Your SlideShare is downloading. ×
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

InfluêNcia Da Cultura Africana No Brasil

134,680

Published on

13 Comments
24 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
134,680
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1,608
Comments
13
Likes
24
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Cultura Afro-brasileira by barattaxxx 2008
  • 2. África! De cores garridas, gentes atrevidas e franco sorriso, tens singelos costumes és luz, és negrumes, és amor altivo. Aberta, insondável, guerreira ou amável, distante ou presente. És o tudo ou nada, ora bruxa, ora fada, mas nunca indiferente África! Mulher trigueira, negrita brejeira requebrada em sons, por mais que te veja minh’alma deseja reviver teus tons.
  • 3. Por volta de 1500, portugueses e europeus chegaram ao continente africano; Trouxeram milhões de pessoas para trabalhar como escravos nas novas terras que haviam conquistado: As Américas; Uma dessas novas terras era o Brasil
  • 4. Os negros africanos partiam de diferentes portos na África; por isso haviam vários grupos étnicos, com línguas e religiões diferentes. Foram obrigados a deixar tudo para trás, sua família, pertences, etc. Mas jamais esqueceram o que aprenderam em sua terra .
  • 5. Religiosidade Africana A prática das religiões africanas eram extremamente proibidas no Brasil,eram consideradas bruxaria, a igreja católica fazia questão de pregar apenas o culto cristão; Por isso cultuavam suas divindades secretamente; Identificavam suas divindades com nomes de santos católicos.
  • 6. Candomblé e Umbanda O candomblé foi trazido pelos iorubas , originários da Nigéria e pelos jejes , da costa de Daomé; Os bantus , que vieram do sudoeste africano e correspondiam a maior população , também praticavam o candomblé, mas fizeram adaptações a sua cultura particular.
  • 7. Quando rezavam em sua língua para Santa Bárbara, estavam na verdade cultuando Iansã , quando rezavam para N. Sra. da Conceição, cultuavam Iemanjá .
  • 8. Candomblé Cerimônia realizada com batuques de atabaques, cantos em ioruba ou nagô que variam de acordo com o orixá; Realizadas em terreiros; Ritos dirigidos a um pai/mãe de santo (babalorixá ou iabalorixá); São feitas oferendas e consultas espirituais através do jogo de búzios;
  • 9. O candomblé tem uma relação muito especial com a comida. Os devotos faziam muitas oferendas para os santos. Os africanos trouxeram também muitos sabores na culinária: O pirão, angu, a feijoada, incluindo ingredientes como azeite de dendê,o coco e o café. Todos são herança dos africanos.
  • 10. Umbanda Incorpora práticas do candomblé, do catolicismo e do espiritismo; Consideram que o universo está povoado por entidades que se comunicam através de uma pessoa: o guia; Se apresentam como pomba-gira, caboclo e preto-velho.
  • 11. Capoeira Estreitamente ligada a escravidão; Supostamente criada aqui no Brasil; Teria surgido a partir de danças africanas, acrescentada a um caráter marcial, a fim de auxiliar os escravos a defender-se e atacar; Para despistar a policia, utilizavam os cantos africanos;
  • 12. Capoeira Manoel dos Reis Machado – o Mestre Bimba (1899,1900). Em 1932 fundou a primeira academia especializada em capoeira regional. Num tempo onde era ainda proibida e reprimida.
  • 13. Danças O jongo é uma dança trazida pelo povo bantu,do mesmo tronco do batuque, ambos ancestrais do samba. O Samba é a principal forma de música de raízes africanas surgida no Brasil, seu nome originou-se da palavra "semba", que significa umbigo em quimbundo (língua de Angola) .
  • 14. Lei 10.609/2003 No dia 9 de janeiro de 2003 foi decretada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Lei 10.639 que torna obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileiras nas escolas brasileiras, tem como um dos objetivos o combate ao racismo e a discriminação.
  • 15. Dentro da mesma Lei, o calendário escolar incluiu o dia 20 de novembro como o “Dia Nacional da Consciência Negra”
  • 16. A cultura e o Folclore são meus; mas os livros foi você quem escreveu. Quem garante que Palmares se entregou , quem garante que Zumbi você matou, Perseguidos sem direitos nem escolas, como podiam registrar as suas glorias Nossa memória foi contada por vocês e é julgada verdadeira como a própria lei. Por isso temos registrado em toda história uma misera parte de nossas vitórias É por isso que não temos sopa na colher e sim anjinhos pra dizer que o lado mau é o Candomblé. A Energia Vem do coração e a Alma não se entrega, não.
  • 17. FI M.

×