Your SlideShare is downloading. ×
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Mudancas na adolescencia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mudancas na adolescencia

1,422

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,422
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MUDANÇASNA ADOLESCÊNCIAAutoras:Junia FregugliaMarina Fonsecahttp://oglobo.globo.com/fotos/2008/07/29/29_MHG_cult_monica.jpgTópico Complementar nº VI do CBC de CiênciasHabilidades Básicas recomendadas no CBC e abordadas neste módulo:• Reconhecer e discutir mudanças físicas e psicológicas na adolescência.• Diferenciar identidade pessoal e coletiva e sua importância na vida em sociedade.Organização do texto:InformaçãoAtividadesProjetosHistória
  • 2. IntroduçãoA adolescência é uma fase da vida em que acontecem muitas mudanças. É certoque ao longo de toda a vida o indivíduo experimentará mudanças. Entretanto, naadolescência o processo de amadurecimento biológico, psicológico, sexual e socialé muito intenso. A fase da adolescência inclui diversos aspectos que serãovivenciados por uma pessoa: mudanças físicas marcantes relacionadas aoamadurecimento sexual do indivíduo; estabelecimento de relações de grupo;desenvolvimento de novas responsabilidades; e construção de valores pessoaisrelacionados ao seu ambiente social.A adolescência é um momento detransição que pode ser difícil e custosoporque o adulto que virá ainda "nãonasceu" e a criança que existia ainda "nãomorreu". É neste espaço entre a infância ea vida adulta que @1adolescente constróisua identidade. Também é uma fase demuitas descobertas, novas emoções esurpresas positivas. As informações corretas podem ser muito úteis neste momentoem que @ adolescente está experimentando tantas novidades, por que nenhumainformação equivocada (ou falta de informação) será benéfica nesta fase dedescobertas, incertezas e, para muitos, de insegurança. Saber um pouco mais sobremudanças físicas e psicológicas que caracterizam esta etapa da vida pode ajudar @adolescente a vivenciá-la mais positivamente. Nenhuma informação pode substituira experiência, entretanto as informações podem ajudar @ adolescente perceber queas mudanças que estão acontecendo com el@, por exemplo, no seu corpo e nassuas relações sociais, são normais nesta etapa da vida.1Sempre que falamos de um coletivo e de homens e mulheres , ele aparece no masculino. O símbolo @ tem sido utilizado poralguns grupos com intenção de superar este suposto sexismo na linguagem. Não tem relação com o @ usado na internet.http://www.psicoastro.com/images/14.jpg
  • 3. Atividade 1 – Trocando idéiasA partir da leitura da história em quadrinhos abaixo e do texto da introdução,discuta com seus colegas sobre as mudanças na adolescência.Charge de BILL WATTERSON. Calvin e Aroldo. Editora Cedibra.
  • 4. Adolescência e puberdadeA adolescência engloba a segunda década da vida, dos 11 aos 20 anos de idade.Adolescência engloba dois processos distintos, mas que se sobrepõem: apuberdade e a adolescência.Puberdade é o nome dado à fase em que ocorrem mudanças físicas que geram oamadurecimento sexual que, consequentemente, tornam a pessoa biologicamentepronta para se reproduzir. E adolescência é o nome que se dá a todas as mudançassociais, psíquicas e emocionais que se referem às pessoas que estão na segundadécada da vida.@ adolescente busca uma independência emocional (e também econômica) emrelação aos pais. Tal necessidade já se apresenta quando a criança começa aperder o interesse pelas atividades que normalmenteadorava fazer junto com a família. Progressivamente, ogrupo formado por pessoas da mesma idade vaiassumindo uma importância principal para @ adolescente.E o meio da adolescência é o período em que acontecemnormalmente os maiores conflitos com a família, uma vezque @ adolescente se torna mais resistentes a seguir asnormas, a ouvir conselhos e a simplesmente vivenciarmomentos com os parentes mais próximos. Também é operíodo em que se torna extremamente vinculado a outraspessoas da mesma idade. Amig@s, ou “a turma”, setornam a principal referência de conduta para @sadolescentes. Esta é uma fase em que a pessoa pode se tornar, às vezes,vulnerável frente à opinião dos colegas e, por isso, pode ser facilmente influenciadopelas opiniões e condutas dos mesmos.Mas estas relações vão mudando à medida em que o jovem estabelece sua própriaidentidade. A partir desta construção da própria identidade, os conflitos com a famíliatendem a diminuir. Por isso, o diálogo é fundamental, principalmente na fase que émais difícil para todos: adolescentes, pais, e irmãos e outros familiares. Além dodiálogo, o contato caloroso (a presença física e afetiva, os abraços - tão comuns nafase anterior da infância) devem ser valorizados entre os familiares.“Tribo” de punks.http://www.n-a-u.org/Magnani.html
  • 5. Atividade 2: Debate _Troca de papéisDiscuta com um grupo de colegas asseguintes questões:• O que chama a atenção na ilustraçãoao lado?• Esta situação pode ser comparada aoque os adolescentes que vivenciamem relação aos pais ouresponsáveis? De que maneira?• Que imagem você faz de vocêmesmo? O que pensa que é capazde fazer? Que responsabilidades jáconsegue assumir? O que ainda émuito "pesado", em termos deresponsabilidades, para você?• Que imagem você pensa que seuspais ou responsáveis fazem de você? O que eles pensam que você é e não écapaz de fazer? Que responsabilidades eles esperam que você assuma? Queatitudes eles cobram de você?Após responder a essas questões imagine uma situação hipotética em que vocêtroque de papel com seus os pais ou responsáveis. Você agiria da mesma formaque eles? Em que aspectos? Porque motivos?http://lupato.files.wordpress.com/2007/06/bebes06.jpg
  • 6. Mudanças físicasO autor deste desenho escreveu em seublog: “Eu sei que faz bem pouco tempo queeu saí da adolescência, mas assim que euvi esse meme que tá rolando entre osilustradores gringos, resolvi aderir. O lanceé mostrar como você era quandoadolescente. Aí peguei meu sketchbook emandei ver na auto-humilhação (e verifiqueique até que eu mudei um bucadinho)”Atividade 3: Auto-retrato• Faça um auto-retrato de uma fase do seu desenvolvimento físico que jápassou (por exemplo, quando você era criança ou há um ou dois anos atrás).Inclua neste desenho também suas preferências, por exemplo, em relaçãomodo de se vestir naquela época ou como usava o cabelo.• Procure perceber as diferenças entre o seu corpo e suas preferências agora,na fase atual, em relação à fase anterior, representada no auto-retrato.• Converse com um colega do mesmo sexo (e com o qual você tem aafinidade) sobre essas mudanças.• Discuta o que você acha positivo e o que o incomoda no processo dapuberdade.“Auto-retrato” da fase de adolescênciahttp://media.photobucket.com/image/adolesc%25C3%25AAncia/desvio_padrao/rafa_teen.gif
  • 7. A puberdade é o aspecto biológico da adolescência. A puberdade começa com oaparecimento dos caracteres sexuais secundários (broto mamário, aumento dostestículos, aparecimento dos pelos pubianos) e termina quando o desenvolvimentofísico está completo.É possível determinar uma média de idade em que as mudanças acontecem noscorpos d@s adolescentes. Entretanto, existem variações que podem se caracterizarcomo uma puberdade precoce ou atrasada. Diversos fatores podem levar a taisalterações, entre eles fatores ambientais, situações de stress e intenso desgasteemocional, atividades físicas intensas, algumas substâncias químicas e desnutrição.Na puberdade acontece o desenvolvimento das gônadas (testículos nos homens eovários nas mulheres) e desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, quesão aqueles que nos permitem diferenciar os homens e as mulheres, tais como,formato do corpo, desenvolvimento das mamas, crescimento de pêlos e timbre davoz.Os caracteres sexuaissecundários masculinos são:a primeira ejaculação; ocrescimento do pênis e dostestículos; aparecimento depêlos na zona púbica, nasaxilas, no rosto e no peito;crescimento lento eprolongado; aumento dosombros; voz mais grave.Os caracteres sexuaissecundários femininos são:desenvolvimento dasglândulas mamárias;aparecimento de pêlos nazona púbica e nas axilas;crescimento rápido e curto;alargamento da bacia; menstruação.Adão e Eva _ quadro de Dürer,pintado em 1507http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/seminario/durer/adaoeva.htm
  • 8. O quadro a seguir mostra o que acontece com os meninos e meninas durante apuberdade. Refere-se ao que acontece com a média dos jovens. Mas não sedesespere se perceber alguma diferença, pois cada um tem seu ritmo!http://jornalsanitario.files.wordpress.com/2008/08/scan0012.jpg
  • 9. Identidade Pessoal e CulturalIdentidade pessoal se refere às impressões que uma pessoa tem dela mesma. Nãose trata de questões de matéria, ou seja, apenas da corporeidade. Identidade temmais a ver com aquilo que a pessoa pensa que é, ou aquilo com que se identifica. Aidentidade afeta o modo como as pessoas se sentem e como se comportam emsituações desafiadoras.Identidade pessoal tem muito a ver com auto-estima também. Quando uma pessoase vê muito diferente do que as outras pessoas a vêem ou quando não está emharmonia com as pessoas à sua volta podem experimentar um sentimento de"batalha" para se tornar apreciado pelos outros. Um aspecto importante da auto-estima é saber quem somos e quem acreditamos ser. Desta forma, podemos buscarnosso aperfeiçoamento pessoal, para nos tornarmos pessoas cada vez melhores,não no sentido físico, mas no sentido daquilo que idealizamos como uma pessoafeliz.O que idealizamos e nossa identidade pessoal, tem muito a ver como o meio sociale com as identidades sociais que acessamos. A construção da identidade pessoalse dá na relação de um indivíduo com outros indivíduos, em um contexto social. Eexistem também as identidades sociais...Atividade 4: DebateComo as identidades sociais influenciam na construçãode identidades pessoais dos adolescentes?A turma deverá ser dividida em dois grupos. Cada grupo deverá ler um dos textosteóricos sobre o tema "identidade social", apresentados a seguir.• Divididos em pequenos grupos ou em duplas os alunos deverão assinalar aspalavras que não conhecem no texto e buscar seus significados.• Após a leitura cuidadosa do texto, irão definir o que entenderam por"identidade social", segundo a concepção apresentada no texto.• Ainda em pequenos grupos ou em duplas, os alunos deverão levantar umaquestão específica que queiram discutir com a turma, em relação ao tema“adolescência e identidades sociais”. Os alunos podem levantar questões
  • 10. relacionadas a situações que vivenciam na própria escola ou e em outrosambientes.• O professor deve organizar as perguntas ou, junto com a turma, selecionaraquelas que sejam mais interessantes para um debate.• Após selecionadas as questões, realizar um debate amplo com toda a turma eregistrar os principais pontos de divergência, os consensos e as conclusões.A IDENTIDADE SOCIALMário Ribeiro MartinsTexto publicado no site Usina de Letras(http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=36665&cat=Artigos&vinda=S)Identidade social é a posição da pessoa, em relação à posição dos demais dentro dasociedade. Ao escolher uma profissão, religião, estado civil, etc., o individuo está definindo asua identidade social.Valores diferentes são atribuídos a significações diferentes. Um grau se atribui à significação“médico” e um outro à significação “barbeiro”. Assim, a identidade social é a posição quecada uma destas pessoas possui na sociedade. Não é que um seja mais importante do queo outro. Cada um- o médico e o barbeiro- ocupa um espaço diferente. Mas, a identidadesocial está relacionada com a atribuição de valores.E quais são as medidas para se atribuir estes valores? Uma destas medidas é a riqueza,que é o acúmulo de bens materiais, dinheiro, etc. Exemplo: Se alguém tem mais dinheiro,tem mais valor social. É claro que para toda regra, tem exceção.Uma outra medida é o poder ou seja a possibilidade maior ou menor de dar ordem em nomedo Estado. Exemplo: O Governador tem mais poder do que o Vereador para dar ordem noEstado.Uma outra medida é a capacidade ou seja a possibilidade de alguém ser mais eficiente doque o outro, na mesma profissão. Exemplo: Um médico cardiologista pode ser mais eficientedo que o outro.Assim, a identidade social pode ser ATRIBUIDA e ADQUIRIDA.É atribuída, quando não se pode fugir dela. Exemplo: A identidade social do homem brancoque não pode se tornar preto ou do preto que não pode se fazer branco. Outro exemplo: OPríncipe que é príncipe, porque o pai é Rei.É adquirida quando é conseguida pelo esforço próprio, com vontade, inteligência e talento.Exemplo: O cidadão que começou como varredor do Banco e depois se tornou Gerente doBanco.Enfim, há muitos outros aspectos que podem ser vistos dentro do tema IDENTIDADESOCIAL.
  • 11. Atividade 5: Interprete a charge abaixo, a partir dos conceitos de identidadepessoal e identidade social.

×