Aula 2 fpp

634 views
558 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
634
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 2 fpp

  1. 1. Aula 2. Como a criação interage comos departamentos da agência.Professor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  2. 2. Como tudo começou - Criação 50 - surgimento da TV. As primeiras campanhas publicitárias surgem na TV Tupi 60 - criação publicitária na TV se aprimora com a substituição do “ao vivo” pela utilização do video tapa 70 - criação publicitária na TV ganha renome internacional com a premiação de publicitários brasileiros no exterior 80 e 90 - A publicidade brasileira passa a ser considerada uma das melhores do mundo e se sofistica do ponto de vista da criação e originalidade 2000 - Com o surgimento de novas tecnologias, as propagandas na TV se aprimoram a ponto de mudar o foco da atenção das peças. Surgem novas necessidades e a Publicidade passa a ter novas funções, como a social, e surgem campanhas de prevenção a serviço da populaçãoProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  3. 3. Plano de Ação Criação 5 w 1 h Who? Quem o fará?Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  4. 4. Plano de Ação Criação 5 w 1 h What? O que será feito?Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  5. 5. Plano de Ação Criação 5 w 1 h Where? Onde será feito?Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  6. 6. Plano de Ação Criação 5 w 1 h When? Quando será feito?Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  7. 7. Plano de Ação Criação 5 w 1 h Why? Por que será feito?Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  8. 8. Plano de Ação Criação 5 w 1 h How? (Como será feito)Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  9. 9. ATENDIMENTOProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  10. 10. Com o atendimento Três tipos de atendimento 1. Tentou ser da criação, não conseguiu e age com rancor quando vê uma boa idéia. Não faz muita questão que o cliente aprove.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  11. 11. Com o atendimento 2. Dono da verdade, age como se a publicidade fosse a coisa mais chata do mundo. Se fosse cliente diria não para tudo.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  12. 12. Com o atendimento 3. Vibra com uma boa idéia, atendimento dos sonhos. Defende o trabalho da criação.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  13. 13. Com o atendimento Quando pressionado pela criação para aprovar uma idéia, ele tem de absorver o impacto. Quando pressionado pelo cliente para que as idéias sejam “diretas” deve fazer o mesmo. O atendimento faz cliente e criação funcionarem em harmonia.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  14. 14. Com o atendimento Porta-voz das boas idéias argumentos criação + atendimento Tudo que entra e sai na agência passa pelo atendimento, por isso trabalhe com os melhores.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  15. 15. PLANEJAMENTOProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  16. 16. Com o planejamento - Planejamento às vezes é o próprio atendimento. - Deve acrescentar informações ao briefing do cliente. - O planejamento adiciona dados dos concorrentes, dados de pesquisa de consumidores e informações estratégicas. Cruza informações, escreve e apresentaProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  17. 17. Com o planejamento A interpretação correta dos problemas do cliente é o talento do planejamento. O planejamento pode gerar campanhas originais e certeiras. A criação atira naquilo que o planejamento apontaProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  18. 18. Com o planejamento Especifica a situação do cliente, sua posição atual no mercado, para onde quer ir, para onde deveria ir e como chegar láProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  19. 19. Com o planejamento Agências menores o atendimento faz o planejamento junto com a criação. Pensar antes de criar. Saber o que se quer mudar antes de começar a mudar.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  20. 20. Com o planejamento Planejar não é explicar uma bela criação num Power Point. É ter ciência e coragem de apontar um caminho. E, depois, se responsabilizar. Tanto pelo sucesso quanto pelo fracasso.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  21. 21. PRODUÇÃO ELETRÔNICAProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  22. 22. Com a produção eletrônica Transforma sonhos em realidade. Materializa as idéias em filmes e spots de rádio. 1. Produtor eletrônico: cineasta, entende de câmera, luz, cinema, estilo e linguagem cinematográfica. 2.Produtor eletrônico trabalha com diretor de criação.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  23. 23. Com a produção eletrônica Não basta ter uma boa idéia,não basta escrevê- la bem. É preciso um orçamento correto escolha de diretor de fotografia com perfil que se encaixa no estilo da idéia e uma boa produtora.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  24. 24. PRODUÇÃO GRÁFICAProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  25. 25. Com a produção gráfica De uma maneira geral um anúncio é composto pelos elementos: - imagem - fotolito - arquivo de imagem - gramatura e tipo de papelProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  26. 26. Com a produção gráfica Informações complementares e importantes que você deve ter no início. - pode ter faca? - pode ter verniz? - textura - tinta especialProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  27. 27. MÍDIAProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  28. 28. Com a mídia De que adianta ter uma idéia maravilhosa para um comercial de tv se o cliente não tem verba. A criação deve interagir com a mídia buscando alternativas diferenciadas. Sugerir e informar formatosProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  29. 29. ESTILOS DE DEPARTAMENTO DE CRIAÇÃOProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  30. 30. Departamento de Criação A maioria das agência utiliza espaços abertos, onde duplas e trios trabalham. Dupla formada por 1 diretor de arte e 1 redator.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  31. 31. O BRIEFING CRIATIVOProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  32. 32. Briefing Criativo A BASE PARA QUALQUER TRABALHO. Explica o problema sugere caminhos de posicionamento e faz o pedido de trabalhoProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  33. 33. Briefing Criativo Tudo na vida é interpretação de texto, é entender as entrelinhas.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  34. 34. Briefing Criativo Bons briefings já trazem a campanha prontaProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  35. 35. Briefing Criativo Nome da empresa Nome do projeto ou campanha Data de realização:Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  36. 36. Briefing Criativo Tarefa (o que deve ser realizado nesta atividade) Objetivos do projeto: (o que você quer alcançar) Objetivo desta comunicaçãoProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  37. 37. Briefing Criativo Público alvoProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  38. 38. Briefing Criativo Estratégia do projeto: (como vamos motivar nosso público alvo a agir da maneira como desejamos?) circunstancial: (porque eles iriam considerar o seu produto ou serviço em detrimento de outros?) Mensagem chave: (Qual é a promessa ou benefício único mais importante para o cliente? Em 25 palavras ou menos.)Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  39. 39. Briefing Criativo Suporte: (quais as provas que suportam a mensagem chave?) Obrigações: (que elementos devem ser incluídos no trabalho criativo? Isto é, gráficos, logos, parafernália legal, etc) Orçamento:Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  40. 40. Briefing Criativo Datas chave: Data do briefing: Conceitos criativos apresentados pela Participaram da elaboração deste documento: (insira aqui os nomes de todos os envolvidos)Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  41. 41. ERROS MAIS COMUNS ENCONTRADOS EM BRIEFINGProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  42. 42. Briefing Criativo Briefing muito extenso. Ele é caracterizado pela extensão, por ser excessivamente elaborado, abarrotado de todos os fatos que possivelmente podem ser do uso de alguém. Desperdiça-se tempo (e conseqüentemente dinheiro) na sua preparação e leitura. Ele tende a confundir e não a esclarecer. Ele não é errado somente porque é longo, mas porque não é seletivo.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  43. 43. Briefing Criativo Briefing demasiadamente sistematizado. Aqui o perigo é que o sistema se torna mais importante que a informação que deveria ser resumida e transmitida. Conseqüentemente, ele tende a atrapalhar e não a ajudar, a confundir e não a esclarecer. Um exemplo típico é um questionário excessivamente elaborado que tenta dar a todos os aspectos uma importância igual, quer sejam relevantes ou não.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  44. 44. Briefing Criativo Briefing curto demais. Isso significa um briefing com deficiências de informação, deixando muito espaço para o pensamento ilimitado do pessoal criativo. Como resultado, suas idéias podem não ser direcionadas para o foco correto, causando preocupações para os dois lados: a agência fica naturalmente aborrecida quando uma idéia brilhante tem que ser rejeitada porque a ênfase está errada ou porque ela não considera uma parte importante da estratégia de marketing; e o anunciante – que é o responsável pelos custos – fica frustrado pelo atraso do processo, pois tudo precisa ser refeito.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  45. 45. Briefing Criativo Briefing muito dogmático. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando alguém na organização do cliente tem idéias fortes, pré-concebidas sobre qual deve ser o approach da propaganda. Pode também ocorrer quando as conclusões da pesquisa são interpretadas muito literalmente.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  46. 46. Briefing Criativo Briefing na hora e da maneira erradas. A falta de coordenação leva a idéias confusas e até conflitantes. Muitas reuniões, poucas reuniões. Muito tempo gasto com coisas secundárias. Pouquíssimo tempo para o desenvolvimento criativo – ou talvez até muito, tornando o interesse e o entusiasmo menores.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  47. 47. EXERCÍCIO: VER COM OLHOS INDAGADORESProfessor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  48. 48. Exercício GNIFEIRBProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  49. 49. ExercícioProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  50. 50. Briefing Criativo Pergunta 1: O que o anúncio tenta vender? O anúncio tenta passar que a marca é uma das criadoras do conceito de segurança de carros, já que equipara seu logotipo ao logotipo que todas as montadoras utilizam nos testes de segurança.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  51. 51. Teste de ColisãoProfessor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  52. 52. Briefing Criativo Pergunta 2: O conceito “segurança” que ele tenta vender está relacionado com a marca BMW? A marca BMW geralmente vende esportividade. No caso do anúncio ela afirma que também se preocupa com esse assunto.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  53. 53. Briefing Criativo Pergunta 3: Quem compra carros BMW se preocupa com segurança? Geralmente quem compra BMW quer esportividade ou status. Segurança é pertinente a qualquer compra de qualquer veiculo.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  54. 54. Briefing Criativo Pergunta 4: Se todas as marcas utilizam bonecos nos seus testes e todos possuem esse símbolo, estará a BMW afirmando que entende mais de segurança do que qualquer outra montadora? Exatamente, ela está querendo dizer que a marca da segurança tem a ver com a sua marca.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  55. 55. Briefing Criativo Pergunta 5: Por que o anúncio está em página dupla? Provavelmente porque a empresa tem verba para a mídia e uma marca como a BMW precisa disso.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  56. 56. Briefing Criativo Pergunta 6: A simetria entre a posição do símbolo no boneco e o símbolo da BMW na outra página é proposital? Sim num simples olhar dá para perceber a idéia que o anúncio quer passar.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008
  57. 57. EXERCÍCIO 2:Professor André Monteiro – Produção Gráfica II - 2007
  58. 58. Trabalho em grupo 4 Grupos 4 Anúncios - Elaborar 6 questões e respondê-las - Fazer rodízio com o anúncio mudando de grupo.Professor André Monteiro – Criação Publicitária - 2008

×