• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
W a p   wireless aplication protocol
 

W a p wireless aplication protocol

on

  • 616 views

 

Statistics

Views

Total Views
616
Views on SlideShare
616
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    W a p   wireless aplication protocol W a p wireless aplication protocol Document Transcript

    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... Faça sua busca Assine E-mail SAC Canais Trabalho sobre WAP Wireless Application Protocol Prof.: Lourival Alunos : Clayton Valverde Rocha José Maurício Reinaldo Barcellos SUMÁRIO I - BREVE HISTÓRICO II - DEFINIÇÃO: O QUE É WAP III - VISÃO GERAL DA ARQUITETURA WAP IV - O MODELO WORLD WIDE WEB V - O MODELO WAP VI - TELEFONES CELULARES PARA INTERNET VII - OUTROS APARELHOS QUE NAVEGAM NA INTERNET COM MICROBROWSERS WAP VIII - PERSPECTIVAS QUANTO À INTERNET MÓVEL NO BRASIL IX - A INTERNET SEM FIO NÍVEL USUÁRIO X - OUTROS PROTOCOLOS PARA INTERNET MÓVEL1 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... XI - PERGUNTAS MAIS FREQUENTES XII - BIBLIOGRAFIA I - BREVE HISTÓRICO Voltemos a 1995, quando a Ericcson iniciou um esforço para desenvolver um protocolo geral que poderia oferecer uma variedade de serviços para redes sem fio. Outras companhias estariam logo nos calcanhares da Ericcson, desenvolvendo outras tecnologias para competir com este mercado prestes a explodir. Dois dos grandes competidores incluindo Nokia e Phone.com, formalmente conhecido como Unwired Planet. Após um tempo de intenso desenvolvimento e negociações, esta iniciativa cooperativa culminou na formação do WAP Forum. O WAP Forum juntou as melhores idéias, resultando na publicação do WAP 1.0 nos idos de 1997. O resultado foi um protocolo contendo as tecnologias HDML (Handheld Device Markup Language) da Phone.com, o ITTP (Intelligent Terminal Transfer Protocol) da Ericcson e o TTML (Tagged Text Markup Language) da Nokia. --sumário-- II - O QUE É WAP ? Em resumo WAP provê um método para comunicação através de redes sem fio rapidamente, com segurança e eficiência. A comunicação pode tomar lugar utilizando-se, mas não restrito a dispositivos telefones celulares, pagers, rádios e PDAs. Estas comunicações não estão limitadas a páginas estáticas como a Internet fora antes, mas o WAP oferece a oportunidade de integrar bancos de dados, conteúdo dinâmico, comércio eletrônico trafegando via um dispositivo WAP. Embora o nome por si só refira-se a um simples protocolo, o WAP pode realmente ser encarado como uma compilação de protocolos reunidos para cobrir muitos aspectos das comunicações sem-fio (dispositivos móveis). O WAP pode ser usado em qualquer sistema operacional, incluindo plataformas populares de handhelds como Palm OS, Windows CE e Java OS. Ele também é compatível com Windows 95/98/NT, Linux, Solaris, etc. --sumário-- III - VISÃO GERAL DA ARQUITETURA WAP O Protocolo de Aplicações Sem-fio (Wireless Application Protocol- WAP) é o resultado dos esforços do WAP Forum para promover especificações para tecnologia útil em desenvolvimento de aplicações e serviços que operam sobre redes de telecomunicações sem fio. Os objetivos do WAP forum são : Trazer o conteúdo e serviços de dados avançados para telefones celulares e outros terminais sem-fio; Criar uma especificação global do protocolo que funcionará através de diferentes tecnologias de2 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... rede sem-fio; Permitir a criação de conteúdo e aplicações que rodem através de uma diversidade de redes e dispositivos; Englobar e estender os padrões e a tecnologia onde for apropriado; --sumário-- IV - O MODELO WORLD WIDE WEB A arquitetura WWW provê um modelo muito flexível e poderoso. Aplicações e conteúdo são apresentados nos formatos padrões dos dados e navegados por aplicações chamadas de web browsers. O web browser é uma aplicação de rede. Por exemplo, ele envia pedidos para objetos de dados para um servidor de rede e o servidor responde com dados codificados utilizando os formatos padrões, conforme figura apresentada a seguir : As especificações do WWW mostra muitos dos mecanismos necessários para criar um ambiente de uso geral, incluindo padronização do modelo de nomes. Padronização dos protocolos : Padrões de protocolos permitem um browser se comunicar com um servidor web. O padrão mais usado é o HTML (Hypertext Transport Markup Protocol). Os protocolos da WWW definem três classes de servidores : Origin Server - O servidor onde existe um conteúdo (reside) ou será criado. Proxy - Um programa intermediário que age tanto como cliente e servidor para o propósito de executar requisições agindo no lugar de um cliente. Gateway - Um servidor que atua como intermediário para outro servidor. --sumário— V - O MODELO WAP O modelo WAP é similar ao modelo WWW. Ele provê vários benefícios para a comunidade desenvolvedora de aplicações, incluindo um modelo de programação familiar, uma arquitetura já testada e habilidade de aprimorar as ferramentas atuais (WebServers, XML).3 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... As otimizações e extensões foram feitas em ordem a combinar com as características de um ambiente sem fio, Onde foi possível que os padrões existentes fossem adotados ou serem usados como pontos de partida para a tecnologia WAP. Modelo de segurança : O WAP permite um modelo flexível de infra-estrutura de segurança que foca em prover conexões seguras entre um cliente wap e um servidor. Se um browser e um servidor de origem desejarem, eles devem se comunicar utilizando diretamente um protocolo WAP. COMPONENTES DE UMA ARQUITETURA WAP : WIRELESS APPLICATION ENVIRONMENT (WAE) O WAE é um ambiente de aplicações de uso geral baseado numa combinação do WWW e de tecnologias de telefonia móvel. O objetivo primário do WAE é estabelecer um ambiente interoperável que permite que operadores e provedores de serviço criem aplicações e serviços que atendam a uma variedade de diferentes plataformas móveis em uma maneira eficiente e útil.4 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... Um WAE inclui um ambiente de micro-browser contendo a seguintes funcionalidades : Wireless Markup Language (WML) - uma linguagem leve de markup, similar ao HTML, mas otimizada para uso em terminais móveis hand-held WMLScript - Uma linguagem parecida com o JavaScript Wireless Telephony Application (WTA, WTAI) serviços e programação de telefonia. WIRELESS SESSION PROTOCOL (WSP) A Wireless Session Protocol (WSP) provê a camada de aplicação do WAP com uma interface consistente para dos serviços de sessão. O primeiro é um serviço orientado à conexão que opera acima da camada de protocolo transação (Transaction Layer Protocol). O segundo é um serviço não orientado a conexão que opera sobre um serviço seguro ou não-seguro de datagrama (WDP). Característica de negociação de protocolo. Os protocolos da familia WSP são otimizados para uma banda de conexão baixa, com relativa longa latência. WSP/B foi projetado para permitir que um proxy WAP conecte um cliente WSP/B a um servidor HTTP comum. WIRELESS TRANSACTION PROTOCOL (WTP) O Wireless Transaction Protocol (WTP) roda no topo do serviço de datagrama e provê um protocolo orientado à transação leve que é perfeito para implementação de thin-clients (estações móveis). O WTP opera eficiente sobre conexões seguras ou não seguras e provê as seguintes características : Requisições one-way confiáveis Requisições one-way não-confiáveis Requisições two-way confiáveis. TRANSPORT LAYER SECURITY (WTLS) O WTLS é um protocolo de segurança baseado no protocolo Transport Layer Security (TLS), formalmente conhecido como Secure Sockets Layer (SSL). O WTLS provê o seguinte : Integridade de Dados - O WTLS contém dispositivos que asseguram que os dados transmitidos entre o terminal e um servidor de aplicações não foi mudada ou corrompida. Privacidade - WTLS contém dispositivos que asseguram que os dados transmitidos entre o terminal em um servidor de aplicações é privado e não pode ser entendido por ninguém que tenha interceptado o fluxo de dados.5 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... Autenticação - permite facilidades que estabeleçam a autenticidade do terminal e do servidor de aplicações. WIRELESS DATAGRAM PROTOCOL (WDP) A camada de transporte na arquitetura WAP é referida como WDP - Wireless Datagram Protocol. A Camada WDP opera sobre a camada de transporte suportada por vários tipos de redes. Como um serviço de transportes gerais, o WDP oferece um serviço consistente aos protocolos acima do WAP e comunica-se transparentemente sobre um dos serviços de transporte disponíveis. Transportes Os protocolos WAP são projetados para operar sobre uma variedade diferente de serviços de transporte incluindo short message, circuito de comutação de dados, e pacotes de dados. Os transportes oferecem diferentes níveis de qualidade de serviço respeitando o Throughput, data errors e atrasos. Os protocolos WAP são projetados a compensar ou tolerar estes níveis diferentes de serviço. Outros Serviços e aplicações : A arquitetura em camadas do WAP permite que outros serviços e aplicações utilizem as características da pilha do WAP através de bem definidas interfaces. Como exemplo, correio eletrônico, calendário, bloco de notas, caderno de telefones e comércio eletrônico ou serviços que ainda venham a ser criados. --sumário— VI - TELEFONES CELULARES PARA INTERNET Motorola Timeport P7389 Em lançamento simultâneo nos EUA e Europa, é o primeiro WAPfone da Motorola. Utiliza microbrowser da Phone.com. Não armazena diferentes conexões de inicialização, o que significa que você não pode alterar livremente sua página WAP inicial e seu número de discagem para a Internet. Oferece acesso ao site exclusivo MyTimeport.com, com jogos e conteúdo configurável pelos proprietários dos aparelhos. acesso à Internet via microbrowser WAP aceita comandos de discagem e resposta por voz Voice memo Vibra-Call operação tri-band (GSM 900/1800/1900) Ericsson R380 Reúne num mesmo aparelho telefone e assistente portátil digital, uma espécie de minicomputador com6 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... sistema operacional EPOC. Para completar todas essas funcionalidades, debaixo de seu teclado esconde um grande visor de cristal líquido sensível ao toque. acesso à Internet via microbrowser WAP Tela touch screen extra grande com back light sistema operacional EPOC Porta de comunicação infravermelha envio e recebimento e-mail anotações de voz sistema de sincronização de dados com PC operação dual band (GSM 900/1800) Agenda, calendário, calculadora, bloco de notas e relógio com alarme Nokia 7110 Lançado em outubro de 1999 na Europa. Estrelou várias cenas do filme Matrix, como aquela em que o protagonista NEO recebe um telefone em seu escritório e começa seu contato com Morpheus. Seu design e seu mecanismo flip, aliado ao microbrowser WAP fazem dele o sonho de consumo dos hiperconectados na virada do século 21. peso: 141 g dimensões: 125 x 53 x 24 mm acesso à Internet via microbrowser WAP alta taxa de transferência de dados (14.4 kbps) display gráfico de alto contraste, com 96 x 65 pixels recurso "auto-complete" de entrada de texto agenda de compromissos com visualização por dia, semana e mês agenda telefônica com memória para 1000 números aceita até duas diferentes linhas no mesmo aparelho operação dual band (GSM 900/1800) Samsung SCH 3500 Primeiro celular com minibrowser WAP da Samsung, incorpora o inovador design "flip-up". Funciona no padrão CDMA e faz parte do catálogo da Samsung Latin America pelo que é um forte candidato a desembarcar no Brasil como primeiro celular WAP à venda no território nacional.7 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... peso: 152 g acesso à Internet via microbrowser WAP display gráfico de alta definição aceita comandos de discagem e resposta por voz grava até 10 minutos de voice memo até 4,5 horas de conversação --sumário— VII - OUTROS APARELHOS QUE NAVEGAM NA INTERNET COM MICROBROWSERS WAP Palm III, Palm V, Palm VII Os conhecidos handhelds lançados pela 3COM agora podem navegar pela Internet graças a um microbrowser WAP especialmente criado para eles, e que pode ser comprado e copiado diretamente pela rede no endereço http://virtuacom.com/wap. peso: 200 g dimensões: 110 x 80 x 20 mm Palm™ Organizer Applications Palm™ Desktop Software expansões de hardware bateria lithium-ion porta infravermelha capacidade de armazenamento 2MB flash memory permite upgrade de software via Internet tela touch screen de alta definição (colorida no modelo IIIc) modem vendido separadamente (Palm III e V) acesso direto à rede wireless (Palm VII) Ericsson MC218 Não é um celular, mas um mobile organizer baseado no Psion Series 6. Lançado em setembro de 1999 na Europa, exige conexão a um celular Ericsson. assistente digital do tipo PDA acesso à Internet via microbrowser WAP8 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... sistema operacional EPOC e-mail (POP3 e IMAP) envio e recebimento de fax agenda, calendário e contatos trabalha em conjunto com telefones Ericsson GSM modem infravermelho para telefone Ericsson embutido sistema de sincronização de dados com PC. Siemens IC35 Outro mobile organizer que funciona em conjunto com um celular e permite acesso à Internet através de um microbrowser WAP, é chamado de Unifier por reunir, em um único aparelho, funcionalidades antes dispersas em agendas, telefones e microcomputadores. peso: 144 g dimensões: 108 x 86.6 x 20.5 mm acesso à Internet via microbrowser WAP memória: 2 MB Flash RAM sistema operacional: RTOS, Siemens Inhouse display monocromático de : 240 x 160 pixels possui 1 slot smartcard 2 MultiMediaCardTM Slots alimentação 2 x AAA Backup - CR 1220 Lithium trabalha em conjunto com telefones Siemens envio e recebimento de fax agenda, calendário e contatos sistema de sincronização de dados com PC. VIII - PERSPECTIVAS QUANTO À INTERNET MÓVEL NO BRASIL As perspectivas para a internet móvel em nosso país são muito animadoras, segundo analistas, até o final do ano todas as operadoras do serviço celular estarão implementando o serviço móvel nas principais cidades, a cobertura nacional se dará, no máximo em 2003. Esta possibilidade de acesso à rede por aparelos sem fios marcará um ritmo de expansão ainda não experimentado pela rede no Brasil. Como9 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... vantagens deste sistema podemos citar a enorme facilidade de penetração de aparelhos celulares entre a população, comparado à telefonia fixa, que ainda constitui um artigo raro, além é claro, do preço que vem sofrendo muita queda desde o lançamento no mercado. Outra vantagem é a que estes dispositivos dispensam o uso de computadores. Veja bem o usuário pode usar o celular para se comunicar por voz e para acessar a internet, sem acessórios adicionais. A previsão é a de que em aproximadamente 2 anos e meio o número de pessoas entrando na rede pelo celular supere o de pessoas entrando por um computador. --sumário-- IX - A INTERNET SEM FIO NÍVEL USUÁRIO Depois de relatarmos a parte técnica do funcionamento do protocolo WAP, o que nos vem a mente é como será para o usuário, em termos práticos o funcionamento do sistema? Podemos sintetizar, a nível usuário, o funcionamento da internet sem fio em 5 fases: 1. Os provedores de serviço geram um cardápio de opções que aparecem na tela do aparelho celular quando o usário quiser. 2. O usuário seleciona o serviço que desejar. Os mais comuns são: ler e-mail´s, ver horários de voos, ver cotações das ações na bolsa de valores, ver últmas notícias etc. 3. O oedido do usuário é transmitido através do sistema de telefonia da operadora celular, chegando ao provedor de serviço. 4. Programas apropriados àos protocolos wireless (WAP e outros que veremos adiante) que estão residentes nas máquinas dos provedores decodificam esses pedidos e leêm as informações em páginas convencionais da Web. 5. Quando localizadas, essas informações são convertidas em formato mais simples e retransmitidas ao aparelho do cliente, onde são transformadas em texto no display destes celulares. --sumário- X - OUTROS PROTOCOLOS PARA INTERNET MÓVEL A empresa de software britânica Logica está anunciando uma tecnologia alternativa ao WAP (Wireless Application Protocol), o padrão atualmente utilizado para acesso à Internet pelo aparelho celular, e que exige que os sites sejam construídos em uma linguagem especial, a WML (Wireless Markup Language). O novo aplicativo desenvolvido pela empresa, denominado m-World Gate, permite que as operadores de celulares ofereçam serviços de Internet móvel com base no formato HTML (Hyper Text Markup Language), a linguagem padrão da Web. O m-World Gate já está em uso no Japão e deve desembarcar no Brasil no próximo ano. Vários fabricantes mundiais de telefones celulares prometem colocar no mercado, ainda este ano, aparelhos habilitados simultaneamente para os dois padrões. O uso do HTML compacto em Internet móvel tem gerado várias especulações sobre a vida útil do WAP. Entre os defensores da tecnologia alternativa, já há quem considere puro desperdício os gastos das operadoras com o desenvolvimento de serviços e produtos WAP. Os argumentos principais dos especialistas são de que o HTML facilita a vida dos provedores de serviço, que podem adaptar seus atuais sites para o uso em Internet móvel, sem necessidade investir em linguagem especial.10 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... A Logica ressalta que os usuários de HTML em celular podem fazer download de cores e sofisticados gráficos da Internet, entre outras possibilidades. Grandes fornecedores mundiais de hardware e software, como a Microsoft e a fabricante de handhelds Palm, já se declararam favoráveis ao uso em larga escala do HTML para acesso móvel à Internet Entre as operadoras, a primeira a aderir foi a japonesa NTT DoCoMo. A companhia divulgou a intenção de expandir o seu serviço I-Mode para toda a Europa. Segundo a Logica, os usuários do HTML compacto da operadora japonesa de celulares já somam mais do que o dobro daqueles que utilizam os serviços WAP. --sumário-- XI - PERGUNTAS MAIS FREQUENTES Posso navegar na Internet com meu celular? Somente aparelhos celulares de uma nova geração, que possuem um microbrowser embutido, podem navegar na Internet. Por outro lado, nem todas as operadoras de celular fornecem conexão à Internet aos seus assinantes. Para saber se sua operadora oferece esse serviço. Se minha operadora oferece esse serviço, e eu comprar um celular dessa nova geração, quer dizer que não preciso mais de meu computador para acessar a Internet? Não, a coisa não funciona bem assim. Os celulares que navegam na Internet não podem acessar os websites que a gente vê no computador. Os celulares não têm o mesmo poder de processamento de um computador, e suas telas são monocromáticas e de baixa resolução. Por isso foi inventada a WAP, uma nova linguagem da Internet, mais adequadas aos celulares. Esses novos telefones possuem um microbrowser que acessa os microsites WAP. O que é um micro-browser? Os browsers que conhecemos, como Internet Explorer ou Netscape, interpretam páginas HTML da Web em PCs. Um micro-browser WAP é um software similar, ainda que muito mais simples, criado para funcionar em celulares e outros aparelhos sem fio, interpretando páginas WML. Os wapsites criados na linguagem WML são baseados quase que totalmente em texto, com pouquíssimas imagens monocromáticas, e sem qualquer tipo de diagramação. Lembram muito os primeiros sites da Web, que apareceram em 1993. Ainda há poucos wapsites na Internet, mas surgem mais a cada dia. Quais empresas adotaram a tecnologia WAP? Entre as fabricantes de telefones celulares WAP, destacam-se Motorola, Ericsson, Nokia, Qualcomm, Samsung, NEC, Alcatel, Sony, Panasonic e Philips. Entre as empresas que desenvolvem software WAP, destacam-se Microsoft, IBM, Intel, Spyglass, Symbian, Starfish e RSA Data Security. Entre as empresas que fabricam infraestrutura para redes de celulares WAP destacam-se Siemens, Nortel e Unisys, além das já citadas, Motorola, Ericsson, Nokia e Qualcomm. Posso ver conteúdo WAP em meu microcomputador? Existe um browser WAP que roda nos sistemas operacionais Windows 95, Windows 98, Windows NT e Windows 2000, chamado WinWAP. Com ele, é possível navegar em conteú Faça sua busca Assine E-mail SAC Canais11 de 12 16/04/2011 18:28
    • W A P - Wireless Aplication Protocol http://www.cefetrio.hpg.ig.com.br/ciencia_e_educacao/8/trabalhos/02... ;do WAP utilizando qualquer microcomputador PC. Além disso, o software pode simular tamanhos de janelas de diferentes telefones celulares, sendo uma ferramenta indispensável para qualquer wapmaster. Teremos de adaptar todo o conteúdo da Web, para que ele possa ser acessado através dos celulares e outros aparelhos sem fio? Exatamente. Tudo se passa como se estivéssemos reinventando a Web, começando tudo de novo, como aconteceu a partir de 1993. Todas as empresas que quiserem disponibilizar seus serviços, produtos e informações via celular, terão que criar micro-sites WAP. Isso vai gerar um novo e florescente mercado de trabalho para webmasters, programadores, consultores, jornalistas e profissionais de tecnologia de informação. --sumário-- XII - BIBLIOGRAFIA Nokia Siemens Ericson Motorola Samsung Tele.com Revista Veja Revista Tele.com12 de 12 16/04/2011 18:28