Paty1

380 views
336 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
380
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Paty1

  1. 1. Instituto Santa Teresinha Trabalho de Religião Proposto pela professora De religião e realizado Pela aluna Patrícia Oliveira Como parte avaliativa Para a 3° nota AC151012
  2. 2. LiberdadeO que é Liberdade:Liberdade significa o direito de ir e vir, de acordo com a própriavontade, desde que não prejudique outra pessoa, é a sensação deestar livre e não depender de ninguém. Liberdade é também umconjunto de idéias liberais e dos direitos de cada cidadão.Liberdade é classificada pela filosofia, como a independência do serhumano, o poder de ter autonomia e espontaneidade. A liberdade éum conceito utópico, uma vez que é questionável se realmente osindivíduos tem a liberdade que dizem ter, se com as mídias elarealmente existe, ou não. Diversos pensadores e filósofosdissertaram sobre a liberdade, como Sartre, Descartes, Kant, Marxe outros.No meio jurídico, existe a liberdade condicional, que é quando umindivíduo que foi condenado por algo que cometeu, recebe o direitode cumprir toda, ou parte de sua pena em liberdade, ou seja, com odireito de fazer o que tiver interesse, mas de acordo com as normasda justiça.Liberdade em ÉticaEm ética, liberdade é relacionada com responsabilidade, uma vezque um indivíduo tem todo o direito de ter liberdade, desde queessa atitude não desrespeite ninguém, não passe por cima deprincípios éticos e legais.Liberdade na Filosofia
  3. 3. Segundo a filosofia, liberdade é o conjunto de direitos de cadaindivíduo, seja ele considerado isoladamente ou em grupo, peranteo governo do país em que reside; é o poder qualquer cidadão temde exercer a sua vontade dentro dos limites da lei.Liberdade pelos FilósofosDiversos filósofos estudaram e publicaram suas obras sobre aliberdade, como Marx, Sartre, Descartes, Kant, e outros.Para Descartes a liberdade é motivada pela decisão do próprioindivíduo, mas muitas vezes essa vontade depende de outrosfatores, como dinheiro ou bens materiais.Segundo Kant, liberdade está relacionada com autoria, é o direitode o indivíduo dar suas próprias regras, que devem ser seguidasracionalmente. Essa liberdade só ocorre realmente, através doconhecimento das leis morais e não apenas pela própria vontade dapessoa. Kant diz que a liberdade é o livre arbítrio e não deve serrelacionado com as leis.Para Sartre, a liberdade é a condição de vida do ser humano, oprincípio do homem é ser livre. O homem é livre por si mesmo,independente dos fatores do mundo, das coisas que ocorrem, ele élivre para fazer o que tiver vontade.Karl Marx diz que a liberdade humana é uma prática dos indivíduos,e ela está diretamente ligada aos bens materiais. Os indivíduosmanifestam sua liberdade em grupo, e criam seu próprio mundo,com seus próprios interesses.,A liberdade de religião e de opinião é considerada por muitoscomo um direito humano fundamental. A liberdade de religião incluiainda a liberdade de não seguir qualquer religião, ou mesmo de nãoter opinião sobre a existência ou não
  4. 4. de Deus (agnosticismo e ateísmo). A liberdade religiosa se o põediante de todas suas ideias e principalmente seguimento do próprioser humano.A Declaração Universal dos Direitos Humanos adotada pelos 58estados membros conjunto das Nações Unidasem 10 dedezembro de 1948, no Palais de Chaillot em Paris, (França), definiaa liberdade de religião e de opinião no seu artigo 18: Todo o homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular. A liberdade de religião, enquanto conceito legal, ainda que esteja relacionada com a tolerância religiosa, não é idêntica a esta - baseando-se essencialmente na separação da Igreja do Estado, ou laicismo, sendo a laicidade (laïcité, no original), o estado secular que se pretende alcançar.

×