Os Povos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Os Povos

on

  • 34,744 views

 

Statistics

Views

Total Views
34,744
Views on SlideShare
34,128
Embed Views
616

Actions

Likes
7
Downloads
501
Comments
0

10 Embeds 616

http://letrassonhosecores.blogspot.com.br 306
http://letrassonhosecores.blogspot.com 242
http://letrassonhosecores.blogspot.pt 48
http://letrassonhosecores.blogspot.mx 9
http://letrassonhosecores.blogspot.com.es 3
http://www.slideshare.net 3
http://letrassonhosecores.blogspot.com.ar 2
http://letrassonhosecores.blogspot.com.au 1
http://letrassonhosecores.blogspot.be 1
http://www.google.com.br 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Os Povos Os Povos Presentation Transcript

  • Os Primeiros Povos da Península Ibérica
  • Era uma vez uma península situada do sudoeste do continente europeu, entre o mar cantábrico e o oceano atlântico. A sua excelente situação geográfica, ligação do continente europeu com o continente africano, e o clima ameno, fez com que esta península fosse habitada por vários povos.
  • Povos que habitaram a Península ibérica
    Comunidades Recolectoras
  • Modo de vida – Nómadas (deslocavam-se permanentemente à procura de comida)
    Alimentação - Caçavam, pescavam e recolhiam os frutos da natureza.
    Habitação - Cavernas ou grutas e cabanas feitas com peles de animais.
    Vestuário – Feito de peles de animais.
    Actividades - Caça, pesca e recolecção.
    Arte - Rupestre (pintavam nas paredes das grutas cenas de caça para lhes dar sorte na caçada).
    Utensílios - arpões para pescarem; lanças para caçarem; agulhas, furadores e raspadores para fazerem as roupas (feitos de madeira, osso e pedra).
    Fogo – Servia para: aquecer, iluminar, afastar os animais ferozes e cozinhar os alimentos.
  • Comunidades agro-pastorishá cerca de 10 000 anos houve grandes transformações no clima (Europa e Ásia) e a temperatura subiu, tornando-se 0 clima quente e seco. Surgem novas espécies vegetais e novos animais. Aparecem as primeiras comunidades agro-pastoris.
  • Modo de vida - sedentários ( viviam sempre no mesmo local).
    Alimentação – Produtos provenientes da agricultura e da pastorícia.
    Habitação - Casas pequenas, circulares, cobertas de colmo e feitas de pedra.
    -Surgem as primeiras aldeias junto dos rios ou no cimo dos montes (estas últimas os castros ou citânias).
    Vestuário – Feito de lã e de linho (tecelagem).
    Actividades – Agricultura,
    pastorícia, cestaria, cerâmica,
    tecelagem e metalurgia.
    Menires - Culto à natureza.
    Antas ou Dolmens –culto
    dos mortos.
  • Os Iberos
    No século XI a.C. os Iberos habitavam a Península e foi este povo que veio dar a designação de Península Ibérica a esta península. Os Iberos dedicavam-se à pastorícia e à agricultura. Foram artesãos na arte ourivesaria e da cerâmica pintada.
    A sua religião era politeísta e já utilizavam a escrita. Ainda hoje se podem encontrar vestígios da cultura Ibérica no Algarve e em toda a Andaluzia.
  • Os celtas
    Os Celtas chegam à Península Ibérica no séc. VI a. C. e ao misturarem-se com os Iberos dão origem aos Celtiberos. Os Celtas constroem casas circulares de pedra cobertas por colmo. As suas povoações situam-se no cimo dos montes e chamam-se castros. Os Celtas também eram ouvires e deles herdámos a arte das filigranas minhotas.
  • Os Lusitanos são o resultado da fusão de diversas raças e culturas. Era um povo corajoso e guerreiro embora também se dedicasse à pastorícia, à cultura de cereais e àpesca
    Utilizavam as peles dos animais para fizeram as suas vestes e também teciam com lã. Viviam em grupos de famílias em povoações fortificadas e protegidas por fortes muralhas chamadas castros.
  • Povos do Mediterrâneo (300 a 200 anos a.C.)
  • Os Fenícios chegaram á Península Ibérica por volta do século XII a.C. Eram um povo de navegadores e comerciantes. Criaram o primeiro alfabeto e escreviam em papiro.
    No século VII a.C. chegam à Península Ibérica os Gregos que eram , também, um povo comerciante. Deixaram vestígios da sua arte em Alcácer do Sal (vasos decorados com motivos geométricos).
    Os Cartagineses, descendentes dos Fenícios, chegam á Península Ibérica no século III a. C. e dedicaram – se essencialmente ao comércio e á salga de peixe.
  • No século III a. C. os Romanos
    invadem a Península Ibérica .
    Eles eram um povo muito civilizado
    e possuidor de um vasto império.
  • Atraídos pelas riquezas;
    Pretendiam aumentar os seus territórios;
    Domínio do comércio no mar Mediterrâneo.
    Os Romanos possuíam um exército bem organizado, disciplinado e forte.
  • Os Lusitanos querendo defender as suas terras e os seus animais travaram duras guerras com os romanos. Os Lusitanos escolheram como chefe Viriato.
    Viriato foi assassinado à traição enquanto dormia. A luta continuou e ficou como chefe dos Lusitanos Sertório, também valente guerreiro. Sertório também foi morto à traição durante um banquete.
    Apesar dos esforços dos Lusitanos, os Romanos acabaram por conquistar a Península Ibérica, na qual permaneceram por mais de seis séculos. Aos poucos, os povos da Península começaram a aceitar as tradições, os costumes, a religião e a língua (latim) dos muçulmanos.
    • Dos romanos , herdamos uma série de características culturais. O direito dos Romano ,até os dias de hoje está presente na cultura ocidental ,assim como o latim, que deu origem a língua portuguesa , francesa , italiana e espanhola.
  • Existem numerosos vestígios dos tempos dos romanos na Península Ibérica: templos, estradas, pontes, aquedutos…
  • OS POVOS BÁRBAROS
    No início do século v, a Península Ibérica foi invadida por vários povos germânicos, atraídos
    pelas riquezas do império romano.
    Entre esses povos destacaram – se os Suevos e os Visigodos.
    Os romanos apelidavam estes povos de Bárbaros, por terem uma cultura diferente da praticada no império.
  • Os suevos
    Vieram do Norte da Europa e invadiram a Península Ibérica, onde estabeleceram movas regras. Foram depois conquistados pelos Visigodos, um povo mais forte do que eles e que estabeleceu o seu domínio por todo o território da Península.
  • Os visigodos
    Guerreiros muito habilidosos
    no uso das armas, pertenciam à raça ariana e eram politeístas; porém, rapidamente se converteram ao cristianismo.
    Este povo já estava estratificado em três classes:
    povo;
    nobreza;
    clero.
  • Os árabes
    Os Árabes chegaram no século VIII. Foram o último povo a invadir a Península Ibérica. Vieram do Norte de África, sendo comandados por Tarik.
    Conseguiram dominar todo o território da Península, excepto os montes das Astúrias.
    Acreditavam em Alá, a sua religião era o Islamismo.
    Desenvolveram a agricultura, e introduziram a nora e a picota.
    Trouxeram conhecimentos de astronomia e medicina.
    Introduziram o uso da bússola.
  • Introduziram os algarismos matemáticos.
    Fabrico do papel, da pólvora e da criação do bicho-da-seda.
    também generalizaram o uso de moinhos de vento.
  • Existem na nossa língua palavras de origem árabe, como por exemplo:
    Algarve, alfinete
    almofada, almoxarife
    javali, arsenal
    alcachofra, tapete
    alface, alfaiate
    laranja, açúcar
    almirante, abóbora
    alicerce alicate
    azulejo. azeite
    arroz. algarismo
    limão. açude
    azeitona. refém
    aldeia. Ferreira
    axalá, almocreve
    algodão, arrabalde
  • Reconquista Cristã
    Os Muçulmanos estiveram cerca de 800 anos na Península Ibérica e por isso influenciaram muito a população local. Muitos dos habitantes da Península Ibérica chegaram mesmo a converter-se à religião islâmica, a falar o idioma (língua) árabe e a aceitar totalmente os seus costumes.
    No Norte da Península Ibérica tornou-se mais difícil vencer os cristãos que se refugiaram nas montanhas das Astúrias. Também se tornou difícil defender e manter os territórios conquistados, pois os cristãos organizaram-se para o contra-ataque comandados por Pelágio.
    A reconquista de terras aos muçulmanos foi feita com avanços e recuos e demorou quase oito séculos no Sul da Península Ibérica. A esta reconquista chama-se a Reconquista Cristã.
  • Reinos Cristãos
    A partir do pequeno território, que Pelágio designou como Reino das Astúrias, os cristãos alojados nas serranias do Norte e Noroeste da península, foram gradativamente formando novos reinos, que se estenderam para o Sul. Surgiram os reinos de Castela, Navarra, Aragão e Leão (de onde derivou mais tarde o Condado Portucalense e, subsequentemente, Portugal).