Urbanização
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Urbanização

on

  • 1,106 views

Segue alguns slides muito bem editados, com um conteúdo muito sucinto e claro!

Segue alguns slides muito bem editados, com um conteúdo muito sucinto e claro!
URBANIZAÇÃO...

Statistics

Views

Total Views
1,106
Views on SlideShare
1,106
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
35
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Urbanização Urbanização Presentation Transcript

  • QUESTÕES SOCIAIS URBANIZAÇÃO O QUE É URBANIZAÇÃO? URBANIZAÇÃO DE RISCO AS CIDADES E AS ENCHENTES LEGISLAÇÃOPOLÊMICA SOBRE NOVO CÓDIGO FLORESTAL
  • URBANIZAÇÃO O QUE É: URBANIZAÇÃO É O CRESCIMENTO DA PARCELA DA POPULAÇÃO QUE VIVE NAS CIDADES EM COMPARAÇÃO COM AS QUE HABITAM AS ZONAS RURAIS. CRITÉRIO PARA AVALIAÇÃO: A MAIORIA DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS CONSIDERA ZONA URBANA A AGLOMERAÇÃO NA QUAL 85% DA POPULAÇÃO VIVE EM ÁREA COM DENSIDADE POPULACIONAL SUPERIOR A 150 PESSOAS POR QUILÔMETRO QUADRADO. PARA O IBGE, ZONA URBANA É TODA SEDE DE MUNICÍPIO E DESTRITO, NÃO IMPORTANDO A CONCENTAÇÃO DE PESSOAS.
  • URBANIZAÇÃO DE RISCOO QUE É?É O PROCESSO QUE LEVA A CIDADE A CRESCER EM CONDIÇÕES DE INSEGURANÇA, COMO A OCUPAÇÃO DE ÁREAS SUSCETÍVEIS A ENCHETES OU DESLIZAMENTOS, OU A CONSTRUÇÃO DE EDIFICAÇÕES POUCO ESTÁVEIS, EM TERRENOS SEM INFRAESTRUTURA.
  • URBANIZAÇÃO DE RISCOEXEMPLO:PODEMOS CITAR OS DESLIZAMENTOS NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO, O QUE MOSTRA O DESPREPARO DO BRASIL PARA EVITAR TRAGÉGIAS CAUSADAS POR DESASTRES NATURAIS.
  • PRINCIPAIS DESASTES NATURAIS EM 2010NO MAIS  INUNDAÇÃO É O DESASTRE COMUM MUNDO  SEGUNDO A ONU, O CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO EM ÁREAS INUNDÁVEIS E O AGRAVAMENTO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS AUMENTAM A CADA ANO A FREQUÊNCIA E A SEVERIDADE DAS ENCHENTES  CERCA DE 150 MILHÕES DE PESSOAS, SOBRETUDO POBRES QUE MORAM EM ÁREAS DE RISCO, SÃO AFETADAS PELAS ENCHENTES TODOS OS ANOS. MAIS DE 90% DAS PESSOAS QUE MORRERAM EM DESASTRES NATURAIS NO MUNDO, ENTRE 1975 E 2000, TINHAM RENDA
  • AS CIDADES E AS ENCHENTES OS TEMPORAIS SÃO FENÔMENOS NATURAIS QUE ATINGEM AS CIDADES DE TEMPOS EM TEMPOS. A DIMENSÃO DOS DANOS QUE CAUSAM, PORÉM, PODE SER MENOR SE AS ZONAS URBANAS FOREM CONSTRUÍDAS RESPEITANDO A NATUREZA. AS CHEIAS DOS RIOS, POR EXEMPLO, SÃO NATURAIS E CÍCLICAS. ENTÃO, UM BOM PLANEJAMENTO DEVERIA PRESERVAR SEUS LEITOS LIVRES. A COBERTURA DAS ENCOSTAS DE PEDRA, COMO AS DA SERRA FLUMINENSE, É FRÁGIL E PODE VIR ABAIXO. DEIXÁ- LAS COBERTAS DE VEGETAÇÃO E LIVRES DE MORADIAS REDUZ O RISCO DE CATÁSTROFES.
  • LEGISLAÇÃOA LEI LEHMAN, DE 1979, ESTABELECE EXIGÊNCIAS MÍNIMAS ÀS AUTORIDADES LOCAIS PARA A APROVAÇÃO DE IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS URBANOS. OS TERRENOS DEVEM SER DOTADOS DE DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS, REDES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL E ESGOTAMENTO SANITÁRIO, POR EXEMPLO.
  • CÓDIGO FLORESTALO QUE É?LEGISLAÇÃO QUE TRATA DAS FLORESTAS E DEMAIS ECOSSISTEMAS, DEFINE OS LIMITES DA AMAZÔNIA LEGAL, OS DIREITOS DAS PROPRIEDADES E RESTRIÇÕES DE USO E O DESMATAMENTO EM CADA REGIÃO DO PAÍS. O CÓDIGO ATUAL É DE 1965.
  • PRINCIPAIS MUDANÇAS NO CÓDIGOREPRESENTANTES DOS PRODUTORES RURAIS NO CONGRESSO NACIONAL PROPUSERAM MUDANÇAS NA LEI PARA ATENDER À MAIOR PARTE DAS PROPRIEDADES QUE NÃO CUMPREM A LEGISLAÇÃO ATUAL. O TEXTO DA NOVA LEI FOI APROVADO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS. EM JULHO DE 2011, AINDA PRECISAVA SER APROVADO NO SENADO, ANTES DE IR PARA A SANÇÃO DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA.
  • PONTOS CONFLITANTESO TEXTO APROVADO ANISTIA PRODUTORES QUE NÃO MANTIVERAM ÁREAS PROTEGIDAS COM COBERTURA DE VEGETAÇÃO NATIVA, COMO A LEI PREVÊ, E DESMATARAM ALÉM DO PERMITIDO. TAMBÉM AUTORIZA LAVOURA EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, PRÓXIMA DE MARGENS DE RIOS, NOS TOPOS E ENCOSTAS DE MORROS E PASSA PARA OS ESTADOS A DECISÃO SOBRE O QUE SE PODE DESMATAR.
  • SUSTENTABILIDADE E POLÍTICA “Temos de ter cuidado com aqueles que só querem explorar a terra sem cuidar dela, aumentando demasiadamente lucratividade e retorno, mas também temos de ter cuidado com aqueles que vivem às custas da ecologia, que só costumam divulgar dados que apoiam suas causas. Seu interesse não é necessariamente fornecer a visão global do problema. Muitos deles são ligados a causas externas, contrárias aos nossos interesses."
  • ALUNOS: ANA MARIA Nº 04 GUILHERME FERRARI Nº 15 THAYNÁ PAZZETTI Nº 32 GEOGRAFIAPROFESSORA ELIANA BRANDÃO 3° A