Your SlideShare is downloading. ×
Taxonomia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Taxonomia

11,561
views

Published on


2 Comments
24 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
11,561
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
24
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistemática e Taxonomia Prof. Emanuel Frente 03 Livro: biologia 3
  • 2. Sistemas de classificação Prof. Emanuel Globo
  • 3. Sistemas de classificação Prof. Emanuel Sistemas de classificação Classificação Artificial Classificação Natural Baseado apenas na observação visual Baseado no grau de Parentesco evolutivo
  • 4. Sistemática Critérios de classificação História evolutiva (Filogenia) Ocupa-se Utiliza Taxonomia Utiliza Regras de nomenclatura Sistemática X Taxonomia Prof. Emanuel
  • 5.
    • A Cladística é um método de análise das relações evolutivas (filogenéticas) entre grupos de seres que possibilita a criação de cladogramas
    • Cladograma - Gráfico que representa a relação ancestral-descendente
    Cladística (Filogenia) Ancestral Prof. Emanuel
  • 6. Cladística (Filogenia) Prof. Emanuel Certo Descendentes Ancestral Passado Presente Ancestral Dicotomia Errado A evolução é um processo lento, gradual e ramificado
  • 7.
    • Apomorfia – É uma novidade evolutiva.
      • Pode ser compartilhada (sinapomorfia) ou exclusiva de um grupo (autapomorfia)
    Cladística (Filogenia) Prof. Emanuel (Sinapomorfia para A, B e C) (Sinapomorfia para B e C)
  • 8. Cladística (Filogenia) Prof. Emanuel Coluna vertebral Pêlos e glândula mamária Placenta Longo período de gestação
  • 9. Cladística (Filogenia) Prof. Emanuel X X
  • 10. Cladística (Filogenia) Prof. Emanuel
  • 11. Categorias taxonômicas (Táxons) Prof. Emanuel Reino Filo Classe Ordem Família Gênero Espécie
  • 12. G E N É R I C O Categorias taxonômicas (Táxons) E S P E C Í F I C O Prof. Emanuel Reino Animalia Filo Chordata Classe Mammalia Ordem Carnivora Família Canidae Gênero Canis Espécie Canis familiaris
  • 13. Prof. Emanuel E S P E C Í F I C O G E N É R I C O Felis lynus (lince) Felis silvestris (gato selvagem) Felis manul (gato de pallas) Felis concolor (sussuarana) Felis concolor (sussuarana) Felis rufus (lince americano) Categorias taxonômicas (Táxons)
  • 14. Categorias taxonômicas (Táxons) Prof. Emanuel CÃO GATO CHIMPANZÉ HOMEM R Animal Animal Animal Animal F Cordado Cordado Cordado Cordado C Mamífero Mamífero Mamífero Mamífero O Carnívoro Carnívoro Primata Primata F Canidae Felidae Hominidae Hominidae G Canis Felis Pan Homo E C. Familiaris F.catus P.troglodytes H.sapiens
  • 15. Categorias taxonômicas (Táxons) Prof. Emanuel
  • 16. Espécie biológica – Conjunto formado por organismos capazes de realizar intercruzamentos produzindo descendência fértil . ESPÉCIE 1 ESPÉCIE 2 Categorias taxonômicas (Táxons) Sem descendentes ou descendentes estéreis (híbridos) Prof. Emanuel Panthera tigris X Panthera leo
  • 17.
    • Ex. – Sus domesticus
    Gênero Epíteto específico
    • EX. – Canis lupus
    • Ex. – Canis latrans
    Regras de nomenclatura (Sistema lineano)
    • O nome científico da espécie deve ser escrito em latim e destacado do texto (negrito,grifado ou itálico)
    • A espécie é binomial
    • O 1º nome deve ser escrito com inicial maiúscula e o 2º nome com inicial minúscula
    ESPÉCIE Prof. Emanuel
  • 18.
    • Todos os táxons superiores a espécie são uninomiais
    • Após a primeira referência o nome da espécie pode ser abreviado.
      • Ex. E.coli e T.rex .
    • A abreviatura "sp.“ é usada quando o nome da espécie não pode ou não interessa ser explicitado.
      • Ex. Plasmodium sp.
    • O nome da família termina em IDAE
    Prof. Emanuel Regras de nomenclatura (Sistema lineano)
  • 19.
    • As raças ou sub-espécies são trinomiais
      • Ex. – Rhea americana albicans (ema branca)
    • - Rhea americana grisea (ema cinza)
    Prof. Emanuel Regras de nomenclatura (Sistema lineano)
  • 20. Reino Animalia Filo Chordata Subfilo Vertebrata Classe Mammalia Ordem Primates Familía Homin idae Gênero Homo Espécie Homo sapiens Classificação da espécie humana Prof. Emanuel
  • 21. Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
    • Sistema Lineano de classificação (Sec. XVIII)
      • Reino animal
      • Reino Vegetal
  • 22. Dois Reinos – Aristóteles a Lineu Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 23.
    • B) Classificação de Haeckel (1866)
      • Três Reinos:
        • 1. Animal
        • 2. Vegetal
        • 3. Protista
          • Bactérias
          • Algas
          • Fungos
          • Protozoários
    Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 24. Dois Reinos – Aristóteles a Lineu Três Reinos – Haeckel Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 25.
    • C) Classificação de Copeland (1938)
      • Quatro Reinos:
        • 1. Animal
        • 2. Vegetal
        • 3. Protista
        • 4. Monera
          • Bactérias
          • Algas azuis
    Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 26.
    • D) Classificação de Whittaker (1969)
      • Cinco Reinos:
        • 1. Animal
        • 2. Vegetal
        • 3. Protista
        • 4. Monera
        • 5. Fungi
    Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 27. De acordo com Whittaker : a) Os seres de Monera foram os primeiros organismos vivos b) Os protistas evoluíram diretamente a partir dos monera. c) Os reinos fungi, animalia e plantae evoluiram dos protistas por três vias evolucionárias diferentes que foi baseado nas diferenças das formas nutricionais Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 28. Divisão dos Reinos Prof. Emanuel
  • 29. Reinos de Whittaker (1969)
    • Reino Monera - Seres unicelulares, procariontes, auto ou heterotróficos
    Reino Monera Prof. Emanuel Seres estruturalmente simples e com alta diversidade metabólica
  • 30. Reinos de Whittaker (1969)
    • Reino Protista - Seres uni ou pluricelulares, euca- riontes, auto ou heterotró- ficos
    Reino Protista Prof. Emanuel
  • 31. Reinos de Whittaker (1969)
    • Reino Fungi - Seres uni ou pluricelulares, eucariontes, heterotróficos por absorção
    Reino Fungi Prof. Emanuel
  • 32. Reinos de Whittaker (1969)
    • Reino Animalia - Seres pluricelulares, eucariontes, heterotróficos por ingestão
    Reino Animalia Prof. Emanuel
  • 33. Reinos de Whittaker (1969)
    • Reino Plantae - Seres pluricelulares, eucariontes, fotoautotróficos
    Reino Plantae Prof. Emanuel
  • 34.
    • Classificação de Woese (1990)
    • FILOGENIA MOLECULAR
    • (baseada no RNAr)
      • Três domínios :
        • Archaea (arquebactéria)
        • Bactéria (eubactéria)
        • Eukarya
    Divisão dos Domínios Prof. Emanuel
  • 35.
    • Critérios:
    • a) Comparação da seqüência dos genes ribossomais
    • - Presentes em todos os seres vivos
    • - Essenciais para a vida
    • Conservados do ponto de vista evolutivo
    • b) Composição química da parede celular e membrana plasmática
    • c) Dados metabólicos
    Divisão dos Domínios Prof. Emanuel
  • 36. Eubactéria Archaea Eukaryota Animal Fungi Plantae Protista Progenoto Divisão dos Domínios Prof. Emanuel
  • 37. Divisão dos Domínios Prof. Emanuel
  • 38.
    • Domínio caracterizado por bactérias que vivem em locais de condições adversas
    • Estruturalmente são procariontes como as eubactérias
    • As arqueobactérias possuem diferenças moleculares significativas quando comparadas com outras bactérias
    • Ex. Metanogênicas, Halófilas e Termófilas
    Archaea ou arqueobactérias Prof. Emanuel
  • 39. Archaea ou arqueobactérias Prof. Emanuel
    • Metanogênicas
    • São anaeróbias restritas
    • Holocausto do oxigênio
    • Encontradas nos pântanos
    • Podem ser decompositoras ou mutualísticas
  • 40. Archaea ou arqueobactérias
    • Halófilas
    • Vivem em ambientes hiperosmóticos
    • São quimioautotróficas
    • Encontradas no Mar morto
    Prof. Emanuel
  • 41. Archaea ou arqueobactérias
    • Termófilas
    • Resistem a temperaturas extremas
    • Oxidam enxofre (acidófilas)
    • Encontradas em fontes termais
    Prof. Emanuel