Your SlideShare is downloading. ×
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Princípios de Sistemas de Informação Unidade IV Unip

353

Published on

Inteligencia artificial

Inteligencia artificial

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
353
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Unidade IV PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo
  • 2. Outros tipos de sistemas de informação Inteligência artificial: A inteligência artificial é um campo da ciência e da tecnologia baseado em disciplinas como informática, biologia, psicologia, lingüística, matemática e engenharia. Sua finalidade é desenvolver computadores com capacidade de simulação do pensamento, além de visão, audição, fala, sentimento e movimento.
  • 3. Outros tipos de sistemas de informação Inteligência artificial: Existem 3 domínios de pesquisa e aplicação da Inteligência Artificial: Inteligência A tifi i lArtificial Aplicações da Ciência Cognitiva Aplicações de Robótica Aplicações de Interfaces Naturais Figura 1 – Áreas de aplicação da IA Fonte: Adaptado de O’Brien (2004) pag 300
  • 4. Outros tipos de sistemas de informação Inteligência artificial: Aplicações da Ciência Cognitiva: desenvolvimento de sistemas especialistas com certa capacidade de raciocínio; Aplicações de Robótica: criação de robôs com a capacidade de visão, táteis e habilidades motoras; Aplicações de Interfaces Naturais: criação de sistemas que recebamcriação de sistemas que recebam comandos de fala do ser humano através da linguagem natural.
  • 5. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Especialistas: O sistema especialista é um sistema de informação baseado na inteligência artificial e no repositório de conhecimento de uma área de aplicação específica e complexa, de forma que venha a atuar como um “consultor especialista” para os usuários finais.
  • 6. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Especialistas: Os sistemas especialistas trabalham com bases de conhecimento para responder questões específicas de uma área inferindo soluções baseado no histórico de informações especializadas acumuladas.
  • 7. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Especialistas: Um sistema especialista é formado por 4 componentes básicos Figura 2 – Componentes de um sistema especialista Base de Conhecimento Máquina de Inferência Módulo de Explicação Interface com o usuário
  • 8. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Especialistas: Categorias de aplicações de sistemas especialistas: Gerenciamento de decisões; Diagnóstico/solução de problema;Diagnóstico/solução de problema; Projeto/configuração; Seleção/classificação; Monitoramento/controle.
  • 9. Outros tipos de sistemas de informação Robótica: Os dispositivos de saída de robótica movem-se fisicamente em resposta a sinais do computador. Normalmente, um dispositivo de robóticaNormalmente, um dispositivo de robótica interpreta uma saída em código digital do computador como um sinal para ligar, desligar, acelerar ou desacelerar o motor.
  • 10. Outros tipos de sistemas de informação Robótica: Nas montadoras, o uso dos robôs na linha de montagem dos veículos é um fato comum. Também não são novidades as missões espaciais tripuladas por robôs. O uso dos robôs ultrapassou uma barreira tecnológica e científica importante. Atualmente, eles têm sido usados com sucesso em cirurgias em que o médico está a quilômetros de distância do paciente.
  • 11. Outros tipos de sistemas de informação Automação: Automação é o uso da TI no melhoramento de processos de forma que ações antes realizadas por elementos humanos sejam executadas por sistemas a um custo muito menor e com qualidade superior.
  • 12. Outros tipos de sistemas de informação Automação: Atualmente existem situações do cotidiano das empresas nas quais o ser humano é totalmente substituível por um sistema computadorizado. Existem oportunidades em todas as empresas nas quais a TI pode atuar de forma benéfica para os negócios, promovendo ações de automação que venham a gerar resultados importantes.
  • 13. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Colaborativos: Os sistemas de colaboração administram informações corporativas que facilitam a comunicação, a coordenação e o trabalho conjunto entre membros da equipe e grupos de trabalho. O intenso uso da TI nas empresas, em especial o uso da Internet, disponibiliza ferramentas de apoio à colaboração.
  • 14. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Colaborativos: Utilizam-se dos seguintes recursos: Comunicação: compartilhamento de informações entre as pessoas envolvidas nas mesmas atividades;envolvidas nas mesmas atividades; Coordenação: coordenação dos esforços individuais e utilização dos recursos entre as pessoas; Colaboração: trabalho conjunto para a execução de projetosexecução de projetos.
  • 15. Outros tipos de sistemas de informação Sistemas Colaborativos: A colaboração pode ocorrer em diversas áreas: Projeto conjunto de um produto: uma empresa pode trabalhar comempresa pode trabalhar com fornecedores no sentido de melhorar um produto ou no desenvolvimento de um produto novo; Sincronização: uma empresa pode trabalhar com seus fornecedores paratrabalhar com seus fornecedores para que, conjuntamente, possam prover a necessidade de suprimento.
  • 16. Interatividade Não é um componente básico de um sistema especialista: a) Base de Conhecimento; b) Inteligência Artificial; c) Módulo de Explicaçãoc) Módulo de Explicação d) Interface com o Usuário; e) Máquina de Inferência.
  • 17. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas O desenvolvimento de sistemas é uma tarefa complexa e de longo prazo. Envolve uma equipe de trabalho composta por vários representantes de áreas distintas da organização. As equipes contribuirão com o conhecimento em suas áreas levantando necessidades, especificando processos e procedimentos. As equipes acompanharão oAs equipes acompanharão o desenvolvimento do sistema e participarão ativamente dos testes de verificação e homologação.
  • 18. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Esta tarefa demandará, além dos representantes das diversas áreas da organização, uma infinidade de profissionais especialistas que trabalharão no projeto em si de desenvolvimento dos sistemasdesenvolvimento dos sistemas. Envolvem-se nesta atividade o CIO da organização, gerentes de projetos, programadores, analistas de base de dados, analistas de sistemas e outros profissionais de TIprofissionais de TI.
  • 19. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas O ciclo de desenvolvimento de sistemas é constituído de 6 estágios: Levantamento das Necessidades Análise de Alternativas Manutenção Figura 3 – Ciclo de Desenvolvimento de Sistemas Projeto Desenvol- vimento Implement ação
  • 20. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Principais Fases: Levantamento das necessidades: consiste principalmente na coleta de dados sobre a necessidade e a oportunidade dos usuários finais com relação ao novo sistema; Análise das alternativas: concepção de duas ou mais alternativas para o projeto. Encerra-se quando se define qual caminho adotar;
  • 21. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Principais Fases: Projeto: Confecção da estrutura do projeto e das definições e escopo. Nesta etapa serão definidas as tarefas, atribuições e responsabilidades de todos os colaboradores envolvidos no desenvolvimento do sistema. Desenvolvimento: Consiste na criação dos códigos, programação e softwares. Nesta etapa os programadores atuarão de forma efetiva na construção do sistema.
  • 22. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Principais Fases: Implementação: desativa o sistema antigo e ativa o sistema novo, desde que todos os testes já tenham sido realizados com sucesso; Manutenção: engloba a correção de erros, as manutenções evolutivas e a administração do uso do sistema.
  • 23. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: Metodologia para construir a documentação do novo projeto que envolve: a definição de critérios dos documentos, ferramentas, relatórios e anotações. A metodologia Rational Unified Process (RUP) tornou-se padrão de mercado por sua abordagem da orientação a objetos.
  • 24. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: O projeto deve ser bem administrado. As tarefas devem ser bem divididas e as etapas de entrega devem ser curtas. É importante utilizar uma ferramentaÉ importante utilizar uma ferramenta para gerenciamento do desenrolar do projeto (Microsoft Project).
  • 25. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: As empresas possuem padrões de gestão de qualidade total. É fundamental observar que haverá a necessidade de implementar padrões denecessidade de implementar padrões de qualidade nos novos projetos. O Capability Maturity Model (CMM) também tornou-se um padrão de mercado por agregar as melhores práticas de avaliação de maturidade depráticas de avaliação de maturidade de desenvolvimento de softwares.
  • 26. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: Existem, ainda, quatro técnicas normalmente aceitas de ciclos de desenvolvimento dos sistemas: O modelo em cascata;O modelo em cascata; A prototipagem; A abordagem em espiral e; O desenvolvimento rápido.
  • 27. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: O modelo em cascata Figura 4 – O modelo em cascata de desenvolvimento de sistemas
  • 28. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: A prototipagem Figura 4 – O processo de prototipagem e suas iterações
  • 29. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: A abordagem em espiral Análise das AlternativasProjeto Desenvolvimento Levantamento das Necessidades Figura 5 – O modelo em espiral. Fonte: Fonte: Adaptado de Stair & Reynolds (2006) pag. 291 Implementação
  • 30. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Técnicas: O desenvolvimento rápido Consiste no uso de ferramentas, técnicas e metodologias que visam o ágil desenvolvimento do sistema através de reuniões periódicas entre os programadores e os usuários finais. Ferramentas RAD (Rapid Application Development) como a Powersoft da Sybase e; O programa XP (Extreme Programming)O programa XP (Extreme Programming) onde vários programadores desenvolvem os sistemas ao mesmo tempo
  • 31. Interatividade Com relação ao ciclo de desenvolvimento de sistemas, pode-se afirmar que as seguintes fases são válidas: a) Prototipagem, desenvolvimento e análise dos requisitos; b) Análise dos requisitos, manutenção e testes; c) Implementação, correção e diagnóstico; d) Modelagem em espiral, prototipagem e desenvolvimento rápido;desenvolvimento rápido; e) Levantamento das necessidades, análise das alternativas e projeto.
  • 32. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: O Chief Information Officer (CIO) responde pela gestão da informação na organização e pela disponibilidade desta quando necessário. O CIO também pode ser chamado de gerente, diretor ou vice-presidente de processamento de dados, informática ou TI.
  • 33. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: O CIO reporta-se normalmente ao presidente, às vezes ao diretor administrativo ou financeiro. O CIO deve ter vivência técnica e umaO CIO deve ter vivência técnica e uma excelente bagagem corporativa, de forma que facilmente possa identificar situações nas organizações, que podem ser beneficiadas com o uso eficiente da TI.
  • 34. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Gerente de projeto Dirige os projetos específicos e assegura que as etapas serão atendidas; Monitora o andamento do projeto paraMonitora o andamento do projeto para que este não se desvie do escopo;
  • 35. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Gerente de projeto O gerente de projetos será responsável pela integração entre as diversas áreas que serão usuárias do sistema emque serão usuárias do sistema em desenvolvimento;
  • 36. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Gerente de projeto Acompanha as entregas garantindo que os prazos e os recursos financeiros sejam cumpridos;sejam cumpridos; O gerente de projetos tem como foco assegurar que o projeto satisfaça os requisitos do usuário dentro de um prazo e um orçamento especificado.
  • 37. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Analista de sistemas É o profissional responsável pelo levantamento de dados junto aos usuários;usuários; Acompanha todas as fases do sistema, mas não se envolve em programação;
  • 38. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Analista de sistemas Este profissional desenvolverá o modelo do aplicativo e; Pode assumir a gestão do projetoPode assumir a gestão do projeto.
  • 39. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Programador Posição essencialmente técnica e associada à produção de código segundo as especificações realizadassegundo as especificações realizadas pelo analista de sistemas;
  • 40. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Programador Tem a responsabilidade desenvolver códigos e software completos lançando mão das melhores práticas demão das melhores práticas de programação e dos mais avançados recursos tecnológicos;
  • 41. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Programador Trabalhará diretamente com outros programadores cada qual desenvolvendo subsistemas de umdesenvolvendo subsistemas de um sistema complexo maior, podendo participar dos processos de testes e homologação.
  • 42. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Database Administrator (DBA) O Database Administrator (DBA) ou administrador do banco dados é o profissional que responde por criar asprofissional que responde por criar as estruturas do banco de dados e por gerenciar a sua performance, para mantê-lo sempre com um desempenho adequado;
  • 43. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: Database Administrator (DBA) Ele é, ainda, responsável por montar a estrutura do banco de dados e definir seus relacionamentos e;seus relacionamentos e; Executar cópias de segurança e restauração de bancos de dados anteriores em caso de falha no sistema.
  • 44. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: O usuário Peça chave no desenvolvimento de sistemas; Participa do levantamento dasParticipa do levantamento das necessidades e dos requisitos;
  • 45. Conceito de ciclo de desenvolvimento de sistemas Papéis e Responsabilidades: O usuário Pode ser responsável pelos testes e homologação das funcionalidades; Será responsável pelo “feedback” àSerá responsável pelo “feedback” à equipe de desenvolvimento de eventuais erros ou necessidades de correções pós implantação do sistema.
  • 46. Interatividade O gerente de projetos coordena as diversas atividades e processos delegando funções a outras equipes para o desenvolvimento do projeto. Também faz parte da atividade do gerente de projetos: a) Analisar a estrutura do banco de dados; b) Patrocinar o projeto; c) Monitorar o andamento do projeto para que este não se desvie do escopo; d) Programar linhas de código;d) Programar linhas de código; e) Executar cópias de segurança dos dados.
  • 47. Sistemas ERP O Enterprise Resource Planning (ERP), também conhecido como sistema integrado de gestão; É um sistema corporativo composto por vários módulos integrados e que tem como objetivo gerenciar a maior parte dos processos básicos das organizações.
  • 48. Sistemas ERP O ERP oferece à empresa uma visão integrada em tempo real de seus principais processos empresariais, como de produção, processamento de requisição e controle de estoque; Unidos pelo software de aplicação ERP e um banco de dados único, mantido por um sistema de gerenciamento de banco de dados.
  • 49. Sistemas ERP Principais componentes de um ERP: Vendas, Distribuição, Controle de Recursos Humanos Contabilidade e Finanças Cliente/ Colaborador Planejamento da Produção Controle de Pedidos e Finanças Logística Integrada Figura 5 – Principais componentes de um ERP
  • 50. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: Qualidade e eficácia: o ERP cria uma estrutura de integração e aprimoramento dos processos internos de uma companhia, melhorando significativamente a qualidade e a eficácia do serviço de atendimento ao cliente, da produção e da distribuição;
  • 51. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: Redução de custos: em comparação com os sistemas legados não integrados, substituídos pelos novos sistemas ERP, muitas empresas conseguem reduzir consideravelmente os custos de processamento de transações, de pessoal de suporte de hardware, software e TI;
  • 52. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: Apoio à tomada de decisão: o ERP disponibiliza rapidamente informações inter-funcionais vitais aos gerentes sobre desempenho, para facilitar e agilizar a tomada de decisão nos processos de toda a empresa;
  • 53. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: Agilidade empresarial: subdivisão de departamentos na implementação dos sistemas ERP. Essa subdivisão produz estruturasEssa subdivisão produz estruturas organizacionais, responsabilidades gerenciais e funções de trabalho mais flexíveis e, consequentemente, organizações e mão de obra mais ágeis e adaptáveis e mais qualificadas para captar novas oportunidades empresariais.
  • 54. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: A utilização do ERP por si só não torna uma empresa verdadeiramente integrada. Vários outros processos de aculturamento dos colaboradores são necessários para que a organização se integre de fato; Altos custos de implantação que muitas vezes não comprovam a relação custo/benefício;
  • 55. Sistemas ERP Benefícios e desafios do sistema ERP: Eliminação de redundância de atividades; Torna os departamentos dependentes uns dos outros: Se o departamento fiscaluns dos outros: Se o departamento fiscal não lança as notas, o departamento de contabilidade não pode lançar os valores em seus respectivos centros de custos.
  • 56. Sistema centralizado e distribuído Conceitos: Os sistemas centralizados são aqueles que concentram processamento e dados em uma estrutura local. Um único programa recebe entrada deUm único programa recebe entrada de dados de muitos usuários e lhes envia os respectivos retornos.
  • 57. Sistema centralizado e distribuído Conceitos: No caso dos sistemas distribuídos, em que o uso mais intenso se dá pela Internet, este sistema está muito mais envolvido com a comunicação que com a computação; Em uma plataforma distribuída, distribuem-se processamento e dados.
  • 58. Sistema centralizado e distribuído Conceitos: Os elementos da rede possuem capacidade local de processamento e acessam dados localizados nos servidores regionais, que estão mais próximos do seu ponto de acesso.
  • 59. Sistema centralizado e distribuído Conceitos: Para que os sistemas distribuídos atuem com perfeição e se consiga, de fato, executar aplicações nas estações, deve haver um middleware instalado O middleware é um software que faz o papel de uma interface e traduz os padrões dos softwares acessados pela Internet para cada tipo de sistema operacional. No caso dos sistemas distribuídos baseados na Internet, o papel do middleware é realizado pelo navegador web.
  • 60. Sistema centralizado e distribuído Conceitos: O middleware é um software que faz o papel de uma interface e traduz os padrões dos softwares acessados pela Internet para cada tipo de sistema operacional; No caso dos sistemas distribuídos baseados na Internet, o papel do middleware é realizado pelo navegador web.
  • 61. Sistema centralizado e distribuído Middleware
  • 62. Interatividade São benefícios do ERP: I. Elimina redundância de atividades; II. Baixo custo de implementação; III. Agilidade empresarial; IV. Apoio à tomada de decisão. a) Somente I está correta; b) I e IV não são benefícios do ERP; c) III e IV são falsas; d) I III IV tã td) I, III e IV estão corretas; e) I, II, e III estão corretas.
  • 63. ATÉ A PRÓXIMA!

×