Conceitos para tirar musicas de ouvido

  • 7,854 views
Uploaded on

ÍNDICE …

ÍNDICE
1 – OBJETIVO........................................................................................... 02
2 – NOTAS MUSICAIS............................................................................... 02
3 – INTERVALOS...................................................................................... 02
4 – ACIDENTES......................................................................................... 02
5 – FORMAÇÃO DOS ACORDES.................................................................. 03
6 – ESTUDO DAS ESCALAS........................................................................... 04
7 – INVERSÃO DE ACORDES......................................................................... 10
8 – TIRANDO E TOCANDO AS MÚSICAS DE OUVIDO..................................... 11
8 – ESCALAS DE ACORDES MAIORES E MENORES......................................... 14
9 – RESUMO................................................................................................ 16
10 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS............................................................. 17

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • não há maior graça que querer ensinar os outros, com amor.... valeu que Deus te guie, cuida e abençoe sempre abraços.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
7,854
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
666
Comments
1
Likes
9

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc ÍNDICE 1 – OBJETIVO........................................................................................... 02 2 – NOTAS MUSICAIS............................................................................... 02 3 – INTERVALOS...................................................................................... 02 4 – ACIDENTES......................................................................................... 02 5 – FORMAÇÃO DOS ACORDES.................................................................. 03 6 – ESTUDO DAS ESCALAS........................................................................... 04 7 – INVERSÃO DE ACORDES......................................................................... 10 8 – TIRANDO E TOCANDO AS MÚSICAS DE OUVIDO..................................... 11 8 – ESCALAS DE ACORDES MAIORES E MENORES......................................... 14 9 – RESUMO................................................................................................ 16 10 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.............................................................17 Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 1
  • 2. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc 1 - OBJETIVO Esta apostila tem como objetivo nos auxiliar para que consigamos “tirar” músicas de ouvido. Isso exige também, bastante treinamento, estudo e dedicação para aperfeiçoar e educar os ouvidos. Nela colocarei alguns conceitos, explicando particularmente para o teclado, mas a mesma regra se aplica a todos os instrumentos, pois a teoria musical é a mesma. 2 – NOTAS MUSICAIS Todo instrumento musical, tem as notas básicas (ou naturais) são: Nota Nome C Dó D Ré E Mi F Fá G Sol A Lá B Si 3 – INTERVALOS É a distância entre dois sons diferentes de diferentes tensões. Estas distâncias são medidas através de tons e semitons. A cada dois semitons, temos um tom. 4 – ACIDENTES Bemol (b): Diminui a nota em meio tom, da direita para a esquerda, conforme exemplo na figura abaixo. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 2
  • 3. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Sustenido (#): O contrário do bemol aumenta a nota em meio tom, da esquerda para a direita. Pode-se usar o mesmo exemplo da figura acima, só que saindo do Sol b, para o sol, subindo. 5 – FORMAÇÃO DOS ACORDES É a combinação de notas de uma determinada escala. Pode ser em: Tríades: Combinação de 3 notas; Tétrades: Combinação de 4 notas; Tétrades acrescentadas: Combinação de 5 ou mais notas. Os acordes são formados basicamente por 3 notas fundamentais. A 1ª, 3ª e 5ª nota para os acordes maiores e a 1ª, 3ªb e 5ª para os acordes menores. Sabendo que a escala cromática (escala completa) é: C – C# - D – D# - E – F – F# - G – G# - A – A# - B - C Poderemos formar os acordes maiores ou menores, de acordo com a regra explicada acima. Ex C (Dó maior): Nota Nº C 1ª D 2ª E 3ª F 4ª G 5ª A 6ª B 7ª Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 3
  • 4. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Isso quer dizer, que para formarmos o acorde C (dó maior), temos que pressionar no teclado, guitarra ou violão, as notas C (Tônica), o E (3ª) e o G (5ª), conforme abaixo: O mesmo se aplica ao Cm (só que com a 3ª nota bemol) Ex Cm (Dó menor): Nota Nº C 1ª D 2ª D# 3ªb E 3ª F 4ª G 5ª A 6ª B 7ª Isso quer dizer, que para formarmos o acorde Cm (dó menor), temos que pressionar no teclado, guitarra ou violão, as notas C (Tônica), o Eb (mesmo que D#), que é a (3ªb) e o G (5ª), conforme abaixo: 6 – ESTUDO DAS ESCALAS Este. Sem dúvidas, é um dos itens mais importantes e que deve ser estudado profundamente e com muito cuidado, para conseguir tirar músicas de ouvido. As escalas são a base, para construção das músicas. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 4
  • 5. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Escala cromática: É a escala mais comum, que engloba todas as notas do instrumento em ordem crescente ou decrescente (como já vista acima): C – C# D – D# - E – F – F# - G – G# - A – A# - B – C. Escala maior: É formada por: Nota fundamental, 2 tons partindo na nota fundamental, meio tom, 3 tons e meio tom novamente. Com isso podemos criar uma regra (decore esta regra, é a base de tudo): N – T – T – ST – T – T – T – ST Onde N = Nota (Tônica) da qual queremos tirar a escala; T = Tom (1 tom); ST = SemiTom (meio tom). Pode parecer confuso agora, mas é muito simples. Vejamos alguns exemplos abaixo das escalas de C (Dó Maior) e D (Ré Maior), como ficaria: Antes devemos entender bem sobre os intervalos para contar os tons: Por exemplo: De C para C# = ½ Tom = 1ST De C para D = 1 Tom = T Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 5
  • 6. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc De E para F = ½ Tom = 1ST De E para F# = 1 Tom = T De B para C = ½ Tom = 1ST De B para C# = 1 Tom = T ESCALA DE DÓ (C): O C é a Tônica (N). Então, aplicamos a regra. N = C; T = D (1 tom partindo do C para D); T = E (1 tom partindo do D que foi a nota achada anteriormente para E); ST = F (pois de E para F temos apenas meio tom, ou seja, 1 ST); T = G (1 tom partindo de F para G); T = A (1 tom partindo de G para A); T = B (1 tom partindo de A para B); ST = C (meio tom, partindo de B para C, ou seja, 1 ST). Veja abaixo como ficaria no teclado a contagem da escala de C. O mesmo também serve para todos instrumentos musicais. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 6
  • 7. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc ESCALA DE DÓ (D): O D é a Tônica (N). Então, aplicamos a regra. N = D; T = E (1 tom partindo do D para E); T = F# (1 tom partindo do E que foi a nota achada anteriormente para F#); ST = G (pois de F# para G temos apenas meio tom, ou seja, 1 ST); T = A (1 tom partindo de G para A); T = B (1 tom partindo de A para B); T = C# (1 tom partindo de B para C#); ST = D (meio tom, partindo de C# para D, ou seja, 1 ST). Veja abaixo como ficaria no teclado a contagem da escala de D. O mesmo também serve para todos os instrumentos musicais. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 7
  • 8. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Aplicando esta regra para todas as notas, as escalas MAIORES ficam conforme relação abaixo (as principais, pois, você pode aplicar a regra nas que não estão na tabela, como C#, D# F#, etc): Escala C D E F G A B N C D E F G A B T D E F# G A B C# T E F# G# A B C# D# ST F G A A# C D E T G A B C D E F# T A B C# D E F# G# T B C# D# E F# G# A# ST C D E F G A B Escala menor: É formada por: Nota fundamental, 1 tom partindo na nota fundamental, meio tom, 2 tons, meio tom novamente e 2 tons. Com isso podemos criar uma regra (decore esta regra, é a base de tudo): N – T – ST – T – T – ST – T – T Onde N = Nota (Tônica) da qual queremos tirar a escala; T = Tom (1 tom); ST = SemiTom (meio tom). Agora, basta fazer o mesmo conforme fizemos para a escala maior, porém, seguindo esta segunda regra, que é para as escalas menores. Aplicando esta regra para todas as notas, as escalas MENORES ficam conforme relação abaixo (as principais, pois, você pode aplicar a regra nas que não estão na tabela, como C#m, D#m F#m, etc): Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 8
  • 9. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Escala Cm Dm Em Fm Gm Am Bm N C D E F G A B T D E F# G A B C# ST D# F G G# A# C D T F G A A# C D E T G A B C D E F# ST G# A# C C# D# F G T A# C D D# F G A T C D E F G A B Tons relativos: São acordes diferentes que possuem algumas notas iguais de formação. Como por exemplo, o Lá menor, que é relativo do Dó; o Fá maior, que é relativo da Ré menor, etc. Conforme figuras abaixo: Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 9
  • 10. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Esses são apenas alguns exemplos de tons relativos, ou acordes relativos. Há também uma regrinha para se saber qual acorde é relativo MENOR do que você está fazendo. Para saber o relativo menor do acorde, basta contar um tom e meio abaixo do acorde. Por exemplo: Para saber o acorde relativo menor de F, conta-se um tom e meio abaixo de D, dando D. Então, o acorde relativo menor de F, é Dm. Outro Exemplo: G, um tom e meio abaixo = E. Então, o acorde relativo menor de G é Em. Algumas relações de acordes relativos: C – Am C# - A#m D – Bm C# – Cm E – C#m F – Dm F# – D#m G – Em G# – Fm Am – F#m A# – Gm B – G#m Outra regrinha para se saber qual acorde é relativo MAIOR do que você está fazendo. Para saber o relativo maior do acorde, basta contar um tom e meio acima do acorde. Por exemplo: Para saber o acorde relativo menor de Dm, contase um tom e meio acima do D, dando F. Então, o acorde relativo maior de Dm, é F. Outro Exemplo: Gm, um tom e meio acima = B. Então, o acorde relativo menor de G é Bm. 7 – INVERSÃO DE ACORDES Inversão de acordes nada mais é do que inverter a ordem da formação das notas. Por exemplo, vimos que para formar um acorde, usamos a tônica, a 3ª e a 5ª nota. Com o C, fica C – E – G. As inversões ficariam: Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 10
  • 11. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Acorde normal: C – E – G; 1ª inversão: E – G – C; 2ª inversão: G – C – E; O mesmo acontece com todos os acordes. Geralmente, para o teclado, usa-se fazer com a mão esquerda o acorde cheio, com a 1ª, a quinta e a oitava nota, e com a mão direita os acordes na primeira inversão. 8 – TIRANDO E TOCANDO AS MÚSICAS DE OUVIDO Esta é a parte mais esperada da apostila né? Então, a partir de agora, você deverá estar dominando as etapas anteriores, através de exercícios para saber as escalas, pois todas as músicas são criadas a partir das escalas. Pode-se decorar as escalas menores e maiores como passadas nas tabelas, mas o ideal é saber montá-las no instrumento. O mais correto é decorar a regra para saber montar. As escalas do campo harmônico maiores e menores são muito importantes, pois são através delas que saberemos as notas a serem usadas para tocar e solar as músicas. O primeiro passo é saber o tom da música do qual queremos tirar de ouvido. Pegaremos como exemplo algumas músicas. Música: I Won't Give Up (Jason Mraz) 1º Passo Coloque a música para tocar no seu computador ou som. Então, o primeiro passo é descobrir o tom dela. Para isso, comece a EXECUTAR as escalas subindo e descendo no instrumento, para descobrir o tom, começando pela de C. Você notará que o som não ficará bom se a escala for diferente do tom da música. Por exemplo, se a música estiver no tom de F, as notas que compõe ela, são da escala de F. Então, se você estiver executando a escala de C, por exemplo, o som sairá estranho, ofuscado, você deve perceber que está fora do tom. Pode ser que ainda Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 11
  • 12. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc tenha dificuldades de início, mas com o tempo e muito estudo o seu ouvido será educado. Você deve ir eliminando as notas, quanto pior for à combinação da musica com a escala, mais longe do tom da musica você estará. Esta musica como exemplo, está no tom de E. Tente agora, novamente, se você não conseguiu descobrir o tom, tocar a escala de E. Você notará que o som se encaixará perfeitamente na música. Dá até para descobrir o solo. O solo dela ficará: E E E F# G# A G# - Note que estas notas são da escala de E. Isso quer dizer que para solar a música toda, deveremos usar apenas as notas da escala de E, pois o tom dela é E. Há casos que mudam, mas a maioria é assim. A cifra da música encontra-se no link: http://www.cifraclub.com.br/jasonmraz/i-wont-give-up/. 2º Passo Achado o TOM da música, e tendo conhecimento das escalas MAIORES, você conseguirá saber quais notas a compõe, aplicando a seguinte regra, em cima da escala do tom da música: N – m – m – M – M – r – a (p/ escalas maiores) Onde: N = Nota (Do tom da música) m = menor M = maior r = Relativa da nota a = Diminuto Sendo assim, aplicando a regra na escala de E, fica: Sabemos que a escala de E tem a sequencia de notas: E, F#, G#, A, B, C#, D# e E. Temos que pegar a primeira nota (maior) da escala, a segunda e terceira menor, a quarta e a quinta devem ser maior, a sexta deve ser a relativa da nota, e a ultima deve ser o acorde menor com 5º grau diminuto. Exemplo abaixo: Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 12
  • 13. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Escala de E E Regra Nota Acordes E F# Nota menor F#m G# Nota menor G#m A Nota Maior A B Nota Maior B C# D# Relativa Diminuto da nota da nota C#m D#º Então, se o tom da música é E, temos que usar a escala de E para fazer os solos, e os acordes criados com essa regra: E, F#m, G#m, A, B, C#m, D#°. Quanto mais o cantor aumentar o tom da musica para cantar, maior terá que ser a nota, e quanto mais grave for a voz, menor as notas devem ser. Varia de acordo com a música. Existem outras notas que podem ser colocadas para dar um brilho na música, como notas com nona, sétima, quarta, com baixo alterado, etc. Música: Faz chover (Versão Toque no Altar) 1º Passo Faça a mesma coisa que a música anterior. Neste louvor, notará que o tom é Am, então devemos usar as notas da escala de Am. O solo fica: C B A C B A C C C C B A G (repete tudo). 2º Passo Achado o TOM da música, e tendo conhecimento das escalas MENORES, você conseguirá saber quais notas a compõe, aplicando a seguinte regra, em cima da escala do tom da música: Nm –m5 ou ° – M – m – m – M – M (p/ escalas menores) Onde: Nm = Nota menor (Do tom da música) m = menor M = maior m5 ou ° = menor com 5 ou diminuto Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 13
  • 14. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Sendo assim, aplicando a regra na escala de Am, fica: Sabemos que a escala de Am tem a sequencia de notas: A, B, C, D, E, F, G e A. Temos que pegar a primeira nota (menor) da escala, a segunda menor com 5ª ou diminuto, a terceira nota maior, a quarta e a quinta devem ser menor, a sexta e a sétima devem ser maiores. Exemplo abaixo: Escala de Am Regra Acordes A B C D E F G Nota menor Am Nota ° ou 5ªb Bm5 Nota Maior C Nota menor Dm Nota menor Em Nota Maior F Nota Maior G Então, se o tom da música é Am, temos que usar a escala de Am para fazer os solos, e os acordes criados com essa regra: Am, Bm5, C, Dm, Em, F e G. Quanto mais o cantor aumentar o tom da musica para cantar, maior terá que ser a nota, e quanto mais grave for a voz, menor as notas devem ser. Varia de acordo com a música. Existem outras notas que podem ser colocadas para dar um brilho na música, como notas com nona, sétima, quarta, com baixo alterado, etc. A cifra da música encontra-se no link: http://www.cifraclub.com.br/toque- no-altar/faz-chover/ Tendo o conhecimento de qual escala e tom está a música, podemos descobrir com essas regras quais notas devem ser usadas para tocar a música. Agora basta descobrir a ordem para usá-las, para isso, deve aperfeiçoar o ouvido, tentando tocar as musicas estudando sempre que possível, sem as cifras, descobrir o tom, etc. Tendo como base as notas que devem ser usadas, já fica tudo mais fácil. 8 – ESCALAS DE ACORDES MAIORES E MENORES Tendo estudando os campos harmônicos e a formação dos acordes, veja se bate com o teórico: Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 14
  • 15. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc Cm C#m Dm D#m Ebm Em Fm F#m Gm G#m Abm Am A#m Bbm Bm Cb C C# Db D Eb E F F# Gb G Ab A Bb B Cm C#m Dm D#m Ebm Em Fm F#m Gm G#m Abm Am A#m Bbm Bm CAMPO HARMÔNICO MENOR MELÓDICO Dm5 Eb Fm Gm Ab D#m5 E F#m G#m A Em5 F Gm Am Bb F#m5 F# G#m A#m B Fm5 Gb Abm Bbm Cb F#m5 G Am Bm C Gm5 Ab Bbm Cm Db G#m5 A Bm C#m D Am5 Bb Cm Dm Eb A#m5 B C#m D#m E Bbm5 Cb Dbm Ebm Fb Bm5 C Dm Em F B#m5 C# D#m E#m F# Cm5 Db Ebm Fm Gb C#m5 D Em F#m G Bb B C C# Db D Eb E F F# Gb G G# Ab A Cm C#m Dm D#m Em Em Fm F#m Gm G#m Am Am A#m Bm Bm Cb C C# Db D Eb E F F# Gb G Ab A Bb B CAMPO HARMÔNICO MAIOR MELÓDICO Dbm Ebm Fb Gb Abm Dm Em F G Am D#m E#m F# G# A#m Ebm Fm Gb Ab Bbm Em F#m G A Bm Fm Gm Ab Bb Cm F#m G#m A B C#m Gm Am Bb C Dm G#m A#m B C# D#m Abm Bbm Cb Db Ebm Am Bm C D Em Bbm Cm Db Eb Fm Bm C#m D E F#m Cm Dm Eb F Gm C#m D#m E F# G#m Bb° B° B#° C° C#° D° D#° E° E#° F° F#° Gm G#° A° A#° Cb C C# Db D Eb E F F# Gb G Ab A Bb B Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 15
  • 16. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc 9 – RESUMO Então resumindo: Para tirar as músicas de ouvido temos que ter o conhecimento básico do campo harmônico, descobrir o tom da música através da execução das escalas, aplicar as regras para descobrir quais notas devem ser usadas, e tentar tocar alterando as ordens das notas e educando o ouvido. Quanto mais o cantor aumentar o tom da musica para cantar, maior terá que ser a nota, e quanto mais grave for a voz, menor as notas devem ser. Varia de acordo com a música. Espero ter ajudado. Abraços. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 16
  • 17. Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido – Teclado, violão, etc 10 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS - Como tocar Harduim, Rafael GarciaTeclado, apostila adquirida do site abaixo: http://teoriamusicaldownload.blogspot.com.br/2010/09/teclado-como-tocarteclado-rafael.html; - http://www.contrabaixobr.com/t7139-campos-harmonicos-menores - http://www.cifraclub.com.br/toque-no-altar/faz-chover/ - http://www.cifraclub.com.br/jason-mraz/i-wont-give-up/. Contatos: e-mail: paulo.206@hotmail.com ; celular (11)99502-5268 Página 17