Redes de Pert

11,446 views
11,104 views

Published on

Uma introdução ligeira às redes de PERT e gráficos de GANTT. Aula de Planeamento de Sistemas de Informação do Mestrado em Informação Empresarial da Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão, do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

Published in: Business
2 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
11,446
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
308
Comments
2
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Redes de Pert

  1. 1. PERTProject Evaluation and Review Technique Alberto Sim˜es o alberto.simoes@eu.ipp.pt Planeamento de Sistemas de Informa¸˜o ca Mestrado em Informa¸˜o Empresarial ca 2012/2013 Alberto Sim˜es o PERT 1/1
  2. 2. PERT PERT significa: Project Evaluation and Review Technique ou, em Portuguˆs: e T´cnica de Avalia¸˜o e Revis˜o de Projetos e ca a e tem como principais objetivos: Facilitar a tomada de decis˜es; o Reduzir o tempo e custo para terminar um projeto; Alberto Sim˜es o PERT 2/1
  3. 3. PERT PERT significa: Project Evaluation and Review Technique ou, em Portuguˆs: e T´cnica de Avalia¸˜o e Revis˜o de Projetos e ca a e tem como principais objetivos: Facilitar a tomada de decis˜es; o Reduzir o tempo e custo para terminar um projeto; Alberto Sim˜es o PERT 2/1
  4. 4. PERT PERT significa: Project Evaluation and Review Technique ou, em Portuguˆs: e T´cnica de Avalia¸˜o e Revis˜o de Projetos e ca a e tem como principais objetivos: Facilitar a tomada de decis˜es; o Reduzir o tempo e custo para terminar um projeto; Alberto Sim˜es o PERT 2/1
  5. 5. PERT Esta t´cnica permite: e Analisar: as tarefas necess´rias para completar um projeto; a quais as tarefas que podem ser realizadas em paralelo; quais as tarefas que tˆm interdependˆncias; e e o tempo necess´rio para completar cada tarefa; a Identificar: o tempo m´ ınimo necess´rio para completar todo o projeto; a as atividades cr´ ıticas que n˜o podem/devem derrapar a temporalmente; Alberto Sim˜es o PERT 3/1
  6. 6. PERT Esta t´cnica permite: e Analisar: as tarefas necess´rias para completar um projeto; a quais as tarefas que podem ser realizadas em paralelo; quais as tarefas que tˆm interdependˆncias; e e o tempo necess´rio para completar cada tarefa; a Identificar: o tempo m´ ınimo necess´rio para completar todo o projeto; a as atividades cr´ ıticas que n˜o podem/devem derrapar a temporalmente; Alberto Sim˜es o PERT 3/1
  7. 7. Planeamento PERT 1 Construir uma tabela de atividades e metas a atingir por exemplo, em que datas h´ previs˜o de parte do projeto ter a a de ser apresentado ao cliente; 2 Determinar a ordem pela qual devem ser realizadas ou seja, detetar quais as atividades que s˜o interdependentes, a e quais as atividades que podem ser realizadas paralelamente. Esta informa¸˜o de dependˆncia deve ser indicada na tabela ca e de atividades. 3 Construir um diagrama/rede de atividades cada nodo ´ uma atividade, e as arestas ou setas apresentam e as rela¸˜es de dependˆncia entre atividades; ou co e (representa¸˜o AON – Activiy On Node). ca cada aresta ´ uma atividade, e os nodos s˜o os pontos e a interm´dios de in´ e ıcio/t´rmino da atividade e (representa¸˜o AOA – Activiy On Arrows). ca Alberto Sim˜es o PERT 4/1
  8. 8. Planeamento PERT 1 Construir uma tabela de atividades e metas a atingir por exemplo, em que datas h´ previs˜o de parte do projeto ter a a de ser apresentado ao cliente; 2 Determinar a ordem pela qual devem ser realizadas ou seja, detetar quais as atividades que s˜o interdependentes, a e quais as atividades que podem ser realizadas paralelamente. Esta informa¸˜o de dependˆncia deve ser indicada na tabela ca e de atividades. 3 Construir um diagrama/rede de atividades cada nodo ´ uma atividade, e as arestas ou setas apresentam e as rela¸˜es de dependˆncia entre atividades; ou co e (representa¸˜o AON – Activiy On Node). ca cada aresta ´ uma atividade, e os nodos s˜o os pontos e a interm´dios de in´ e ıcio/t´rmino da atividade e (representa¸˜o AOA – Activiy On Arrows). ca Alberto Sim˜es o PERT 4/1
  9. 9. Planeamento PERT 1 Construir uma tabela de atividades e metas a atingir por exemplo, em que datas h´ previs˜o de parte do projeto ter a a de ser apresentado ao cliente; 2 Determinar a ordem pela qual devem ser realizadas ou seja, detetar quais as atividades que s˜o interdependentes, a e quais as atividades que podem ser realizadas paralelamente. Esta informa¸˜o de dependˆncia deve ser indicada na tabela ca e de atividades. 3 Construir um diagrama/rede de atividades cada nodo ´ uma atividade, e as arestas ou setas apresentam e as rela¸˜es de dependˆncia entre atividades; ou co e (representa¸˜o AON – Activiy On Node). ca cada aresta ´ uma atividade, e os nodos s˜o os pontos e a interm´dios de in´ e ıcio/t´rmino da atividade e (representa¸˜o AOA – Activiy On Arrows). ca Alberto Sim˜es o PERT 4/1
  10. 10. Planeamento PERT 4 Estimar o tempo necess´rio para cada atividade a habitualmente estes valores s˜o expressos em n´mero de a u semanas por atividade, e calculam-se trˆs estimativas de e dura¸˜o para cada atividade (todas elas devem ser ca apresentadas na tabela de atividades): previs˜o otimista, a previs˜o realista, e a previs˜o pessimista. a Nessa mesma tabela, mas tamb´m no diagrama (junto a cada e aresta), representa-se o tempo esperado que ´ calculado com: e previs˜o otimista + 4 × previs˜o realista + previs˜o pessimista a a a 6 Alberto Sim˜es o PERT 5/1
  11. 11. Planeamento PERT 5 Determinar o caminho (ou caminhos) cr´ ıticos somar os tempos para as atividades, determinando o caminho mais longo, ou que demora mais tempo. No nodo inicial do diagrama coloca-se um zero, e nos restantes o tempo cr´ ıtico acumulado. 6 Calcular atividades com folga quando duas atividades se podem executar em paralelo e uma delas demora mais tempo que a outra, ent˜o a que demora a menos tempo pode atrasar (at´ ao tempo total da outra e tarefa) sem que o tempo total do projeto seja alterado. Alberto Sim˜es o PERT 6/1
  12. 12. Planeamento PERT 5 Determinar o caminho (ou caminhos) cr´ ıticos somar os tempos para as atividades, determinando o caminho mais longo, ou que demora mais tempo. No nodo inicial do diagrama coloca-se um zero, e nos restantes o tempo cr´ ıtico acumulado. 6 Calcular atividades com folga quando duas atividades se podem executar em paralelo e uma delas demora mais tempo que a outra, ent˜o a que demora a menos tempo pode atrasar (at´ ao tempo total da outra e tarefa) sem que o tempo total do projeto seja alterado. Alberto Sim˜es o PERT 6/1
  13. 13. Exemplo de Aplica¸˜o: Dados ca Constru¸˜o de um Hospital ca Dependˆncias T. Estimado T. Prov´vel T. P´ssimo Atividade T. Otimo a e e ´ Descri¸˜o ca A selecionar equipa administrat. e m´dica e — 9 15 12 B selecionar e sondar local — 5 13 9 C selecionar equipamento A 8 12 10 D preparar planta final B 7 17 9 E colocar material no local B 18 34 23 F entrevistar enfermeiros, etc A 9 15 9 G encomendar e entregar equipamento C 30 40 35 H construir o hospital D 35 49 39 I desenvolver sistema de informa¸˜o ca A 12 18 15 J instalar equipamento E,G,H 3 9 3 K treinar pessoal administrativo F,I,J 7 11 9 Alberto Sim˜es o PERT 7/1
  14. 14. Exemplo de Aplica¸˜o: Dados ca Constru¸˜o de um Hospital ca Dependˆncias T. Estimado T. Prov´vel T. P´ssimo Atividade T. Otimo a e e ´ Descri¸˜o ca A selecionar equipa administrat. e m´dica e — 9 15 12 12 B selecionar e sondar local — 5 13 9 9 C selecionar equipamento A 8 12 10 10 D preparar planta final B 7 17 9 10 E colocar material no local B 18 34 23 24 F entrevistar enfermeiros, etc A 9 15 9 10 G encomendar e entregar equipamento C 30 40 35 35 H construir o hospital D 35 49 39 40 I desenvolver sistema de informa¸˜o ca A 12 18 15 15 J instalar equipamento E,G,H 3 9 3 4 K treinar pessoal administrativo F,I,J 7 11 9 9 Alberto Sim˜es o PERT 8/1
  15. 15. Exemplo de Aplica¸˜o ca F: 10 I: 15 K: 9 C: 10 J: 4 A: 12 G: 35 B: 9 E: 24 D: 10 H: 40 PERT das atividades planeadas. Alberto Sim˜es o PERT 9/1
  16. 16. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 C: 10 J: 4 A: 12 G: 35 0 B: 9 E: 24 D: 10 H: 40 Caminho Cr´ ıtico: come¸ar com um zero. c Alberto Sim˜es o PERT 10/1
  17. 17. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 12 C: 10 J: 4 A: 12 G: 35 0 B: 9 E: 24 D: 10 H: 40 Caminho Cr´ ıtico: percorrer todos os caminhos; Alberto Sim˜es o PERT 11/1
  18. 18. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 12 C: 10 J: 4 A: 12 G: 35 0 B: 9 E: 24 9 D: 10 H: 40 Caminho Cr´ ıtico: guardar custos nos nodos Alberto Sim˜es o PERT 12/1
  19. 19. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 9 D: 10 H: 40 Caminho Cr´ ıtico: ter em aten¸˜o todas as combina¸˜es ca co Alberto Sim˜es o PERT 13/1
  20. 20. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: A, C Alberto Sim˜es o PERT 14/1
  21. 21. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 33 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: B, E Alberto Sim˜es o PERT 15/1
  22. 22. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 22 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 33 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: B, E Alberto Sim˜es o PERT 16/1
  23. 23. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 22 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 57 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: A, C, G Alberto Sim˜es o PERT 17/1
  24. 24. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 22 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 59 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: B, D, H Alberto Sim˜es o PERT 18/1
  25. 25. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 27 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 59 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: novos caminhos levam a novos custos Alberto Sim˜es o PERT 19/1
  26. 26. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 63 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 59 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: B, D, H, J Alberto Sim˜es o PERT 20/1
  27. 27. C´lculo do Caminho Cr´ a ıtico F: 10 I: 15 K: 9 63 72 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 59 9 D: 10 H: 40 19 Caminho Cr´ ıtico: B, D, H, J, K Alberto Sim˜es o PERT 21/1
  28. 28. Tempo de Folga (Slack Time) F: 10 I: 15 K: 9 63 72 12 C: 10 J: 4 A: 12 22 G: 35 0 B: 9 E: 24 (50) 59 9 D: 10 H: 40 19 Caminhos paralelos menos custosos podem ter atraso sem preju´ ızo. Alberto Sim˜es o PERT 22/1
  29. 29. Atraso m´ximo (Late Start Time) a F: 10 I: 15 K: 9 63 72 12 C: 10 J: 4 A: 12 24 G: 35 0 B: 9 E: 24 (50) 59 9 D: 10 H: 40 19 C´lculo de quanto um processo pode atrasar sem causar preju´ a ızo Alberto Sim˜es o PERT 23/1
  30. 30. Atraso m´ximo (Late Start Time) a F: 10 I: 15 K: 9 63 72 14 C: 10 J: 4 A: 12 24 G: 35 0 B: 9 E: 24 (50) 59 9 D: 10 H: 40 19 C´lculo de quanto um processo pode atrasar sem causar preju´ a ızo Alberto Sim˜es o PERT 24/1
  31. 31. Tempo de Folga (Slack Time) F: 10 (49) I: 15 (49) K: 9 63 72 14 C: 10 J: 4 A: 12 24 G: 35 0 B: 9 E: 24 (50) 59 9 D: 10 H: 40 19 Novo c´lculo de folgas com atrasos poss´ a ıveis. Alberto Sim˜es o PERT 25/1
  32. 32. Tempo de Folga (Slack Time) F: 10 (49) I: 15 (49) K: 9 63 72 14 C: 10 J: 4 A: 12 (14) 24 G: 35 0 B: 9 E: 24 (50) 59 9 D: 10 H: 40 19 Novo c´lculo de folgas com atrasos poss´ a ıveis. Alberto Sim˜es o PERT 26/1
  33. 33. Gr´fico de Gantt a Qtr 2, 2011 Qtr 3, 2011 Qtr 4, 2011 Qtr 1, 2012 Qtr 2, 2012 Qtr 3, 2012Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Alberto Sim˜es o PERT 27/1
  34. 34. Exerc´ 1 ıcio Comprar Casa Dependˆncias T. Prov´vel T. P´ssimo Atividade T. Otimo a e e ´ Descri¸˜o ca A procurar casas em imobili´rias a — 5 15 7 B visitar casas — 5 20 9 C pedir empr´stimo ao banco e A 2 5 4 D realizar contrato promessa B, C 2 4 2 E preparar documenta¸˜o para contrato ca B, C 4 10 6 F aguardar contacto Casa-Pronta D, E 4 15 11 G assinatura do contrato F 1 1 1 1. Calcular tempo estimado 2. Desenhar rede PERT 3. Calcular caminho cr´ ıtico 4. Desenhar gr´fico de Gantt a Alberto Sim˜es o PERT 28/1
  35. 35. Resolu¸˜o 1 ca Dependˆncias T. Estimado T. Prov´vel T. P´ssimo Atividade T. Otimo a e e ´ Descri¸˜o ca A procurar casas em imobili´rias a — 5 15 7 8 B visitar casas — 5 20 9 10 C pedir empr´stimo ao banco e A 2 5 4 3 D realizar contrato promessa B, C 2 4 2 2 E preparar documenta¸˜o para contrato ca B, C 4 10 6 6 F aguardar contacto Casa-Pronta D, E 4 15 11 10 G assinatura do contrato F 1 1 1 1 Alberto Sim˜es o PERT 29/1
  36. 36. Resolu¸˜o 1 ca A: 8 8 C: 3 D: 2 F: 10 G: 1 0 B: 10 11 18 28 29 E: 6 Caminho cr´ ıtico: A, C, E, F, G. Mar 11 Apr 11 May 11 Jun 11 Jul 11 Aug 11 Sep 11 Oct 11 27 06 13 20 27 03 10 17 24 01 08 15 22 29 05 12 19 26 03 10 17 24 31 07 14 21 28 04 11 18 25 02 09 16 Alberto Sim˜es o PERT 30/1
  37. 37. Exerc´ 2 ıcio Desenvolvimento de variedades de arroz tolerantes ao sal. Act. Descri¸˜o ca Dep. ´ T.Op. T.P´s. e T.Prv. A Cultivar plantas doadoras — 16 24 20 B Colheita das sementes tipo F1 A 4 8 5 C Analisar as sementes F1 B 8 16 12 D Criar Produtos Qu´ ımicos — 12 32 20 E Plantar anteras de F1 D, C 4 12 10 F Preparar sala de crescimento ass´ptica e — 8 20 12 G Colocar tela de tolerˆncia ` salinidade a a E, F 4 12 8 H Plantas em solu¸˜o tolerante ` salinidade ca a G 4 8 5 I Identificar hapl´ides e criar dipl´ides o o H 4 8 5 L Selecionar linhas homozigotas I 16 24 20 M Testar o material em ensaios L 16 24 20 P Promover entradas na triagem nacional M 30 50 40 Q Avaliar nos campos dos agricultores P 15 24 20 R Dias de campo P 3 5 4 S Disponibilizar sementes para avalia¸˜o ca R, Q 5 12 8 T An´lise final a S 10 15 12 1. Calcular tempo estimado 2. Desenhar rede PERT 3. Calcular caminho cr´ ıtico 4. Desenhar gr´fico de Gantt a Alberto Sim˜es o PERT 31/1
  38. 38. Resolu¸˜o 2 ca T.Prov. T.Opt. T.P´s. T.Est. e Dep. Act. ´ Descri¸˜o ca A Cultivar plantas doadoras — 16 24 20 20 B Colheita das sementes tipo F1 A 4 8 5 5 C Analisar as sementes F1 B 8 16 12 12 D Criar Produtos Qu´ ımicos — 12 32 20 20 E Plantar anteras de F1 D, C 4 12 10 9 F Preparar sala de crescimento ass´ptica e — 8 20 12 12 G Colocar tela de tolerˆncia ` salinidade a a E, F 4 12 8 8 H Plantas em solu¸˜o tolerante ` salinidade ca a G 4 8 5 5 I Identificar hapl´ides e criar dipl´ides o o H 4 8 5 5 L Selecionar linhas homozigotas I 16 24 20 20 M Testar o material em ensaios L 16 24 20 20 P Promover entradas na triagem nacional M 30 50 40 40 Q Avaliar nos campos dos agricultores P 15 24 20 19 R Dias de campo P 3 5 4 4 S Disponibilizar sementes para avalia¸˜o ca R, Q 5 12 8 8 T An´lise final a S 10 15 12 12 Alberto Sim˜es o PERT 32/1
  39. 39. Resolu¸˜o 2 ca B: 5 20 25 A: 20 C: 12 D: 20 0 37 E: 9 G: 8 H: 5 I: 5 L: 20 M: 20 P: 40 Q: 19 S: 8 T: 12 46 54 59 64 84 104 144 163 171 183 F: 12 R: 4 Caminho cr´ ıtico: A, B, C, E, G, H, I, L, M, P, Q, S, T Half 2, 2011 Half 1, 2012 Half 2, 2012 Half 1, 2013 Half 2, 2013 Half 1, 2014 Half 2, 2014 M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O Alberto Sim˜es o PERT 33/1

×