Eden Pps6 Minuta

415 views

Published on

Projecto EDEN

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
415
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Eden Pps6 Minuta

  1. 1. Workshop Projecto EDEN PPS6 Horário: 10:00 – 13:00 28 de Março de 2007 Local: Sala de Actos, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Hora N° Assunto Responsável 10:00 0 Chegada e registo dos participantes Todos 10:30 1 Introdução ao evento INEGI & IST 11:00 2 Desenvolvimento da visão IST & Todos • Apresentação e discussão de cenários potenciais • Discussão de taxas de penetração 12:00 3 Análise de trajectos IST & Todos • Revisão e selecção de cadeias • Discussão, incluindo contributos dos parceiros 13:00 4 Apresentação do Projecto EDEN PPS6 IST & Todos • Revisão da descrição do projecto & metodologia 13:30 5 Encerramento Todos
  2. 2. Ponto 1 – Introdução ao Evento O Eng. Rui Sá (INEGI – Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial) deu início ao Workshop Projecto EDEN PPS6, agradeceu a presença de todos os participantes e efectuou uma pequena introdução e descrição do Projecto EDEN e da importância do PPS6 dentro de todo o projecto. De seguida, o Professor Rei Fernandes (IST – Instituto Superior Técnico) apresentou a agenda do Workshop e efectuou uma breve descrição dos tópicos a analisar. A condução do Workshop foi da responsabilidade do Professor Rei Fernandes. O Eng. Luke Murray (IST – Instituto Superior Técnico) efectuou a primeira apresentação do Workshop focando os seguintes pontos: − Objectivos da política de energia da UE − Desafios chave dos cenários energéticos na UE − Importância do hidrogénio e das pilhas de combustível na UE − Visão geral estratégica da UE − Iniciativas na EU − Objectivos da política de energia em Portugal − Desafios chave dos cenários energéticos em Portugal − Importância do hidrogénio e das pilhas de combustível em Portugal − Objectivos Projecto EDEN PPS6 − “Ice Breaker” Ponto 2 – Desenvolvimento da Visão Apresentação e Discussão de Cenários Potenciais O Eng. Rui Pimenta (IST – Instituto Superior Técnico) efectuou a segunda apresentação sobre “Desenvolvimento de Cenários para o Hidrogénio em Portugal”. Esta apresentação reuniu um conjunto de resultados preliminares do Projecto HI-PO - Estratégia Nacional para o Desenvolvimento do Hidrogénio como Vector Energético em Portugal. Este projecto tem por objectivo desenvolver uma estratégia para o Hidrogénio em Portugal através da discussão e avaliação de cenários futuros. Segundo o Eng. Rui Pimenta os resultados esperados deste projecto são: − Conjunto de cenários para o futuro do hidrogénio em Portugal − Avaliação do conjunto final de cenários − Identificação de oportunidades e barreiras à concretização dos cenários 2
  3. 3. − Contributos para a definição de um roadmap para o hidrogénio em Portugal O Projecto HI-PO definiu 5 cenários para o futuro do hidrogénio em Portugal em 2030-2050: 1. Renováveis dominantes 2. Não renováveis e bioenergia centralizadas 3. Electricidade descentralizada 4. Gás natural descentralizado 5. Pequena escala e combustíveis líquidos Partindo destes cenários qualitativos o Projecto EDEN PPS6 tentará dar resposta a um conjunto de questões: − Que futuro para o hidrogénio em Portugal? − Que cenários julgam mais realistas? − Há algum cenário claramente a rejeitar? − Podem as renováveis assegurar o monopólio da produção de hidrogénio? − São os transportes o uso final mais óbvio e competitivo para o hidrogénio? Discussão: No final desta apresentação surgiram alguns comentários dos participantes neste Workshop, indicando que o hidrogénio é um vector energético de 2ª geração, não significando que seja utilizado directamente nos transportes. Alguns participantes acreditam que o hidrogénio será utilizado para produzir metanol, para posteriormente ser utilizados nos veículos. Foram também levantadas algumas questões relacionadas com o armazenamento e transporte do hidrogénio. De seguida o Eng. João Cleto (FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia) realizou uma apresentação “Portuguese energy system scenarios for 2030 and Greenhouse Gas emissions using TIMES_PT”. O Times Model permite analisar o impacto da introdução do hidrogénio no sistema energético e fornecerá informação para o ISIS Model e para o COPERT Model. Discussão de Taxas de Penetração O Eng. Ricardo Pimenta (IST – Instituto Superior Técnico) procedeu à apresentação das taxas de penetração do hidrogénio, segundo dois cenários (Elevada penetração do H2 e Moderada penetração do H2) para aplicações estacionárias e transportes, tendo em consideração um horizonte temporal até 2020, 2030 e 2050. As taxas de penetração do hidrogénio são apresentadas de seguida. 3
  4. 4. Stationary Applications - CHP Capacity Installed Scenario 2020 2030 2050 High Penetration Scenario Low Penetration Scenario High penetration (INEGI consultation) >1% <6% <8% Low penetration (INEGI consultation) <1% <1% <4% Baseline Scenario 0,27% 11,58% 16,53%? - 30% CO2 Scenario 23,94% 59,80% 66,24%? Da discussão sobre as taxas de penetração do hidrogénio, no caso de aplicações estacionárias, chegou-se a um consenso entre os diversos participantes de que: − Até 2030 a taxa de penetração do hidrogénio estaria entre 10 a 12%, concordando com as estimativas fornecidas pelo TIMES Model. − Até 2020 a taxa de penetração do hidrogénio poderá ser um pouco superior ao valor apresentado pelo TIMES Model, uma vez que poderão existir nichos de mercado que o modelo poderá não estar a captar, como é o caso de aplicações de iluminação em regiões longe da rede. Road Transport Passenger Vehicles - % of the Fleet Scenario 2020 2030 2050 High Penetration Scenario Low Penetration Scenario High penetration (INEGI consultation) >2% <20% <65% Low penetration (INEGI consultation) >1% <5% <30% HyWays High Penetration 3,3% 23,7% 74,5% HyWays Low Penetration 0,7% 7,6% 40,0% Baseline Scenario 0,0% 0,0% ? - 30% CO2 Scenario 0,0% 0,0% ? Da discussão sobre as taxas de penetração do hidrogénio no caso dos transportes chegou-se a um consenso de que: − Até 2030 a taxa de penetração do hidrogénio estaria próxima dos 5%. Surgiram algumas questões relativamente ao facto da taxa de penetração do hidrogénio estimada pelo TIMES Model apresentar o valor zero, esta situação deve-se ao facto de este modelo apostar mais no metanol produzido a partir do gás natural, no caso dos transportes. 4
  5. 5. Ponto 3 – Análise de Trajectos − Revisão e Selecção de Cadeias − Discussão, incluindo Contributos dos Parceiros No ponto Análise de Trajectos – Revisão e Selecção de Cadeias foi realizada uma apresentação pelo Eng. Hugo Seymour, que tinha por objectivo captar a opinião e o conhecimento dos diversos intervenientes no Workshop para a selecção de um conjunto de cadeias de hidrogénio a partir de uma lista de 28, que serão utilizadas como “input” chave nos modelos. As potenciais cadeias de hidrogénio encontravam-se distribuídas por três grupos: − Cadeias potenciais: renováveis − Cadeias potenciais: combustíveis fósseis − Cadeias potenciais: electricidade As cadeias de hidrogénio seleccionadas, bem como o seu provável horizonte temporal de introdução, encontram-se na tabela seguinte. 5
  6. 6. st Feedstock H2 CCS 1 H2 Distribution End use Likely introduction production conversion transport 2020 2030 2050 1 Wind Onsite GH2 filling FC transport / Y electrolysis station / stationary distribution centre 2 Wind Central GH2 truck GH2 filling FC transport / Y electrolysis station / stationary distribution centre 3 Wave power Central Liquefaction LH2 truck LH2 filling FC transport Y electrolysis station 4 Solar PV Onsite GH2 filling FC transport / Y electrolysis station / stationary distribution centre 5 Solar heat Thermal Dedicated GH2 filling FC transport / Y conversion pipeline station / stationary distribution centre 6 Biomass Gasification Dedicated GH2 filling FC transport / Y pipeline station / stationary distribution centre 7 Natural gas Onsite SMR GH2 filling FC transport / Y station / stationary distribution centre 8 Natural gas Central SMR CCS Pipeline GH2 filling FC transport / Y station / stationary distribution centre 9 Coal Gasification CCS Pipeline GH2 filling FC transport / Y station / stationary distribution centre 10 By-product GH2 truck GH2 filling FC transport Y station 11 Biological Chemical Hydride Hydride Portable Y production reaction truck capsules applications 12 Nuclear Central Pipeline GH2 filling FC transport / Y electrolysis station / stationary distribution centre 13 El Grid Central Pipeline GH2 filling FC transport / Y electrolysis station / stationary distribution centre 6
  7. 7. Ponto 4 – Apresentação do Projecto EDEN PPS6 − Revisão da Descrição do Projecto e Metodologia A última apresentação deste Workshop foi da responsabilidade do Professor Rei Fernandes, onde efectuou um resumo das várias apresentações anteriores, salientando os pontos mais relevantes. De seguida, efectuou uma descrição da metodologia do PPS6 e das diversas fases que o constituem. Por fim, terminou a apresentação indicando as previsíveis datas dos próximos Workshops deste PPS. Ponto 5 – Encerramento O encerramento do 1º Workshop Projecto EDEN PPS6 ficou a cargo do Professor Rei Fernandes. 7

×