Your SlideShare is downloading. ×
Coesão textual
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Coesão textual

2,421
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,421
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
89
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. COESÃO TEXTUAL Professora: Helia Coelho Mello Cunha 2014
  • 2. COESÃO TEXTUAL • Propriedade textual responsável pelo encadeamento semântico entre frases ou parte delas, que se inter-relacionam para assegurar um dado desenvolvimento informacional. • Existem três tipos básicos de coesão: a coesão referencial, a recorrencial e a sequencial.
  • 3. COESÃO REFERENCIAL • Ocorre quando um componente do texto faz remissão a outro(s) elemento(s) do universo textual (retomando-o ou antecipando-o). • Manifesta-se geralmente através de itens linguísticos que não podem ser interpretados semanticamente por si mesmos, como pronomes pessoais, demonstrativos e relativos.
  • 4. COESÃO RECORRENCIAL • Ocorre quando as retomadas de estruturas linguísticas visam à progressão do discurso. Constitui um meio de articular a informação nova àquela já conhecida no contexto.
  • 5. COESÃO SEQUENCIAL • Mecanismos de coesão que se responsabilizam pela ligação entre si dos fatos denotados num texto e exprimem os diferentes tipos de interdependência de sentido das frases no processo de sequencialização textual: conectores ou articuladores textuais, relações entre palavras do mesmo campo semântico, paralelismo sintático, semelhança fonética e pontuação.
  • 6. COESÃO SEQUENCIAL • Tem a mesma função da coesão recorrencial: fazer progredir o texto, impulsionando o fluxo informacional. Difere da recorrencial por não apresentar retomadas de itens, sentenças ou estruturas.
  • 7. COESÃO REFERENCIAL • Substituição: “Carla tem um automóvel. Ele é verde”. • Repetição do mesmo item lexical: “O fogo destruiu tudo. O edifício desmoronou. Do edifício, sobrou absolutamente nada”. • Sinonímia: “O barulho é um dos problemas mais graves que afligem nossa civilização nesse século. Os milhões de ruídos que rodeiam o homem diariamente, em quase todos os cantos, em sua maior parte, são produzidos por ele mesmo”.
  • 8. COESÃO REFERENCIAL • Hiperonímia/hiponímia: Ex.: Um porco morreu devido a uma overdose de cocaína depois de ter comido grande quantidade da droga que seu proprietário escondeu em uma fazenda em Vilagarciana de Carril, na Galícia, noroeste da Espanha.
  • 9. COESÃO REFERENCIAL • Nomes genéricos: ocorrem quando há reintegração do item lexical pela utilização de nomes genéricos, como: pessoa, coisa, fato, gente, negócio, lugar, ideia, funcionando como itens de referência anafórica.
  • 10. COESÃO REFERENCIAL • Expressões nominais definidas: Comemora-se o sesquicentenário de Machado de Assis. As comemorações devem ser discretas para que sejam dignas de nosso maior escritor. Seria ofensa à memória do Mestre qualquer comemoração que destoasse da sobriedade e do recato que ele imprimiu a sua vida, já que o bruxo do Cosme Velho continua vivo entre nós.
  • 11. COESÃO RECORRENCIAL • Retomada de termos: ocorre quando a repetição de um mesmo termo exerce uma função determinada, de ênfase, intensificação etc. Ex.: “Pedro, pedreiro, pedreiro esperando o trem que já vem, que já vem, que já vem, que já vem...”
  • 12. COESÃO RECORRENCIAL • Paralelismo: ocorre quando os elementos linguísticos são reutilizados em enunciados com sentidos diferentes. “Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor”
  • 13. COESÃO SEQUENCIAL • Correlação de tempos verbais: “Ordenei que deixassem a casa em ordem”. / “Ordeno que deixem a casa em ordem”. • Conexão das orações: conjunções, preposições, pronomes relativos. • Conexão de enunciados em textos: operadores argumentativos: então, com o propósito de, com a intenção de, pelo contrário, em vez disso, em contrapartida, em suma, em síntese, em conclusão, para resumir, para concluir etc.
  • 14. BIBLIOGRAFIA • FÁVERO, Leonor Lopes (1991) Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática. • KOCH, Ingedore G. Villaça (1993) A coesão textual. São Paulo: Ática.