Sistema de Avaliação Docentes

1,455 views

Published on

Documento de apoio para a aula de Avaliação II, da Licenciatura em Ciências da Educação do Institudo de Educação da Universidade de Lisboa.

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,455
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
17
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistema de Avaliação Docentes

  1. 1. Avaliação de Professores em Portugal Estudo da OCDE: Avaliação e Conclusões L I C E N C I AT U R A E M C I Ê N C I A S D A E D U C A Ç Ã O AVA L I A Ç Ã O I I ANO LECTIVO 2009/2010 Elisabete Cruz | ecruz@fpce.ul.pt Instituto de Educação da Universidade de Lisboa | 4 de Novembro de 2009
  2. 2. Sistema de Avaliação Docente Características Melhoria da qualidade do desempenho Obstáculos Responsabilização Observação de aulas Tensões pelo cumprimento de objectivos Melhoria da Avaliação por Desenvolvido qualidade do pares Avaliação do desempenho para o desempenho essencialmente no desenvolvimento profissional VS Avaliação do interior da escola Prestação de desempenho para a progressão na carreira contas Critérios comuns Avaliação feita ao nível de escola VS para todos os Partilha de Consequências a nível nacional professores boas práticas
  3. 3. ABORDAGEM Reforçar a Reforçar a avaliação avaliação Simplificar o INTEGRADA para a para a modelo melhoria do melhoria do actual desempenho desempenho Articulação Articular a entre a Estabelecer Estabelecer avaliação das avaliação das ligações entre ligações entre escolas e a escolas e a a AD e APC a AD e APC avaliação dos avaliação dos professores professores
  4. 4. Desempenhos pedagógico e funcional dos docentes; ABORDAGEM Objectivos da escola; INTEGRADA Especificidades do docente avaliado; 1. Reforçar a avaliação Avaliação estritamente qualitativa; para a melhoria do Elaboração de um plano de desenvolvimento desempenho com uma profissional; componente predominantemente dedicada à avaliação Anualmente para cada professor; para o desenvolvimento Assegurada pelos órgãos de gestão intermédia, por profissional (totalmente pares e pelo director da escola. desenvolvida na escola) “Há sempre o risco de uma avaliação para o desenvolvimento, sem ligações directas à progressão na carreira, não ser suficientemente levada a sério (…). Para evitar esse risco é requerida uma avaliação externa dos processos desenvolvidos, responsabilizando, se necessário, o director da escola.” (p.3)
  5. 5. Aligeirar o actual modelo de avaliação: ABORDAGEM reduzir a frequência dos momentos de avaliação INTEGRADA simplificar os critérios e instrumentos de avaliação 2. Simplificar o Incluir uma componente externa, embora modelo actual e utilizá- desenvolvido predominantemente na escola; lo predominantemente para a avaliação da Incluir critérios e indicadores padronizados a nível progressão da carreira nacional, considerando o contexto de cada escola. “Estes elementos iriam reforçar a equidade das avaliações dos professores em todas as escolas.” (p.4)
  6. 6. Avaliação para a progressão na carreira tendo por ABORDAGEM base as apreciações qualitativas obtidas na INTEGRADA avaliação para o desenvolvimento; Interacção entre avaliador externo e avaliadores 3. Estabelecer internos; ligações entre a avaliação para o Utilidade dos resultados da avaliação para a desenvolvimento e a progressão na carreira para o desenvolvimento do avaliação para a plano de desenvolvimento profissional de cada progressão na carreira professor. “Ao propor diferentes procedimentos para a avaliação para o desenvolvimento e para a progressão na carreira, não se pretende aumentar o trabalho dos professores e dos avaliadores, pelo contrário, pretende- se um cenário de reequilíbrio, que permita uma utilização mais eficaz do tempo já investido na avaliação.” (p.4)
  7. 7. A avaliação das escolas deveria incluir: Monitorização da qualidade do ensino e da aprendizagem ABORDAGEM Uma validação do processo de avaliação para o INTEGRADA desenvolvimento Os resultados da avaliação das escolas deveriam ter 4. Garantir uma impacto na definição de quotas para atribuição das articulação adequada classificações de “Muito Bom” e de “Excelente” entre a avaliação das A auto-avaliação de escolas também deve abranger escolas e a avaliação mecanismos de aferição: dos professores do processo interno de avaliação para o desenvolvimento profissional dos docentes de acompanhamento dos resultados da avaliação do desempenho para a progressão na carreira “Idealmente deveria existir um sistema de garantia da qualidade, em que a estratégia da escola e os resultados da sua auto-avaliação assegurassem uma contínua monitorização e melhoria da qualidade da escola e dos professores.” (p.4)
  8. 8. Avaliação de Professores em Portugal Estudo da OCDE: Avaliação e Conclusões L I C E N C I AT U R A E M C I Ê N C I A S D A E D U C A Ç Ã O AVA L I A Ç Ã O I I ANO LECTIVO 2009/2010 Elisabete Cruz | ecruz@fpce.ul.pt Instituto de Educação da Universidade de Lisboa | 4 de Novembro de 2009

×