Your SlideShare is downloading. ×
Tiss 3.0 treinamento Unimed Uberlândia Set/2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Tiss 3.0 treinamento Unimed Uberlândia Set/2013

1,736
views

Published on

A compilation of information passed on a training course held by Unimed Uberlandia (Brasil) to its partners and co-workers about the new Tiss 3.0 platform, September 2013.

A compilation of information passed on a training course held by Unimed Uberlandia (Brasil) to its partners and co-workers about the new Tiss 3.0 platform, September 2013.

Published in: Health & Medicine

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,736
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Treinamento Unimed Uberlândia Set/2013
  • 2. Padronizar ações administrativas – acabar com o papel Determinação da ANS: o não cumprimento resultará em penalidades Normas ANS Padrão Tiss 3.0 (Janaína Almeida) Normas, controle, fiscalização para assegurar o interesse público TISS: troca de informação em saúde complementar – instituída em 2005 RN 114 COPISS: comitê de padronização de informação em saúde complementar Sr. Murilo e Andresa: coordenadores TISS na Unimed Uberlândia Objetivo: estabelecer padrão TISS Diretriz: interoperabilidade entre os sistemas – integração ANS/ operadoras/ prestadores A operadora deverá encaminhar todos os dados à ANS Finalidade: padronizar ações administrativas, subsidiar e compor o registro eletrônico de saúde Obrigações: Prazo até 30 de novembro de 2013 Periodicidade: mensal Atualizações: mínimo 3 meses e máximo 12 meses Penalidades (artigos 28 e 29 da RN 305/2012): multa de R$25.000,00 por inobservância de obrigação (multa aplicada à operadora); multa de R$35.000,00 por inobservância de prazos; multa de R$100.000,00 e suspensão do cargo por documentação falsa ou fraudulenta; no caso de reincidência, o diretor técnico ficará afastado por 5 anos; Artigo 30 da RN 305/2012: indícios de infração: processo administrativo para apuração de infrações e aplicação de sansões.
  • 3. Sr. Décio Tostes (TI Unimed Uberlândia) : informações técnicas Artigo 15: padrão de comunicação Hoje XML (extensible markup language) Beneficiários/ operadora/ prestadora/ ANS Mudanças: Toda informação será eletrônica No caso de impossibilidade: formulários de contingência (fotos) Unimed deve fornecer o webservice (por exemplo Doctors) como alternativa ao uso do Hilum Certificado digital facultativo Making GW no lugar do WSD Segurança dos dados: 29 requisitos Senha deve ser trocada a cada 180 dias, ter no mínimo 8 caracteres, sendo 1 deles não alfabético Certificado digital: 1 ano a 3 anos Site ANS/ prestadores/ Tiss
  • 4. Murilo Santos (mbenjamim@unimeduberlandia.com.br): 1- organizacional: exposição e histórico das regras de uso e de atualização O que motivou a atualização da Tiss? Unificar terminologias, padronizar processos de recursos de glosas (guia própria) Criar um grande banco de dados em saúde no Brasil e monitorar o que está acontecendo Todos os procedimentos deverão ser autorizados eletronicamente 2-conteúdo e estrutura: processos, legendas e plano de contingência O comprovante presencial será a única guia impressa para o cliente assinar A partir da TISS 3.0 todas as informações poderão ser solicitadas pelo usuário O CID foi retirado das guias TUSS eventos/ TUSS itens = codificação de OPMEs (órteses e próteses) Formulário de pagamento vai substituir o espelho de pagamento Recursos de glosa: Unimed deverá usar código de glosa da ANS para justificar a glosa Vinculação de guias: guia principal SP/SADT Como ligar as guias? Todas as guias secundárias serão vinculadas à guia principal 3- representação de conceitos (códigos) Usar tabela de domínio do sistema GW (a nossa é a tabela 16) A codificação TUSS é a mesma para todas as operadoras

×