0
LOGÍSTICA E OPERAÇÕES GLOBAIS: EVOLUÇÃO E PROJETO
Logística e Operações Globais  <ul><li>Cada vez mais ouvimos que as empresas hoje em dia: </li></ul><ul><li>Não podem se i...
Logística e Operações Globais  <ul><li>FOCO ANTIGO... </li></ul><ul><li>Marketing </li></ul><ul><li>Finanças </li></ul><ul...
O avanço da Logística e das Operações Globais  São as respostas à crescente integração de mercados internacionais, pois ca...
Forças da Globalização <ul><li>Tradicionalmente, logística e operações globais desenvolveram-se em áreas geográficas  e er...
Forças de mercado globais Forças  tecnológicas Forças de custos globais Forças políticas e macroeconômicas <ul><li>Custo d...
Operações e Logística Logística e fluxos globais Como vimos no início...é possível definir  operação  como um processo fís...
Fluxos globais na organização de um negócio Logística e fluxos globais <ul><li>EMPRESA – OBJETIVO ATENDER AO MERCADO: </li...
Fluxos globais Logística e fluxos globais
Gestão do fluxo Logística e fluxos globais 04  FORÇAS PODEM SER CITADAS COMO REGULADORAS DOS AMBIENTES DE NEGÓCIOS: Fornec...
Logística e fluxos globais 05 ESTÁGIOS DO CONCEITO DE GESTÃO DO FLUXO:
<ul><li>Definição de objetivos de acordo com critérios de serviço e categoria logística </li></ul>CONCEPÇÃO LOGÍSTICA DO P...
SISTEMA DE INFORMAÇÕES E TELECOMUNICAÇÕES <ul><li>Banco de dados </li></ul><ul><li>Modelos de software </li></ul><ul><li>R...
CONCEPÇÃO LOGÍSTICA DO PRODUTO <ul><li>Conceito de uso </li></ul><ul><li>Conceito de manutenção </li></ul><ul><li>Análise ...
Logística e fluxos globais <ul><li>Definição de objetivos de acordo com critérios de serviço e categoria logística </li></...
Aéreo Rodoviário Marítimo Aéreo   Expresso Ferroviário Custo x Tempo no Transporte Tempo Custo
<ul><li>Banco de dados </li></ul><ul><li>Modelos de software </li></ul><ul><li>Rede de telecomunicações </li></ul><ul><li>...
SISTEMA DE INFORMAÇÕES E TELECOMUNICAÇÕES <ul><li>Concepção do sistema de previsão </li></ul><ul><li>Regras que governam a...
<ul><li>Entrada de dados, embalagem, clientes </li></ul><ul><li>Entrada de dados da ordem – saída e entrada do estoque </l...
Novas características dos fluxos Logística e fluxos globais <ul><li>INTENSIFICAÇÃO DO COMÉRCIO  - CAPACIDADE DE DESBRAVAR ...
Novas características dos fluxos Logística e fluxos globais <ul><li>ESSE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ALTERA AS CARACTERÍSTI...
Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>A GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA É FORÇADA A ...
Princípios da Gestão de Logística e das Operações Globais Logística e fluxos globais 04  FORÇAS PODEM SER CITADAS COMO REG...
Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>GEOGRÁFICA: Fronteiras perdem importância e em...
Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>FUNCIONAL: Mudança na visão de controle de flu...
Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>SETORIAL: Mudança na visão de ATUAÇÃO entre fo...
Logística, uma nova visão <ul><li>TEMA ABORDADO: NOVA VISÃO PARA ENTENDER OS DESAFIOS DA ECONOMIA GLOBALIZADA </li></ul><u...
Logística, uma nova visão TEMA ABORDADO: NOVA VISÃO PARA ENTENDER OS DESAFIOS DA ECONOMIA GLOBALIZADA E SEUS FLUXOS GLOBAI...
“ a logística tem por objetivo, dentre outros promover a coordenação de todos os integrantes de uma equipe ”.. Muito Obrig...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Logística e Operações Globais

28,945

Published on

Published in: Business, Technology
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
28,945
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
691
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Logística e Operações Globais"

  1. 1. LOGÍSTICA E OPERAÇÕES GLOBAIS: EVOLUÇÃO E PROJETO
  2. 2. Logística e Operações Globais <ul><li>Cada vez mais ouvimos que as empresas hoje em dia: </li></ul><ul><li>Não podem se isolar </li></ul><ul><li>Não podem ignorar fatores externos = tendências econômicas </li></ul><ul><li>Não devem ignorar situações competitivas ou inovações tecnológicas em outros Países... </li></ul><ul><li>....principalmente se seus concorrentes estão instalados em tais Países... </li></ul><ul><li>CONSEQUÊNCIAS: </li></ul><ul><li>Reestruturação Produtiva no Ambiente Global </li></ul><ul><li>Negócios definidos em uma Economia globalizada – Ambiente GLOBAL </li></ul><ul><li>Formação de grupos regionais Mercosul - Nafta– Aladi – Alca e... </li></ul><ul><li>..que acabam promovendo a alteração da ESTRUTURA PRODUTIVA. </li></ul>Visão Geral
  3. 3. Logística e Operações Globais <ul><li>FOCO ANTIGO... </li></ul><ul><li>Marketing </li></ul><ul><li>Finanças </li></ul><ul><li>Produção </li></ul><ul><li>FOCO ATUAL... </li></ul><ul><li>Além das atividades antigas, SURGE a análise das atividades que ocorrem entre: </li></ul><ul><li>A atividade entre pontos e momentos da produção – SUPRIMENTO, e </li></ul><ul><li>A atividade entre pontos e momento de compra de produtos - DEMANDA </li></ul><ul><li>ATIVIDADES DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA </li></ul><ul><li>QUE AUMENTAM A EFICÁCIA DAS DEMAIS...E CONSEQUENTEMENTE, </li></ul><ul><li>A LUCRATIVIDADE DA EMPRESA... </li></ul>Visão Geral
  4. 4. O avanço da Logística e das Operações Globais São as respostas à crescente integração de mercados internacionais, pois cada vez mais as empresas querem ser cada vez mais COMPETITIVAS.... Operações Globais: Planejamento, implantação e controle do fluxo e estocagem de matérias primas, estoques em processo, produtos acabados e informações relacionadas à eles, do ponto de origem ao ponto de consumo, para atender aos Clientes – COM USO EFICIENTE DOS RECURSOS GLOBAIS DA EMPRESA... Logística: É a gestão de fluxos entre marketing e produção, ou seja, COLOCAR O PRODUTO CERTO, NO LOCAL CERTO, NO TEMPO EXATO, AO MENOR CUSTO... Visão Geral
  5. 5. Forças da Globalização <ul><li>Tradicionalmente, logística e operações globais desenvolveram-se em áreas geográficas e eram controladas por áreas funcionais ( marketing ou produção). </li></ul><ul><li>A gestão do fluxo estava definida por essas áreas geográficas restritas e com foco no atendimento das necessidades da função que a controlava. </li></ul><ul><li>NOVOS TEMPOS.....NOVAS PRESSÕES... </li></ul><ul><li>Ocasionaram a duplicação de estoques, incompatibilidade de infra-estruturas logísticas e a limitada capacidade de reação individual às mudanças gerais na cadeia de suprimentos.... </li></ul><ul><li>AS FORÇAS QUE DETERMINAM A GLOBALIZAÇÃO.... </li></ul><ul><li>A integração de forças internas – gestão de distribuição física, marketing, produção ao longo da corporação. </li></ul><ul><li>A cooperação crescente entre as áreas de logística e operações de diferentes elos na cadeia de suprimentos (integração setorial). </li></ul><ul><li>A busca por melhorias na integração geográfica – abranger o mundo inteiro como fonte de potenciais clientes, conhecimento, tecnologia, matérias-primas, dentre outros... </li></ul>Logística e fluxos globais
  6. 6. Forças de mercado globais Forças tecnológicas Forças de custos globais Forças políticas e macroeconômicas <ul><li>Custo de mão-de-obra direta </li></ul><ul><li>Novas prioridades de custo </li></ul><ul><li>Aumento da intensidade de capital de instalações de produção </li></ul><ul><li>Avanços em manufatura/transporte/comunicação </li></ul><ul><li>Difusão de conhecimento técnico </li></ul><ul><li>Compartilhamento de tecnologia entre empresas </li></ul><ul><li>Localização global de P&D </li></ul><ul><li>Competição estrangeira intensa </li></ul><ul><li>Crescimento da demanda externa </li></ul><ul><li>Presença de mercado – ameaça competitiva </li></ul><ul><li>Prioridades competitivas em transição </li></ul><ul><li>Taxa de câmbio </li></ul><ul><li>Acordos de comércio regionais </li></ul><ul><li>Barreiras não tarifárias </li></ul>Processo de globalização de estratégias de operações
  7. 7. Operações e Logística Logística e fluxos globais Como vimos no início...é possível definir operação como um processo físico... Operações Globais: Planejamento, implantação e controle do fluxo e estocagem de materias primas, estoques em processo, produtos acabados e informações relacionadas à eles, do ponto de origem ao ponto de consumo, para atender aos Clientes – COM USO EFICIENTE DOS RECURSOS GLOBAIS DA EMPRESA... ...e Logística, como uma atividade de gestão, ... Logística: É a gestão de fluxos entre marketing e produção, ou seja, COLOCAR O PRODUTO CERTO, NO LOCAL CERTO, NO TEMPO EXATO, AO MENOR CUSTO... Ou seja, o gerenciamento dos fluxos entre as funções do NEGÓCIO....
  8. 8. Fluxos globais na organização de um negócio Logística e fluxos globais <ul><li>EMPRESA – OBJETIVO ATENDER AO MERCADO: </li></ul><ul><li>ALGUNS EXEMPLOS DO QUE DEVE SER ESTRUTURADO: </li></ul><ul><li>Fluxo de matéria prima – compra, transporte, estoque, etc; </li></ul><ul><li>Produtos semi-acabados, adquiridos de parceiros ou fornecedores; </li></ul><ul><li>Máquinas e equipamentos entre suas unidades de manufatura; </li></ul><ul><li>Distribuição de produtos acabados – estoque; </li></ul><ul><li>Peças e itens de reposição para assistência aos clientes; </li></ul><ul><li>Fluxo de reparos; </li></ul><ul><li>Suporte de vendas – estandes, feiras e etc; </li></ul><ul><li>Embalagens vazias, retorno de produtos do ponto de venda, prod. usados – fluxo reverso. </li></ul>
  9. 9. Fluxos globais Logística e fluxos globais
  10. 10. Gestão do fluxo Logística e fluxos globais 04 FORÇAS PODEM SER CITADAS COMO REGULADORAS DOS AMBIENTES DE NEGÓCIOS: Fornecimento de Serviço logístico Produção logística Mercado Produção logística Tecnologia Situação competitiva Intensidade competição Produtividade Necessidades dos clientes Satisfação Mudanças Adaptação e acompanhamento Legislação Normas Conformidades
  11. 11. Logística e fluxos globais 05 ESTÁGIOS DO CONCEITO DE GESTÃO DO FLUXO:
  12. 12. <ul><li>Definição de objetivos de acordo com critérios de serviço e categoria logística </li></ul>CONCEPÇÃO LOGÍSTICA DO PRODUTO <ul><li>Identificação critérios de serviço </li></ul><ul><li>Definição da ponderação critérios </li></ul><ul><li>Evolução quantitativa de objetivos </li></ul><ul><li>(níveis de serviço de custo) </li></ul><ul><li>Benchmarking em relação aos concorrentes </li></ul><ul><li>Definição dos critérios para categorias </li></ul><ul><li>Agrupamento de artigos de acordo com a categoria </li></ul><ul><li>Conceito de uso </li></ul><ul><li>Conceito de manutenção </li></ul><ul><li>Análise de suporte </li></ul><ul><li>Plano de suporte </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Fluxo desde a concepção do produto </li></ul><ul><li>(fornecedor de origem) </li></ul>Estágio 1 Estágio 2 AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO CRIAÇÃO DE CATEGORIAS LOGÍSTICAS
  13. 13. SISTEMA DE INFORMAÇÕES E TELECOMUNICAÇÕES <ul><li>Banco de dados </li></ul><ul><li>Modelos de software </li></ul><ul><li>Rede de telecomunicações </li></ul><ul><li>EDI </li></ul><ul><li>Codificação </li></ul><ul><li>Arquitetura da rede </li></ul><ul><li>Nível e localização de estoques </li></ul><ul><li>Alternativas de Transportes </li></ul><ul><li>Concepção do sistema de previsão </li></ul><ul><li>Regras que governam a alocação dos recursos disponíveis </li></ul><ul><li>Regras de prioridade </li></ul><ul><li>Procedimentos de planejamento </li></ul><ul><li>Indicadores </li></ul>Estágio 3 e 4 Estágio 5 SISTEMA FÍSICO SISTEMA DE INFORM. E TELECOMUNICAÇÕES
  14. 14. CONCEPÇÃO LOGÍSTICA DO PRODUTO <ul><li>Conceito de uso </li></ul><ul><li>Conceito de manutenção </li></ul><ul><li>Análise de suporte </li></ul><ul><li>Plano de suporte </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Fluxo desde a concepção do produto </li></ul><ul><li>(fornecedor de origem) </li></ul>Estágio 1 Logística e fluxos globais
  15. 15. Logística e fluxos globais <ul><li>Definição de objetivos de acordo com critérios de serviço e categoria logística </li></ul><ul><li>Identificação critérios de serviço </li></ul><ul><li>Definição da ponderação critérios </li></ul><ul><li>Evolução quantitativa de objetivos </li></ul><ul><li>(níveis de serviço de custo) </li></ul><ul><li>Benchmarking em relação aos concorrentes </li></ul><ul><li>Definição dos critérios para categorias </li></ul><ul><li>Agrupamento de artigos de acordo com a categoria </li></ul>Estágio 2 AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO CRIAÇÃO DE CATEGORIAS LOGÍSTICAS
  16. 16. Aéreo Rodoviário Marítimo Aéreo Expresso Ferroviário Custo x Tempo no Transporte Tempo Custo
  17. 17. <ul><li>Banco de dados </li></ul><ul><li>Modelos de software </li></ul><ul><li>Rede de telecomunicações </li></ul><ul><li>EDI </li></ul><ul><li>Codificação </li></ul><ul><li>Arquitetura da rede </li></ul><ul><li>Nível e localização de estoques </li></ul><ul><li>Alternativas de Transportes </li></ul>Estágio 3 e 4 SISTEMA FÍSICO SISTEMA DE INFORM. E TELECOMUNICAÇÕES
  18. 18. SISTEMA DE INFORMAÇÕES E TELECOMUNICAÇÕES <ul><li>Concepção do sistema de previsão </li></ul><ul><li>Regras que governam a alocação dos recursos disponíveis </li></ul><ul><li>Regras de prioridade </li></ul><ul><li>Procedimentos de planejamento </li></ul><ul><li>Indicadores </li></ul>Estágio 5 PROJETO DE GESTÃO DOS FLUXOS – COM CONTROLES E REGRAS QUE CONTROLAM A EXECUÇÃO DOS PASSOS NECESSÁRIOS PARA ALCANÇAR OS OBJETIVOS PLANEJADOS <ul><li>DEVE SER ORGANIZADOS AO LONGO DE 03 EIXOS: </li></ul><ul><li>Gestão das atividades físicas; </li></ul><ul><li>Gestão da Informação; </li></ul><ul><li>Planejamento e gestão das operações. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Entrada de dados, embalagem, clientes </li></ul><ul><li>Entrada de dados da ordem – saída e entrada do estoque </li></ul><ul><li>Monitoração da pré e pós manufatura </li></ul><ul><li>Documentos de entrega </li></ul><ul><li>Monitoração do nível de serviço </li></ul><ul><li>Informações provenientes dos indicadores críticos </li></ul>Indicadores críticos de Qualidade Subsitemas logísticos Operações Suprimentos (fornecedores) Manufatura (plantas) Distribuição Pós-venda Física <ul><li>Preparação do fluxo para a planta </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Entrega direta ou indireta para a planta </li></ul><ul><li>Pré-manufatura </li></ul><ul><li>Recepção </li></ul><ul><li>Inspeção </li></ul><ul><li>Reposição em estoque </li></ul><ul><li>Reparo </li></ul><ul><li>Fluxo entre setores </li></ul><ul><li>Preparação da entrega para o armazém ou entrega imediata ao cliente </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Entrega </li></ul><ul><li>Recepção </li></ul><ul><li>Inspeção </li></ul><ul><li>Reparo </li></ul><ul><li>Organização do armazém </li></ul><ul><li>Preparação da ordem </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Transporte inicial e final </li></ul><ul><li>Pós-manufatura </li></ul><ul><li>Recepção </li></ul><ul><li>Inspeção dos itens retorno </li></ul><ul><li>Testes </li></ul><ul><li>Estoque </li></ul><ul><li>Destruição </li></ul><ul><li>Verificação da embalagem </li></ul><ul><li>Instalação </li></ul><ul><li>Preparação do pedido de peças </li></ul><ul><li>Embalagem </li></ul><ul><li>Entrega </li></ul><ul><li>Requisição / testes </li></ul><ul><li>Reparo </li></ul><ul><li>Envio centros reparo </li></ul>Informação Planejamento e gestão <ul><li>Planejamento compras </li></ul><ul><li>Planejamento planta </li></ul><ul><li>Suprimento </li></ul><ul><li>Ordens </li></ul><ul><li>Monitoração de ordens </li></ul><ul><li>Ciclo transp. e entrega </li></ul><ul><li>Suprimento de ordens </li></ul><ul><li>Previsão </li></ul><ul><li>Pedidos e peças reposição </li></ul><ul><li>Entrega e ordens </li></ul>
  20. 20. Novas características dos fluxos Logística e fluxos globais <ul><li>INTENSIFICAÇÃO DO COMÉRCIO - CAPACIDADE DE DESBRAVAR NOVOS MERCADOS </li></ul><ul><li>HARMONIZAÇÃO E RACIONALIZAÇÃO DOS MERCADOS EM GRANDE ÁREAS DO MUNDO.. </li></ul><ul><li>COMUNIDADE ECONÔMICA EUROPÉIA – EEC </li></ul><ul><li>SUDESTE ASIÁTICO </li></ul><ul><li>APEC – ÁSIA - PACIFIC ECONOMIC COOPERATION - Países do Pacífico </li></ul><ul><li>SEATO – SOUTHEAST ASIA TREATY ORGANIZATION – Organização do Tratado do Sudeste Asiático - Austrália, Nova Zelândia, Japão, Hong Kong, Coréia do Sul, Nova Guiné e Chile </li></ul>
  21. 21. Novas características dos fluxos Logística e fluxos globais <ul><li>ESSE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ALTERA AS CARACTERÍSTICAS DOS FLUXOS LOGÍSTICOS GLOBAIS: </li></ul><ul><li>INTENSIDADE; </li></ul><ul><li>NECESSIDADES FÍSICAS; </li></ul><ul><li>INTENSIFICAÇÃO DE TRÁFEGOS; </li></ul><ul><li>PREOCUPAÇÃO COM TEMAS RELACIONADOS AO MEIO AMBIENTE. </li></ul>Consequências.. <ul><li>AUMENTO NA ÁREA DE COMPRAS – E DE POLÍTICAS DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS; </li></ul><ul><li>BUSCA POR ÁREAS GEOGRÁFICAS MAIS AMPLAS E COM MAIO MOBILIDADE PARA NOVAS PLANTAS; </li></ul><ul><li>IMPLEMENTAÇÃO DE NOVOS CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO NO MUNDO INTEIRO. </li></ul>
  22. 22. Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>A GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA É FORÇADA A ADAPTAR-SE À ESSE AMBIENTE COMPETITIVO.. </li></ul><ul><li>OS INTERVENIENTES PASSAM A SOFRER MAIS PRESSÃO, BUSCANDO A INTEGRAÇÃO: </li></ul><ul><li>GEOGRÁFICA; </li></ul><ul><li>FUNCIONAL; </li></ul><ul><li>SETORIAL. </li></ul>
  23. 23. Princípios da Gestão de Logística e das Operações Globais Logística e fluxos globais 04 FORÇAS PODEM SER CITADAS COMO REGULADORAS DOS AMBIENTES DE NEGÓCIOS: Integração geográfica (da logística local para a global) Gestão das operações e logística globais Integração setorial (da logística por setor para a entre setores) Integração funcional (da logística função para a fluxos)
  24. 24. Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>GEOGRÁFICA: Fronteiras perdem importância e empresas enxergam redes mundiais. </li></ul><ul><ul><li>Compras Globais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Instalação de fábricas em todos os continentes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Venda em múltiplos mercados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Produção em escala local e mundial </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração possibilitada: </li></ul></ul><ul><ul><li>pelas tecnologias de processamento e comunicação; </li></ul></ul><ul><ul><li>novos meios de transporte; </li></ul></ul><ul><ul><li>serviços de entrega expressa (FedEx, UPS, DHL e TNT); </li></ul></ul><ul><ul><li>sistemas de coletas e hub’s; </li></ul></ul><ul><ul><li>sistema de rastreamento e </li></ul></ul><ul><ul><li>monitoramento da entrega final </li></ul></ul>
  25. 25. Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>FUNCIONAL: Mudança na visão de controle de fluxos INTERNOS para controle e integração das funções: </li></ul><ul><ul><li>Pesquisa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento e Marketing; </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto e gestão de fluxos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Atuação buscando a integração das áreas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração possibilitada: </li></ul></ul><ul><ul><li>equipes trabalhando de forma simultânea e integrada; </li></ul></ul><ul><ul><li>equipes atuando com simulação de fluxos e estágios de compra e manufatura; </li></ul></ul><ul><ul><li>possibilidade de uma atividade alterar o processo de outra a qualquer instante do processo, objetivando a melhoria da performance geral. </li></ul></ul>
  26. 26. Princípios básicos das operações globais Logística e fluxos globais <ul><li>SETORIAL: Mudança na visão de ATUAÇÃO entre fornecedores, fabricantes, distribuidores e clientes, saindo da forma individual, para operar de forma integrada: </li></ul><ul><ul><li>Eliminar a atuação de cada interveniente de forma individual; </li></ul></ul><ul><ul><li>Eliminar perdas com ineficiência do processo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumentar o trabalho de forma cooperativa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cooperação além das fronteiras (integração setorial ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Resultados: </li></ul></ul><ul><ul><li>Otimização dos fluxos de produtos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Lançamento eficiente de novos produtos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Adequação da produção à demanda; </li></ul></ul><ul><ul><li>Coordenação eficaz de promoções e negociações. </li></ul></ul><ul><ul><li>UMA NOVA VISÃO GLOBAL DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA..... </li></ul></ul>
  27. 27. Logística, uma nova visão <ul><li>TEMA ABORDADO: NOVA VISÃO PARA ENTENDER OS DESAFIOS DA ECONOMIA GLOBALIZADA </li></ul><ul><li>E SEUS FLUXOS GLOBAIS.... </li></ul><ul><li>Quais são as FORÇAS que moldam a ECONOMIA GLOBAL? </li></ul><ul><li>Quais as CONSEQUÊNCIAS da GLOBALIZAÇÃO? </li></ul><ul><li>Como tirar VANTAGENS desse PROCESSO DINÂMICO? </li></ul><ul><li>VIMOS QUE: </li></ul><ul><li>FATORES EM AMBIENTES GLOBAIS SÃO “EXTERNOS” ÀS EMPRESAS = EMPRESAS REAGEM OU ESTÃO FORA DA CONCORRÊNCIA.... </li></ul><ul><li>PRESSÃO EM TODAS AS ÁREAS = LOGÍSTICA = SERVIÇO E NÃO MAIS SOMENTE “CUSTOS DO PROCESSO”, NOVOS CLIENTES E MENOR TEMPO DE VIDA DE UM PRODUTO.... </li></ul>Uma nova visão...
  28. 28. Logística, uma nova visão TEMA ABORDADO: NOVA VISÃO PARA ENTENDER OS DESAFIOS DA ECONOMIA GLOBALIZADA E SEUS FLUXOS GLOBAIS.... CONTINUANDO, DISCUTIMOS QUE: PARA AS EMPRESAS DEFINIREM SEUS PRÓPRIOS FLUXOS PRODUTIVOS, DEVEM BUSCAR A INTEGRAÇÃO (GEOGRÁFICA, FUNCIONAL E SETORIAL).... A GLOBALIZAÇÃO ALTEROU A VISÃO DA LOGÍSTICA DE “ATIVIDADE PARA REDUZIR CUSTOS” PARA UMA ATIVIDADE FORNECEDORA DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÕES QUE APRIMORAM O PLANEJAMENTO E A GESTÃO... .....DEIXANDO DE SER UMA ATIVIDADE SUBORDINADA A ORIENTAÇÕES INTERNAS PARA UMA ATIVIDADE DE INTEGRAÇÃO EXTERNA, COORDENANDO CADEIAS DE SUPRIMENTO, EXPOSIÇÕES E ENTREGA DE PRODUTOS AO CLIENTE FINAL COM EFICIÊNCIA. Uma nova visão...
  29. 29. “ a logística tem por objetivo, dentre outros promover a coordenação de todos os integrantes de uma equipe ”.. Muito Obrigado!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×