Marcas e selos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
192
On Slideshare
186
From Embeds
6
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
1

Embeds 6

http://www.facebook.com 2
http://www.linkedin.com 2
https://m.facebook.com&_=1389886311492 HTTP 1
https://www.facebook.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Ou este ou aquele.... Eis a questão. Por Guilherme Witte Informação para decidir se compro esse ou aquele produto ou serviço; depois a informação para decidir se compro o produto ou serviço escolhido daquela determinada empresa e, ainda(!), se compro nesse ou naquele estabelecimento. Dúvidas que, em maior e menor grau, passam pela minha cabeça e de todo o consumidor (será mesmo??) no momento de decisão de compra. Além do fator capacidade (e necessidade...) de compra, talvez o único fator claramente objetivo (se tenho o $ para isso), outros fatores influenciam (ou podem, ou procuram influenciar) a escolha. Neste campo (de outros fatores), o uso de marcas, selos, rótulos, classificações etc., que proliferam em vários produtos, serviços e empresas, é objeto da minha curiosidade nos últimos 20 anos. Mas o que são essas marcas, selos, rótulos, classificações? Quais são os seus significados? Agregam valor à marca do produto, diferenciam a empresa em um ambiente de abundância de ofertas e, principalmente, influenciam a minha decisão de compra e a dos (potenciais) clientes? As primeiras duas questões são mais fáceis de serem respondidas. “As terceiras” questões já têm uma complexidade maior na elaboração das respostas. Efetivamente, creio que poucas empresas que utilizam essas ferramentas têm uma informação consistente sobre se, de fato, a utilização delas é realmente relevante. Sendo assim, vou, por enquanto, me limitar a explorar as duas primeiras questões. A minha abordagem será para aqueles que, por ventura, sejam (ou fiquem) curiosos (eu sou!!) com o significado dessas marcas, selos, rótulos, classificações espalhados por aí. Lembrando que os “criadores técnicos” dessas marcas raramente têm uma preocupação de como aquilo vai impactar o consumidor (e o mercado) e se ele vai entender o seu significado. Por fim, o Ministério da Saúde Mental adverte: O interesse pelo tema pode causar paranóias, TOC e outras patologias compulsivas que não deixarão você ficar indiferente ao ver uma marca, selo, rótulo em um produto ou serviço (um sintoma clássico é tirar uma foto da marca/selo desconhecida e ficar ansioso para buscar o significado dela/dele na web).