Apresentação sobre Feeds (com respostas)

  • 1,027 views
Uploaded on

Apresentação sobre Feeds feita para a disciplina Aplicações de Software Social

Apresentação sobre Feeds feita para a disciplina Aplicações de Software Social

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,027
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Feeds Guilherme Viana Carvalho Amorim Rafael Griffo Goes Rafael Guimarães Siqueira
  • 2. O que é:
      • Feed vem do verbo em inglês "alimentar"
    •  
      • Protocolo para publicar e editar fontes web que são periodicamente atualizadas, como por exemplo Blogs
    •  
      • Funcionamento semelhante a "Markup Languages" tradicionais, com cabeçalhos, títulos e corpo como no HTML 4.0 
    •  
      • São usados para que um usuário de internet possa acompanhar os novos artigos e demais conteúdo de um site ou blog sem que precise visitar o site em si
  • 3. Conceitos básicos
      • um feed constitui-se de um arquivo XML
    •  
      • deve seguir um formato
    •  
      • para utilizar um feed deve-se usar algum tipo de leitor ou agregador
    •  
      • existem leitores tanto off-line quanto on-line
    • Exemplo de cabeçalho:
    •  
    • <?xml version=&quot;1.0&quot; encoding=&quot;utf—8&quot;?> <feed xmlns=&quot;http://www.w3.org/2005/Atom&quot;> <title>Genova Home Page — News Feed</title> <link href=http://www.genovaengine.com/> <updated>2006—01—05 3:05:47</updated> <author> <name>Roberson Carlos Fox</name> <email>robersonfox@genovaengine.com</email> <uri>http://www.genovaengine.com</uri> </author> <id>http://wwww.genovaengine.com</id> <icon>http://www.genovaengine.com/img/genova.ico</icon> <logo>http://www.genovaengine.com/img/G3.jpg</logo> <rights> © 2002—2006 Roberson Carlos Fox </rights> <subtitle>Esteja atualizado com o que há de melhor na web</subtitle> <category term=Informática/>
    • ......... </feed>
  • 4. Conceitos básicos (cont.)
      • navegadores recentes possuem leitores de feeds embutidos (ex.: FF2+ e IE7)
      • muitos ambientes web disponibilizam geração de feeds de forma automática (blogs, wikis, etc)
      • feeds possuem um cabeçalho seguido de várias &quot;entradas&quot;
    • Exemplo de uma &quot;entrada&quot;:
    •  
    • <entry> <title>Título do artigo</title> <link href=&quot;http://www.genovaengine.com/artigos.php?id=46&quot;/> <id>http://www.genovaengine.com/artigos.php?id=46/</id> <updated>05—01—2006 02:56:00</updated> <summary>Descrição do artigo</summary> <author>  <name>Roberson Carlos Fox</name> </author> </entry>
  • 5. Formatos/padrões
    • Existem basicamente 3 formatos:
      • RSS 1.0 - RDF Site Summary 1.0 (RSS-DEV).
      • RSS 2.0 - Really Simple Syndication 2.0 (Userland).
      • Atom (IETF).
    •  
    •  
    • RSS 1.0 e 2.0 são diferentes, sendo desenvolvidos por organizações que trabalham separadas, devido a razões históricas
    •  
    •  
    • A especificação Atom (RFC-4287) é a única publicada por um orgão normatizador (IETF) e seu desenvolvimento é tido como mais sofisticado.
  • 6. Produtos
    • Alguns leitores de feeds on-line:
      • Google Reader
      • iGoogle
      • BlogLines
      • BlogTok
      • Origo
      • Netvibes
      • Feedys
    • Alguns off-line:
      • navegadores como Firefox 2+, InternetExplorer 7, Opera, Safari possuem leitor de feeds embutido
      • leitor de e-mail com suporte a feeds Thunderbird
      • FeedDemon, NetNewsWire, Outlook 2007, AggBot.
  • 7. Produtos
    • Além de leitores de feeds há outros produtos relacionados:
    •  
    •  
    •                 
    FeedBurner - site que fornece diversas ferramentas para ajudar a otimizar e divulgar o RSS do seu site ou blog. Exemplo de utilização: conversão automática entre RSS e ATOM, contador de leitores do seu feed, monetização através de anúncios, etc.   YahooPipes - Ferramenta on-line para criação de mash-ups com feeds, permitindo, por exemplo, agregar vários feeds gerando um outro.
  • 8. Produtos
    • OPML (Outline Processor Markup Language) - um arquivo padrão escrito em XML  para compartilhar listas de feeds ou para fazer um backup dos endereços de feeds, podendo ser usado para transportá-lo entre um agregador e outro que seja compatível com este formato de arquivo.
  • 9. Utilização
    • A utilização de feeds é ampla em ambientes do tipo blog devido ao serviço de geração automática de feeds.
    • Outros exemplos de ambientes que geram feeds:
    •  
    • Wikipedia (e outros &quot;wikis&quot;) - Acompanhamento de atualizações de uma determinada página
    •  
    • Youtube - Grupos de vídeos categorizados (por exemplo, enviados recentemente, mais vistos, etc), além de feeds personalizados para usuários e palavras-chave
    • Diversos outros sites web (por exemplo de jornais) também disponibilizam feeds.
  • 10. Referências técnicas
    • AtomEnabled - http://www.atomenabled.org/
    • Site oficial dos desenvolvedores do padrão Atom
    • Especificação do Atom Feed:  
    • http://tools.ietf.org/html/rfc4287
    •   (publicada em 12/2005)
    •  
    • Especificação do RSS 1.0: 
    • http://web.resource.org/rss/1.0/  
    • (publicada em 06 / 12 / 2000)
    •  
    • Especificação do RSS 2.0:
    • http://cyber.law.harvard.edu/rss/rss.html
    • (publicada em 15/07/2003) 
  • 11. Referências
      • http://pt.wikipedia.org/wiki/Feed
      • http://pt.wikipedia.org/wiki/Atom
      • http://en.wikipedia.org/wiki/Web_feed
      • http://revolucao.etc.br/feedsxmlatomrss/
      • Mark Pilgrim (18 de Dezembro, 2002). &quot;What is RSS?&quot; .
      •   Dave Shea (19 May 2004). &quot;What is RSS/XML/Atom/Syndication?
      • http://revolucao.etc.br/archives/compartilhando-seus-feeds-e-blogroll-com-opml/
      • http://pt.wikipedia.org/wiki/OPML
  • 12. Questões:
    • Pergunta do Thiago Torres : os Feeds, no ponto em que estão hoje, tem potencial para serem utilizados como ferramenta de marketing pelas grandes empresas? Resposta: Acreditamos que existe a possibilidade mas o tipo de marketing seria semelhante à lista  de e-mails, uma vez que a pessoa deve se cadastrar para receber. 
    •  
    • O que está ocorrendo é a colocação de anúncios (geralmente com conteúdo direcionado) no fim de cada feed, de forma semelhante aos anúncios direcionados presentes em diversas páginas.
  • 13. Questões:
    • Pergunta da Renata: &quot;...como é o processo de criação do feed?&quot;
    •  
    • De fato a geração do feed de forma manual (ou utilizando um &quot;script&quot; próprio) é uma forma simples de gerar o feed para um website, porém isso aumenta o &quot;custo&quot; para atualizar o site.
    • Há ferramentas (ou tentativas) para facilitar a geração de tais feeds. Na prática as mesmas funcionam como ferramentas de extração de dados  de páginas web (utilizadas, por exemplo, em crawlers ): requerem uma certa configuração e podem até não funcionar dependendo da estrutura do website.
    • Links: HTML2RSS , R2S2: Project Mostrare , Wikipedia: web crawler
  • 14. Questões:
    • Pergunta do Gabriel Campos: &quot;...pode continuar a agrupar uma grande quantidade de informações, como vocês acham que isto poderia ser resolvido? Qual a possibilidade da realização de uma mistura dos conceitos de feeds com dig?&quot;
    •  
    • A maioria dos leitores de feeds permitem organizar feeds em pastas e alguns permitem realizar busca de termos sobre os feeds &quot;assinados&quot; , dessa forma pode-se gerenciar uma grande quantidade de informação (como é feito com e-mails). Outra solução é utlização de ferramentas como Yahoo Pipes para determinar filtros. Ambientes que possuem alguma forma de colaboração podem utilizar os feeds de forma interessante, como por exemplo um feed que possui apenas as melhores noticias, votadas pela comunidade. O Youtube dispõe de feeds com diferentes quesitos de agrupamento de videos (alguns apresentados em um slide anterior).