0
100                                                 100


95                                                  95


75     ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                      1...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                    100...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                      100


95                                                       95...
100                                                      100


95                                                       95...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
100                                                                                                                       ...
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão

2,187

Published on

Monografia ganhadora do 2º lugar do 12º Prêmio de Mídia Estadão.

0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,187
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
109
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "O Poder da Mídia Social sobre as Empresas Varejistas - 3º Lugar no 12º Prêmio de Mídia Estadão"

  1. 1. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:20
  2. 2. 100 100 95 95 Categoria Estudante - Monografia de Mídia Digital 75 75 25 5 O Poder da Mídia Social Sobre as Empresas 25 5 0 Varejistas 0 Por: Luana Rodrigues Segatto Orientador: Joubert Brito de Araújo Instituicao: Universidade Cruzeiro do Sul São Paulo, Maio de 2009 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:21
  3. 3. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 Estudante – 7º semestre de Publicidade e Propaganda Luana.hazine@gmail.com Paulistana, 20 anos, formanda em Publicidade e Propaganda pela Universidade Cruzeiro do Sul, com passagens pelo departamento de auditoria da empresa TMKT a serviço da Editora Abril, pelo departamento de criação e desenvolvimento de material impresso da empresa japonesa My Phone e atualmente estagiando na empresa iBUSCAS Comércio e Serviços de Internet onde é responsável pelo departamento de gerenciamento de novos negócios e divulgação da empresa e escreve sobre tendências da publicidade com foco em mídia no iBUSCAS Blog. Participa ativamente das atividades e concursos propostos pela Universidade e fora dela, tendo conquistado bolsa de estudos pelo período de 1 ano por ter seu projeto, “Telemarketing, Uma Análise do Crescimento dos Call Centers na cidade de São Paulo”, escolhido para participar do Programa de Iniciação Científica CNPq/Capes da Universidade Cruzeiro do Sul, conquistou prêmio 100 de 3º lugar pela criação de Jingle para o projeto “Top de Criação Universitário” 100 cliente APAE-SP, proposto pela Universidade, além de participar de diversos 95 eventos, seminários e grupos de discussão sobre “Novas Mídias e Mídias Digitais”. 95 75 75 25 25 01 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:23
  4. 4. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 Por que acredito que o trabalho deva ser vencedor? 0 - É um estudo feito num momento de muitas dúvidas sobre o por que investir em Mídia Social; - proporciona um panorama prático sobre esta nova mídia focando na tendência para empresas de varejo; - contribuir para a tomada de no investimento publicitário em Mídia Social; - mostra o fator que pode mudar a história da mídia digital. Sinopse O potencial de aproximação das Mídias Sociais permite que as empresas encontrem nela um potencializador de negócios 100 e um mensurador de marca. O e-comerce completa este cenário 100 permitindo que o varejo tenha destaque nessas Redes Sociais e 95 95 sejam os responsáveis pelos melhores cases da Mídia Social. 75 75 25 25 5 5 0 02 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:25
  5. 5. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 A consolidação da chamada Web 2.0, a mudança de hábito dos consumidores, a crescente inclusão da 5 0 classe C como consumidor digital, faz com que cada vez mais as Mídias Sociais tenham destaque como 0 mídia de grande repercussão. A tendência de crescimento e o potencial de comunicação das Mídias Sociais permitem que toda e qualquer empresa de qualquer segmento possa utilizar esta nova mídia como uma ferramenta poderosa de comunicação, mensuração, acompanhamento, pesquisa e novos negócios. Cada dia mais as empresas estão se conscientizando da importância de ter sua marca na Internet, o objetivo desta monografia é parametrizar o grande potencial das Mídias Sociais sobre as empresas do ramo do varejo. BOA NAVEGACÃO 100 100 95 95 75 75 25 25 03 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:26
  6. 6. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 Arquivo do Blog v Maio-2009 v O Consumidor Digital – 01 O que são as Mídias / Redes Sociais - 03 Por que mídia Social -6 Mídia Social não é o Futuro, é o Presente! – 7 Eu Sei o que voce fez com seu cliente na semana passada!! - 8 Elas já enxergaram isso! - 12 O e-commerce varejista - 14 100 Share of Tudo – 19 100 95 Os cases já comecaram a surgir - 23 95 Conclusão-26 75 75 25 25 5 5 0 04 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:26
  7. 7. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 O Consumidor Digital - Postado por Luana Segatto às 11:19 1comentário 5 0 Estamos em uma era em que,a maioria das pessoas está conectada a Internet, seja utilizando computador 0 pessoal, do trabalho, de Lan house, da casa do amigo, da escola, enfim, são diversos os lugares que possibilitam o acesso das pessoas. A cada dia o ambiente on-line se torna mais familiar, mais presente e mais influente na vida destas pessoas, de modo que, esta nova realidade altere completamente os modelos de negócios que funcionaram durante anos. É preciso inovar, é preciso estar cada vez mais perto do consumidor, é necessário deixar com que o seu público decida que caminho a sua empresa irá tomar. Hoje em dia, o consumidor escolhe o que quer ver, sobre o que quer ser abordado, que tipo de produtos ou serviços o interessa, e não adianta a empresa tentar camuflar alguma informação, pois, esse possível cliente tem subsídios para comparar, conhecer, analisar e em questão de um click, toda a imagem que ele criou de sua empresa pode mudar, para o lado positivo ou negativo. Em recente pesquisa feita pelo Ibope Inteligência, durante o Campus Party, evento de Internet que aconteceu em São Paulo em janeiro de 2009, a maioria dos internautas considerados “heavy-users” tem seus hábitos de consumo influenciados por comentários que são postados na Web. A pesquisa que foi realizada com 600 pessoas mostrou que mais de 90% deles participam de redes colaborativas como consumidores ou produtores deconteúdo. Comentários "Embora não seja representativo do internauta brasileiro em geral, esse levantamento permitirá aperfeiçoar uma metodologia de classificação de hábitos e atitudes em relação à mídia social e às motivações que levam as pessoas 100 100 a criar conteúdo compartilhado, seja para diversão ou para expressar opiniões sobre marcas, produtos e até 95 candidatos políticos" 95 Marcelo Coutinho, diretor de análise de mercado do IBOPE Inteligência para a Meio e Mensagem 75 75 25 25 05 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:28
  8. 8. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Um dos grandes problemas enfrentados pela maioria das empresas de grande porte é justamente o que hoje 5 0 ela precisa ter de melhor, ou seja, sua COMUNICAÇÃO, tanto a interna como sua comunicação com os 0 consumidores. Em tempos de Web 2.0, a velocidade com que a informação se propaga e a influência que ela tem sobre as escolhas de cada ser humano, que hoje quer ser tratado individualmente em todas as suas ações, faz com que QUALQUER pessoa no MUNDO possa ser um “stakeholder” para sua marca, ou seja, hoje em dia qualquer pessoa, a partir de uma simples frase escrita, inocentemente ou não, em qualquer ambiente on-line, tem o poder de alavancar ou destruir a imagem de uma empresa e isso consequentemente afeta gradativamente a todos os outros passos da mesma. Mas, como tudo tem um lado bom, se as empresas souberem utilizar e acompanhar o que está acontecendo com o seu nome na Internet, isso pode ser realmente a chave do sucesso para o resto de seu negócio. Heavy-users – heavy=pesado, forte, neste caso excesso – Users= usuários= Usuários excessivos, X viciados; Stakeholder –Stake= interesse, participação, risco – Holder= aquele que possui = Qualquer pessoa, empresa ou variável externa que possa prejudicar ou ser uma ameaça para uma reputação. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 06 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:29
  9. 9. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 O que são as Mídias/Redes Sociais? - Postado por Luana Segatto às 21:19 1comentár io 5 0 0 Há uns dois anos, se ouve muito falar em Mídias Sociais, Redes Sociais, plataformas colaborativas e etc. Mas, para que eu possa chegar no meu objetivo real com este artigo, farei um panorama geral do universo das mídias sociais. “Mídia Social” vem do termo inglês Social Media que significa justamente a sua tradução literal “Mídia Social” ou “Mídia popular”, ou seja, aquela que é de acesso geral. Os primeiros indícios deste fenômeno são considerados os BLOG’S, que tiveram sua popularização em meados de 1997. Desde então foram surgindo ramificações e diferentes estilos de “Blogar”, permitindo mais interação entre diferentes mídias em um único ambiente com cada vez com mais sofisticação, aplicativos e principalmente o seu conteúdo principal - PESSOAS. Daí então, começaram a se formar os primeiros grupos de pessoas que se identificavam com algum assunto ou gosto em comum e acompanhavam estes blogs, participavam, davam opiniões com seus comentários e com os avancos “Tecnocomunicacionais” a cada dia surgem diferentes e mais sofisticadas ferramentas e ambientes on line de interação que incluem blogs, fóruns, podcasts, micro blogs, livestreams, bookmarks, redes, comunidades, wikis, e vlogs e recebem o nome de Mídias Sociais ou Redes Sociais. ______ Comentários “Elas abrangem diversas atividades que integram tecnologia, interação social e a construção de palavras, fotos, vídeos e 100 áudios. Esta interação é a maneira na qual a informação é apresentada dependem nas várias perspectivas da pessoa que 100 95 compartilhou o conteúdo, visto que este é parte de sua história e entendimento de mundo.” 95 Fonte: Wikipédia 75 75 25 25 07 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:30
  10. 10. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 Com a consagração e popularização da era chamada Web 2.0, 0 a Mídia Social ganhou um destaque privilegiado, possibilitanto, como nunca antes, a total interação entre a comunicação e a tecnologia o que permitiu a existência de diversas redes ligadas a diversos assuntos no mundo todo. Claro que algumas sempre se destacam por algum motivo, seja por facilidade de uso, por inovação, por quantidade de usuários, enfim, são inúmeros os motivos que levam uma Rede Social a fazer sucesso. O fato é que existem algumas que são extremamente familiares no mundo todo, tais como: Facebook, Myspace, Twitter, Linkedin, hi5,Orkut e etc. Elas recebem milhares de acessos diários e contam com usuários de quase todos os países. Existe um “rankeamento” feito pela empresa Compete.com que nos mostra claramente a popularidade das mídias sociais ao redor do mundo. Segundo a Compete.com o Facebook , Myspace e Twitter estão nas primeiras colocações mundiais em números de acessos mensais, o Orkut, apesar de ser sucesso absoluto na América 100 Latina e principalmente Brasil, aparece em 21º lugar na colocação, 100 conforme imagem a seguir: 95 95 75 75 Fonte:Compete 25 25 5 5 0 08 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:30
  11. 11. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 Num estudo apresentado por Brian Solis, realizado com 17 mil pessoas de 29 países, mostrou que: 0 - 83% assistem vídeo em canais colaborativos, - 78% lêem blogs, - 57% dos utilizadores da Internet são agora membros de uma rede social - O uso de RSS subiu de 15% a 39% - 48% ouvem Podcasts - A China é o maior mercado de blogs: possui 42 milhões de blogueiros x os E.U.A 26 milhões Fonte: briansolis.com Estes dados nos mostram, como as redes sociais são um verdadeiro fenomeno global. Segundo Brian Solis, 56% das empresas européias e norte-americanas afirmam que investir em Mídias Sociais foi a prioridade de seu marketing em 2008, ou seja, dialogar agora é a principal estratégia. Brian Solis é um consultor, norte-americano, especializado em relacões públicas (PR) 2.0. É 100 autor de diversos artigos e pesquisas na área. 100 95 95 75 75 25 25 09 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:31
  12. 12. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Por que Mídia Social? - Postad o p or Lu ana Segatto às 15:09 0 co men tário 5 0 0 Como to das as o utras mídias o grande “o uro” das mídias sociais são AS PESSO AS. Pessoas es tas que, c omo dito anteriorme nte, estão cada ve z m ais c onectadas e infor ma das, o que as torna m exigentes e c omplexas de traba lhar. Pessoas que tem pa ixão por suas marcas f avoritas, o que, na rea lidade, é um vínc ulo que existe des de que e xis te co municacão e desde que exis te consumo [SEM PRINI,2006 ]. Há um a dualida de de pensamentos, ao mes mo te mpo e m que es tas pes soas , que s erão def inidas a partir de agora co mo usuários, entram e m com unidades para dis cutirem s obre a leatoriedades que viveram e m co mum, busca m nestas redes participar e c onhecer pess oas que te nham tido a mes ma experiência so bre deter minados assuntos, os no vos us uários quere m ca da ve z mais a IND IVID UALIDAD E, a PERSONAL IZAÇ ÃO de cada uma das coisas que o pertence m, ha ja visto que nas M ídias Sociais ca da indiv íduo tem sua página pes soal personalizada de acordo com suas preferênc ias e sua persona lidade . De ntro deste contexto, deve mos ainda le mbrar que, não há ne nhum tipo de moderação de co nteú do, ne m mes mo a ce ns ura a qualquer e xpressão do us uário e isto c omo tudo no universo, tem s eu lado bom e s eu la do r uím . Por que? Porque es tes espaç os pass ara m a ser utilizados co mo o “PR OC OM ” pessoal de cada us uário e es ta é a parte que as e mpresas começam a ser afetadas com o crescimento da rede. Os us uários utiliza m es tes espaços sociais para relatar para os o utras pessoas uma experiência co m determinado pro duto, s erviço, marca o u afins. Com o milhares de 100 estudos já co mprovara m e o próprio est udo realizado no C ampus Part y, as pessoas 100 são influencia das SIM e principa lme nte por re la tos de casos vivencia dos de pessoas de 95 seu convív io ou dentro de uma re de de co nta tos, logo , o que elas e xpressam dentro das R edes Sociais, po de ser 95 75 muito bom o u extremamente r uí m para uma em presa. Aque la questão que citei anterior me nte, so bre a gra nde 75 dific ulda de das empresas em C OM UNIC AR-SE, po de começar a se a gravar aqui ou começar um ótimo processo de “o timização”. Percebendo o gra nde potencial das M ídias Sociais, as empresas começara m a perceber que, e las 25 eram grandes a liadas para seu mar keting e co meçaram a utilizá-las co mo mais uma ferramenta para avaliação, 25 mens uração e acom panha mento de s uas marcas, produtos ou s erviços. 5 5 0 10 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:31
  13. 13. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Mídia Social não é o Futuro, é o Presente! - Postado por Luana Segatto às 11:11 0 comentário 5 0 0 Falando assim, parece que estou contextualizando um fato ocorrido há anos atrás, mas não, pelo contrário, isto está acontecendo agora e para ser bem sincera ainda é pequeno o número de empresas que já enxergaram o potencial de aproximação que esta “nova mídia” pode oferecer quando bem utilizada, porém,o que revela um estudo feito recentemente pela Forrester Research com 114 profissionais de marketing, é que, 53% dos pesquisados afirmaram que “vão aumentar os investimentos nesse tipo de mídia nos próximos seis meses. Outros 42% disseram que vão manter os gastos com mídia social. Apenas 5% disseram que vão reduzir seus gastos nesse segmento”.(fonte: IDGNow- pesquisa por Forrester Research). Já existem agências de publicidade que tem um departamento específico só para gerenciamento de campanhas em “Social Media”, além das pequenas agências que são especializadas em campanhas on-line dentro destes ambientes sociais, recentemente foi criada a ABRADi (Associacão Brasileira de Agencias Digitais) e a todo instante, surgem novas ferramentas técnicas para gerenciar e mensurar o ROI (Retorno sobre Investimento) destas campanhas, como: eMAP, Analytics e outros. Sempre em evolução e constante aprendizado de como lidar com este novo mercado e este novo público, as 100 agências criam sempre formas diferentes para mensurar e mostrar o resultado para seus clientes que apostam na 100 Web, o grande diferencial é a criatividade e a tecnologia envolvida que, a cada nova campanha surpreende mais a 95 todos os envolvidos 95 75 75 25 25 11 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:32
  14. 14. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Eu Sei o que voce fez com seu cliente na semana passada!!! Postado por Luana Segatto às 21:19 5 0 1comentário 0 E como não poderia deixar de ser, é claro que existe uma Rede Social específica para as pessoas “soltarem o verbo” sobre suas experiências com produtos ou serviços. Esta rede chama-se Beezer, o intuito principal dele é fazer com que pessoas reúnam-se em comunidades para trocar informações e tirar dúvidas sobre determninados produtos que “Gostam”, mas é claro que, o ambiente tornou-se uma grande referência para reclamar também. Diversas empresas e produtos são cadastrados e as pessoas podem entrar nas comunidades de sua preferência e expor suas opiniões. Além de tudo o Bezzer é um ótimo 100 canal para que as empresas avaliem o que está 100 sendo dita sobre ela e sobre suas ações. 95 95 Vou mostrar a seguir dois exemplos bem claros: 75 75 25 25 5 5 0 12 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:32
  15. 15. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 100 100 95 95 75 75 25 25 13 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:33
  16. 16. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 0 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 14 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:33
  17. 17. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Depois destes dois exemplos, não é preciso ser muito perspicaz para perceber que as Mídias/ Redes Sociais são: 5 0 0 ·Uma versão moderna do que chamamos de relações públicas da empresa; ·Aceleram e facilitam o contato com clientes e fornecedores; ·Um eficiente marketing boca-a-boca; ·Facilitadoras na possibilidade de focar grupos amplos de pessoas (segmentação); · Agregadores de respostas instantâneas para questões técnicas e de negócios; · Divulgador de marca. Branding Online; · Ponto de encontro e networking permanente; Como já dito anteriormente, poucas empresas já conseguiram detectar o poder das mídias sociais e as que já entraram neste mundo, estão reaprendendo a conversar com seus clientes, além disso, transformar estas redes sociais num outro caminho para novos negócios. ______ Comentários "Num cenário onde 20% dos brasileiros usam internet todo dia, ter uma presença digital organizada é tão importante quanto um bom ponto de venda, as compras por impulso ocorrerão com mais frequência na rede do que nos shoppings, se a sua marca ainda não está presente em mídias sociais você tem um belo problema 100 100 pela frente." 95 Edney Souza - Sócio diretor da Pólvor a! Comunicação 95 75 75 25 25 15 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:34
  18. 18. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 E la s já en x e rg ar am is s o ! - P ost ado po r Lua na S e g att o à s 1 7: 54 0 c ome ntá rio 5 0 A lgu ma s e mp re sa s de ma io r po rte , já in ve ste m h á a lg u m te mpo e m inte rne t e m ídia s oc ia l. Po de mos o bse rva r 0 u m pe q ue no ra n kin g, fe ito pe lo b lo g N uv e m se o , da s e m pres as co m ma io r p re se n ça na s Mí dia s So cia is: 100 100 95 É i nte re ss an te a n a lis ar mos qu e, a s e m pres as a ci ma sa o e m pres as de gra n de po rte e co m s ua ma rca e 95 cre di bilid a de be m e stá veis n o me rca do , o q ue nã o q ue r di ze r qu e só e las “po ss am” in ve stir e m m ídia so cia l, af ina l 75 75 o cus to é i me nsa me n te me no r do qu e se co m pa rad o às m ídia s tra dic io na is o u a té me s mo c us to 0 . As a çõ e s fe itas pa ra sites de co mpa rtilh a me nto de víde o co mo Yo u T ub e, Vime o , J usti n.tv e etc., te m a pe na s o cus to de pro d ucã o e se fo r fe ito po r u m a a gê ncia , o va lo r de cria çã o, pro d uçã o e me ns ura çã o da a gê ncia . E de po is disso , a 25 diss e min aç ão d o víde o a co ntec e e s po ntâ n ea me n te a travé s do s us uá rio s. 25 5 5 0 16 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:35
  19. 19. 100 100 95 95 75 75 25 25 A FORD tem um case interessante. No ano de 2007 e la co meço u um process o para apro ximar-se dos 5 A consumidores um case A estratégia foi usar asde 2007 socias para c omunicar-se mais ra pidame nte e atingir FORD tem digitais. interessante. No ano mí dias ela começou um processo para aproximar-se dos 5 0 consumidores esse novo públic o online os res ultados obt idos pe la For dcomunicar-se mais 2007 as Mídias Sociais efetivame nte digitais. A estratégia foi usar as mídias socias para foram incríveis, e m rapidamente e atingir 0 efetivamente esse novo despontar e eles cresultados obtidos pela Ford foram incríveis, em 2007 as Mídias Sociais estavam c omeçando a público online os onseguiram mens urar o s eguinte res ultado: estavam começando a despontar e eles conseguiram mensurar o seguinte resultado: 5000 posts em blog s 5000 posts em blogs 120.000 views d e imagens no Flickr 12.000 views de images no Flickr 1.2 milhões de v iews no YouT ub e 1.2 milhões de views no You Tube 499 canais assinantes do vídeo no YouTub e 499 canais assinantes do video no You Tube 100 100 95 95 13 75 75 25 25 17 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:35
  20. 20. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 O e-Com m erce Varejista - Postado por Luana Seg att o às 10: 25 2 comentários 5 0 Depois de todas es tas explicações e cases s obre esta nova mídia , é interessante perce ber que, as empresas 0 mais populares, co mo as do ramo VAREJ O, nao manté m es ta presenç a visí ve l nas redes sociais. Elas são muito comuns na web, em s ites de vendas via e-co mmerc e, mas a questão participativa e co municacio nal ainda não é eficaz de ntro dos sites des tes sites e até mes mo, dentro do próprio s ite da e mpre sa. O e-commerce começo u a des pontar em 1995, nos Es ta dos U nidos com o s urgimento da loja on-line A maz on.com, a A mazon serviu de base para tantas o utras empresas entrarem para o universo on- line até a idéia c hegar ao Bras il, por volta do a no 2000 e várias empresas nacio nais c omeçare m suas atividades on-line , inclusive a s de ve nda. [McCulloch, 2007]. No Brasil, existem várias lo jas o n-line, poré m e xitem se mpre as pioneiras e mais c onhecidas, que no nos so caso são: A meric anas.com, S hopping Uo l, Mercado livre.c om, Arre mate.com, S ubmarino, E xtra.com.br, Maga zineLuiza.co m, Fast S hop, S ho pTime, Pontofrio.co m, C ompraFác il, Pernambuca nas, TodaOferta e divers os outros, o u s eja a concorênc ia no varejo on-line é be m acirrada, a variacão de preç os é enorme e os usuários criam SIM, uma relaç ao de fidelida de co m as as lojas o n-line. A credibilida de das lojas virtuais ainda é um pro blema que afeta parte dos us uários, eles tem dific uldades em certif icar-se de que o pro duto c ompra do realme nte c he gará, se a lo ja é realmente séria, s e os da dos pess oais que ele dispo nibiliza não serão usados para outras finalida des, enfim, são diversos os fantas mas que ro ndam a vida dos usuários, por isso, e le ac aba opta ndo por um NOME. Sim, um no me! U m nome que ele conheca, que f ora do a mbie nte on- line e le co nfie. Por isso é tão importa nte, neste mercado tão a mplo , manter-se conectado com o cons umidor e fazer o branding da empresa, e as Mí dias Sociais são, sem dúvidas, o ca minho mais c urto e eficaz para este t ipo de co nta to . 100 ______ 100 Comentários 95 95 “Os números leva ntados pela e-Bit comprova m que, cada vez mais, o s co nsumidores brasileiros estão 75 derruba ndo os medos e restrições que tinha m em fazer suas primeira s compra s pela Internet. E a tendência 75 é d e crescimento contínuo, já que d ep ois da primeira experiência o internauta percebe q uais são as reais 25 va ntagens de rea lizar tra nsa çõ es eletrônicas seguras, com melhores preços e mais conforto.” 25 M anuel M atos, pr esidente da Câmara Brasileira de Co mércio Eletr ônico – camara-e.net. 5 5 0 18 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:36
  21. 21. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Por que? 5 0 0 Porque segundo e-bit, só no ano passado a classe C, responsável pela maior parte das vendas em lojas físicas de varejo, respondeu por 40% das vendas on-line o ano passado, o Brasil está em 6 lugar no ranking de países com maior número de usuários de internet com 50 milhões de usuários e a quantidade de consumidores on-line só aumenta como pode mos ver a seguir: Quantidade de e-consumidores no Brasil - eBit (em milhões) 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Consumidores na Internet 1.1 2.0 2.6 3.4 4.8 7.0 9.5 Cresc.% - 81% 30% 31% 41% 46% 36% O varejo on-line tem crescimento constante e a previsão para este ano, segundo estudos do e-Bit, é que o 100 100 varejo on-line atinja o valor de 10 bilhões de reais, o que significa um crecimento de 22% em relação a 95 2008, conforme mostra o gráfico a seguir: 95 75 75 25 25 19 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:36
  22. 22. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Evolução do Varejo Online - Pesquisa e-Bit 5 0 Faturamento Anual do Varejo em Bilhões 0 ANO FATURAMENTO Variação 2009 (previsão) R$ 10 bilhões 22% 2008 R$ 8.20 bilhões 30% 2007 R$ 6.30 bilhões 43% 2006 R$ 4,40 bilhões 76% 2005 R$ 2.50 bilhões 43% 2004 R$ 1.75 bilhão 48% 100 2003 R$ 1.18 bilhão 39% 100 95 2002 R$ 0,85 bilhão 55% 95 2001 R$ 0,54 bilhão - 75 Fonte eBit - Compilaç ão www.e-commerce.org.br. Não con sidera as ven das de au tomóveis, 75 passagens aéreas e leilõe s o n-line . 25 25 5 5 0 20 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:37
  23. 23. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 E como se não bastasse todos estes motivos, os produtos mais vendidos na Web, são os artigos disponíveis 5 em lojas varejistas: 0 0 Produtos Mais Vendidos no Varejo on-line do Bras il Produtos mais Vendidos % em 2007 Livros, Revistas, 17% Jornais Informática 12% Eletrônicos 9% Saúde e Beleza 8% Telefonia 100 Celular 7% 100 95 95 Fonte: Levantamento mensal realiz ado pela empresa e-Bit www.ebitempresa.com.br / Compilação: www.e-commerce.org.br 75 75 25 25 21 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:37
  24. 24. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 Tudo isso, faz com que estas redes de verejo popular, necessitem estar visíveis e serem facilmente encontradas 0 na Web, elas precisam manter contato com seus consumidores, acompanhar o que está sendo dito sobre sua marca e desempenho geral e principalmente APRENDER COM OS ERROS, escutar e UTILIZAR o que seus consumidores dizem nas Redes Sociais para melhorar, converter resultados, até mesmo, utilizá-las como DICAS para suas próximas ações de marketing. As empresas varejistas precisam utilizar-se da linguagem popular e das técnicas de aproximação do mundo real e aplicá-las também ao mundo virtual. ______ Comentários “Acredito firmemente que o Varejo é uma das próximas grandes fronteiras que a Social media vai desbravar. O potencial de ativação, de estreitamento de relacionamento e de indicação que o meio oferece é muito grande para ser ignorado por um mercado que, cada vez mais, vê seu público principal chegar ao admirável mundo novo da Internet. Se a Classe C vai representar mais de 40% do público total da rede ao final de 2009 (projeção do IAB Brasil), o Varejo PRECISA estar pronto para atendê-los. E nada mais natural do que levar para a Internet a mesma conversa direta e sincera das lojas e dos canais de venda direta.” Jeff Paiva- Gerente de Mídia Social da Agencia Click. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 22 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:38
  25. 25. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Share of tudo- Postado por Luana Segatto às 12:35 1 comentário 5 0 0 A vanta gem da mídia social é que, alé m de alcancar uma qua ntidade incrível de pessoas e permitir segmentação, elas permitem traba lhar diversos estraté gias ao mesmo tempo. Ou se ja, com ape nas uma ação, pode-se tra balhar o “Share of Mind”, “Share of Heart”, “Branding”, Vendas e etc. É be m simples conseguir visua lizar co mo a mídia social pode funcionar junto co m as e mpresas varejistas, ações conectadas e ntre virtual e real po dem ser facilmente trabalhadas e, ao mesmo tempo, tra balhar as possibilida des cita das, por exemplo: - Po dem ser feitas pro mocoes relampago via Twitter, to das as pessoas seguidoras do perfil rece berão e poderao passar a diante para outras pessoas. (vendas e branding); * Utilizar um blog para escrever sobre produtos, resultados de pro moções, para infor mar clientes sobre facilidades de pagamentos, parce la me ntos e o utros (share of mind, share of heart, bra nding e vendas); * Fazer concursos culturais, o nde os clientes tenham que postar fotografias, vídeos, a presentações em gera l, utilizando seus perfis pessoais, para co ncorrer a a lgum prêmio;(share of heart, share of mind) 100 * Criar ações conjuntas com o e-commerce co mo por exemplo ganhar po ntos a ca da co mpra realiza da, e 100 95 qua ndo junta-se uma quantidade de pontos po de trocar por a lgum produto. (esta acao já existe e m um site 95 de e-commerce chamado Dotz.com)- ( ve ndas); 75 75 25 25 23 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:38
  26. 26. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 * I nteragir com o cliente e f azê-lo sentir-se co mo parte da e mpresa, co mo um album de fotos no F lickr, 5 onde serão postadas fotos dos m omentos e m que as pessoas com prare m um determinado produto relaciona do 0 0 c omo um co mputa dor ou uma camera fotográfica na loja física. O Vende dor tira a f oto no ato da com pra co m o c liente e posta no f lic kr e o convi da a co mentar de pois sobre a ve nda e sobre o pr oduto (ve nda, s hare of mi nd, brna ding, pós-ve nda); * Po de –se gerar um novo ca nal de vendas através de Posts Pa trocina dos, as marcas podem pa gar para o blogueiro escrever algo so bre a quele deter mina do produto de s ua marca (brandi ng, vendas) * C adas trar os c lientes e e nviar as novi dades sobre os pro dutos de acordo com seu interes se por e-mai l. Isso de f orma s egmenta da e nao c om S PA M. * Per mi tir co me ntários e s uges tões no próprio e-c om merce, o que já acontece, ma s, mostrar que o co me ntário é lido e ouvido; (share of mi nd, vendas, relaciona mento e pos -venda) * Linkar ações c om produtos , como por exemplo, criar conc ursos m usicais evi de nc iando algum ti po de apare lho de so m de ntro do M ys pace e permiti ndo a partici pação direta dos us uários (venda s, share of mi nd) * Lancar pro mo mções interativas, o us uário posta seu ví deo e o me lhor ganha um DVD de marca X , ou a me lhor f otografia e nviada ganha uma camera fotográfica Y. (aprroac h, brandi ng, s hare of heart, vendas) 100 E assi m por diante, ir mantendo o conta to com o cons um idor, ouvir s uas opi niões sobre os pro dutos, ma ntendo-os 100 informados sobre as poss ibili da des e faze ndo-os part iciparem ativame nte das ações fixando a marca e m suas 95 95 me ntes. 75 O B2C ( business to consumer) é tão ou mais i mportante qua nto o B2B (business to bus iness ) e todas estas 75 f erramentas c ontribue m m uito para as e mpresas explorare m as i ncontá veis possibi liddades que elas pro porcionam . 25 O Twi tter, principalme nte, é o cana l onde as em pres as vare jis tas estão encontrando um óti mo c anal de vendas e 25 divulgações. 5 5 0 24 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:38
  27. 27. 100 100 95 95 75 75 25 25 _ _ _ _ __ 5 Comentários 5 “ É um a fo rm a de segu ir a em pres a com m ais rap idez , por qu e você con su lta sem pre qu e quis er. S e o usu ár io ‘retwitta r ’ a 0 o fer ta , vai ter o dado com partil hado com ma is 70 pess oas, a m édia de seguidor es de cada u su ário” Ales sa ndro Lim a, CE O da 0 e .life . M a is u ma ve z, sã o o s nú me ros q ue co m pro va m o po de r de Alca n ce e de i nf luê nci a da s míd ia s s oc iais so bre os c on su mi do re s. Na me s ma pe sq uis a re a li za do no C a mp us Pa rt y p e lo I BOP E fo i co nsta ta do q ue : ü dos entrev istados poss uem per fil em algum site de relacionam ento e, d este tot al, 17% atualizam o perfil pelo m enos um a ve z 87% por dia. D iariam ente, 34% deixam m e nsage ns ou im agen s no pe rfil de outras pessoa s. ü ü dos entrev istados poss uem interess e em blogs (em bora apenas 31% dec laram s er a utores de um b log). O índice de leitura 91% diária atinge 38% e o índic e de atualizaç ão diária (entre os autores) é de 29 % . Em relação aos c om entár ios em blogs de outras pess oas, 32% d os us uários de blogs fazem pelo m enos um “po st” por s em ana (12% o fa zem pelo m en os um a ve z por dia). üa de 21% d os entrev istados c ontribuem diariam ente para algum fórum d e disc uss ão e 57% v isitam estes fóru ns pelo m en os C erc um a ve z por se m ana (16% o fa zem v árias ve zes ao dia). ü dos entrev istados já c ontribuíram pelo m enos um a v ez na edição de artigos e m W ikis e 87% utilizam W ikis c om o fonte de 36% inform ação sobr e diversos as s untos (inc luindo em presas , produtos , etc ). ü dos entrev istados já fizeram ta gs para outras páginas da w eb e 28% utilizam tecnologias R SS com frequênc ia diária. 50% ü itter é utilizado por 24% dos ent revistados , m as a freqüên cia de acom p anham ento c hega a “várias ve zes ao dia” por parte de O Tw 11% deles. As princ ipais m otivaç ões para utilização da s div ers as tec nologias colaborativas s ão a diversão (29% ), s eguida pelo des envolvim ento ü profissional/v antagens financ eiras (25% ) e aprendizage m e educ ação (24% ). Quniz e por c ento d os entr ev istados afirm am utilizar estas tec nologias para “ajudar os ou tros e/ ou a co m unidade”.E ntre os princ ipais bens e s erv iço s que os participantes da Cam p us Party pretendem adquirir em 2009, s egue o ítem “C om putador/ Hardw are”, co m 48% , seguido (na c ontra m ão da crise) pelo autom óvel (28% ), m áquina fotográfica digital (25% ), s oftware (23% ), t elefone celular (20%) e sm a rtphon es (16% ). Fonte : IBO PE 100 100 Int eligen cia ü 95 95 75 75 25 25 25 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:39
  28. 28. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Diante des tes números é bem simples identificar divers as o portunida des de nego cios B2C dentro do 5 0 merc ado vare jistas e pe nsar e m ações criativas para sere m aplic adas dentro das mídias s oc iais que “reté m” 0 todas essas pessoas e os possíveis tar gets. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 5 0 26 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:39
  29. 29. 100 100 95 95 75 75 25 25 5 Os cases já comecaram a surgir - Postado por Luana Segatto às 13:15 1 comentário 5 0 0 Com todo o crescimento do e-commerce podemos identificar que os canais sociais e interativos sao a grande sacada das empresas que tem lojas virtuais e reais. A rede de hipermercados Wal-Mart, aumentou seus investimentos no Brasil e junto com a ampliaçõo de sua rede física, investiu tambem num site totalmente 2.0. O site do Wal-Mart é totalmente colaborativo, permite comentários, tem nuvens de tags que facilitam a busca do usuário por alguns produtos e todos aqueles conceitos de Web 2.0 já ditos anteriormente. [MADIA, 2008] Wal –Mart é um claro exemplo de como o varejo pode se utilizar BEM das mídias sociais e ainda fazer um ótimo trabalho de divulgaçõo, prospecção, comunicação, vendas e principalmente APROXIMAÇÃO. O Wal-Mart também mantém atualizações no Twitter, sobre suas promoções e novidades e tem seu próprio blog. 100 100 95 95 75 75 25 25 27 5 5 0 0 projeto de midia segunda-feira, 22 de junho de 2009 21:24:40
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×