Your SlideShare is downloading. ×
Anexo 1   Conceitos GestãO Qualidade Sig
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Anexo 1 Conceitos GestãO Qualidade Sig

6,997
views

Published on

Published in: Education, Business, Technology

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,997
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
270
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CONCEITOS GESTÃO D QUALIDADE e de SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Msc. Marcos Antonio Fregonezi Gestão Integrada em Saúde do Trabaho e Meio Ambiente
  • 2. EVOLUÇÃO DA GESTÃO DA QUALIDADE QUALIDADE TECNOLOGIA MERCADO E LUCRO FATORES TECNICO E HUMANO QUALIDADE PRODUZIDA PARTICIPATIVA ABERTURA DE MERCADO HOJE RECNOLOGIOA MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO QUALIDADE CONTROLADA POR OBJETIVOS CONCORRENCIA E USO DE TECNOLOGIA 1950 MERCADO E LUCRO FATOR TECNICO RECEIO DE PERDER O EMPREGO CIENTIFICA EM SÉRIE 1920 LUCRO FATOR HUMANO ORGULHO PELO TRABALHO AUTOCRATICA ARTESANAL 1750 OBJETIVO ENFASE CARACTERISTICA DA ÉPOCA MODELO DE ADMINIS-TRAÇÃO TIPO DE PRODUÇÃO/ ANO DE REFERENCIA
  • 3. DEFINIÇÕES DA QUALIDADE
    • CONTOLE DA QUALIDADE  Técnicas Operacionais e atividades utilizadas para atender aos requisitos da qualidade
    • GARANTIA DA QUALIDADE  Conjunto de ações planejadas e sistemáticas necessárias para ´prover confiança adequada de que um produto ou serviço atenda aos requisitos definidos da qualidade
    • GESTÃO D QUALIDADE  Parte da função gerencial global que determina e implementa a política da qualidade
  • 4.
    • SISTEMA DA QUALIDADE  Estrutura organizacional, responsabilidades, procedimentos, processos e recursos para implementação de gestão da qualidade
    • POLÍTICA DA QUALIDADE  Intenções e diretrizes globais de uma organização relativa à qualidade formalmente expressa pela alta direção.
    • OBS: A política da qualidade quando definida deve ser aplicável e coerente com as metas organizacionais, caso contrário torna-se uma carta de boas intenções
    DEFINIÇÕES DA QUALIDADE
  • 5. PRINCIPIOS DE GERENCIAMENTO
    • Dr. Deming
    • Estabelecer Metas
    • Adotar uma filosofia de mudança
    • Melhorar continuamente no planejamento e no processo de todo o produto ou serviço
    • Introduzir um sistema de treinamento contínuo no próprio trabalho para cada um
    • Adotar e praticar a liderança participativa
    • Derrubar medos e tabus
    • Eliminar barreiras entre departamentos de uma empresa
    • Implantar um vigoroso programa de educação voltado ao auto desenvolvimento de cada empregado da empresa
    • Instaurar um clima propício para que todos juntos participem, desde o chão de fábrica.
  • 6. PRINCIPIOS BÁSICOS PARA MELHORIA DA QUALIDADE
    • A qualidade se faz através de pessoas
    • Todas as pessoas querem se desenvolver e fazer um trabalho melhor
    • Todas as pessoas querem sentir que a sua contribuição é valorizada
    • As pessoas que conhecem o processo são as que através do seu conhecimento e experiência, tem melhores condições de contribuir para a solução de eventuais problemas ou para apontar alternativas de melhorias
    • As pessoas tem satisfação em ver que os problemas foram resolvidos com a aplicação de suas sugestões
    • Se as pessoas conhecerem o método de solução de problemas, ou seus projetos poderão produzir melhores resultados
    • A melhoria da qualidade pela eliminação das causas fundamentais dos problemas, leva inevitavelmente a melhoria da produtividade
  • 7.
    • FILOSOFIA KAIZEN
    • “ Mudança para Melhor”
    PAM - TT Pensar Tempo Agir Melhorar Treinamento Educação
  • 8. KAIZEN
    • SIGNIFICA
    •  SER MELHOR HOJE DO QUE VOCE FOI ONTEM; MELHOR MESMO QUE SEJA UM POUCO, MAS QUE VOCE MELHORE TODO DIA
    • COMO INCORPORAR ESTA FILOSOFIA NA SUA VIDA?
    •  CRIANDO O HÁBITO DE AO FINAL DE CADA DIA, AVALIAR O QUE VOCE FEZ NA SUA VIDA PESSOAL E NA PROFISSIONAL, O QUE PODERIA TER SIDO MELHOR E COLOCAR EM PRÁTICA NO DIA SEGUINTE AS MUDANÇAS QE VOCE JULGA IMPORTANTE, COMPARTILHANDO SEU SUCESSO COM SEUS AMIGOS E COLEGAS DE TRABALHO
  • 9. CUSTO DA QUALIDADE
    • 1 – Custo das Falhas Externas (problemas detectados junto ao cliente)
    •  Reclamações de Clientes
    •  Devoluções
    •  Reposição de produtos com defeitos
    •  Assistência técnica x garantia do produto
    • 2 – Custos da Falhas Internas (problemas detectados na própria organização)
    •  Sucatas
    •  Retrabalhos
    •  Reinspeções
    •  Perdas de produção devido a problemas de material
  • 10.
    • 3 – Custo das Avaliação (investimentos para verificar a conformidade)
    •  Análise periódica de insumos
    •  Inspeções e testes típicos de controle da qualidade
    •  Auditorias de processos
    • 4 – Custos de Prevenção (investimentos em treinamento, procedimentos, métodos, etc...)
    •  Treinamento de pessoal
    •  Estabelecer procedimentos, processos, métodos, etc...
    •  Auditorias do sistema da qualidade
  • 11. F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção F.Externa F.Interna Avaliação Prevenção EVOLUÇÃO DOS CUSTOS DA QUALIDADE
  • 12. MELHORIA CONTINUA
    • O que significa ?
    •        O processo de melhoria contínua é uma abordagem que visa a redução gradual de desperdícios, melhoria da qualidade, garantia de uma área de trabalho segura e aumento de produtividade.
    • A meta é dar aos clientes o que querem e quando querem – SEMPRE.
    • O que os clientes desejam?  
    •       Produtos e Serviços com alto padrão de qualidade e de baixo custo
    •     Entrega imediata, em pequenos lotes, de uma grande variedade de modelos .
    • O PULO (diferencial)
    • DENTRO DO PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA
    • O pulo individual e corporativo significa deixar para trás a sabedoria convencional, processos confortáveis e estilos de liderança tradicional, reconhecendo que inovação e criatividade são compulsórios para se alcançar liderança de mercado e lucratividade.
  • 13. ABORDAGEM DE PROCESSO
    • Uma atividade que toma “entradas” e converte-as em “saídas”pode ser considerada como um “processo”. E muito freqüentemente a “saída” de um processo é a “entrada” para outro processo.
    • Portanto: uma ABORDAGEM DE PROCESSO é a sistemática de identificação e gestão de atividades e a interação entre estas mesmas atividades.
    • Vantagem: controle contínuo que é conseguido sobre os processos, as relações entre processos e a combinação e interação de processos.
    • IMPORTANTE: O modelo de Sistema de Gestão baseado em processo (Fig. 1 da norma ISO 9000 e Fig. 1 da ISO 9001) estabelece a estrutura e elementos de um processo definido nas cláusulas 4 e 8 da ISO 9001, bem como mostra que os clientes desempenham um papel significativo em definir requisitos como “entradas”
  • 14. DOIS TEMAS PRINCIPAIS NA ABORDAGEM DE PROCESSO
    • FOCO NO CLIENTE + MELHORIA CONTÍNIA
    • FOCO NO CLIENTE  o cliente desempenha um papel significativo na definição de requisitos como “entradas”
    • MELHORIA CONTíNUA  a necessidade de continuamente melhorar o sistema da qualidade
  • 15. FOCO NO CLIENTE
    • Os requisitos encorajam a organização a considerar as necessidades do cliente:
    • A AD deve comunicar a importância em atender aos requisitos do cliente (5.1)
    • Requisitos de clientes (não apenas contratuais) devem ser determinados e atendidos para aumentar a satisfação do cliente (5.2)
    • Requisitos que não são especificados pelo cliente, porém necessários para o uso especificado ou intencional devem ser terminados (7.2.1)
    • Providencias de comunicação com o cliente devem ser identificadas e implementadas (7.2.3)
    • A organização necessita monitorar a informação sobre o atendimento aos requerimentos do cliente (7.2.1)
  • 16. MELHORIA CONTÍNUA
    • A necessidade de melhorar continuamente o sistema da qualidade é evidente em toda a norma:
    • Requisito para continuamente melhorar o SGQ (4.1)
    • Política da Qualidade para comprometer-se à melhoria contínua (5.3)
    • O pessoal deve ser competente e consciente da importância do SGQ e adicionalmente devem ser treinados, qualificados e/ou experientes (6.2.1 + 6.2.2)
    • Adicionalmente, para garantir conformidade, atividades de medição e monitoramento necessárias para atingir a melhoria (8.1)
    • Requisitos para facilitar a melhoria contínua da eficácia do SGQ (8.5.1)
  • 17. OITO PRINCÍPIOS DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9000:2000
    • FOCO NO CLIENTE – A necessidade de entender as necessidade atuais e futuras dos clientes, para ir ao encontro de seus requisitos e exceder as suas expectativas. Isto é baseado no fato de que organizações dependem de seus cliente.
    • LIDERANÇA – Visa atingir que os lideres propiciem um ambiente interno que estimule as pessoas a estarem totalmente envolvidas no propósito de atingir os objetivos da organização.
    • ENVOLVIMENTO DE PESSOAS – O sucesso da organização depende de pessoas envolvidas. Portanto elas necessitam estar totalmente envolvidas para que suas habilidades sejam utilizadas em benefício de se alcançar os objetivos da organização.
  • 18.
    • ABORDAGEM DE PROCESSO – Resultados são alcançados mais eficazmente e eficientemente quando recursos e atividades são gerenciados como um processo.
    • ABORDAGEM SISTÊMICA PARA A GESTÃO – A eficácia e eficiência de uma organização são melhoradas pela identificação, entendimento e gestão de processos inter-relacionados necessários para alcançar os objetivos.
    • MELHORIA CONTÍNUA – Deve ser objetivo permanente de toda organização.
    • ABORDAGEM FACTUAL PARA TOMADA DE DECISÃO – Decisões eficazes baseadas na análise de dados.
    • BENEFÍCIOS MÚTUOS NAS RELAÇÕES COM OS FORNECEDORES – Organização e seus fornecedores são interdependentes e uma relação de beneficio mútuo aumenta a capacidade de ambos em agregar valor
    • NOTA: Estes 8 princípios formam a base para as normas do SGQ na
    • família NBR ISO 9000
  • 19.
    • Equivalência entre Normas
    • Pré Requisitos Básicos
    • Estruturando o Sistema Integrado
    • Elementos do Sistema de Gestão
    • Política, Objetivos, Metas, Indicadores
    • Gestão de Desempenho
    SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO
  • 20.
    • Equivalência entre Normas
    Qualidade Meio Ambiente Segurança & Saúde Recursos Humanos $ ISO 9000 ISO 14001 OHSAS 18001 ATUAÇÃO RESPONSÁVEL SA 8000 QUALIDADE TOTAL
  • 21.
    • Pré Requisitos Básicos
    • Comprometimento da Alta Administração
    • Alta visibilidade do Programa, em todos os Níveis
    • Envolvimento dos Funcionários
    • Educação constante
    • Predisposição a mudanças culturais drásticas
    • Trabalho em Equipe
    • Geração de Entusiasmo & Motivação
    • Responsabilidade e Autoridade dos Líderes
    • Paciência e Disciplina
    • Foco
    • SEM ESTES 10 PRÉ REQUISITOS, SEU PROJETO CERTAMENTE
    • NÃO ACONTECERÁ COM SUCESSO.
  • 22.
    • Estruturando o Sistema Integrado
    • Fundamentos para Implantação de Sistemas de Gestão
    PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORÇAMENTOS RECURSOS METAS E PROGRAMAS OBJETIVOS POLÍTICAS
  • 23.
    • Estruturando o Sistema Integrado
    • PONTOS FUNDAMENTAIS
    AÇÕES DE PREVENÇÃO RESPONSABILIDADES & AUTORIDADES FORMALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS QUALIFICAÇÃO REGISTROS
  • 24.
    • Elementos do Sistema de Gestão
    Um Sistema de Gestão Integrada, independentemente das abordagens, deve conter:
    • GERENCIAMENTO DOS ASPECTOS CRÍTICOS
    • Identificação dos aspectos críticos
    • Identificação dos requisitos aplicáveis
    • Estabelecimento e execução de controles operacionais
    • Avaliação do Desempenho
    2. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO Definição de Políticas Definição de Objetivos, Metas e Planos de Ação Definição de Responsabilidades e Autoridades Realização de Análise Crítica do Sistema de Gestão
  • 25.
    • Elementos do Sistema de Gestão
    Um Sistema de Gestão Integrada, independentemente das abordagens, deve conter: 3. ESTRUTURA DO SISTEMA DE GESTÃO Documentação Registros Controle de Documentação Auditorias Internas Ações Corretivas e Preventivas 4. RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS Envolvimento Pessoal Treinamento e Desenvolvimento Recursos de Comunicação ( Interno e Externo ) Instalações Equipamentos Métodos Recursos para Monitoramento 5 – INTERFACE COM PARTES INTERESSADAS Criar canais de comunicação formais com as partes interessadas Manter partes interessadas informadas Identificação das Necessidades e Expectativas
  • 26.
    • Política, Objetivos, Metas e Indicadores
    Informações e dados colhidos da rotina, capazes de visualizar o desempenho da Empresa, face a uma referência estabelecida. Por exemplo: Volume de água consumida/mês em m3. Grandezas associadas ao objetivo ou quantificação dos mesmos Por exemplo: Meta 1: Reduzir o consumo de água em 10% no ano de 2003 Objetivos são propostas de trabalho condizentes com o texto da Política da empresa, onde a organização exprime suas perspectivas de atuação. Por exemplo: Objetivo 1: Otimizar o uso de recursos naturais Código de conduta da Empresa, onde expressa suas intenções com relação às abordagens do Sistema de Gestão. Preferencialmente um Sistema Integrado “pede”uma Política de Sistema Integrado, mas não é mandatório. INDICADORES METAS OBJETIVOS POLÍTICA
  • 27.
    • Gestão de Desempenho
    Gerir sobre um desempenho é agir quando o Indicador de Desempenho relata que um resultado não foi atingido. Todo resultado irregular deve ser avaliado e uma análise de causa deve acontecer, justificando um Plano de Ação para correção de rotas. Vendas Lucros Satisfação dos Clientes
  • 28. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
    • SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
    • (SGI)
    • Um Sistema de Gestão Integrado pode aplicar-se a qualquer organização ou setor industrial que deseje implementar, manter e aprimorar um sistema de gestão. Este pode abranger diversos sistemas, como da qualidade, segurança e saúde no trabalho, meio ambiente e responsabilidade social, entre outros.
  • 29. Produzir com qualidade, de forma padronizada (ISO 9001), respeitando o meio ambiente (ISO 14001), respeitando a integridade física e a saúde de seus recursos humanos (OHSAS 18001), observando os direitos e deveres destes recursos humanos enquanto seres vivos e cidadãos (SA 8000). Integração das normas nos sistemas : NBR ISO 9001 – Gestão da Qualidade ISO 14001 – Gestão Ambiental OHSAS 18001 – Especificação de Segurança e Saúde no Trabalho SA 8000 – Responsabilidade Social SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
  • 30.
    • Sistema de Gestão Integrado
    • Conjunto de atividades que organizadas e administradas de maneira padronizada e uniforme proporcionam a concepção de um inteiro, mesmo que cada atividade ou conceito de sua formação seja diverso em essência.
    SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SISTEMA Conjunto ou combinação de partes ou coisas de modo a formar um todo complexo ou unitário GESTÃO Ato de Gerir INTEGRADO Inteiro, completo
  • 31. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9000 As normas da família NBR ISO 9000, foram desenvolvidas para apoiar organizações, de todos os tipos e tamanhos, na implementação e operação de sistemas de gestão da qualidade eficazes. Princípios de gestão da qualidade Normas ISO 9001/2008 Requisitos Responsabilidade da direção Gestão de recursos Realização do produto Medição, análise e melhoria  
  • 32. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 14001   Organizações de todos os tipos estão cada vez mais preocupadas em atingir e demonstrar um desempenho ambiental correto, controlando o impacto de suas atividades, produtos ou serviços no meio ambiente, levando em consideração sua política e seus objetivos ambientais. Convém observar que esta Norma não estabelece requisitos absolutos para o desempenho ambiental além do comprometimento, expresso na política, de atender à legislação e regulamentos aplicáveis e com a melhoria contínua. Assim, duas organizações que desenvolvam atividades similares, mas que apresentem níveis diferentes de desempenho ambiental, podem, ambas, atender aos seus requisitos.      
  • 33. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Requisitos do SGA Requisitos Gerais Política Ambiental Planejamento Aspectos Ambientais Requisitos Legais e Outros Objetivos, Metas e Programa(s) Implementação e Operação Competência, Treinamento e Conscientização Comunicação
  • 34. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Requisitos ISO14001:2004 Documentação Controle de Documentos Controle Operacional Preparação e Atendimento a Emergências Verificação e Ação Corretiva Avaliação da Conformidade Não-Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva Controle de Registros Auditoria Interna Análise Crítica pela Direção    
  • 35. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
    • SA 8000
    • A SA 8000 é uma norma voluntária que se baseia em Convenções da OIT - Organização Internacional do Trabalho, na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, e na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ela abrange nove temas:
    • Trabalho infantil
    • Trabalho forçado
    • Segurança e saúde no trabalho
    • Liberdade de associação e direito à negociação coletiva
    • Discriminação
    • Práticas disciplinares
    • Horário de trabalho
    • Remuneração
    • Sistemas de gestão.
  • 36. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO OHSAS 18001:2007 A "norma" OHSAS 18001, cuja sigla significa Occupational Health and Safety Assessment Series, foi oficialmente publicada pela BSI – British Standards Institution – e entrou em vigor no dia 15/4/99. A nova OHSAS 18001 é uma especificação que tem por objetivo prover às organizações os elementos de um Sistema de Gestão da SST eficaz, passível de integração com outros requisitos de gestão, de forma a auxiliá-las a alcançar seus objetivos de segurança e saúde ocupacional. Ela define os requisitos de um Sistema de Gestão da SST, tendo sido redigida de forma a aplicar-se a todos os tipos e portes de empresas, e para adequar-se a diferentes condições geográficas, culturais e sociais. O sucesso do sistema depende do comprometimento de todos os níveis e funções, especialmente da alta administração. Um sistema desse tipo permite a uma organização estabelecer e avaliar a eficácia dos procedimentos destinados a definir uma política e objetivos de SST, atingir a conformidade com eles e demonstrá-la a terceiros.
  • 37. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A OHSAS 18001 baseia-se na premissa de que a organização irá, periodicamente, analisar criticamente e avaliar o seu Sistema de Gestão da SST, de forma a identificar oportunidades de melhoria e a implementação das ações necessárias. O Sistema de Gestão da SST fornece um processo estruturado para atingir a melhoria contínua, cujo ritmo e amplitude são determinados pela organização à luz de circunstâncias econômicas e outras. Embora alguma melhoria no desempenho da SST possa ser esperada devido à adoção de uma abordagem sistemática, entende-se que o Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho é uma ferramenta que permite a uma empresa atingir, e sistematicamente controlar, o nível do desempenho da SST por ela mesma estabelecido. O desenvolvimento do Sistema de Gestão da SST, por si só, não resultará, necessariamente, na redução imediata de acidentes e doenças do trabalho.
  • 38. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO 5.1- Requisitos Requisitos Gerais Política de Saúde e Segurança no Trabalho Planejamento Planejamento para Identificação de perigos e avaliação e controle de riscos Requisitos Legais e outros requisitos Objetivos Programas de Gestão da SST. Implementação e Operação Estrutura e Responsabilidade Treinamento, conscientização e competência Consulta e comunicação Documentação Controle de Documentos e Dados
  • 39. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
    • Os benefícios potenciais associados a um eficaz Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho incluem:
    • * assegurar aos clientes o comprometimento com uma gestão da SST demonstrável;
    • * manter boas relações com os sindicatos de trabalhadores;
    • * obter seguro a um custo razoável (principalmente quando o SAT – Seguro de Acidentes do Trabalho – for operado no Brasil de forma mais inteligente!);
    • * fortalecer a imagem da organização e sua participação no mercado;
    • * aprimorar o controle do custo de acidentes;
    • * reduzir acidentes que impliquem em responsabilidade civil;
    • * demonstrar atuação cuidadosa;
    • * facilitar a obtenção de licenças e autorizações;
    • * estimular o desenvolvimento e compartilhar soluções de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais;
    • melhorar as relações entre a indústria e o governo.
    •  
  • 40. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO
  • 41. SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO A integração de sistemas de gestão é uma tendência e um fator importante para os sucessos das organizações, pois pode torná-las mais eficiente, assim como reduzir custos e tempo em determinadas atividades. A palavra “pode” usada no primeiro parágrafo denota que, além de fatores relacionados com as normas tomadas como base, o grau de integração dos sistemas depende de estrutura organizacional e da maturidade da organização, considerando seus sistemas de gestão. CONCLUSÃO
  • 42.
    • Considerações Finais
    • Sistema Integrado de Gestão é....
    • PRODUZIR COM QUALIDADE, DE FORMA PADRONIZADA ( ISO 9000 ),
    • RESPEITANDO O MEIO AMBIENTE ( ISO 14001, ATUAÇÃO RESPONSÁVEL ),
    • RESPEITANDO A INTEGRIDADE FÍSICA E A SAÚDE DE SEUS RECURSOS
    • HUMANOS ( OHSAS 18001, ATUAÇÃO RESPONSÁVEL ), OBSERVANDO
    • OS DIREITOS E DEVERES DESTES RECURSOS HUMANOS ENQUANTO
    • SERES VIVOS E CIDADÃOS ( SA8000 ).