• Save
Serviços de TI alavancam economia brasileira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Serviços de TI alavancam economia brasileira

on

  • 1,739 views

Palestra sobre a importância da TI para a Economia brasileira com texto do portal G1.

Palestra sobre a importância da TI para a Economia brasileira com texto do portal G1.

Statistics

Views

Total Views
1,739
Views on SlideShare
1,419
Embed Views
320

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

5 Embeds 320

http://bsifaceca.blogspot.com.br 244
http://bsifaceca.blogspot.com 68
http://www.bsifaceca.blogspot.com.br 3
http://bsifaceca.blogspot.in 3
http://bsifaceca.blogspot.pt 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Este modelo pode ser usado como arquivo de partida para fornecer atualizações para um projeto do projeto.SeçõesClique com o botão direito em um slide para adicionar seções. Seções podem ajudar a organizar slides ou a facilitar a colaboração entre vários autores.AnotaçõesUse a seção Anotações para anotações da apresentação ou para fornecer detalhes adicionais ao público. Exiba essas anotações no Modo de Exibição de Apresentação durante a sua apresentação. Considere o tamanho da fonte (importante para acessibilidade, visibilidade, gravação em vídeo e produção online)Cores coordenadas Preste atenção especial aos gráficos, tabelas e caixas de texto.Leve em consideração que os participantes irão imprimir em preto-e-branco ou escala de cinza. Execute uma impressão de teste para ter certeza de que as suas cores irão funcionar quando forem impressas em preto-e-branco puros e escala de cinza.Elementos gráficos, tabelas e gráficosMantenha a simplicidade: se possível, use estilos e cores consistentes e não confusos.Rotule todos os gráficos e tabelas.
  • Do que se trata o projeto?Defina a meta deste projetoÉ semelhante a projetos anteriores ou se trata de um novo esforço?Defina o escopo deste projetoÉ um projeto independente ou está relacionado a outros projetos?* Observe que este slide não é necessário para reuniões de status semanais
  • * Se qualquer um desses essas questões causaram um atraso de cronograma ou apontaram a necessidade de discussão adicional. Detalhes no próximo slide.
  • Duplique este slide, conforme o necessário, se houver mais de uma questão.Este slide e slides relacionados pode ser movido para o anexo ou oculto, se necessário.
  • Os seguintes slides mostrar vários exemplos de linhas do tempo usando gráficos SmartArt.Inclua uma linha do tempo para o projeto, marcando claramente as etapas, datas importantes, e destaque em ponto o projeto se encontra agora.
  • Quais são as dependências que afetam a linha do tempo, os custos e a saída deste projeto?
  • Prepare slides para o apêndice caso detalhes adicionais ou slides complementares venham a ser necessários. O apêndice também será útil se a apresentação for distribuída posteriormente.

Serviços de TI alavancam economia brasileira Presentation Transcript

  • 1. Serviços de TI alavancam Economia BrasileiraHélio Lemes Costa JrMarço de 2012
  • 2. Destaques• Segmento foi o que mais cresceu em 2011, segundo dados do PIB – Produto Interno Bruto.• Mercado saltou de US$ 59 bi em 2008 para US$ 95 bi em 2011.
  • 3. Elder, estagiário na StefaniniO contrato de estágio de Elder Rodrigues, de 18 anos, encerraria emmaio, mas ele já foi comunicado que será efetivado já a partir dopróximo mês como analista júnior. “Entrei como estagiário há 4 mesese já vou ser efetivado. Não imaginava que tudo iria acontecer tãorápido”, diz o estudante, que está no 2º ano do curso de sistemas deinformações e acaba de conquistar o seu primeiro emprego comcarteira assinada. “Nem me formei e já tenho emprego. Acho queacertei ao escolher a área de TI [Tecnologia da Informação]”, avalia.
  • 4. Conjuntura EconômicaDe acordo com os números de crescimento do setor e de déficit demão de obra especializada na área, Rodrigues acertou em cheio.Dados do IBGE divulgados nesta terça-feira (6) mostram que osegmento de serviços de informação avançou 4,9% em 2011, acima daalta do PIB do país, que ficou em 2,7%, e à frente de atividades demaior destaque nos últimos anos, como construção civil(3,6%), indústria da transformação (0,1%) e comércio (3,4%). Em2010, o setor tinha avançado 3,8%. Em 2009, quando o PIB nacionalteve variação negativa, serviços de informação registraramcrescimento superior a 4%.
  • 5. Serviços de Informção Os serviços de informação englobam as atividades de telecomunicações, internet, serviços audiovisuais, edição e tecnologia da informação, que responde pela maioria das empresas do setor e por cerca de 50% da mão de obra empregada.
  • 6. SaláriosOs serviços relacionados à tecnologiade informação vêm ganhando umaparticipação cada vez maior naeconomia do país e as perspectivaspara quem investe em uma carreira naárea seguem promissoras.Atualmente, são cerca de 1,2 milhãode trabalhadores na área, cujo saláriomédio é de R$ 2.950, e o déficit deprofissionais no mercado é estimadoem 115 mil pessoas.
  • 7. Importância do Setor Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o mercado de TI cresceu 61% nos últimos 3 anos. Em 2011, o setor movimentou US$ 96 bilhões, uma alta de 13% em relação ao ano anterior, representando 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB). Considerando também o mercado de telecomunicações, o total em 2011 chegou a US$ 190 bilhões, ou o equivalente a 8% do PIB.
  • 8. Importância do Setor O avanço do mercado de TI reflete a procura por ganhos de eficiência e busca por estruturas administrativas mais enxutas mediante terceirização de serviços e incorporação de soluções de tecnologia por praticamente todos os setores da economia, seja agropecuária, indústria ou comércio. Para 2012, o setor projeta crescimento de 12% a 13%.
  • 9. Importância do Setor“Um dos diferenciais do setor é que não há retração. Acurva de TI é ligeiramente independente do crescimentoeconômico do país”, diz Antonio Gil, presidente daBrasscom. Ele destaca que os serviços de tecnologia sãodemandados tanto em projetos de expansão dosinvestimentos e inovação como de redução de custos eganhos de escala.
  • 10. Importância do Setor“Nos últimos anos, tivemos a ascensão de mais de40 milhões de pessoas para a classe C, umuniverso de consumidores emergentes que, além deeletrodomésticos, queremsaúde, educação, bancarização e segurança, e nãohá como aumentar a oferta desses serviços semfazer uso de TI”, acrescenta Gil.
  • 11. Importância do Setor TI pode ter 6,5% do PIB em 2022 O volume de US$ 96 bilhões faz do Brasil o sexto maior mercado de TI do mundo, segundo a Brasscom. A entidade prevê que, em 10 anos, o mercado brasileiro chegará a R$ 220 bilhões, o que pode corresponder a 6,5% do PIB. “Podemos ser o quarto ou quinto maior mercado. O setor de TI brasileiro é um dos mais sofisticados do mundo. Somos bons no que fazemos. Nosso sistema bancário é um dos mais avançados do mundo e temos uma série de áreas que ainda não são atendidas efetivamente, como saúde, educação e segurança”, afirma Gil.
  • 12. Importância do Setor Dados do IBGE mostram que, entre 2003 e 2009, o número de empresas de serviços de informação saltou de 55 mil para 70 mil. Segundo a Confederação Nacional de Serviços (CNS), o setor responde por apenas 7,7% do total das empresas de serviços privados especializados. Por outro lado, o segmento responde pela maior fatia de faturamento líquido (28,8%), com uma receita média por empresa cerca de quatro vezes maior do que o nível de faturamento das outras empresas de serviços.
  • 13. Importância do SetorSegundo a Associação Brasileira das Empresasde Software (Abes), só o mercado dedesenvolvimento, produção e distribuição desoftware e de prestação de serviços é exploradoatualmente por cerca de 9 milcompanhias, sendo 85% delas micro oupequenas empresas.O custo de investimento para a abertura de umaempresa do gênero é relativamentebaixo, basicamente pessoal e treinamento, o queestimula o empreendedorismo.
  • 14. Importância do Setor "O aumento da renda das famílias tem feito crescer a demanda por serviços voltados para o mercado interno. O setor é o maior empregador do país e o que mais cresce. Para 2012, estamos prevendo uma alta em torno de 5%", diz Luigi Nese, presidente da Confederação Nacional de Serviços (CNS), destacando que todas as atividades relacionadas a serviços (incluindo o comércio) respondem atualmente por 67% do PIB e tendem a representar mais de 70% do PIB em um prazo de até 5 anos.
  • 15. Importância do Setor "Na área de tecnologia, a grande vantagem é que diariamente surge uma nova oportunidade para empreender, seja na criação de um portal, um software, um sistema de informação, um aplicativo. E, na maioria dos casos, para começar basta uma ideia e conseguir juntar uma meia dúzia de profissionais”, acrescenta Nese.
  • 16. Mão de obraDéficit de mão de obra e pouca exportaçãoCom uso de mão de obra intensiva, a área de TI tem sido umagrande geradora de empregos, e o grande desafio do setor tem sidojustamente suprir toda a demanda por profissionais qualificados. Ogasto com mão de obra representa cerca de 70% dos custos dasempresas de TI. "O país precisa incorporar cerca de 750 mil novosprofissionais até 2020 para alcançar a meta de responder por 6,5%do PIB", diz o presidente da Brasscom. Entre os entraves para supriras demandas do setor, ele cita o baixo percentual de egressos denível superior na área de ciências exatas (cerca de 11%), a altaevasão escolar nos cursos de TI, a falta de base matemática noensino fundamental e o baixo índice de profissionais com domínio deum segundo idioma.
  • 17. Mão de obraTais deficiências fazem o setor de TI brasileiro ainda serextremamente dependente do mercado interno. Asexportações somaram US$ 2,65 bilhões em2011, segundo a Brasscom, o que representa uma fatiade menos de 3% do mercado. O mercado externoindiano, por exemplo, conhecido por atender localmenteempresas de outros pontos do globo em seus callcenters, é da ordem de US$ 70 bilhões.
  • 18. Mão de obraO presidente da Abes, Gerson Schmitt, destacaque, dentro do mercado brasileiro de software, 79% dosprogramas ainda são desenvolvidos no exterior. Paraequilibrar essa balança, ele defende não só uma políticade desoneração como também de fomento à proteção dapropriedade intelectual.
  • 19. Mão de obra"Hoje vendemos apenas serviços e não soluçõesreplicáveis. Se seguirmos esse modelo, que é oindiano, seremos apenas colônia tecnológica, de vendade mão de obra a preço de commodity", diz. Ele alertaainda para a forte tendência de internacionalização econcentração do setor. "São poucas as empresas degrande porte brasileiras e as que existem estão sendoassediadas", diz.
  • 20. TI no BrasilEmpresa 100% brasileira está em 28paísesEmbora o mercado seja dominado pormultinacionais, algumas empresasbrasileiras também têm se destacado naárea, conseguindo inclusive competirinternacionalmente. “Hoje, 40% da nossareceita já vem do exterior. Somos a maiorempresa latino-americana de serviços emTI e estamos entre as cinco maiores domercado nacional”, diz MarcoStefanini, presidente e dono daStefanini, empresa 100%brasileira, presente em 28 países com 14mil funcionários.
  • 21. TI no Brasil Após uma série de aquisições no exterior, a companhia foi apontada em 2011 como segunda empresa nacional mais internacionalizada, ficando atrás apenas da JBS- Friboi, segundo ranking da Fundação Dom Cabral. Formado em geologia, Stefanini entrou na área por acaso, em 1984, e construiu a partir do zero uma empresa que em 2011 anunciou um crescimento de 21%, com faturamento de R$ 1,2 bilhão, volume quatro vezes maior do que o registrado em 2006 (R$ 285 milhões). Para 2012, o grupo prevê crescimento de 35% e a contratação de pelo menos 2,5 mil funcionários, a maioria em território brasileiro.
  • 22. Oportunidades“Vou ser sincero, não apostei. Era o que tinha naépoca, mas não vou falar que não gostei", diz oempresário.Para driblar a falta de mão de obra, a Stefanini teminvestido em recrutamento e aberto escritórios emcidades fora dos principais polos econômicos, onde aoferta de vagas na área é menor. Mesmo assim, aempresa passou a adotar a estratégia de abrir escritóriosno exterior, para se manter competitiva no mercadointernacional, ainda mais diante da valorização do real.Atualmente, as exportações responde apenas por cercade 5% do faturamento da empresa.
  • 23. Exportando Soluções"É comum uma concorrência onde uma empresa avaliavários países da América Latina e opta por serviços doMéxico ou da Argentina, e não do Brasil”, diz Stefanini.Entre os mais de 500 clientes da Stefanini no mundoestão gigantes comoPetrobras, Telefónica, Bradesco, Ford, Dell, Motorola, Johnson & Johnson, Pão de Açúcar, Fnac e Compra Fácil.Mas quais são as soluções e serviços oferecidos pelasempresas de TI?
  • 24. Stefanini“A gente desenvolve aplicações que as empresas usamcomo base no seu business, seja na área de back office(programas de gestão interna), logística, e-commerce, internet móvel, certificação decompras, desenvolvimento de um portal ougerenciamento de infraestrutura e suporte", explicaStefanini.
  • 25. E o Elder? Recém ingresso na empresa e no mercado de TI, o estagiário Rodrigues atua no suporte da rede de uma companhia aérea. “Trabalho com login de usuário, arrumo ponto de rede, tiro dúvida de funcionários, tenho de resolver um pouco de tudo, só não crio ainda aplicativos. Mas espaço para crescer é o que não falta", acredita.
  • 26. FonteMatéria publicada no portal G1em 06/03/2012