Aula jornal na escola

960 views
778 views

Published on

A apresentação tem como objetivos centrais mostrar os benefícios do jornal em sala de aula como material de apoio para professores, auxiliar jovens a ler e filtrar as informações recebidas e estimular o senso crítico e a opinião.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
960
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula jornal na escola

  1. 1. O Jornal na Educação e a EducomunicaçãoApresentado do Mega Evento de Comunicação Interáreas Secal, no dia 10 de novembro
  2. 2. CONTATO Talita Moretto talitamoretto@hotmail.com vamosler@jmnews.com.br Site do Projeto Vamos Ler:www.vamoslerjornaldamanha.com.br Blog:
  3. 3. Primórdios do uso do jornal na educaçãoA primeira evidência do uso de jornais em ambientes educativosdata de 1795, quando o jornal norte americano „The PortlandEastern Herald‟ (Maine) publicou uma coluna explicando osméritos do instrumento para o ensino. Em 1932, o jornal „NewYork Times‟ (EUA) começou a entrar nas escolas como forma deincentivar a leitura, o aprendizado e a construção de cidadania.No Brasil, o pioneiro foi o jornal „Zero Hora‟ (RS), em 1980.Hoje, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) é uma das maioresincentivadoras de Programas Jornal e Educação.
  4. 4. Números• 77 países no mundo possuem Programas de Jornal e Educaçao: Argentina, Áustria, Austrália, Bélgica, República do Benim (Francês), Burkina Faso (Africano), Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Tcheca, Dinamarca, República Dominicana, Equador, El Salvador, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Gana, Grécia, Guatemala, Hungria, Islândia, Índia, Indonésia, Iraque, Irlanda, Itália, Jamaica, Japão, Jordânia, Koreia, Kuwait, Líbano, Libéria, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Malásia, Mali, México, Marocos, Nepal, Holanda, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Paquistão, Panama, Paraguai, Peru, Portugal, Filipinas, Rússia, Sérvia, Senegal, Cingapura, África do Sul, Espanha, Sri Lanka, Sudão, Súécia, Suíça, Tailândia, Trinidad, Uganda, Ucrânia, Reino Unido, USA, Uruguai, Venezuela, Zâmbia, Bermuda, Tanzânia, Quênia.• 50 PJEs são desenvolvidos no Brasil (jornais associados à ANJ);
  5. 5. Principais Objetivoso Mostrar os benefícios do jornal em sala de aula como material de apoio para professores;o Auxiliar jovens a ler e filtrar as informações recebidas diariamente;o Formar leitores, incentivar a leitura (em jovens e adultos);o Aperfeiçoar escrita e oralidade;o Estimular o senso crítico e a opinião;o Inserir a comunidade escolar nas decisões sociais;o Aproximar família e escola.
  6. 6. Benefícios: Escola, Família e Comunidadeo Promove o diálogo (escolar e familiar);o Amplia o conhecimento de mundo;o Oferece subsídios para a discussão de fatos e problemas sociais;o Traz a informação para perto, contextualizando com a realidade do aluno, sua família e o meio em que vive;o Auxilia na formação do senso crítico e da opinião;o Aumenta o índice de leitura (jovens passam a frequentar mais a biblioteca).
  7. 7. Embasamento TeóricoO „Vamos Ler‟ está sustentado na Educomunicação... Comunicação + Educação + Ação...que envolve os campos de estudo da Mídia e da Educação,reconhecendo a influência da mídia na sociedade e naconstrução das identidades sociais.• Essa denominação - Educomunicação - foi cunhada pelo argentino Mário Kaplún, em meados de 1978. Kaplún foi um dos precursos de fazer educação através dos meios de comunicação.• No Brasil, quem utiliza muito é o professor Ismar Oliveira Soares, da USP.
  8. 8. O que é Educomunicação Um campo de intervenção social. Tem o objetivo de intervir e modificar a sociedade; Nela está contida a ideia de gestão: conjunto de ações inerentes ao planejamento, implementação e avaliação de processos, programas e produtos destinados a criar e a fortalecer ecossistemas comunicativos em espaços educativos presenciais e virtuais, que podem ser: escolas, centros culturais, emissoras de TV e rádio educativos, centros produtores de materiais educativos analógicos e digitais, centros coordenadores de educação a distância ou “e-learning”, e outros.Fonte: Senac/SP
  9. 9. Gestão na Educomunicação Envolve uma mudança de olhar e uma nova maneira de relacionar-se com o conhecimento e a aprendizagem. Não de centralização e controle, mas de coordenação e participação, ações e recursos; Exige democratização do projeto político-pedagógico; Exige compreensão das relações interpessoais; Exige a percepção de que são necessárias mudanças nos processos pedagógicos e relações pessoais. Ismar de Freitas Soares: “O que caracteriza a gestão é, em suma, a costura que o profissional alcança produzir – por meio da ação prática – entre as várias vertentes que aproximam a Comunicação da Educação”Fonte: Senac/SP
  10. 10. Parâmetros de um Projeto Educomunicador Favorecimento do protagonismo e da expressão; Gestão democrática; Ampliação dos espaços de expressão e competência comunicativa; Perspectiva dialógica, relação horizontal entre os integrantes; Aceitação de novos referenciais; Fortalecimento de ecossistema comunicativo.Fonte: Senac/SP
  11. 11. Perfil do Educomunicador Todo profissional da cultura e da educação que agrega competência comunicativa à ação ou trabalha para desenvolver a competência comunicativa de seus alunos. Segundo Genevieve Jacquinot, “um professor do século XXI que integra os diferentes meios nas suas práticas pedagógicas e trabalha na convergência entre as ciências da educação e da comunicação”.Fonte: Senac/SP
  12. 12. Perfil do Educomunicador, segundo Ismar Soares Assessorar o sistema de meios de comunicação no desenvolvimento de programas e projetos na área educativa; Assessorar o sistema educativo a planejar e a implantar sistemas tecnológicos facilitadores dos processos didáticos; Implementar programas voltados para educação em face ao fenômeno da comunicação (leitura crítica da comunicação); Planejar e executar a gestão da comunicação, de seus recursos e seus processos nos diversos espaços educativos; Pesquisar fenômenos próprios da inter-relação Comunicação/Educação.
  13. 13. Projetos de Educomunicação no Brasil NCE/USP;  Organização BemTV; Educom TV;  CECIP – Centro de EducaRede; Criação de Imagem Popular; Cidade Escola Aprendiz;  Cipó – Comunicação Rede CEP – Interativa; Comunicação, Educação e Participação;  Projeto Saúde e Alegria; Organização Açuba;  Escola da Amazônia.

×