Your SlideShare is downloading. ×
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Resposta De Teste 7ª
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Resposta De Teste 7ª

1,327

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,327
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Problemas e exercícios complementares ■ CAPÍTULO 1 – NÚMEROS PRIMOS ■ CAPÍTULO 2 – OPERAÇÕES COM FRAÇÕES Números Primos Revendo as frações 1 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17 e 19 4 5 6 1 = = 2 a) 1 e 7; 1 e 23; 1 e 29 b) Só dois. 12 15 18 3 a) 28 = 4 ⋅ 7 = 22 ⋅ 7 b) 45 = 5 ⋅ 9 = 5 ⋅ 32 1 3 5 3 2 a) b) c) d) 8 4 8 8 c) 135 = 9 ⋅ 15 = 32⋅ 3 ⋅ 5 = 33 ⋅ 5 1 7 11 4 a) 21 = 3 ⋅ 7 b) 42 = 2 ⋅ 3 ⋅ 7 3 a) b) c) 10 10 20 c) 30 = 2 ⋅ 3 ⋅ 5 d) 90 = 2 ⋅ 32 ⋅ 5 4 a) A = 5 b) B = 3 c) C = 2 5 a) 12 = 5 + 7 b) 42 = 5 + 37 5 Só é falsa a igualdade e. c) 58 = 5 + 53 d) 120 = 11 + 109 1 1 1 16 32 Observação: os itens b, c e d admitem outras 6 , , , , 10 7 5 32 16 soluções. 1 1 1 7− de ééigual a . 4 3 12 Decomposição em fatores primos 1 1 4 de 3 do retângulo 6 a) Sim. b) Não. 253 = 11 ⋅ 23 c) Não. 267 = 3 ⋅ 89 7 303 = 3 ⋅ 101 404 = 22 ⋅ 101 505 = 5 ⋅ 101 Adição e subtração 606 = 2 ⋅ 3 ⋅ 101 1 1 2 3 5 8 + = + = 8 a) 111 = 3 ⋅ 37 6 4 12 12 12 b) 222 = 2 ⋅ 3 ⋅ 37 333 = 32 ⋅ 37 2 9 a) Juntando , que são mais que metade, com 3 444 = 22 ⋅ 3 ⋅ 37 555 = 3 ⋅ 5 ⋅ 37 1 3 666 = 2 ⋅ 32 ⋅ 37 , Fabiana obteve , que são menos que 5 8 9 a) 275 = 52 ⋅ 11 b) 420 = 22 ⋅ 3 ⋅ 5 ⋅ 7 metade. Isso não pode estar correto! 2 1 10 3 13 Cálculo do mmc b) + = + = 3 5 15 15 15 10 a) 210 b) 105 c) 150 13 1 1 1 10 a) − b) − c) − d) − 77 4 30 6 11 mmc (A; B) = 24 ⋅ 32 ⋅ 52 = 3 600 1 1 11 Faltam dos deputados e dos senadores. 12 a) Não. É 60. 20 4 b) Sim. 19 17 23 12 a) b) − c) 180 24 24 c) Sim, porque 24 é múltiplo de 8. 1 22 d) 9 e) f) d) Não. É 70. 100 12 105 13 a) 550 b) 360 7 13 a) b) 28 km 15 14 a) 325, que é o menor múltiplo comum de 25 e 65. b) A seqüência dos números divisíveis por 25 e 65 Multiplicação é infinita: 0, 325, 650, 975, 1 300, ... Não existe o 6 18 3 4 8 maior múltiplo comum de 25 e 65. 14 a) − b) − − c) d) − 35 24 4 9 27 15 O número procurado é da forma 12 ⋅ a + 10 e como 3 15 a) 28 b) c) –1 está entre 150 e 200 pode ser: 154, 166, 178 ou 16 190. Considerando as outras informações, chega- 16 A lição toda será feita em 2h30min; para completá- se à resposta: 190 moedas. la, vou gastar 1h30min. 100
  • 2. 1 b) 300 km, aproximadamente. 17 5 c) 144, aproximadamente. 18 Suponhamos que o vendedor tenha misturado, ˆ 5 C = 25°, BC = 11,8 cm, AC = 10,1 cm (valores inicialmente, 1 L de concentrado com 2 L de água, aproximados). 1 obtendo 3 L de uma mistura. Ao retirar dessa 6 a) No desenho pessoal, AB deve medir 40 mm, 4 1 aproximadamente. mistura, retirou de 1 L de concentrado, isto é, 4 b) Infinitas soluções. 3 deixou lá de litro de concentrado. Na mistura c) Impossível. 4 3 7 Em relação à construção pessoal, a figura seguinte final, que tem 3 L, estes de litro representam está reduzida em 25 %. 4 1 1 . Logo, a resposta é . 4 4 Divisão C 19 a) 5 b) 5 c) 20 6 23 20 a) − b) c) –2 d) 10 5 3 azul 21 a) 14,8 b) 50 c) 16 d) 0,2 B A vermelho laranja ■ CAPÍTULO 3 – CONSTRUÇÕES GEOMÉTRICAS Usando os instrumentos de desenho Construindo formas tridimensionais 1 No desenho pessoal, AB deve medir 3,6 cm aproximadamente. 8 a) b) 2 Traça-se AB. Com centro em A, traça-se uma circunferência com raio de 4,5 cm; com centro em B, outra circunferência com 6,1 cm de raio. O vértice C do triângulo é qualquer um dos pontos em que essas circunferências se intersectam. (Também se pode começar traçando BC ou AC.) 9 a) A e C; B e D; E e F b) A e L; R e S; O e C 3 Desenha-se um triângulo eqüilátero. Depois, di- 10 O da alternativa c. (Não é a, porque a face com vide-se cada lado em três partes iguais. listas deve ser oposta à face com “minhoquinhas”; 4 a) Em relação à construção pessoal, a figura não é b nem d, porque a face pontilhada deve ser seguinte está reduzida em 50 %. oposta à com listas diagonais.) 11 Construção pessoal. N ■ CAPÍTULO 4 – APLICAÇÕES DA MATEMÁTICA X N 222° Um pouco da matemática do dia-a-dia rota 222 1 R$ 72,00 2 6,5 R 147° 3 140 L N 4 A embalagem de 320 g sai mais em conta. Nesta, 100 g de xampu custam menos de R$ 1,00. rota 147 100° Usando porcentagens S rota 100 5 Fogão: 7,8 % aproximadamente; máquina de lavar: Y 7,5 % aproximadamente. ASSESSORIA PEDAGÓGICA 101
  • 3. 6 R$ 80,25 ■ CAPÍTULO 6 – ÂNGULOS, PARALELAS E POLÍGONOS 7 a) 35 % b) 60 % Algumas propriedades dos ângulos 8 R$ 1 004,15 ˆ ˆ 1 BOC = 135° e COD = 45°. 9 A rede Big Cat está crescendo mais (12,5 % versus 2 a) x = y = 42° b) x = 61° e y = 108° 11,1 %, aproximadamente). 3 a) 115° e 115° b) 130° e 50° c) 108° e 108° 10 a) 57 cm × 51 cm, aproximadamente. b) Aproximadamente 23 %. 4 a) Bx 11 Uma lâmpada incandescente de 20 watts deve Bb Bc produzir 300 lumens. A comparação, portanto, é: 1 600 Bd ≈ 5,33. Isso significa que a lâmpada Ba 300 fluorescente é, aproximadamente, 433 % mais b + x = 180º econômica que a lâmpada incandescente. ˆ ˆ x = a (ângulos correspondentes formados por retas ■ CAPÍTULO 5 – RETOMANDO A ÁLGEBRA paralelas) ˆ ˆ Então a + b = 180º, isto é, a e b são suplementares. Usando fórmulas e equações b) Sim, pelo mesmo motivo. 1 a) 6 b) 3 c) 3,52 d) 1,32 c) 360° 2 b = 16 cm e a = 31 cm a 5 b 3 a) x = 2135 b) x = 26 3 40° y m 4 9,5 z x 5 260,6 oF n a // b e m // n O que é álgebra Temos: y = 40º (ângulos correspondentes e a // b); 7m ˆ ˆ y + z = 180o , logo z = 140o. Como x = z (alternos 6 2x – 1; 5 internos com m // n), resulta x = 140o. 2x 6 A rota BA é: 77 + 180 = 257. 7 a) 0,15x b) c) 1,20 ⋅ x 3 d) 2 ⋅ x + 7 e) 2 ⋅ (x + 7) f) 2x + 2y Soma das medidas dos ângulos internos 8 a) R$ 144,00 b) 1,20 g c) R = 1,50r + 1,20 g de um triângulo 9 a) 1104 b) 18 7 102° 25 8 A = 50° e M = 80° 14 9 135° 10 a) – b) –20 11 10 36° Resolvendo problemas Soma das medidas dos ângulos internos 11 87,5 e 122,5 de um polígono 1 x 11 A soma das medidas dos ângulos internos de 12 a) 23 b) x + 2x − = 23 c) x = 14 7 2 qualquer triângulo é igual a 180º. Por isso, divido x o polígono em triângulos, traçando as diagonais 13 + x + 1 = 49 , donde x = 36. 3 que partem de um vértice. Multiplico o número 14 –16 de triângulos obtidos por 180º e chego ao resultado procurado. 1 1 1 15 a) x − x− x − x = −200 3 4 2 12 162º b) R$ 2 400,00 13 Se a construção for feita com capricho, todas as 16 700 veículos. diagonais do pentágono medirão 8 cm, 17 A receberá R$ 200 000,00; B receberá R$ 250 000,00; aproximadamente. C receberá R$ 300 000,00. 14 Sim. 18 lados. 102
  • 4. 15 a) 5 b) No mínimo, 10. b) 1 milhão = 1 000 000 = 106 c) Em qualquer polígono regular a medida do c) 1 bilhão = 1 000 000 000 = 109 ângulo interno é menor que 180o. d) 1 trilhão = 1 000 000 000 000 = 1012 d) 3 3 a) 1 milésimo = 0,001 = 10–3 e) Não existe um polígono regular nessas condições. b) 1 centésimo de milésimo = 0,000 01 = 10–5 Classificação dos polígonos c) 1 milionésimo = 0,000 001 = 10–6 16 O diagrama correto é II. As regiões A e B devem d) 1 décimo de milionésimo = 0,000 000 1 = 10–7 ter uma parte comum, que é R. −1 1 1 4 a) b) 5 c) d) Polígonos não-eqüiláteros 20 36 2 P e não-eqüiângulos B Notação científica A 5 Mil bactérias formariam uma fila de comprimento R Polígonos eqüiláteros igual a 1 000 ⋅ 2 ⋅ 10–4 mm = 0,2 mm. Essa fila teria, e não-eqüiângulos portanto, menos de 1 milímetro. 6 1 000 Polígonos 7 50 g eqüiângulos e não-eqüiláteros 8 a) 3 × 107 b) 3,5 × 107 c) 3 × 10–7 d) 3,5 × 10–7 Polígonos regulares (eqüiláteros e eqüiângulos) 9 1 femtossegundo = 0,000 000 000 000 001 s = 10–15 s 17 Losango D, E Propriedades das potências 5 Retângulo B, D 7 10 a) 0,78 b)    11  Paralelogramo B, C, D, E 11 a) 15–21 b) 158 Quadrado D Quadrilátero B, C, D, E, F 12 a) 333 b) 360 c) 5–14 d) x20 13 a) 20 736 b) 144 c) 248 832 d) 1 728 18 a) 60° b) 60° c) 60º, 60º,120º e 120º 8 d) Sim. e) Sim. f) Sim. 14 a) 1023 = 10 = 100 000 000 3 g) Não. h) Sim. ( ) b) 102 = 106 = 1 000 000 19 O diagrama correto é III, porque todos os triângulos c) 108 : 106 = 102 = 100 eqüiláteros são isósceles e todos os triângulos isósceles estão incluídos no conjunto dos Raízes triângulos. 5 20 T 15 a) 7 b) –5 c) d) 3 4 região dos A triângulos isósceles 16 a) 1,9881 b) 1,41 ≈ 2 não-eqüiláteros B 17 a) –8 b) –44 c) –57 d) –5 25 18 a) 2 b) c) –1 d) 0 12 região dos triângulos escalenos Extraindo raízes 19 a) 99 = 3 11 = 3 ⋅ 3, 3 = 9, 9 I CAPÍTULO 7 – POTÊNCIAS E RAÍZES b) 12 = 2 3 = 2 ⋅ 1, 7 = 3, 4 Expoentes menores que 1 c) 80 = 4 5 = 4 ⋅ 2, 2 = 8, 8 1 a) 64 b) 64 c) –32 d) 64 20 a) 5 2 b) 3 3 c) 23 2 d) 3 1 1 1 1 e) f) g) h) − 21 a) 7 2 b) 9,87 c) 10 3 d) 17,3 8 9 27 27 5 2 a) 100 mil = 100 000 = 10 22 a) 3 b) 2 ⋅ 11 = 22 ASSESSORIA PEDAGÓGICA 103
  • 5. ■ CAPÍTULO 8 – SIMETRIAS Simetrias e propriedades das figuras geométricas r 6 Tipos de simetria B 1 São verdadeiras somente as sentenças a e d. 2 Todas as afirmações são verdadeiras. A s 3 a) O C D O a) Não necessariamente. ABCD é losango. b) Sim. Foram marcadas distâncias iguais em relação à r e à s (r e s são os eixos de simetria; O é o centro de simetria). c) Sim. 7 São verdadeiras as sentenças b e c. b) 8 110º O ˆ 9 a) OÂB e OBA medem 30o. b) Os três ângulos medem 60o, cada um. ■ CAPÍTULO 9 – ESTATÍSTICA E POSSIBILIDADES 4 a) b) Possibilidades e chances 4 1 1 a) = ≈ 0,11 = 11 % 36 9 4 1 b) = ≈ 0,11 = 11 % 36 9 c) 0 d) 1 ≈ 0,027 = 2,7 % 36 1 2 = 0,125 = 12,5 % 8 5 a) O 3 a) B C D E F C D E F D E F E F F b) A B C D E P 1 b) 15 c) ≈ 0,66 = 6,6 % 15 c) d) 5 1 ≈ 0,33 = 33 % 15 3 4 a) 45 b) 45 Q Tratamento de dados 5 a) 200 b) O canal TvC. 104
  • 6. 6 população (em milhares) Tirando conclusões com estatística 1 1 1 1 10 ⋅ ⋅ = 6 6 6 216 11 Sim. Porque com um dado honesto essa 80 75 1 1 1 1 1 70 possibilidade é de ⋅ ⋅ ⋅ = . 65 6 6 6 6 1 296 60 12 a) 1 365 b) 54,6 % c) 18 % ano 1997 1998 1999 2000 d) Não. Porque as porcentagens dos três candida- tos não são muito diferentes e, além disso, mais 7 Distribuição das encomendas entregues pela da metade do eleitorado ainda está indecisa. ECT 13 43,75 toneladas B – Bancos B I – Indústrias O G – Governo ■ CAPÍTULO 10 – DESENHANDO FIGURAS ESPACIAIS P P – Pessoas físicas G Desenhando sobre malhas I O – Outros 1 8 a) 159,5 b) Faixa de altura Freqüência (cm) Menos de 150 1 de 150 a 154 2 de 155 a 159 5 de 160 a 164 5 de 165 a 169 2 mais de 169 1 2 Exemplos de respostas: c) freqüência 5 4 3 2 1 altura (cm) de 150 a 154 de 155 a 159 de 160 a 164 de 165 a 169 mais de 169 menos de 150 3 Exemplos de respostas (correspondentes às do exercício anterior): 9 a) Valores aproximados: 147° (a favor); 164° (contra); 49° (sem opinião). b) 45,45% contra 13,63% a favor 40,9% sem opinião ASSESSORIA PEDAGÓGICA 105
  • 7. 4 385x − 99y 11x 33y 8 a) = − 105 3 35 2 2 −3x − 2x y b) 5 9 100x + 10y + z 10 a) A = 6x2 – 48x b) A = 1 440 cm2 11 a) v = x2 (x – 12) = x3 – 12 x2 b) v = 3 200 cm3 Desenhando em perspectiva Fatoração 5 e 6 A figura mostra as respostas das duas questões. 12 a) (3 + 2 + 3 + 2) ⋅ 48 = 10 ⋅ 48 = 480 b) (5 + 2 + 5 + 3 + 2 + 3) ⋅ 79 = 20 ⋅ 79 = 1 580 13 a) ab(a + b) b) b(3b + 1) c) 11ab(3a – 4b) d) 4(5x + 1) 2 14 3 h 15 a) y2(y + 12) b) 3x(4x2 + 5x + 6) c) 2x2y(2 – 3x) F y 7 Exemplo de resposta: 16 a) 4x2 + 3x = x(4x + 3) b) c) 1 3 13a 17 a) 6 2 b) −4a − 9a = −2a2 − 9a 2 2 −24a − 73 6a 73 c) =− − 20 5 20 h F 2 d) 85a + 39a − 40 30 8 Desenho pessoal. Produtos de polinômios ■ CAPÍTULO 11 – CÁLCULO ALGÉBRICO 18 a) x3 + 7x2 + x + 7 Deduzindo fórmulas b) x2y2 + x2y – 3xy2 – 4xy – 4y2 1 F = – x – 6; F = – 11 c) x4 + x3 – x – 1 2 a) R = 41 b) R = 25 d) x2 + 2x + xy + 2y c) R = 2x + 35 d) Sim. 19 a) 20 – x; 10 + x 3 a) P = 4x + 10 b) P = 24 b) 60. Sim. 4 Q = 5 + 2n c) A = –x2 + 10x + 200 ou A = (20 – x) (10 + x) 5 a) R$ 4,81 d) 221; 224; 225; 224; 221 (em metros quadrados). b) R$ 23,91 e) x = 5; 15 e 15 (o retângulo é um quadrado). c) C = [1,94 + (t – 1) ⋅1,91] ⋅1,25 = 2,3875 t + 0,0375 20 a) 15a2 – 8a – 12 b) 15a3 – 14a2 – 3a + 2 Cálculos algébricos c) x2 + 2xy + y2 2 2 6 a) A = 3xy + y b) V = xy d) 9x2 – 12x + 4 2 4 19 42 21 a) x = b) x = − 4 4a − 400 15 11 7 a) p = a − 80 ou p = 5 5 b) p = 48 kg 106
  • 8. ■ CAPÍTULO 12 – ÁREAS E VOLUMES ■ CAPÍTULO 13 – SISTEMAS DE EQUAÇÕES Idéias para o cálculo de áreas e volumes Sistemas e o método da adição 1 a) x = 22 mm e y = 53 mm 1 a) x = –5 e y = –7 b) x = 23 e y = 14 2 b) 3 436 mm c) 330 mm 46 −4 c) x = 4 e y = 1 d) x = ey= 2 a) 12 cm 2 b) 24 cm2 13 13 3 a) 28 u2 b) AB = CD = 5 u BC = AD = 7 u 2 a) 3x + 6y = 180°; x + 10y = 180° c) Não. (AB ⋅ AD = 35 u2 ≠ 28 u2) ˆ ˆ ˆ ˆ ˆ ˆ b) T = 90° e I = O = 45° ; B = 30° e M = U = 75° 4 a) 7 5 3 a) x = 3 e y = 2 b) x = ey= 3 12 A B 4 6 moedas de 10 e 7 de 50. D C Sistemas e o método da substituição 5 A lata de atum tem 115 g e a caixa de molho tem E F 220 g. H G 1 1 6 a) x = 1 e y = b) x = 2 e y = = 0,5 3 4 2 b) 32 cm 15 15 5 3 m3, aproximadamente. c) x = –8 e y = –13 d) x = = 7,5 e y = = 2 4 6 100 cm3 = 3,75 7 1 000 bolinhas 2 7 a) x = 25 e y = 35 b) x = y = 5 8 Substituindo x + y = 12 na equação x + y + 3y = 18 Fórmulas para o cálculo de áreas concluímos que 3y = 6, donde y = 2. Logo, x = 10 8 a) Problemas Perímetro (u) Área (u2) 35 30 Paralelogramo 20 15 9 a) x = 120 e y = 10 b) x = − ey= 11 11 Retângulo 16 15 c) x = 40 e y = 60 10 a) x = –4 e y = 3 b) x = –4 e y = 3 b) Sim. c) Não. 34 2 c) x = − ey= 2 2 15 5 9 a) 18 cm b) 18 cm c) Qualquer lado. d) Escolhida a base, deve-se considerar a altura per- ⎧x − y = 5 ⎪ pendicular a ela. 11 Obtemos o sistema ⎨y = 3 x , donde x = 20 e y = 15. ⎪ ⎩ 4 10 a) 18,2 cm2 b) 14,44 cm2 c) 1 248 mm2 d) 9,68 cm2 e) 1 460 mm2 f) 336 m2 ⎧x = 2y 12 Obtemos o sistema ⎨ ⎩10x + y − (10y + x) = 36 11 a) 28,8 cm2 b) 25,35 m2 donde x = 8 e y = 4. Portanto o número é 84. O teorema de Pitágoras ■ CAPÍTULO 14 – GEOMETRIA EXPERIMENTAL 12 A área do quadrado maior é igual à soma das áreas É ou não é proporcional? dos dois quadrados menores (25 = 16 + 9). 1 a) 13 10 2 cm ou 14,1 cm, aproximadamente. A B 14 a) x = 15 b) x = 10 3 8 15 a) 4 cm b) 12 cm2 6 16 16 a) 5 cm b) 5 2 9 24 17 x = 12 ASSESSORIA PEDAGÓGICA 107
  • 9. b) 2 a) A 7 10 12 20 AB = 2 A’B’= 3 B 10,5 15 18 30 BC = 1 B’C’= 1,5 c) b) Sim. A B 3 8,75 cm 4 a) Sim. b) 60 cm 5 5 2 7 7 2 Figuras semelhantes 8 8 2 5 x = 12 cm d) 6 a) 10,5 cm b) 16 vezes 1 7 a) 1 para 2 b) Sim. A 2 1 2 c) 60 mm e 120 mm d) Sim. 1 1 1 2 2 B e) 168 mm e 672 mm , aproximadamente. 2 4 8 f) Não. e) 8 a) 150 cm b) 1 : 150 A B 2 6 Perímetro da circunferência 13 39 9 62,8 cm x 3x 10 2,5 cm f) 11 5,2 cm, aproximadamente. A B 12 32 cm 5 2 30 12 600 240 Respostas da seção Um toque a mais ■ CURIOSIDADES SOBRE OS NÚMEROS PRIMOS ■ MATEMÁTICA NA LINGUAGEM DO DIA-A-DIA (APÓS O CAPÍTULO 1) (APÓS O CAPÍTULO 4) • O esquema exibe todos os divisores de 315, exceto 1. 1 R$ 5,00 45 105 63 2 300 % 2 300 ⎞ 900 3 (300 %)2 = ⎛ = 32 = 9 = = 900 % ⎝ 100 ⎠ 100 3 3 5 7 315 ■ PEQUENA COLEÇÃO DE PROBLEMAS (APÓS O CAPÍTULO 5) 9 15 21 35 Problema 1 3 2 2 • Temos: 1 800 = 2 ⋅ 3 ⋅ 5 . Para obter o número de R Temos: R é o preço à vista, é valor do primeiro divisores de 1 800, fazemos: 3 2R (3 + 1) ⋅ (2 + 1) ⋅ (2 + 1) = 4 ⋅ 3 ⋅ 3 = 36. pagamento e é o valor do segundo pagamento 3 Portanto, 1 800 tem 36 divisores. sem o acréscimo de 2 %. O valor do segundo • 6 = 3 + 3; 8 = 3 + 5; 10 = 3 + 7 = 5 + 5; 12 = 3 + 9 2R pagamento com o acréscimo de 2 % é ⋅ 1,02 = = 5 + 7; 14 = 3 + 11 = 5 + 9 = 7 + 7; 16 = 3 + 13 = 3 5 + 11 = 7 + 9; 18 = 5 + 13 = 7 + 11 = 9 + 9 0,68R = 68 % de R. 108

×