Your SlideShare is downloading. ×
0
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Web 2  M A
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Web 2 M A

486

Published on

erer

erer

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
486
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. WEB 2.0 COLABORANDO NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Semana de Educação da UERJ
  • 2. Cibercultura
    • O conjunto de técnicas (materiais e intelectuais), de práticas, de atitudes, de modos de pensamento e de valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento do ciberespaço.
    • Pierre Lévy
  • 3. Ciberespaço
    • É o hipertexto mundial interativo, onde cada um pode adicionar, retirar e modificar partes dessa estrutura telemática, como um texto vivo, um organismo auto-organizante”; é o “ambiente de circulação de discussões pluralistas, reforçando competências diferenciadas e aproveitando o caldo de conhecimento que é gerado dos laços comunitários, podendo potencializar a troca de competências, gerando a coletivização dos saberes.
    Lemos, 2002
  • 4.
    • É um termo que está sendo usado para descrever a última evolução da técnica na internet. A web está se convertendo em uma autêntica plataforma onde podemos criar coisas.
    • A transformação social mais relevante da geração internet é a participação dos usuários como criadores e mebros ativos da comunidade.
  • 5.
    • Do ponto de vista tecnológico, as aplicações 2.0 oferecem uma linha de pensamento: a concepção é não instalar programas, mas sim de usuários online escreverem no navegador e ali mesmo publicarem
    • Concepção da web de leitura para a web de leitura-escrita
  • 6. As tecnologias digitais como estruturantes de novas relações com o saber, com às práticas de leitura e escrita na sociedade atual
  • 7. FORMAS DE COMUNICAÇÃO E DE COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÃO comunicação síncrona comunicação assíncrona produções multimídia Leitura e escrita hipertextual Construção coletiva
  • 8. No ciberespaço os sujeitos pode construir novos percursos de leituras não se submetendo mais a transmissão ou emissão por parte dos professores ou meios de comunicação de massa. Diante das possibilidades do hipertexto informático cada usuário pode deixar de ser um consumidor de informações fechadas em suportes atômicos, construindo sua autoria na exploração, manipulação de informações dinâmicas devido à flexibilidade da nova materialidade própria do digital. Edméa Santos
  • 9.  
  • 10. Produção e distribuição de palavras, sons e imagens Sistema de conteúdos e de comunicação www Blog Lista de discussão Fórum wiki Google docs Flogs
  • 11. Comunidades de Aprendizagem
  • 12. Produção colaborativa wikis Moodle
  • 13. Exploração interativa Leitura-escrita Percurso não linear Hipertexto... Co-autoria
  • 14. O Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA
    • O AVA é um "espaço fecundo de
    • significação onde seres humanos e
    • objetos técnicos interagem,
    • potencializando assim a construção de
    • conhecimentos, logo a aprendizagem"
    • Edméa Santos
  • 15. Web 2.0: possibilidades para o processo ensino aprendizagem
    • Ambiente “online” e não “off line”
    • Espaços de experimentos, trocas, ajustes
    • Investimento nos estudantes como produtores
    • Trabalho em redes, construindo uma comunidade de aprendizagem
    • Feedback – permite a personalização
    • Permite não limitar o espaço e tempo fixo do contato entre docentes e alunos, ampliando o trabalho da aula
    • Novos métodos de aprendizagem, de diversão, ação e expressão das emoções
  • 16. Web 2.0: possibilidades para o processo ensino aprendizagem
    • Permite a correção de atividades
    • Comunicação (via comentários) para os demais integrantes do grupo as correções, se achar conveniente
    • Dispor permanentemente as publicações
    • Fomento do debate
    • Compromisso com o público
    • Interações entre docentes e estudantes e entre eles
    • Potencializa a autoria e co-autoria
  • 17.
    • Facilita o oferecimento de cursos pela rede por
    • formadores que não-especialistas em linguagem de programação
    • Possibilita a elaboração e disponibilização de
    • material didático
    • Possibilita o acompanhamento dos alunos na
    • Rede – registro de suas aprendizagens
    AVA
  • 18.
    • Deslocamento da lógica do saber ensinar para o saber aprender
    • Rompimento da educação bancária (Paulo Freire)
    • Aprendizagem colaborativa
    • Interatividade
  • 19.
    • Novas redes de aprendizagem
    Nova sala de aula Novas Educações...
  • 20. www.web2educacao.wikispaces.com
  • 21.
    • O aprendizado recíproco como mediação das relações entre os homens
    • “ Quem é o outro? É alguém que sabe. E que sabe as coisas que eu não sei. O outro não é mais aquele ser assustador, ameaçador: como eu, ele ignora bastante e domina alguns conhecimentos. Mas como nossas zonas de inexperiência não se justapõem, ele representa uma fonte possível de enriquecimento de meus próprios saberes. Ele pode aumentar o meu potencial de ser, e tanto mais quanto mais diferir de mim. Poderei associar minhas competências às suas, de tal modo que atuemos melhor juntos do que separados.”
    • (Lévy, 2003)
  • 22. Referências Bibliográficas:
    • ALVES, Lynn et al. Trabalho colaborativo em/na rede . Disponível em: <http://www.comunidadesvirtuais.pro.br/colaborativo/index.htm>
    • LÉVY, Pierre. Cibercultura . São Paulo: Editora 34, 1999. RAMAL, Andréa. Educação na Cibercultura - Hipertextualidade, Leitura, Escrita e Aprendizagem. Porto Alegre: ArtMed, 2002. SANTOS, Edméa. Articulação de saberes na EAD online: por uma rede interdisciplinar e interativa de conhecimentos em ambientes virtuais de aprendizagem. In: SILVA, Marco (org.). Educação online: teorias, práticas, legislação e formação corporativa . São Paulo: Edições Loyola, 2003. p. 217-229. SILVA, Marco. Sala de aula interativa , 2ª ed. Rio de Janeiro: Quartet, 2001. ______ (org.). Educação online . São Paulo: Edições Loyola, 2003c, p. 217-230. TAPSCOTT, Don. Geração digital: a crescente e irreversível ascensão da geração net. São Paulo: Makron Books do Brasil Editora Ltda, 1999.

×