Educação matemática: A redescoberta através do numero de ouro.

4,601 views
4,450 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,601
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,052
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Educação matemática: A redescoberta através do numero de ouro.

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS E EDUCAÇÃO – CCSE CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA DISCIPLINA:EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PROF. MSC.: JEANE SILVA A REDESCOBERTA COMO TENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
  2. 2. O QUE É EDUCAÇÃO MATEMÁTICA ? <ul><li>De acordo com Carvalho,” A Educação Matemática é uma atividade essencialmente pluri e interdisciplinar. Constitui um grande arco, onde há lugar para pesquisas e trabalhos dos mais diferentes tipos.” </li></ul><ul><li>A Educação Matemática também chamada de Didática Matemática é o estudo das relações de ensino e aprendizagem de Matemática. Está na fronteira entre a Matemática, a Pedagogia e a Psicologia. </li></ul>
  3. 3. FINALIDADES DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA <ul><li>A finalidade da Educação Matemática é conceber pelo estudo da disciplina,um meio ou instrumento importante para a formação do intelecto-social de crianças, jovens e adultos e também do professor; </li></ul><ul><li>Visa desenvolve-la enquanto campo de investigação e de produção de conhecimento e a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem Matemática; </li></ul><ul><li>Entender e se apropriar da Matemática como um conjunto de resultados,métodos, procedimentos e algoritmos; </li></ul><ul><li>Construir, por intermédio do conhecimento matemático, valores e atitudes de natureza diversa, visando a formação integra do ser humano. </li></ul>
  4. 4. OBJETIVOS E METAS DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA <ul><li>Proporcionar aos alunos e alunas a construção integral do conhecimento matemático,lógico, o espírito investigativo,crítico,autônomo,social; </li></ul><ul><li>Propende a melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem da matemática, através de uso de novas técnicas pedagógicas e com a contextualização de seus conteúdos. </li></ul>
  5. 5. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA O PROFESSOR DO SÉC. XXI <ul><li>O professor do século XXI, deve ser um profissional da educação que elabora com criatividade conhecimentos teóricos e críticos sobre a realidade. </li></ul><ul><li>Cabe aos professores do século XXI a tarefa de apontar caminhos institucionais (coletivamente) para enfrentamento das novas demandas do mundo contemporâneo, com competência do conhecimento, com profissionalismo ético e consciência política. </li></ul>
  6. 6. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA O PROFESSOR DO SÉC. XXI <ul><li>Para ser professor do século XXI é necessário desenvolver novos papéis e novas realidades educacionais,devemos nos preocupar com a extensão do ser de cada aluno, com a necessidade de aprendizagem continuada, enfatizar a importância do trabalho coletivo na escola e trabalhar a inovação e criatividade. </li></ul><ul><li>Quando falamos em novos papéis, traduzimos a necessidade de ensinar em contextos multiculturais, considerar os alunos na sua personalidade, requerer o desenvolvimento de competências sociais, incluir alunos com necessidades especiais e trabalhar em equipe. </li></ul>
  7. 7. A REDESCOBERTA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA <ul><li>Tem sua origem na Grécia Antiga com a Escola Platônica; </li></ul><ul><li>A partir do século XVI, os humanistas começaram a perceber o valor educativo da redescoberta matemática,implementando essa metodologia nos colégios Jesuítas; </li></ul><ul><li>Consolidou-se no Construtivismo; </li></ul>
  8. 8. A REDESCOBERTA COMO ALTERNATIVA METODOLOGICA <ul><li>A redescoberta proporciona ao aluno aprender matemática de uma maneira diferente da usual. </li></ul><ul><li>Faz com que o aluno busque o conhecimento ao invés de tê-lo pronto,utilizando à pesquisa, a experiência, a ludicidade entre outros. </li></ul><ul><li>Uma das principais metas dessa tendência é levar o aluno a descobrir/desenvolver o prazer em ler, escrever, perguntar, inventar, observar, analisar e criar, porém o grande desafio nesta tendência, sem dúvida alguma, é fazê-la encontrar o prazer no aprendizado da matemática. </li></ul>
  9. 9. PROPOSTA DE ATIVIDADE <ul><li>O Número de Ouro </li></ul>
  10. 10. PROPOSTA DE ATIVIDADE <ul><li>Publico alvo: Alunos de 5ª à 8ª series do Ensino Fundamental e alunos do Ensino Médio. </li></ul><ul><li>Conteúdo: A descoberta do número de Ouro no dia-a-dia. </li></ul><ul><li>Objetivos: Desenvolver a capacidade do aluno de perceber o número de ouro no dia-a-dia,bem como interpretá-lo e usá-lo como recurso para a construção do conhecimento matemático e o desenvolvimento de sua aprendizagem. </li></ul>
  11. 11. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>O Número de Ouro é um número irracional misterioso e enigmático que nos surge numa infinidade de elementos da natureza na forma de uma razão, sendo considerada por muitos como uma oferta de Deus ao mundo; </li></ul><ul><li>É representado pela letra Grega φ (Phi ou Fi ) e tem valor aproximado de 1,618. </li></ul>
  12. 12. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>Atividade 1: Reconhecer o número de Ouro no corpo humano. </li></ul><ul><li>Em seres Humanos um umbigo se manifesta como sendo um “ponto áureo” do corpo.Podemos realizar uma experiência da seguinte maneira: </li></ul><ul><li>Pegamos uma pessoa e medimos sua altura (H), bem como a distância do umbigo (U) ao chão. </li></ul>
  13. 13. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO
  14. 14. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>Material necessário para a Atividade: </li></ul><ul><li>Uma trena ( para medir as respectivas alturas); </li></ul><ul><li>Papel,lápis ou caneta (para anotar as medidas obtidas). </li></ul>
  15. 15. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>Procedimento da atividade: </li></ul><ul><li>Com a trena medir a altura da cabeça a ponta dos pés ( a altura H do exemplo citado); </li></ul><ul><li>Em seguida medir a altura da Umbigo até o chão (altura U do exemplo citado); </li></ul><ul><li>Anotar os respectivos valores obtidos e efetuar a razão entre H e U; </li></ul><ul><li>A razão obtida é próxima ao número de Ouro. </li></ul>
  16. 16. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>Atividade 2: Construir o segmento áureo através de régua e compasso. </li></ul><ul><li>Material necessário: </li></ul><ul><li>Régua de 30 cm; </li></ul><ul><li>Compasso; </li></ul><ul><li>Folha de Papel A4 ou Oficio. </li></ul>
  17. 17. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO <ul><li>Procedimento da Atividade: </li></ul><ul><li>Traçar um Segmento qualquer AB; </li></ul><ul><li>Inicialmente determina-se a Mediatriz de AB, que corta o segmento no ponto O. </li></ul><ul><li>A partir de B, levanta-se uma perpendicular a AB; </li></ul><ul><li>Com centro em B e raio BO, determina-se o ponto C; </li></ul><ul><li>Traça-se o segmento CA; </li></ul><ul><li>Com centro em C e raio CB, determina-se D, sobre CA; </li></ul><ul><li>Com centro em A e raio AD,determina-se E, sobre AB. Finalmente tem-se que: AE é o segmento áureo de AB. </li></ul>
  18. 18. REDESCOBRINDO O NÚMERO DE OURO
  19. 19. PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA TENDÊNCIA <ul><li>Pontos positivos: </li></ul><ul><li>O Aluno não precisa esperar pelo professor pra obter o seu conhecimento; </li></ul><ul><li>Relaciona a abstração da matemática com o que é real; </li></ul><ul><li>Mostra a aplicação prática da matemática no cotidiano; </li></ul><ul><li>Desperta o interesse do aluno pela disciplina. </li></ul>
  20. 20. PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA TENDÊNCIA <ul><li>Pontos negativos : </li></ul><ul><li>São poucos os professores que tem conhecimento de tal tendência; </li></ul><ul><li>O mau uso dessa técnica por parte dos professores; </li></ul><ul><li>A falta de incentivo dos professores para a aplicação dessa tendência. </li></ul>
  21. 21. PRESSUPOSTO <ul><li>Esperamos que os professores da atualidade apliquem a tendência nas aulas de matemática pois, além de se utilizar objetos concretos, permite o entendimento dos mais diversos assuntos da Matemática,relacionando sempre o abstrato da Matemática com a realidade que vivemos no cotidiano. </li></ul>
  22. 22. AUTORES <ul><li>MONIQUE ROCHA RODRIGUES </li></ul><ul><li>PEDRO IGOR DE SOUSA BARBOSA </li></ul><ul><li>WILLYAM VICTOR LIMA SOUZA </li></ul><ul><li>JUDNEY JADSON MORAES FERREIRA </li></ul><ul><li>Discentes do Curso de Licenciatura Plena em Matemática da Universidade do Estado do Pará. </li></ul>

×