Your SlideShare is downloading. ×
Ead
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ead

451
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
451
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. E. A. D. André Nascimento Hugo Monteiro da Cunha Cardoso
  • 2. Conceitos básicos de EAD
    • 1. Separação entre estudante e professor;
    • 2. Influência de uma organização educacional, especialmente no planejamento e preparação dos materiais de aprendizado;
    • 3. Uso de meios técnicos - mídia;
    • 4. Providências para comunicação em duas vias;
    • 5. Possibilidade de seminários (presenciais) ocasionais.
    • 6. Participação na forma mais industrial de Educação.
  • 3. O que é EAD?
    • Educação a distancia ou EAD é um sistema educacional desenvolvido no sentido de preparar os estudantes nas diversas áreas a partir de uma plataforma formada por várias mídias: computador (internet), televisão, cds, dvds, teleconferencias, apostilas, entre outros.
  • 4. Histórico da EAD
    • A Educação a Distância tem origem desde tempos antigos onde cartas comunicando informações científicas inauguraram esta nova arte de ensino.
    • Iniciou-se assim com o estudo por correspondência, através de materiais impressos com tarefas e atividades que eram enviados pelo correio. Em meados da década de 70 surgem as primeiras Universidades Abertas com design e implementação sistematizadas de cursos a distância, utilizando, além do material impresso, transmissões por televisão aberta, rádio e fitas de áudio e vídeo. A partir da década de 90 com o surgimento da internet, a educação a distância vem se aprimorando cada vez mais, através de tecnologias que viabilizam mecanismos de comunicação tão eficazes capazes de suprir a distância geográfica entre aluno e professor.
  • 5. EAD no mundo
    • Segundo Alves (1998), a difusão da EAD no mundo se deve principalmente à França, Espanha e Inglaterra, pois os centros educacionais destes países contribuíram bastante para que outros pudessem adotar os modelos desenvolvidos. Litto (2002) destaca que, ao contrário do que acontece no Brasil, onde há um histórico de controle governamental centralizador sobre a educação superior, em outras nações havia possibilidades de inovação e, assim, o desenvolvimento de cursos e estratégias de ensino ocorreu mais rapidamente. Com esta abertura, temos que a primeira universidade baseada totalmente no conceito de educação à distância foi a Open University (OU), na Inglaterra (www.open.ac.uk). Surgida no final dos anos de 1960, a OU iniciou seus cursos em 1970 e em 1980 já tinha 70.000 alunos, com 6.000 pessoas se graduando a cada ano. Ao longo de seus 35 anos de existência, foram incorporadas todas as novas tecnologias que eram desenvolvidas e popularizadas, como vídeos e computadores pessoais nos anos de 1980, e a Internet nos anos de 1990. A Open University forneceu referências para o surgimento de universidades abertas em vários outros países do mundo, entre as quais podemos citar a Anadoulou University, na Turquia; a Open Polytechnic, na Nova Zelândia; a Indira Ghandi National Open University, na Índia; e a Open Universität Heerlen, na Holanda.
  • 6. EAD no Brasil
    • A história da educação a distância no Brasil teve início em 1904, com o ensino por correspondência. Na época, instituições privadas passaram a ofertar cursos técnicos sem exigir escolarização anterior. Este modelo foi consagrado com a criação da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, concebida por um grupo liderado por Henrique Morize e Roquete Pinto (1923), e também com o surgimento do Instituto Monitor (1939), do Instituto Universal Brasileiro (1941) e de outras organizações similares. Entre 1970 e 1980, instituições privadas e organizações não governamentais (ONGs) começaram a oferecer cursos supletivos a distância, com aulas via satélite complementadas por kits de materiais impressos. A universidade virtual, compreendida como ensino superior a distância com uso de Tecnologias de Comunicação e Informação (TIC), surgiu no Brasil na segunda metade da década de 1990.
  • 7. Números da EAD no Brasil e no mundo
    • Com o aumento do número de computadores pessoais , a quantidade de pessoas que estão estudando ou sendo treinadas pela web não para de crescer. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinne) , os brasileiros estão comprando um computador a cada três segundos e a venda de desktops e notebooks chegará a 13 milhões de aparelhos no fim deste ano, somos o quinto maior mercado de PCs do mundo, perdendo em vendas apenas para Estados Unidos, China, Japão e Inglaterra.
    • De acordo com o Censo da Educação Brasileira, feito pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacinais) e pelo MEC, havia 21.873 inscritos em 2003, número que passou para 430.229 em 2006. Com isso, a EAD (Educação a Distância) cresceu quase 20 vezes (1.867%) no Brasil, entre 2003 e 2006.
  • 8. O aluno e o professor em EAD
    • A EAD via Internet pode ajudar a EAD em geral a superar uma de suas maiores barreiras, a da manutenção da motivação do estudante. Uma das maiores dificuldades da EAD convencional está no chamado "isolamento" do estudante, que não conta com o apoio e o estímulo de um grupo de pessoas que estão nas mesmas condições que ele, aprendendo as mesmas coisas e ajudando-se mutuamente a vencer dificuldades neste aprendizado, em outras palavras, uma "turma". No caso da teleducação isto vem sendo enfrentado através da organização de grupos locais de alunos reunidos em telessalas, mas nem sempre é possível reunir um grupo que se encontre num mesmo lugar na mesma hora - condição sine qua non para o funcionamento de uma telessala. No caso do ensino por correspondência, tenta-se vencer esta dificuldade através do trabalho de auxiliares, os chamados "tutores", que "vão atrás" do aluno quando este passa muito tempo sem dar notícias ou sem cumprir alguma tarefa, mas por mais atencioso que um tutor seja é muito difícil que um apenas consiga manter o estudante motivado por muito tempo. Ora, com a Internet, pode-se organizar os alunos em turmas, tal como no ensino presencial, e isto certamente tem reflexos positivos sobre a motivação do estudante.
  • 9. Como é o aluno em EAD
    • Características do bom aluno EAD O aluno em educação a distancia normalmente são  pessoas com mais idade e maturidade. O aluno precisa ser autodidata, e saber sua melhor forma de estudo, para realização de tarefas sem a cobrança de um professor; precisa ser curioso, questionar, trocar informações e dar sugestões.
  • 10. Características do bom aluno EAD
    • As características mais presentes em um aluno de EAD são que ele seja maduro autodidata, que seja curioso e que consiga cobrar do professor afim de aprender mais.
  • 11. Papel do professor em EAD
    • O papel do professor em EAD, salientando o que muda em relação à educação presencial  Professor é o profissional que ministra aulas em todos os níveis educacionais, em educação a distância ele torna-se intermediário dos saberes coletivos em vez de fornecedor direto de conhecimentos como na educação presencial.
  • 12. EAD versus Presencial ou EAD e Presencial?
    • A diferença entre a EaD e a educação presencial, em relação ao conhecimento, é que na Ead, são possibilitadas atividades de formação a pessoas distantes de universidades, com maior flexibilidade de horários.
  • 13. e-learning
    • O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância. Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning. http://pt.wikipedia.org/wiki/E-learning