasceram os filhos: Edílson Fernandes dos Santos Edjane Fernandes dos Santos Eliane Fernandes dos Santos Edilma Fernandes dos Santos Mário Domingos dos Santos Junior
    • Trajetória s de Vidas 2 99 Professora Vaustir e Batista FAMÍLIA BATISTA É com grata satisfação que registro a história desta família que nasceunesta cidade de Cabedelo, e que nos proporciona orgulho de tê-los comonossos amigos, partindo do senhor José Orlando Batista (In memorian),natural desta cidade, nascido no mês de outubro de 1935, filho do senhorSebastião Batista, profissional da pesca, e senhora Estela Maria daConceição, onde teve como profissão à de marinheiro da Marinha de Guerra,depois trabalhou como marinheiro da marinha mercante do Brasil e por últimocomo civil de auxiliar de transporte de Marítimos e Fluvial, passou pelatransição em 18 de junho de 2009, cumprindo sua missão na sociedade, eperante seus familiares. Casado com a senhora professora Vaustir de LimaBatista, natural de Cabedelo-PB, nascida em 27.09.1946, filha do senhorSeverino Pereira de Lima e senhora Amélia de Caldos Lima, exerceu a profissãode professora do ensino fundamental na Colônia dos Pescadores, e há temposatrás manteve correspondências com o apresentador de televisão senhorjornalista Flávio Cavalcante (In memorian), do show: O CÉU E O LIMITE,programa que se distinguia na sociedade brasileira, pelo contexto que eratransmitido. Portanto, deixamos os nossos apreços e admiração pela proleque são, e que de seu enlace matrimonial nasceram às filhas: Anamélia de Lima Batista Ana Stela de Lima Batista Torres
    • 100 Trajetórias de Vidas 2 FAMÍLIA SILVA É com grade satisfação que registramos o nome do senhor SizenandoLopes da Silva, nascido em 02.02.1932, natural de Santa Rita-PB, chegou nestacidade em dezembro de 1941, sendo que ingressou na Rede Ferroviária no anode 1949, desempenhou a profissão de agente de estação, além de respondercomo telegrafista, hoje aposentado. Casado com a senhora Maria Yolanda daSilva, natural de Cabedelo-PB, nascida em 23.09.1932, sempre foi do lar,Portanto, deixamos as nossas congratulações a todos os familiares que compõeesta instituição, que onde de seu enlace matrimonial nasceram os filhos: Milson Lopes da Silva Milse Lopes da Silva Melson Lopes da Silva Nelse Lopes da Silva Maílson Lopes da Silva Mailse Lopes da Silva Inaldo Almeida FAMÍLIA ALMEIDA Ao amado ir.: Alcides Almeida, (In memorian), natural de Belém deCaiçara, na Paraíba, nasceu em 24.02.1927, passando pela transição no dia28.05.1993 nesta cidade de Cabedelo, comerciante, trabalhou com transportede pessoas (Kombi), deposito de material de construção e por último proprietáriode restaurante, chegou nesta cidade Cabedelo em outubro de 1952, casado
    • Trajetória s de Vidas 2 101com a senhora Severina Almeida, nasceu no dia 07.03.1935, natural de Belémde Caiçara - PB, do lar, sempre foram pessoas de conduta ilibada, sendo que afamilia manteve bom relacionamento com o padre Alfredo Barbosa, e que aolongo do tempo demonstrou uma vida pautada dentro da sociedade cabedelense.Portanto, deixamos nossas sinceras congratulações a todos os familiares, dentrodas melhores vistas, sendo que do enlace matrimonial nasceram os filhos: Ivan Almeida Inaldo Almeida Irismar Almeida – In memorian Ivanildo Almeida Ivanilda Almeida FAMÍLIA RAMALHO É com imensa satisfação que registramos a passagem do senhor ElvidioRodrigues Ramalho, natural de Bananeiras, onde desempenhou as funçõesde Tratorista e por último a função de conferente, no Porto de Cabedelo, porvários anos, chegando a se aposentar por circunstância de saúde, este casadocom a senhora Ivanilda Pinto Ramalho, natural da cidade de Pilões, exerceusuas atividades na educação desta cidade de Cabedelo, locada na GrupoEscolar Pedro Américo, durante muitos anos, chegando a se aposentar desuas atividades, mas que contribuiu para o desenvolvimento educacional destacidade portuária. Sendo que do seu enlace matrimonial nasceram os filhos: Enilda Ramalho Mª. Elenilde Ramalho Bezerra Edneide Ramalho Eutimio Pinto Ramalho José Pinto Ramalho Francisco de Assis Pinto Ramalho-In memorian
    • 102 Trajetórias de Vidas 2 FAMÍLIA FERNANDES Nós não poderíamos deixar de registrar em nossas páginas o nome dosenhor Antonio Fernandes (Antonio Lingeirinho-In memorian), natural deForte Velho - PB, nascido no ano de 1918, foi funcionário da fábrica de sisalem Cabedelo, por muito tempo, casado com a senhora Maria de Lourdes daSilva Fernandes, natural de João Pessoa, nasceu em 1923, sendo do lar, ondesempre conviveram nesta cidade de Cabedelo, pessoas de nossosrelacionamentos, sendo que do seu enlace matrimonial nasceram os filhos: Clóvis Fernandes – In memorian Clovilda Fernandes Clodomira Fernandes José Clidio Fernandes Cleucia Fernandes Cleuciana Fernandes Maria José Fernandes Joacil Fernandes
    • Trajetória s de Vidas 2 103 Capítulo 8 Família Dornelas Em nossos registros temos a honra de registrar o nome do senhor EcirioSerrano Dornelas, natural desta cidade de Cabedelo, foi profissional atiradorde Baleias, sendo que mais tarde manteve um relacionamento com a senhoraMaria da Glória Fernandes, filha natural desta cidade, pessoa de nossorelacionamento, ela funcionária pública municipal, locada no departamentode educação, e que desse envolvimento nasceu um filho Joacil FernandesChaves, pessoa de nosso respeito e admiração profissional. Portanto, deixoa minha mais sincera congratulações e apreço, pelo seu comportamentodentro da sociedade. FAMÍLIA PINHEIRO Ao nosso ilustre amigo, Geraldo Barbosa Pinheiro, Natural de MARÍ-PB, não poderia deixar de registra em nossas lembranças, pessoa que sempreo admiramos pela sua garra, portador da profissão de operador de máquinas,atualmente aposentado, nascido no dia 16 de janeiro de 1947, casado com asenhora Edileia da Silva Pinheiro, natural de Cabedelo, sempre militou comsua presença no lar. E, que de seu enlace matrimonial nasceram os filhos:
    • 104 Trajetórias de Vidas 2 Eliane da Silva Pinheiro Geilson da Silva Pinheiro – Tinho FAMÍLIA MOREIRA Senhora Vânia e Antonio Temos a honra de deixar registradas nossas homenagens ao dileto amigo,irmão Antonio de Carvalho Moreira, natural desta cidade de Cabedelo,nascido em 23 de janeiro de 1948, técnico em eletrônica, desempenhou suasfunções por vários anos no sistema bancário, na cidade do Rio de Janeiro,passou ausente de Cabedelo, por vários anos, retornando a cidade no ano de2000, residente até os dias atuais, hoje aposentado, mas mesmo assim,continua trabalhando para preenchimento do tempo com desing e em horasvagas se distingue com sua praticidade no teclado, casado com a senhoraVânia Maria Rocha Moreira, natural de Campos, no Rio de Janeiro, é pessoado lar, voltada para sua familia. Portanto, deixamos as nossas congratulaçõesao casal, pela maneira de seus comportamentos junto ao semelhante. E, quedo casal nasceram os filhos: Marcos Antonio Rocha Moreira Marcelo Rocha Moreira
    • Trajetória s de Vidas 2 105 FAMÍLIA SILVA Aos nossos registros fica inserido o nome do senhor Pedro Mendes daSilva (In memorian), natural do Recife, nascido em 02.11.1913, passandopela transição em 03.12.1969, veio morar nesta cidade de Cabedelo, quandotinha apenas sete anos de idade, foi marítimo da companhia Loidy Brasileiro,aposentando-se em seguida, mas permaneceu seus dias nesta cidade. Casou-se com a senhora Eliza Gomes da Silva (In memorian), natural de Cabedelo,nasceu no dia 09.04.1913 e passou pela transição no dia 13.10.1993, pessoavoltada para Igreja católica, e que desempenhou por toda sua vida osensinamentos de evangelização junto à comunicada cabedelense.Do enlacematrimonial nasceram quatro filhos, sendo dois homens e duas mulheres.Portanto, deixamos as nossas lembranças aos seus familiares. FAMÍLIA MOREIRA Senhor Francisco Moreira Aqui deixamos as nossas lembranças do senhor Francisco Moreira dos Santos (Xixi – In memorian), pessoa de nosso relacionamento, natural de Fagundes, Distrito de Santa Rita, nascido no dia 10.12.1905, passando pela transição no dia 18.04.1987, teve como profissão o cargo de auxiliar
    • 106 Trajetórias de Vidas 2técnico de engenharia do Porto de Cabedelo, além de colaborar com relevantesserviços para a Paróquia desta cidade, foi Ministro da Eucaristia, época doPe. Alfredo Barbosa, casado com a senhora Ana de Carvalho Santos (Nanú-In memorian), natural de Fagundes, Distrito de Santa Rita, pessoa voltadapara o lar, e obreira assídua da Igreja católica. Contudo de seu enlacematrimonial nasceram dez (10) filhos. Portanto, deixamos aos seus familiares,as nossas singelas homenagens a essa extensa Prole cabedelense. FAMÍLIA ANDRADE Senhor Miguel e Luiza Deixamos inserido nesta peça de pesquisas, homenagem ao senhor Miguel Avelino da Trindade (In memorian), natural de Angico-RN, ingressou no Exercito Brasileiro, alcançando a patente de Tenente, tendo prestado serviço na segunda grande guerra mundial no período de 1939/1945, tendo dado baixa na Instituição, sendo qualificado como Ex-Combatente. No ano de 1950, passou a residir em Cabedelo, passando a congregar o quadro funcional do Sindicato dos Estivadores. Mais tarde conheceu a senhora Luiza Rodrigues Trindade, natural de Araruna-PB, que passaram a selar o laço matrimonial, e deste nasceram os filhos: Maria José Trindade Maria das Neves Trindade
    • Trajetória s de Vidas 2 107 Maria da Conceição Trindade Izabel Cristina Trindade Marta Trindade Mônica Trindade Miguel Avelino da Trindade Filho FAMÍLIA SILVA Da esq.para direita, Senhora Neves e Dédé É com grata satisfação que homenageamos e inserimos o nome do senhor José Roberto da Silva Filho (Dedé), natural de Macau-RN, nascido em 10.09.1941, passou a residir em Cabedelo no ano de 1948, pessoa de nosso relacionamento, profissional da pesca e marítimo aposentado, trabalhou por vários anos na pesca da Baléia, filho do senhor José Roberto da Silva (In memorian) nasceu no ano de 1921, era filho natural de Macau- RN, teve a profissão de marítimo, conheceu, a Europa, América Central, América Latina e América do Sul, além de conhecer a Ásia. Era casado com a senhora Izabel Ferreira da Silva (In memorian) natural de Macau-RN, nasceu no ano de 1923, sempre foi dedicada ao lar, e responsável por uma prole bastante extensa. Dedé como é conhecido na cidade, é casado com a
    • 108 Trajetórias de Vidas 2senhora Maria das Neves Albuquerque da Silva, natural de Alhandra-PB,nascida no dia 11.04.1946, foi comerciaria e depois se dedicou ao lar, sendoque do seu enlace matrimonial nasceram os filhos: Jacqueline Albuquerque da Silva Jacque Albuquerque da Silva Jéferson Albuquerque da Silva Janini Albuquerque da Silva Lançamento do ABC 3 da Contabilidade Da esquerda para direita: Hemilana; Heretiano; Heriely e Hémile Lançamento dos dois livros ABC 4 e 5
    • Trajetória s de Vidas 2 109 Livros Publicados (Heretiano Henrique Pereira)*Empresarial e histórico *Fotos do lançamento do livro - *Trajetórias de Vidas 1 Da esquerda para direita: Rosélia, Heretiano e GlenioDa esquerda para direita: Sebastião;Heretiano e Cristiano Da esquerda para direita: Rosália, Glenio,; Heretiano e Fernando
    • 110 Trajetórias de Vidas 2 INFORMAÇÕES PÚBLICAS U N I Ã O - CABEDELO Cômputo da Arrecadação - Expressão em milhar R$ E S T A D O DA PARAÍBA CABEDELO Cômputo da Arrecadação - Expressão em milhar R$* Projetada – ** População prevista – 51.064 - *** PIB não existe informação
    • Trajetória s de Vidas 2 111 CABEDELO - PARAÍBA CAPTAÇÃO DE RECURSOS Expressão em Milhar R$ * Atualmente já conta com uma população de 51.064 CABEDELO - PARAÍBA CAPTAÇÃO DE RECURSOS Expressão em Milhar R$
    • 112 Trajetórias de Vidas 2 Porto de Cabedelo CABEDELO, CIDADE ESQUECIDA A cidade de Cabedelo estabelecida em ponto estratégico do nordestedo Brasil, considerada Cosmopolita, porque suas linhas de contatos seestendem para: Estados Unidos, Europa e África. Hoje congrega cinqüenta(50) mil pessoas, sempre girando sem desenvolvimento, inadequado ou, seja,em passos de tartaruga, mesmo sendo considerada internacional. Ondepodemos distinguir a falta de gerenciamento dos governos, prejudicando aevolução, que a cada dia se exige da sociedade. Cidades que estão distante a quatrocentos (400) km da capital,apresentam crescimento, e nossa cidade de Cabedelo, apenas com umadistância de dezoito (18) km, não sai do lugar, apresentando involução, atémesmo na implantação de Cultura para nossos jovens, que consideramossuas aplicações retrogradas no aprendizado do crescimento de tecnologia,precisamos acima de tudo rever nossos conceitos, porque estamos no períodoglobalizado, e não podemos retroagir conhecimentos, porque simplesmentenossa sociedade ficará para trás, onde seremos classificados de um número,sem o menor espaço para a Evolução dos Tempos. Portanto, esperamos dessa nossa sociedade cabedelense quecomungue com a Tecnologia da Informação, para que todos nós possamoscontribuir, para que a cidade possa apresentar seu desenvolvimento.
    • Trajetória s de Vidas 2 113 A cidade de Cabedelo apresenta tudo para dá certo, principalmentena construção do Pólo Turístico do estado, apenas o que falta é interessedos Gestores públicos, que necessita de ser deixando de lado ingerências, eproporcionar o progresso da sociedade em geral e bem estar do estado/nação. Homenagem Sui generis (Yvan Barreto de Carvalho) Literalmente, falar de Ivan Barreto de Carvalho se torna inexplicávelpelo seu conhecimento do ouro negro, nascido no dia 26 de janeiro de 1920,no 1º Distrito de Juazeiro, Estado da Bahia. Foi Diretor da Petrobrás, órgãocriado através da Lei nº 2.004, de 3 de outubro de 1953, outorgada peloPresidente da República Getúlio Dorneles Vargas, e tivemos a satisfação deser presenteado com dois livros de sua autoria, um intitulado de Histórias,Ainda não contadas e outro com a nomenclatura de Memórias – Petróleo,Uma Vida, Um Destino, do ilustre engenheiro de produção da Petrobrás,hoje aposentado, assuntos estes ligados a sua vida pessoal e profissional.Onde sua vida tem sido Dádivas Sagradas, que poucos atingem tal trajetória,com um QI expressivo, com tanto tempo de permanência neste planeta, eque ainda suplicamos a Mente Universal, que o mantenha vivo, por maistempo entre nós, colaborando para o progresso da sociedade e da humanidade.Assim sendo, o consideramos pessoa Iluminada. Portanto, deixamos asnossas mais sinceras congratulações, admirações e apreço, pela pessoa queés, e que com certeza desempenhou suas atividades, pautado por metodologias
    • 114 Trajetórias de Vidas 2do conhecimento, enfatizado pelo entusiasmo, equilíbrio, e a própria Razão.Sendo que do ponto de vista cientifico o consideramos PHD, (Parabéns). DAS HOMANAGENS (Profº Garibaldi de Araújo Dantas) In memorian A Luz que vem do alto, faz com que possamos transcrever homenagensao nosso ilustre professor Garibaldi de Araújo Dantas, catedrático nasciências econômicas, lecionou por muito tempo na Universidade Federal daParaíba (UFPB), no curso de Contabilidade, e que contribuiu de formaexpressiva com nosso estado nação: Portanto, lembramos aos nossos leitores que esses eventos queconfiguramos logo em seguida, foram realizados quando ele estava em plenovigor com suas atividades profissionais. AO MESTRE (Professor Garibaldi de Araújo Dantas) In memorian A palavra Mestre,distingue aquele que é conhecedor da Construção doTemplo da Virtude, inexplicável, é falar com propriedade do ProfessorGaribaldi Dantas, em toda sua filosofia de vida, considerado Pedra Filosofal,
    • Trajetória s de Vidas 2 115diante das Ciências Contábeis e Econômicas, e que nos deixa um legado,que poucos homens faz. Portanto, registro nesta página para firmarlembranças de sua humildade, companheirismo e expressão, dentro de umcontexto singular, nesta grande João Pessoa. DOS APLAUSOS (Ao professor Garibaldi Dantas) O deputado Jacinto Dantas Filho, apresentou a Assembléia Legislativa,requerimento no sentido de que aquela casa por muitos votos de aplausos aoprofessor Garibaldi Dantas, da Faculdade de Ciências Econômicas daUniversidade da Paraíba, pela sua recente escolha para membro da AssociaçãoInternacional de Contabilidade e Economia, fato que não só projeto aqueleProfessor como também a nossa Paraíba. Eis, na integra o requerimento do deputado Jacinto Dantas Filho: “ Sr. Presidente: Requeiro na forma regimental, seja enviado voto de aplausos aoProfessor Garibaldi Dantas, da Faculdade de Ciências Econômicas daUniversidade da Paraíba, por ter sido escolhido como membro da AssociaçãoInternacional de Contabilidade e Economia, fato que não só projeta aqueleProfessor como também a nossa Paraíba. Sala das Sessões, em 29 de janeiro de 1965. JACINTO DANTAS FILHO Deputado
    • 116 Trajetórias de Vidas 2 PROFESSOR BRASILEIRO (Garibaldi de Araújo Dantas) Recebe Grau Cientifico O professor Garibaldi de Araújo Dantas, docente da Faculdade de CiênciasEconômicas da Paraíba, autor de um ensaio de longa repercussão, não obstantea modéstia de seu feito, editado sob o título de “Ensaios à Análise de Balanço”,acaba de ser admitido como membro efetivo da Associação CientificaInternacional de Contabilidade e Economia, honra que recebe por primeiroem nosso Estado e junto a nomes de alto relevo cultural, do país e do estrangeiro. A comunicação foi feita pelo professor Lopes de Sá, catedrático daUniversidade do Brasil e Presidente da Associação. Por sua vez, o mestre brasileiro Lopes de Sá é o primeiro sul americanoa ser eleito por unanimidade, membro da Real Academia de CiênciasEconômicas e Financeiras da Espanha, em Barcelona, detentor, já, do GrandPrix Joseph Antonioz, que lhe fora conferido, em Roma, em 1962. O professor Lopes de Sá, conhecido economista e financista, autor deobras consideradas clássicas, alinha-se entre os maiores de sua geração,que se destingem o professor Dr. Francesco Vito, da Itália, professor Drº.Colin G. Clark, da Inglaterra, professor Dr. W.G. Hoffmam, da AlemanhaOcidental, professor Dra. E. H..Chamberiain, dos Estados Unidos e outros. O professor Lopes de Sá tomará posse na Aea Academia, em setembrodeste ano, com a leitura de uma tese. PROFESSOR PARAIBANO (Admitido em Associação Cientifica Internacional) O professor Garibaldi de Araújo Dantas, do corpo docente da Faculdadede Ciências Econômicas da Universidade da Paraíba, autor de um trabalho
    • Trajetória s de Vidas 2 117intitulado “Ensaios à Análise de Balanços” que, não obstante a modéstia desua apresentação gráfica, mereceu excepcional acolhida em nossos meiostécnicos, vem de ser admitido como membro efetivo da Associação CientificaInternacional de Contabilidade e Economia. É, o professor Garibaldi de Araújo Dantas o primeiro paraibano aalcançar tal distinção, passando a figurar no quadro daquela associação, entreos nomes mais representativos das Ciências Contábeis e Econômicas do Paíse do estrangeiro. A comunicação do ingresso do professor paraibano na AssociaçãoCientifica Internacional de Contabilidade e Economia, foi feita pelo professorLopes de Sá, Catedrático da Universidade do Brasil e Presidente da Associação. O professor Lopes de Sá, detentor do Grand Prix Joseph Antonioz,conferido em Roma, no ano de 1962, por sua vez acaba de ser eleito, porunanimidade membro da Real Academia de Ciências Econômicas Y Financeirasda Espanha, com sede em Barcelona, distinção que pela primeira vez éconferida a um sul americano. Eminente economista e financista brasileiro, autor de obrasconsideradas de grande importância, o professor Lopes de Sá alinha-se entreos nomes de maior relevo de sua geração, entre os quais se destacam osprofessores Francisco Vito, da Itália, professor Colin G. Clark da Inglaterra,professor W. G. Noffmann, da Alemanha Ocidental, professor E.H. Chamberain,dos Estados Unidos, entre outros. Sua posse na Real Academia ocorrerá em setembro deste ano, devendona oportunidade apresentar uma tese. AUDITOR INDEPENDENTE Deixamos as nossas homenagens registradas, sobre o ProfessorFrancisco Assis de Souza (Assis), filho natural de Cabedelo, onde porta curso
    • 118 Trajetórias de Vidas 2de graduação em Contabilidade, tendo lecionado no UNIPER por vários anos, ese distingue com a bandeira de Auditor Independente, registrado na CVM(Comissão de Valores Mobiliários), pessoa de nosso relacionamento, sedestaca na sociedade cabedelense e paraibana. Assim sendo deixamos asnossas mais sinceras congratulações e apreço pela pessoa que és !!! (TFA). Homenagem Especial (Igreja Universal do Reino de Deus) Não poderíamos deixar de lembrar do ilustre Bispo Edir MacedoBezerra, natural de Alagoas, nascido no dia 18.02.1945, filho do senhorHenrique Francisco Bezerra e de D. Eugenia Macedo, pertencente a umaprole bem extensa, onde mais tarde conheceu Ester Eunice Rangel, já no Riode Janeiro, aonde vieram se casar no dia 18.12.1971, desse enlacematrimonial nasceram às filhas: Cristiane e Viviane, além de receber a títulode adoção, mais um filho de nome Moisés, formando assim uma famíliaexpressiva. Quanto a sua vida profissional, trabalhou na loteria do estado doRio de Janeiro, e no IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.Achando necessidade da creação de uma Igreja, construiu a denominada deCruzada do Caminho Eterno, depois se chamaria Casa da Benção e porúltimo, no dia 09 de julho de 1977, passou a se chamar de Igreja Universaldo Reino de Deus, permanecendo até os dias atuais, para atender a
    • Trajetória s de Vidas 2 119sociedade. No ano de 1980 surge a cisão da Igreja, entre Edir Macedo eRomildo Ribeiro Soares (RR Soares), sendo eleito o primeiro com 12 (doze)votos e o segundo apenas ficou com 3 ( três) votos. Hoje, se trata de ummega empreendimento religioso que atinge a América Latina, Europa,Estados Unidos e África. Portanto, deixamos as nossas sólidas e mais sincerashomenagens, de congratulações e admirações pela pessoa que se distingueno cenário nacional e internacional. AOS AMIGOS Aos meus estimados amigos Pierre e Kaline, deixo minhas singelashomenagens a esse casal, ele natural de Cabedelo e ela de Patos, ambos doestado da Paraíba, e que de uma forma ou de outra contribuem para o sucessode meus escritos a nível nacional e internacional. Portanto, sintam-seabraçados !!!
    • 120 Trajetórias de Vidas 2 Homenagens Justas FAMÍLIA FARIAS O todo de branco, Severino Trajano de Farias É com imensa satisfação que registramos esta Justa homenagens aesta distinta familia, tendo como patrono o senhor Severino Trajano de Farias(In memorian), nascido no dia 08.07.1923, natural de Santa Rita-PB, e queresidiu nesta cidade de Cabedelo por muitos anos, passou pela transição nodia 11.06.2008, pessoa que se distinguia pelos seus relevantes conhecimentosnacional e internacional, falava Esperanto, tradutor do inglês, em seusrelacionamentos com alguns paises como: Rússia, Cuba, Republica Checa eoutros, com pessoas de seu nível. Era membro ativo da Associação Filatélica(Colecionador de selo) e Numismática (de moedas), de Brasília e JoãoPessoa, foi funcionário público da rede ferroviária, também limitou na áreado ensino, lecionando a disciplina matemática aplicada. Casado com a senhoraTerezinha Macedo de Farias, natural de Pirpirituba-PB, nascida em julho de1932, sempre exerceu suas atividades no lar, sendo que do seu enlacematrimonial nasceram os filhos: Ivison Macedo de Farias – In memorian Ildamar Macedo de Farias – In memorian Ilson Macedo de Farias
    • Trajetória s de Vidas 2 121 Ivanilson Macedo de Farias – In memorian Ilzamar Macedo de Farias Severino Trajano de Farias Filho Carlos Alberto Macedo de Farias Carlos Marcondes Macedo de Farias Vilma Maria Macedo de Farias Ilma de Lourdes Macedo de Farias Íris Cristina Macedo de Farias CARNAVAL EM CABEDELO Escola de Samba Ritimo do Salgueiro Estivemos entrevistando o senhor José Gomes da Silva, filho naturaldesta cidade de Cabedelo, portuário aposentado, e baseado em suasinformações, concluímos que o mesmo foi o precursor da fundação destaentidade, notadamente no ano de 1952, hoje contando com 57 anos, sendoque mais tarde fez o registro legal, e que congrega em média 400(quatrocentos) componentes, proporcionando um desfile de destaque para asociedade.. E, de acordo com o entrevistado o Poder Executivo do municípiosempre os ajudou, hoje não mais contribuindo para tais comemoraçõescarnavalescas, prejudicando todo um processo de entusiasmo para apopulação. Portanto, deixamos as nossas congratulações a toda equipe quecompõe esta entidade. Escola de Samba Mocidade Cabedelense Este Grêmio Recreativo foi constituído legalmente em 20 dedezembro de 1984, contribuiu de forma expressiva com as festividades doCarnaval de Cabedelo, durante vários anos. Sempre teve destaque com o
    • 122 Trajetórias de Vidas 2comando do carnavalesco Marcos Marinho, que porta relevantesconhecimentos sobre escolas de sambas, e que se destacou em algumasescolas no Rio de Janeiro, como: Boêmio de Imbauma, Arranco de Engº deDentro e Lins Imperial. A escola teve os seguintes presidentes : Jéferson Sérgio Roque Fernando Milson Teixeira Antonio Ramirez – In memorian PLANEJAMENTO x CONTROLE UNIÃO-2008 Controle por Atividade
    • Trajetória s de Vidas 2 123 DF + Estados-2008 Controle Regionalizado* 1 DF + 26 Estados – Considerar a População
    • 124 Trajetórias de Vidas 2 MUNICÍPIO Controle Regionalizado-2008* Municípios em número de 5.564 – Considerar a População.
    • Trajetória s de Vidas 2 125 Controle por Região - DF + ESTADOS-2008 * Considerar a População por Região, DF + Estados
    • 126 Trajetórias de Vidas 2 COMENTÁRIO ESTATÍSTICO Os Resultados Econômicos é de fundamental importância para asociedade acompanhar o desempenho do estado/nação, no entanto deixamosde preencher todos os campos inseridos nas planilhas, tendo em vista nãoestá disponibilizado as estatísticas no sistema globalizado, de valoresqualitativos e quantitativos de forma regionalizada, prejudicando todo odesenrolar das Análises Dinâmicas. Atualmente estamos num processo ondea informação é atômica e que os Órgãos Estatísticos não estão elaborandoos informes dentro dos padrões esperados. Portanto, se faz necessário queseja creado formulários, onde as informações deveriam ser On Line,independente dos informes Projetados para se ter a publicação do PIB emensuração dos resultados, diminuindo assim as variações.
    • Trajetória s de Vidas 2 127 MINISTÉRIOS Relatório sobre Analises** Modelo, elaborar composição dos gastos.
    • 128 Trajetórias de Vidas 2 CARGA TRIBUTÁRIA Quando na formação de quaisquer empreendimentos, para operaçõescomerciais, obtém-se o nome de Pessoa Jurídica, perante o estado nação. E,que de agora em diante passa a adquirir Direitos e Obrigações, respaldadopor uma série de legislação da União, Estado e Município, contudo valedestacar que o quadro societário prestará contas ao estado de todas asoperações comerciais realizadas, tanto de caráter interno quanto externo, eque envolve uma Carga Tributária, que congrega o preço de venda, produzindoRetorno do Investimento ao empresariado e que a comercialização éatribuída a clientela e toda a sociedade. Portanto, queremos deixar esclarecido que nenhuma empresa respondepor esse direito, ficando na obrigatoriedade de repassar ao estado nação.Por outro lado, lembramos que o estado se distingue pela sua estrutura jurídica,onde temos legislações para quaisquer segmentos, produzindo controle dasociedade em sua forma dinâmica. PARADIGMA FISCAL O estado é formado por um conjunto de legislações especificas emtodos os segmentos da sociedade, no entanto, com as pessoas jurídicas nãoé diferente, porque recebem o mesmo tratamento promovido pelo estadonação, e que todas essas metodologias se distingue por estudos, pesquisase análises, para que se possa manter para o estado uma rentabilidadeadequada para seu funcionamento. Recentemente tivemos acesso a umamatéria publicada pelo Professor Américo de Souza, onde existe um temadenominado de Tributo Único, projeto elaborado com o intuito de equalizara tributação através de uma taxa de 10% (dez por cento), para quaisqueroperação econômico financeira, a intenção pretendida vai de encontro a todauma formação legal, que se processa por vários exercício para tomada dedecisões ao nível de entendimento, e que forma uma estrutura jurídica dentroda sociedade, nas esferas dos governos, federal, estadual e municipal.
    • Trajetória s de Vidas 2 129Acredito que outros Projetos de Reforma Tributária surgirão, mas que seespera que não haja necessidade de passar a borracha em toda uma estruturajá existente. Por outro lado, o que falta em nosso país é eficiência de controle nosgastos públicos, onde deveriam ser auditados constantemente. Falar de CargaTributária, alegando que está prejudicando as empresas, é realmente utopia,porque quem paga os Encargos Fiscais é a sociedade de fato e de direito. Oque se observa é que existe a ganância do ganho de capital, onde semprefoi expressivo, considerado como a medida do TER que nunca satisfaz. Masmesmo assim o parabenizo pelas idéias posta no papel, e que muitas dasvezes consideramos como simplesmente sonhos !!!
    • 130 Trajetórias de Vidas 2 CONCLUSÃO As matérias que acabamos de apresentar, se trata de um trabalho decampo de forma dinâmica, com metodologias que demonstram Planejamentoe Controle de fácil interpretação, para que você tenha visão macro dasociedade como um todo. Portanto, esperamos que além de obterconhecimentos, faça excelente aprendizado.
    • Trajetória s de Vidas 2 131 FONTES DE PESQUISAS Constituição Federal/88 - História da Paraíba-De Carmen Coelho de Miranda Freire-De Terezinha Pordeus- De Fernando Melo- Dorgival Terceiro NetoO Inimigo Eleito-De Júlio José ChiavenatoA Maçonaria e o Cristianismo-De Jorge Buarque LyraEsplendor & Tragédia-De Biu RamosProfº Ester Ribeiro da Silvawww.Google.com.br- Pesquisas EletrônicasTúmulo e Capela-Enildo Marinho GuedesMemórias – Petróleo – Uma Vida - Um DestinoHistórias, Ainda não Contadas.-De Yvan Barreto de CarvalhoJosé do PatrocínioO Bispo-De Douglas tavolaro e Christina LemosTributo ÚnicoDe Américo de Souza
    • DO AUTORHeretiano Henrique Pereira, natural de Cabedelo, Escritor, Financista eJornalista procurou da melhor maneira possível, transmitir para sociedade,informações básicas para seu entendimento, compreensão e aprendizado,sendo que os escritos envolvem metodologias mescladas, que com certezairá lhes proporcionar conhecimentos suficientes,. Por outro lado, sou pessoaque porta Serviços Prestados ao Município, Estado, Nação, e de um modogeral a Humanidade, considerado, Pedra Filosofal, latente para a sociedade.
    • ENDEREÇAMENTO Email: heretianopereira@hotmail.comEnd: Rua Ver. Pedro Américo da Silva, 56CEP: 58.310-000- Centro- CABEDELO-PB Fone: 083-3228-3460