0
GUILHERME RANOYA
A INTUITIVIDADE NAS MÍDIAS INTERATIVAS
UM PROBLEMA CONCRETO
PONTO DE PARTIDA
DECISÕES DE PROJETO
SOLICITAÇÃO SISTEMÁTICA POR
ALGO MAIS INTUITIVO
AUSÊNCIA DE PARÂ...
PESQUISA REALIZADA X IMAGINADA
PERSPECTIVA
MÉTRICAS E MÉTODO PROJETUAL
DADOS EMPÍRICOS
CRITÉRIOS E CATEGORIAS DE ANÁLISE
M...
MÍDIA INTERATIVA: INTERMEDIÁRIO
CONTEXTO
CONCEITO CONFUSO
MÍDIA COM ACOPLAMENTO
COMPUTACIONAL
ENTREPOSTO COMUNICACIONAL
E ...
INTUITIVIDADE É TANGÍVEL
HIPÓTESE
A INTUITIVIDADE NÃO É DE NATUREZA
METAFÍSICA
PROCESSOS INTUITIVOS PODEM SER APREENDIDOS
...
ORIGENS E REFERENCIAIS DA TESE
FONTES E CAMPOS DE PESQUISA
CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO
DISCURSO PROJETUAL
PSICOLOGIA COGNITIVA...
ORIGENS E REFERENCIAIS DA TESE
FONTES E CAMPOS DE PESQUISA
DEUZE, FLUSSER, HALL, JENKINS, LIMA, MARTIN-BARBERO,VIRILIO, WI...
COGNITIVAS CULTURAIS
MECÂNICAS
ADAPTAÇÃO
REDUÇÃO
ENVOLVIMENTO
INCIDENTALIDADE
CARDINALIDADE
CONFORMAÇÃO
CONFORTO
INTELIGÊN...
PRODUTOS DA PESQUISA
RAMIFICAÇÕES DO CAMPO DO SABER
DEFINIÇÕES MAIS PRECISAS SOBRE A
NATUREZA DAS MÍDIAS INTERATIVAS
INTUI...
2013
A INTUITIVIDADE NAS MÍDIAS INTERATIVAS
GUILHERME RANOYA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A intuitividade nas mídias interativas

144

Published on

Apresentação de Tese de Doutorado sobre a questão da intuitividade nas mídias interativas

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
144
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "A intuitividade nas mídias interativas"

  1. 1. GUILHERME RANOYA A INTUITIVIDADE NAS MÍDIAS INTERATIVAS
  2. 2. UM PROBLEMA CONCRETO PONTO DE PARTIDA DECISÕES DE PROJETO SOLICITAÇÃO SISTEMÁTICA POR ALGO MAIS INTUITIVO AUSÊNCIA DE PARÂMETROS E MÉTRICAS
  3. 3. PESQUISA REALIZADA X IMAGINADA PERSPECTIVA MÉTRICAS E MÉTODO PROJETUAL DADOS EMPÍRICOS CRITÉRIOS E CATEGORIAS DE ANÁLISE MECANISMOS E FUNCIONAMENTOS ✓ ✓
  4. 4. MÍDIA INTERATIVA: INTERMEDIÁRIO CONTEXTO CONCEITO CONFUSO MÍDIA COM ACOPLAMENTO COMPUTACIONAL ENTREPOSTO COMUNICACIONAL E INTERFACES ✓ ✓
  5. 5. INTUITIVIDADE É TANGÍVEL HIPÓTESE A INTUITIVIDADE NÃO É DE NATUREZA METAFÍSICA PROCESSOS INTUITIVOS PODEM SER APREENDIDOS E REPRODUZIDOS RACIONALMENTE✓
  6. 6. ORIGENS E REFERENCIAIS DA TESE FONTES E CAMPOS DE PESQUISA CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO DISCURSO PROJETUAL PSICOLOGIA COGNITIVA E NEUROCIÊNCIA LINGUÍSTICA, SEMIÓTICA E FILOSOFIA DA LINGUAGEM ANÁLISE DO DISCURSO E DOS SISTEMAS DE PENSAMENTO DESIGN DE ECOLHA E DESIGN DE EXPERIÊNCIA ARQUITETURA E DESIGN DE INFORMAÇÃO USABILIDADE E INTERAÇÃO HOMEM-MÁQUINA TEORIA DO FLUXO ANTROPOLOGIA E CIBERCULTURA
  7. 7. ORIGENS E REFERENCIAIS DA TESE FONTES E CAMPOS DE PESQUISA DEUZE, FLUSSER, HALL, JENKINS, LIMA, MARTIN-BARBERO,VIRILIO, WILLIANS ALEXANDER, ANTONELLI, BONSIEPE, CARDOSO, DONDIS, MOGGRIDGE DAMÁSIO, LEVETIN, NORMAN, PIAGET, PINKER, RUIZ COELHO, ECO, LÉVY, MAISONNEUVE, PIERCE, SUDJIC, WITTGENSTEIN DELEUZE, FOUCAULT, GUATTARI, NIETZSCHE, NOVAES, PARENTE, SERRES, ŽIŽEK GARRET, HUNICKE, LEBLANC, ZUBEK, LOCKTON, MAEDA COOPER, REIMANN, CRONIN, MASSIRONI, MEGGS, HUSTWIT BUSH, KRUG, NORMAN, PREECE, ROGERS, SHARP, RHEINGOLD, SURI CSIKSZENTMIHALYI ANDERSON, BENEDICT, HUIZINGA, JOHNSON, LARAIA, LÉVY, TADEU, WAGNER
  8. 8. COGNITIVAS CULTURAIS MECÂNICAS ADAPTAÇÃO REDUÇÃO ENVOLVIMENTO INCIDENTALIDADE CARDINALIDADE CONFORMAÇÃO CONFORTO INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL METAFÍSICA
  9. 9. PRODUTOS DA PESQUISA RAMIFICAÇÕES DO CAMPO DO SABER DEFINIÇÕES MAIS PRECISAS SOBRE A NATUREZA DAS MÍDIAS INTERATIVAS INTUITIVIDADE COMO QUESTÃO DE COMUNICAÇÃO (CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS E SIGNIFICAÇÃO) PRINCÍPIOS INAUGURAIS DE UMA PSICOLOGIA DA INTERAÇÃO 9 CATEGORIAS E MECANISMOS DA INTUITIVIDADE
  10. 10. 2013 A INTUITIVIDADE NAS MÍDIAS INTERATIVAS GUILHERME RANOYA
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×