• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Tecnologia aplicada para Gestão  de Ações de Promoção da Saúde.
 

Tecnologia aplicada para Gestão de Ações de Promoção da Saúde.

on

  • 1,314 views

Apresentação realizada pelo nosso parceiro comercial Eduardo Gross, da Onlife Saúde Integral durante o III Encontro Abramge Sul-Minas-Rio. O evento foi realizado no dia 22/09 em Gramado/RS.

Apresentação realizada pelo nosso parceiro comercial Eduardo Gross, da Onlife Saúde Integral durante o III Encontro Abramge Sul-Minas-Rio. O evento foi realizado no dia 22/09 em Gramado/RS.

Statistics

Views

Total Views
1,314
Views on SlideShare
1,314
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Tecnologia aplicada para Gestão  de Ações de Promoção da Saúde. Tecnologia aplicada para Gestão de Ações de Promoção da Saúde. Presentation Transcript

    • Evidenciando resultados significativos na aplicação de Programas de Atenção à Saúde
      Tecnologia aplicada para Gestão
      de Ações de Promoção da Saúde.
      Sistema complementar ao Sistema de Gestão da Operadora?
    • Conhecendo o Universo Abramge
      MEDICINA DE GRUPO
      • Plano Individual ou Familiar (%)
      • Plano Coletivo por Adesão (%)
      • Plano Coletivo Empresarial Parcial (%)
      • Plano Coletivo Empresarial Integral (%)
      Prestação de Serviços
      Médico-Hospitalares
      RH - Benefícios
      • Plano Ambulatorial (%)
      • Plano Hospitalar (%)
      RH – SESMT (obrigações)
      • PCMSO + Exames (%)
      • Saúde Ocupacional (%) (*)
      (*) inclui PPRA, Ambulatório, Médico local, ...
      Promoção da Saúde ? Assistencial ou Ocupacional?
    • Promoção da Saúde – Assistencial e Ocupacional
      Como planejar e gerenciar Programas de Atenção à Saúde?
      • Quais operadoras realizam Programas de Atenção à Saúde?
      • Os programas atendem às determinações da ANS  redução das garantias?
      • A redução da Sinistralidade é significativa?
      • O cliente entende a promoção como valor agregado ao Plano de Saúde?
      • Aplica-se algum programa para os colaboradores da própria Operadora?
      Vocês sabiam que a prática médica é uma das profissões mais estressantes ?
      Promoção da Saúde não é serviço complementar ! É Mudança de Paradigma!
    • ANS – Regulamentação do setor de Saúde Suplementar
      Fim da Carência
      Coleta e Sistematização das informações
      Portabilidade
      Conectividade entre os Prestadores
      Acidente de Trabalho
      Aspectos Contratuais e Atuariais
      Novo Rol de Procedimentos
      Garantias Financeiras
      Sinistralidade e Reajustes
      Envelhecimento Ativo
      Acreditação das OPS
      Programa de Atenção à Saúde
      No Mundo em Transformação, a Mudança está no Presente!
    • Como debater a Sobrevivência do Sistema de Saúde Suplementar ?
      É necessário repensar o Modelo de Negócio
      Operadora de Plano de Saúde!
      O que fez todas chegarem até aqui provavelmente não é a solução para a continuidade do negócio!
      Vamos encarar a Mudança ?
    • Há mais de 10 anos a ANS vêm construindo sua Regulação.
      Qual imagem melhor representa os sintomas da Mudança em sua empresa?
    • Vamos continuar discutindo a Sobrevivência da Saúde Suplementar?
      CICLO DE VIDA DAS ORGANIZAÇÕES
      Estabilidade
      Plenitude
      Aristocracia
      Adolescência
      Burocracia
      incipiente
      Infância
      Sobrevivência
      Burocracia
      Namoro
      • Repensar um novo Ciclo;
      • Evidenciar o Crescimento;
      • Mudança de sentido.
      ENVELHECIMENTO
      CRESCIMENTO
      Podemos reconstruir um Modelo de Negócio em consonância com a ANS?
    • Alguns desafios para as Operadoras dePlano de Saúde
      • Preço do Plano de Saúde ditado pelo Mercado – criado antes da regulação;
      • Normas e Condutas estabelecidas pela ANS desde sua criação;
      • Sistemas de Saúde - Ressarcimento ao SUS;
      • Programa de Qualificação e Acreditação das OPERADORAS;
      • Melhorar a Relação de Confiança entre OPERADORA e Prestador;
      • Conflitos em relação à Remuneração Médica;
      • Contas Médicas – Pacotes, Glosas, Autorizações, TUSS, ...
      • Alto custo da Incorporação Tecnológica nos Procedimentos;
      • Incorporação de Riscos Ocupacionais ao Plano de Saúde;
      90% das questões associadas à Prestação de Serviços Médico-Hospitalares
    • MODELO DE NEGÓCIO - OPERADORA
      enquanto Prestadora de Serviços Médico-Hospitalares
      PREÇO
      Ditado pela concorrência do mercado.
      CUSTO
      Infraestrutura e Pessoal
      RETORNO
      Baixa utilização / SINISTRALIDADE
      PREÇO
      Ditado pela concorrência do mercado.
      DIFERENCIAL
      Agilidade nos resultados
      Encaminhamento Assistencial
      Redução do ABSENTEÍSMO
      E a Promoção da Saúde? Onde aplicá-la?
    • RN 264 E IN DIPRO 35
      Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças
      Programa para Promoção do Envelhecimento Ativo ao Longo do Curso da Vida: melhorar a qualidade de vida.
      Programa para População-Alvo Específica: promoção da saúde e prevenção de risco e doenças para grupos determinados.
      III. Programa para Gerenciamento de Crônicos: estratégias orientadas para indivíduos com doenças crônico-degenerativas, incorporando ações de prevenção, com redução de anos perdidos por incapacidade.
      Incentivos para os beneficiários:
      • Concessão de bonificação;
      • Concessão de premiação; e
      • Outros a serem regulamentados pela ANS.
      Incentivos para as Operadoras:
      • Registro dos valores aplicados nos programas em conta especifica do Plano de Contas, no Ativo Não Circulante – Intangível;
      • Recebimento de pontuação Bônus no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar da Operadora – IDSS;
      • Outros a serem regulamentados pela ANS.
      Vamos encarar?
    • Operadoras de Plano de Saúde
      Operadora como financiadora dos serviços de Saúde
      MEDICINA PREVENTIVA
      Prestação de
      Serviços Médico-Hospitalares
      Rede Própria e
      Rede Credenciada
      Valor agregado
      ASO + Exames
      Consultas, Exames e Internação
      GESTÃO INTEGRADA DA SAÚDE
    • Saúde Corporativa
      Prevenção baseada na Gestão da Saúde
      80,4% se preocupam com a Qualidade de Vida dos trabalhadores;
      82,4% programas não ocupam uma posição estratégica na Gestão;
      41,2 % principal motivação é Redução de Custos em Saúde;
      32,7% principal motivação é o Aumento de Produtividade;
      Pesquisa ABQV - 500 Gestores
    • Gestão dos Benefícios de Saúde
      Terreno fértil para as Operadoras de Plano de Saúde
      O que as empresas precisam ...
      Redução de Custos em Saúde | Aumento da Produtividade | Gestão Integrada da Saúde
      O que as empresas estão acostumadas a comprar ...
      Prestação de Serviços Médicos + Cumprimento Legal  Assistencial + Ocupacional
      O que as empresas precisam entender ...
      Valor agregado dos Programas de Atenção à Saúde – coletivo e individual, titular e dependente
      O que as operadoras têm e podem oferecer ...
      Credibilidade em Saúde para oferecer Programas multidisciplinares que garantem a melhoria das condições de saúde e da qualidade de vida; e conseqüente racionalização dos custos
    • Modelo de Negócio
      Gestão integrada da Saúde Corporativa
      ATENDIMENTO À LEGISLAÇÃO
      Investir em Saúde é uma obrigação!
      1
      PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA
      Investir em Qualidade de Vida é um diferencial!
      2
      PREVENÇÃO BASEADA NA GESTÃO DA SAÚDE
      Redução de Custos através da mensuração
      de Resultados clínicos e financeiros
      3
    • Modelo de Negócio
      Ingredientes para Programas de Atenção à Saúde
      • Considerar as áreas de influência para Promoção da Saúde - OMS;
      • Explorar a Prevenção Primária, Secundária e Terciária;
      • Equipe de Apoio Multidisciplinar (incluindo profissionais de “SSST”);
      • Prevenção Clínica – Protocolos baseados em evidências;
      • Plano de ação contínuo com resultados em médio e longo prazo;
      • Plataforma tecnológica para Gestão e Monitoramento dos Programas;
      • Parceria com empresas – Consultorias em RH / T&D;
      Saúde Pessoal
      Ambiente Físico
      Ambiente Psicossocial
      Ambiente Familiar
    • Hb.Prever – Plataforma 100% Web
      Redução de Custos através da mensuração de resultados
      Dashboard;
      Programas de Atenção à Saúde;
      Indicadores para monitoramento;
      Seleção de Elegíveis;
      Participação em Programas (Atendimentos);
      Pró-Ativo + Receptivo + Visita + Multidisciplinar;
      Ações em Saúde – Monitoramento coletivo;
      Prontuário do Paciente;
      Medindo Resultados;
    • Dashboard – Integração com base de dados
    • Dashboard – Integração com base de dados
    • Definindo os Programas de Atenção a Saúde
    • Definindo os Indicadores do Monitoramento
      Aplicação de Questionário  Programa + GNA + Protocolo ...
    • Cadastro de Indicadores
    • Protocolo – Plano de Ação (atendimentos)
      Convite
      Entrada
      Monitoramento
      Visita Presencial
      Pesquisa de Satisfação
      Agendamento
      Ligação de Acompanhamento
      Análise de Prontuário
      Atendimento em Grupo
      Ligação
      Presencial
      Mala Direta
      E-mail
      SMS
      • Seleção de elegíveis  Programas
      • Visualização de elegíveis – Convites e Inscrições
      • Convites + Aplicação de Questionário - Classificação
      Atendimentos ...
      • Atendimentos
      • ATIVIDADES
      • PROGRAMAS
      • PROBLEMAS
      • MEDICAÇÃO
      • MÉDICOS
      • HISTÓRICO
      • Equipe Multidisciplinar – Modelos para realização de visitas
      • Ação em Saúde – Atividades coletivas / Grupos de apoio
    • Prontuário do Paciente ...
    • Medindo resultados ...
      ADMINISTRATIVO FINANCEIRO
    • CLÍNICO
    • Cases
      Plataforma Hb.Prever
      CASE EM DESTAQUE
      • O Programa de Prevenção de Câncer de Mama é dirigido a todas as mulheres acima
      de 39 anos, com foco na realização de mamografia para o diagnóstico precoce.
      • Mais de 4.700 mamografias realizadas, com 254 casos alterados e 15 diagnosticados!
      No início todo o processo era manual, em planilhas do Excel, sendo necessário grande esforço para conseguir pequenos resultados. Para selecionar e enviar a mamografia para um grupo de mulheres era necessária mais de uma semana de trabalho, o que hoje fazemos em apenas um dia com o HB.Prever.
    • Plataforma Hb.Prever
      CASE EM DESTAQUE
      4.700
      exames
      R$ 65,42
      Custo Médio Diagnóstico*
      R$ 307.474,00
      Previsão de custo de tratamento de uma única paciente em estágio avançado R$ 62.500,00 (internação e cirurgia, quimioterapia e radioterapia).
      15
      Diagnosticados
      R$ 62.500,00
      Custo Médio
      Tratamento
      R$ 937.500,00
      Deve-se considerar que o tratamento de duas a quatro mulheres com câncer de mama avançado pode ser equivalente ao custo de rastreamento de 1.000 mulheres (considerando apenas os custos econômicos).
      Valores e dados baseados no artigo “Estimativa de custo do rastreamento mamográfico em mulheres no climatério” de Claudio Kemp, Simone Elias, Luiz Henrique Gebrim, Afonso Celso Pinto Nazário, Edmund ChadaBaracat e Geraldo Rodrigues de Lima. Publicado na Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia 2005; 27(7): 415-20.
    • Plataforma Hb.Prever
      Evidenciando alguns diferenciais
      Ambiente Tecnológico 100% disponível e amigável;
      Integração online com a base de dados assistencial e ocupacional;
      View de toda a carteira de beneficiários;
      Integração do Corpo Clínico com a equipe de prevenção;
      Criação de programas diferenciados gerenciados simultaneamente;
      Programas de Promoção individuais e coletivos;
      Evidencia e Mensuração de resultados clínicos e financeiros;
      Processo de implantação customizado às necessidades do cliente;
    • Questão da Saúde
      Gestão ou Financiamento?
      Promoção da Saúde não pode ser considerado um serviço complementar, deve ser encarado como uma Mudança de Paradigma no Modelo de Gestão da Saúde.
      Hb.Prever não é custo e sim investimento para que as operadoras possam explorar as novas oportunidades.
      Como?
      Operadoras | Abramge | Serviço Compartilhado | Modelo de Parceria | ?
    • Modelo Proposto
      OPERADORA
      FUNDO PARA
      PROMOÇÃO DA SAÚDE
    • Agradeço a atenção de todos !
      Contato:
      Eduardo Gross
      gross@onlifesaude.com.br
      51 9387-5538