Your SlideShare is downloading. ×
Automação Bibliotecas - Gnuteca
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Automação Bibliotecas - Gnuteca

2,356
views

Published on

trbalho submetido para avaliação parcial da disciplina Automação Bibliotecas - Biblioteconomia - UFSC

trbalho submetido para avaliação parcial da disciplina Automação Bibliotecas - Biblioteconomia - UFSC

Published in: Education, Technology

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,356
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
72
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Transcript

    • 1. UFSC / CED / Biblioteconomia Disciplina: Automação de bibliotecas Professora: Úrsula Blattman Equipe: Aureliana, Claudiane, Marchelly
    • 2. Procuradoria Regional do Trabalho de Santa Catarina (PRT)
      • Acervo especializado em Direito Trabalhista;
      • Atende Procuradores, Advogados, Estagiários, funcionários da PRT e a comunidade em geral;
      • Utiliza o Software Microisis/ CDSISIS no formato IBICT
      Biblioteca da 12ª Procuradoria Regional do Trabalho (PRT)
      • Corresponde a PRT do Ministério Público da União;
      • Missão: Atuar na sociedade catarinense de forma a zelar pelo cumprimento da constituição e das leis, promovendo ações que busquem a Justiça e assegurem o exercício da cidadania no âmbito das relações de trabalho.
      • Lei do Software Livre (2.269/99).
      • Não tem banco de dados para usuário, não é possível ter controle da circulação
      Desvantagens para a biblioteca do PRT:
      • Não é possível formar uma catalogação cooperativa entre Bibliotecas dos PRTs.
      Acervo não está online.
    • 3. O Gnuteca é um software livre para automação de todos os processos de uma biblioteca, independente do tamanho de seu acervo ou da quantidade de usuários. O sistema foi desenvolvido tendo como base de testes uma biblioteca real, a do Centro Universitário Univates, onde está em operação desde fevereiro de 2002. Sua licença é a CC-GNU GPL. (GNUTECA, 2007). É o software que pode ser utilizado, copiado, distribuído, aperfeiçoado, ou seja, modificado, por qualquer pessoa, mesmo não sendo proprietária. (DAMÁSIO, RIBEIRO, 2005 ) A CC-GNU-GPL acrescenta os meta-dados gerados pelo Creative Commons e a Licença Pública Geral (GPL) e também a licença oficial da Free Software Foundation ( FSF), traduzida em português. CONCEITO
    • 4. A instituição com maior número de alunos é a UEG - Universidade Estadual de Goiás, com mais de 30 mil alunos e 40 unidades. Univates PUC-SP Universidade do Estado do Mato Grosso do Sul Uninorte – Faculdade Norte Paranaense Biblioteca Borges de Medeiros, da Assembléia Legislativa do RS Algumas instituições que utilizam o GNUTECA: INSTITUIÇÃO Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, localizada em Novo Hamburgo
    • 5. O GNUTECA f oi desenvolvido a partir de padrões internacionais adotados por bibliotecas, como o ISIS (Unesco), o MARC21 (LOC-Library of Congress), ISO 2709. Por ter sido desenvolvido dentro de um ambiente CDS/ISIS, o Gnuteca prevê a fácil migração de acervos deste tipo, além de vários outros. O sistema pode ser utilizado tanto na gestão de pequenos acervos particulares, como para acervos de mais de 100 mil exemplares. Por ser um software livre, e utilizar como base apenas outros softwares livres, não há limite prático no número de estações de atendimento, ilhas para consulta ou acesso através da Internet. (GNUTECA, 2007) formato de intercâmbio de dados bibliográficos formato de intercâmbio de arquivos de computador com dados bibliográficos
    • 6. VANTAGENS
      • Damásio e Ribeiro (2005) destacam como principais vantagens para a área de biblioteconomia:
      • - custo zero na aquisição de licenças;
      • - catalogação em formato MARC21;
      • - gerenciamento do processo de circulação;
      • - várias opções de busca ao catálogo local ou on-line;
      • - várias opções de serviços aos usuários;
      • renovações de empréstimos via Internet;
      • - reserva de obras via Internet;
      • - catalogação multiusuário;
      • - possibilidade de integração de Sistemas de Bibliotecas, ou Campus e Bibliotecas Setoriais e Central (Sistema Integrado de Bibliotecas);
      • - catalogação cooperativa através da troca de dados catalogados;
      • - opções de migração dos dados do Microisis, dados no formato
      • ISO2709;
    • 7.
      • A versão 1.6 e 1.7 incorporaram várias funcionalidades, onde destacamos:
      • Maior controle do sistema de empréstimo e do cadastro de materiais;
      • O sistema permite ao usuário o controle do perfil, podendo configurar as opções de avisos por email;
      • O usuário poderá imprimir seu próprio histórico de materiais retirados no formato de referência bibliográfica;
      • Incorporação do controle da base de periódicos;
      • Aperfeiçoamento do sistema de busca, onde será possível buscar no acervo todas as palavras em qualquer ordem;
      • Maior controle da impressão do código de barras;
      • Aperfeiçoamento das estatísticas;
      • Inclusão de novas planilhas (periódicos, mapas, ...);
      • Destaque de termos pesquisados;
      • Opção "Mostrar Ajuda" com conteúdo específico para cada tela do sistema;
      • Possibilidade de adição de "plugins" de relatórios, tornando mais simplificada a implementação destes, inclusive com geração de gráficos;
      • Pesquisa por Centro de Custo;
      • Cliente de buscas e catalogação por protocolo z39.50, em caráter experimental;
      • Possibilidade de envio de mala-direta, direcionada a assuntos definidos pelo usuário.
      V Versões atualizadas Mais vantagens
    • 8. O sistema requer, para sua instalação, os seguintes softwares livres: As estações de atendimento, de administração e a interface Internet podem ser acessadas através de plataformas GNU/Linux ou Windows. O servidor deve ser um equipamento com o sistema operacional GNU/Linux. A configuração do hardware dependerá do volume do acervo e da quantidade de acessos ao sistema. Tipicamente, qualquer servidor Pentium III ou superior, com 512 Mbytes de memória ou mais comportam um servidor. Caso haja necessidade de maior performance ou volumes de dados, o Gnuteca pode ser instalado em múltiplos servidores com funções especializadas (base de dados, internet e outras) (GNUTECA, 2007) Miolo ; PHP 4; PostgreSQL; Apache; PHP-GTK Linguagem de programação Sistema gerenciador de banco de dados Framework para Desenvolvimento de Sistemas em PHP com POO Servidor WEB, com código fonte disponível gratuitamente via Internet . Uma extensão para a linguagem de programação PHP INFORMAÇÕES TÉCNICAS
    • 9. Módulo de empréstimo PHP-GTK
    • 10. Cadastro de novo material
    • 11. Detalhes do material
    • 12. Menu principal do administrador Menu principal do usuário
    • 13. Imprimir lombada
    • 14. Lista operações
    • 15. Cadastro de novo material
    • 16. Pesquisa simples Resultado da pesquisa
    • 17. Trabalhos de consultoria realizados recentemente tem apontado o Gnuteca como um sistema adequado para diversas situações, desde que o suporte técnico da informática esteja presente. (BROD, 2004). CONSIDERAÇÕES Software de Biblioteca com recursos de configuração, catalogação, administração, pesquisas e serviços aos usuários, com interface de interatividade fácil pelos usuários, bibliotecários, demais auxiliares e técnicos de bibliotecas e suporte de informática. Tendo sua interface de consulta e serviços disponível em ambiente Web na Internet (DAMÁSIO; RIBEIRO, O Gnuteca não é perfeito, existem lacunas no processamento técnico, como por exemplo, a catalogação de analíticas, que até a versão 1.5 não estava implementada adequadamente.(NEVES; SALES, 2005)
    • 18. BROD, César. Software livre e desenvolvimento regional: o caso Solis. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE SOFTWARE LIVRE, 2., 2004, São Paulo, Anais... São Paulo: SUCESU, 2004. Disponível em: < http://www.solis.coop.br/ modules/sites/files/files/solis//Apresentacoes/conisli_solis.pdf>. Acesso em: 05 out. 2007. DAMASIO, E. ; RIBEIRO, Carlos Eduardo Navarro . Software livre para bibliotecas, sua importância e utilização: o caso Gnuteca. In: XXI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, 2005, Curitiba. XXI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. Curitiba : FEBAB, 2005. v. 1. GNUTECA – Sistema de Gestão de Acervo, Empréstimo e Colaboração para Bibliotecas. Disponível em: < http://www.gnuteca.org.br >. Acesso em: 20 set. 2007. NEVES, Guilherme. L. C. ; SALES, Fernanda de . Software livre e gestão de unidades de informação: implementando Gnuteca na Biblioteca da Procuradoria Regional do Trabalho em Santa Catarina PRT12/MPT. In: Painel Biblioteconomia em Santa Catarina, 2005, Florianópolis. Anais do XXIV Painel Biblioteconomia em Santa Catarina. Florianópolis : Associação Catarinense de Bibliotecários - ACB, 2005. REFERÊNCIAS

    ×