Apresentação do Petic Urbano

662 views
572 views

Published on

PETIC - Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação
da EMURB/Aracaju/SE desenvolvico como trabalho da matéria Sistemas de Informações Empresariais da Pós Graduação em Gestão de Projetos de TI ministrada pelo professor Rogério Nascimento

Published in: Economy & Finance, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
662
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
28
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação do Petic Urbano

  1. 1. Sara Barros Érika da Conceição Aysla Mychele Geraldo Ferreira Ivaniel de Morais Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação EMURB – Empresa Municipal de Obras e Urbanização – Aracaju/SE
  2. 2. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  3. 3. I nt r odução  Conceito e Origem EMURB, empresa pública que possui personalidade jurídica de direito privado, patrimônio próprio e autonomia administrativa e financeira. Foi criada em 1975, com o objetivo de regularizar terrenos de marinha.  Atividades 1977 - a empresa iniciou a implantação de loteamentos nos antigos Terrenos de Marinha. 1984 - deu início a urbanização de diversas áreas da capital
  4. 4. I nt r odução  Atividades 1992 - era responsável pela implantação e recuperação da malha viária e da rede de drenagem. Com a extinção da Secretaria Municipal de Obras, neste ano, a empresa absorveu novas atribuições: - Reforma e ampliação das escolas, creches, postos de saúde, urbanização de praças, implantação de iluminação pública e de placas de sinalização.
  5. 5. I nt r odução  Atividades Até então era denominada Empresa Municipal de Urbanização, mas após a Lei nº 1996/93 de 17 de Junho de 1993, a empresa passou a denominar-se Empresa Municipal de Obras e Urbanização, o que gerou algumas alterações no estatuto da empresa: - Implantar planos urbanísticos e executar o programa de obras da Administração Pública Municipal; - Realizar serviços de caráter econômico, inclusive fora do âmbito do Município de Aracaju; - Produzir e comercializar artigos manufaturados; - Executar programas habitacionais;
  6. 6. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  7. 7. Dados – Cenár i o At ual  Banco de Dados:  SqlServer  Firebird  MySQL  Access  Não existe especialista na área banco de dados  Falta de redundância  Backup manual com periodicidade semanal  Não existe backup externo  Pouco espaço de armazenamento
  8. 8. Dados - Cenár i o Desej ado  Aumento da capacidade de armazenamento (Storages)  Adoção de política de backup para garantir segurança total dos dados em caso alguma falha  Automático com periodicidade diária  Armazenamento externo  Criação de cluster para minimizar o risco de indisponibilidade de informações
  9. 9. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  10. 10. H dw e – C ar ar enár i o At ual  135 Estações de Trabalho  120 Desktops  15 Notebooks  5 Servidores:  1 Servidor de banco de dados  2 Servidores de aplicação  1 Servidor proxy  1 Servidor de domínio e arquivos  60 Impressoras  3 Plotters  1 No-break
  11. 11. H dw e – C ar ar enár i o At ual  Estações de trabalho com função de servidor  Servidores e algumas estações de trabalhos obsoletos  Suporte realizado pela equipe interna  Não possui peças de reserva para manutenções emergenciais  Não existe um planejamento para manutenções preventivas, elevando o número de manutenções corretivas  As aquisições são realizadas via processo licitatório e por recurso próprio para compras emergenciais
  12. 12. H dw e - C ar ar enár i o Desej ado  Política de Manutenção de Hardware  Contrato de manutenção incluindo peças de reposição e tempo de atendimento (SLA)  Padronização dos equipamentos de informática, principalmente computadores de impressoras por setor a qual este equipamento pertence  Atualização das estações de trabalho obsoletas  Upgrade e compra de servidores para substituição das estações de trabalho e garantir maior capacidade de armazenamento e agilidade de processamento.
  13. 13. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  14. 14. G ão com Pessoas - C est enár i o At ual  Plano de Cargos e Salários  CIPA  Avaliação de Desempenho  Treinamentos  Contratação
  15. 15. G ão com Pessoas - C est enár i o Desej ado  Criação de Plano de Cargos de Salário  Adoção de uma política de treinamento e qualificação profissional  Reestruturação Organizacional, de forma a atender as necessidades da empresa Ex: Coordenadoria de Ti  Distribuição das funções, de acordo com a especialidade de cada equipe
  16. 16. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  17. 17. Sof t w e – C ar enár i o At ual Sistemas Operacionais Todos os Sistemas Operacionais possuem licença OEM  Servidores  Windows 2003 Server  Linux Fedora (Servidor de Proxy)  Windows XP  Estações de trabalho  Windows XP  Windows Vista Business
  18. 18. Sof t w e – C ar enár i o At ual Pacote de Ferramentas de Escritório  Existe licença apenas para o Office 97 entretanto, devido a necessidade de atualização são utilizadas as versões 2003 e 2007 não legalizadas. Antivírus  Nas estações: Avira, antivírus freeware.  No servidor: Symantec Anti-Vírus 9, cedido pela empresa Chip & Cia na compra do servidor. Porém a licença já expirou. Software de Backup  Não há uma política de backup definida.  Backup é efetuado por um funcionário terceirizado sem periodicidade definida.  O Backup não abrange todas as informações.
  19. 19. Sof t w e – C ar enár i o At ual ERP Microsiga  Sistema responsável por toda parte contábil, gestão de pessoal, contratos e convênios e a parte financeira. Áreas sem software específico  Controle de ativos (patrimônio) e de protocolo; Na parte de engenharia um sistema de controle de obras públicas (acompanhamento, cronograma, integração com ferramenta CAD).
  20. 20. Sof t w e – C ar enár i o At ual Outros sistemas que foram adquiridos ou desenvolvidos pela própria EMURB  Mapoteca Digital  URBE - Sistema Técnico-Administrativo de Controle Urbano  GISMAT - Sistema de Informações Georeferenciadas  Sistema de Cadastro de Empresas para participação em Licitação  CheqEMURB - Emissor de Cheques  Controle de Processos  Certidão Negativa  Habite-Se
  21. 21. Sof t w e – C ar enár i o Desej ado  Implantar política de legalização das ferramentas de escritório ou planejar a mudança para outra baseada em software livre.  Aquisição ou desenvolvimento de sistemas de controle de protocolo e de patrimônio. E também um sistema de CI Eletrônica visando economia de papel e de outros materiais.  Aquisição de um sistema que controle o planejamento, o acompanhamento e o orçamento das obras públicas realizadas pela EMURB
  22. 22. Sof t w e – C ar enár i o Desej ado  Symantec Antivírus versão 11 - Contratar por um prazo maior  Compra ou desenvolvimento um programa de geoprocessamento para análise e interpretação espacial da realidade social de áreas urbanas
  23. 23. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  24. 24. Tel ecom cação – C uni enár i o At ual  Existência de Grupos de Redes nos outros prédios (operações e produção) – não há a presença da rede administrativa com domínio.  Inexistência de um sistema informatizado para comunicação interna  A rede é composta por 207 pontos físicos no prédio administrativo, 35 no prédio de operações e 16 pontos no prédio de produção de asfalto.  Cabeamento não estruturado, maioria dos pontos sem identificação  Telefonia limitida e ramais fixos. Uso de central telefônica virtual TC voice NET – Telemar.  Tecnologia wireless incipiente (não atende a toda empresa).
  25. 25. Tel ecom cação - C uni enár i o Desej ado  Expansão do domínio para os demais prédio da EMURB (operações e produção)  Utilização do WSS - Windows Sharepoint Services  Implantação do correio eletrônico interno (Expresso / Exchange)  Interligação dos prédios da empresa e disponibilização de rede sem fio de alta velocidade via WiMAX  Reorganização do Cabeamento de rede existente  Implantação de tecnologia VoIP para minimizar custos e promover maior mobilidade de ramais.
  26. 26. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  27. 27. I nst al ações Fí si cas – Cenár i o At ual  Todo setor de Tecnologia da Informação está localizado no Prédio Administrativo (Departamento de Informática, Divisão de Redes, Divisão de Proc. de Dados, Manutenção, Suporte, Estagiários, Terceirizados)  Sala é pequena, não há subdivisões (exceto a subdivisão onde estão os servidores e o nobreak)  Todo cabeamento dentro da sala é distribuído através de eletrocalhas e canaletas  Acúmulo de Equipamentos obsoletos e em manutenção dificultando a locomoção entre os membros da equipe  Grande parte dos elementos ativos da rede estão descentralizados por falta de espaço físico e por falta de instalações elétricas adequadas  Mobiliário Inadequado para ambiente de T.I. (Mesas, bancadas e armários produzidos com sobras de divisórias) – Fragilidade, não suporta peso.
  28. 28. I nst al ações Fí si cas – Cenár i o At ual
  29. 29. I nst al ações Fí si cas – Cenár i o At ual
  30. 30. I nst al ações Fí si cas - Cenár i o D esej ado  Mudança de Sala – Sala com maior espaço interno com as subdivisões físicas, comportando todos os setores pertencentes ao Departamento e comportando os servidores e todo os elementos ativos do prédio Administrativo.  Utilização de piso elevado no CPD, permitindo maior mobilidade no setor e maior organização visual.  Separação física do material obsoleto para uma área de depósito, com controle da equipe de manutenção.  Aquisição de mobiliário adequado para a equipe de informática (mesas, bancadas e armário ) específicas para profissionais de Tecnologia da Informação  Ampliação do rack e do ambiente de concentração dos servidores para acabar com a descentralização.
  31. 31. Agenda  Introdução  Desenvolvimento  Dados  Hardware  Gestão com Pessoas  Software  Telecomunicação  Instalações Físicas  Conclusão
  32. 32. Concl usão - PETI C  Na elaboração do plano há uma descoberta real da estrutura de tecnologia existente na organização. Não só a parte de tecnologias disponíveis, mas também o papel do setor de tecnologia da informação dentro do contexto da empresa.  A revisão constante desse planejamento é importante porque em um período de 02 anos há um vasta e rápida evolução tecnológica na área de T.I.  É difícil construir e colocar em prática um planejamento sem a participação da alta direção, ou com constantes mudanças de chefia ocasionando mudança de diretrizes e/ou objetivos  O planejamento depois de pronto nos permite a trabalhar com uma maior eficiência interna, baseado em informações documentadas, ponto inicial para um bom funcionamento operacional e gerencial.
  33. 33. R er ênci a ef B bl i ogr áf i ca  i FRANCA, R. M. A. Uso de Tecnologias de Georeferenciamento com Dispositivos Móveis no Processo de Atualização do Cadastro Imobiliário. 2009. Disponível em: <http://renanmobile.com/referencias/tcc_Renan_M_A_Franca_Uso_de_Tecnologias_ de_Georeferenciamento_com_Dispositivos_Moveis_no_Processo_de_Atualizacao_d o_Cadastro_Imobiliario_2009_1.pdf>. Acesso em: 01 julho 2009.
  34. 34. O i gado! br

×