• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Trabalho A ,B ,C2
 

Trabalho A ,B ,C2

on

  • 842 views

 

Statistics

Views

Total Views
842
Views on SlideShare
834
Embed Views
8

Actions

Likes
1
Downloads
2
Comments
0

1 Embed 8

http://cesar-aguia.blogspot.com 8

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Trabalho A ,B ,C2 Trabalho A ,B ,C2 Presentation Transcript

      • CAPA DE TEXTO INCIAL
    • A Acesso Dedicado (Dia Upa): Forma de acesso √† Internet no qual o computador fica conectado permanentemente com a rede. Normalmente, o acesso dedicado √© utilizado por empresas que vendem acessos e servi√ßos aos usu√°rios finais. Acesso Discado: √Č o tipo de acesso dos usu√°rios comuns. Para utiliz√°-lo basta um computador, uma linha telef√≥nica e um modem. O usu√°rio utiliza o computador (com um programa de comunica√ß√£o) para fazer a liga√ß√£o at√© o seu fornecedor de acesso (provedor), fornecendo seu nome de usu√°rio e senha para poder entrar no sistema. Active X: Metodologia desenvolvida pela Microsoft em meados da d√©cada de 1990, usada principalmente com o objectivo de desenvolver conte√ļdos interactivos para a Web. ADSL (Assimetria Digital Subscritor): Tecnologia de transmiss√£o de dados em alta velocidade atrav√©s de linha telef√≥nica comum. API (Aplicativa Programei Interface): A Interface de Programa√ß√£o de um Aplicativo √© um conjunto ou biblioteca de rotinas e/ou fun√ß√Ķes que podem ser utilizadas por outro aplicativo. Apeleis JAVA: C√≥digo executado por uma aplica√ß√£o JAVA, como os navegadores Internet Explorer ou o Nietzsche Navigation, muito usada para criar efeitos multim√≠dia nas p√°ginas Web, como anima√ß√Ķes de v√≠deo ou m√ļsica. Ar chie: Ferramenta de busca de arquivos armazenados em servidores. ARPOAREI: Advindes Ressarci Projectas Agencie Network, precursora da Internet, esta rede militar foi criada em 1969, nos Estados Unidos, com o objectivo de proteger informa√ß√Ķes sigilosas perante um eventual ataque nuclear durante a Guerra Fria.
      • ASP (Aplicativa Service Provider):
      • Provedor que ger√™ncia e distribui servi√ßos e solu√ß√Ķes com base em software para clientes atrav√©s de uma WAN ou de uma central de dados. Na ess√™ncia, ASP √© uma maneira das companhias terceirizarem parte ou em todo, os aspectos necess√°rios a sua √°rea de tecnologia de informa√ß√£o.
      • Ass√≠ncrona:
      • O que n√£o ocorre ao mesmo tempo; sem rela√ß√£o regular de tempo, inesperado, imprevis√≠vel. Modo de transmiss√£o no qual os dados s√£o transmitidos sem periodicidade constante (no modo s√≠ncrono, os dados s√£o transmitidos periodicamente); transmiss√£o de sinais onde os intervalos de tempo entre os caracteres transmitidos podem ser diferentes, e a transmiss√£o √© controlada por elementos que indicam o in√≠cio e o fim de cada caracteres. Transmiss√£o que envia um caracteres de cada vez. Transmiss√£o ass√≠ncrona √© a transmiss√£o de dados que n√£o exige o uso de sinais externos para manter a sincroniza√ß√£o entre emissor e receptor.
      • Atadamente (Arquivo Anexado):
      • Envio de um arquivo associado a uma mensagem. Alguns programas de correio electr√≥nico, como o Eu Dora, o Outlook, etc, permitem que qualquer arquivo seja enviado junto a uma mensagem. Ao chegar ao destinat√°rio, o arquivo associado pode ser copiado para o computador.
      • B
      • Bacilose:
      • Em portugu√™s, espinha dorsal. O Bacilose √© o trecho de maior capacidade da rede e tem o objectivo de conectar v√°rias redes locais. No Brasil, foi a RNP (Rede Nacional de Pesquisa) que criou o primeiro backbone da Internet, a principio para atender entidades acad√©micas que queriam se conectar √† rede. Em 1995, a Embraiei come√ßou a montar um bacilose paralelo ao da RNP para oferecer servi√ßos de conex√£o a empresas privadas. Os fornecedores de acesso costumam estar ligados directa e permanentemente ao backbone.
      • Baco Origine:
      • Programa desenvolvido pelo grupo Crawler "Culta of lhe Dead Cow" (Culto √† Vaca Morta) que se instala em computadores ligados √† Internet e permite que estes sejam controlados remotamente.
      • Bandwidth (largura de banda):
      • Termo que designa o tempo gasto pelas v√°rias tecnologias de transmiss√£o de dados para transmitir uma quantidade determinada de informa√ß√£o. Usualmente medida em bits por segundo(bps).
      • Banner:
      • Faixa publicit√°ria num site de web.
      • Baud Rate:
      • O termo ba√ļs rate √© utilizado como medida de velocidade de transmiss√£o de informa√ß√£o entre computadores por meio de linhas telef√≥nicas. Baud rate √© frequentemente utilizado como sin√īnimo de bits por segundo (bus), apesar de n√£o ser tecnicamente verdadeiro. O nome ba√ļs vem de J.M.Baudot, inventor do c√≥digo telegr√°fico Baldo.
      • BBS (Bulhei Boiar√° System):
      • Sistema de comunica√ß√£o digital atrav√©s da linha telef√≥nica, em que um banco de dados central √© a cessado, via modem, por v√°rios micros, permitindo a troca de arquivos e mensagens. Foi uma esp√©cie de escola preparat√≥ria para os veteranos inter nautas.
      • Beta:
      • Vers√£o pr√©via de um programa, feita para ser avaliada e testada.
      • BIT (Binary Digit):
      • √Č a menor unidade de informa√ß√£o tratada pelo computador; em grupos de oito, formam os bytes, que s√£o a forma mais conhecida de representa√ß√£o de todos os tipos de informa√ß√£o no computador.
      • BITNET (Because It's Time Network):
      • Rede mundial acess√°vel pela Internet com caracter√≠sticas educacionais.
      • Bookmark:
      • Pasta do brownser Netscape Navigator, onde s√£o guardados os endere√ßos Web mais visitados, correspondente ao Favoritos no Internet Explorer.
      • BPS (bits por segundo):
      • √Č a menor medida de velocidade de transmiss√£o de dados. √Č utilizada para avaliar a velocidade de modems e conex√Ķes como linhas dedicadas. Voc√™ tamb√©m vai encontrar Kits (equivalente √† mil bps) e PS (equivalente √† 1 milh√£o de bps). ver Baud Rate.
      • Browser:
      • √Č o programa usado para navegar pela Internet em p√°ginas. ver Navegador.
      • BSP (Business Service Provider):
      • Provedores de neg√≥cios que suportam as fun√ß√Ķes conot√°reis e de aplica√ß√Ķes de neg√≥cios, desenvolvimento de Web, e projetos especiais que eventualmente possam aparecer, atrav√©s de gerenciamento profissional, pessoas h√°beis e tecnologia apropriada.
      • Business to Business (B2B):
      • Neg√≥cios feitos entre empresas, seus clientes, distribuidores e fornecedores, conectando seus sistemas de informa√ß√£o atrav√©s da Internet
      • C
      • Cabule Modem:
      • Modem especial que utiliza a rede de televis√£o a cabo para transmitir e receber dados, em vez da tradicional linha telef√≥nica, alcan√ßando maior velocidade.
      • CERN (Consteis Europeu pour l√° Recherche Nucl√©aire / Conselho Europeu para a Pesquisa Nuclear):
      • Um dos mais importantes centros mundiais de pesquisas avan√ßadas em F√≠sica Nuclear e de Part√≠culas, localizado em Genebra/Sui√ßa. Um de seus pesquisadores, Tlim Berberes Lee, foi o inventor, em 1989, do HTTP (Hipertexto Transferi Protocolo), o protocolo usado na WWW para transferir arquivos HTML.
      • CERT (Compuser Emergente Response Tema):
      • Organiza√ß√£o criada em 1988 que oferece servi√ßos de consulta para usu√°rios da Internet e que entra em da√ß√£o sempre que um novo v√≠rus e outras amea√ßas ao computadores s√£o descobertas.
      • Certificado Digital (Identidade Digital ou ID digital):
      • Permite a codifica√ß√£o e assinatura autenticidade, integridade e inviolabilidade.
      • Chat:
      • Em ingl√™s, significa bater papo. Existem programas de chat que permitem fazer conversas em tempo real pelo teclado.
      • Ciberespa√ßo:
      • Termo criado pelo escritor Viloa Gib√£o e inspirado no estado de transe em que ficam os aficionados de videogramas durante uma partida. A palavra foi utilizada pela primeira vez no "Necromante", de 1984, e adobada desde ent√£o pelos usu√°rios da Internet como sin√īnimo de rede.
      • Cliente:
      • Na Internet, os computadores que utilizam os recursos fornecidos pela base de dados de outro computador, denominado servidor.
      • COM (Componente Objecte Modelo):
      • Especifica√ß√£o de programa√ß√£o baseada em objectos que t√™m o prop√≥sito de proporcionar interoperabilidade entre objectos por meio de rotinas predefinidas, chamadas interfaces; tecnologia introduzida pelo OLE2 em vista da necessidade de fornecer um mecanismo mais geral para permitir que um software oferecesse servi√ßos para o outro. Uma tecnologia de empacotamento, um grupo de conven√ß√Ķes e bibliotecas de suporte que possibilitam a intera√ß√£o entre diferentes partes de software de uma maneira consistente e orientada a objeto.
      • Com√©rcio Digital:
      • O com√©rcio digital representa uma evolu√ß√£o natural do uso da tecnologia da informa√ß√£o nos processos internos da empresa em direc√ß√£o √†s rela√ß√Ķes inter empresariais. Com ele, os limites da comunidade eletr√īnica se expandiram, permitindo que a empresa se comunique com parceiros de neg√≥cios de todos os portes, independente do meio eletr√īnico utilizado - EDI, ECR, Internet. A implanta√ß√£o de "Relacionamentos Eletr√īnicos" tem como premissa o grau de automa√ß√£o de cada empresa envolvida: os sistemas automatizados devem ser inteligentes o suficiente para gerar e responder adequadamente as transa√ß√Ķes eletr√īnica em processos de compra e recebimento de insumos, venda e entrega de produtos e pagamento e recebimento dos fluxos financeiros.
      • coordenar a atribui√ß√£o de endere√ßos IP (Internet Protocolo), e o registro de nomes e dom√≠nios.
      • Cofies:
      • Pequenos arquivos de texto enviados pelo servidor que permitem obter informa√ß√Ķes sobre os computadores que o a cessam.
      • CORBA (Comamos Objecta Requesta Browser Arquitectura):
      • √Č um padr√£o para comunica√ß√£o entre objectos distribu√≠dos. Prov√™ diferentes formas para executar programas (objectos) desenvolvidos em diferentes linguagens de programa√ß√£o e em diferentes plataformas.
      • Correio Eletr√īnica (e-mail):
      • Troca de mensagens de texto e arquivos atrav√©s da rede com um programa espec√≠fico.
      • Crawler:
      • Uma esp√©cie de pirata virtual, que penetra remotamente em computadores integrados √† rede com o objectivo de causar algum dano ou obter informa√ß√Ķes ilegalmente.
      • Criptografia:
      • √Č a t√©cnica para codificar mensagens ou arquivos, tornando-os inviol√°veis, e permitindo que apenas sejam de codificados por seus destinat√°rios.
      • CRP (Continuou Reflexivamente Processo ):
      • √Č a pr√°tica de parceria entre os membros do canal de distribui√ß√£o que altera o tradicional processo de reposi√ß√£o de mercadoria de gera√ß√£o de pedidos elaborados pelo distribuidor, baseado em quantidades economicamente convenientes, para a reposi√ß√£o de produtos baseada em previs√£o de demanda efectiva. Busca integrar, por meio de pr√°ticas distintas, o fluxo de informa√ß√Ķes e produtos
      • Customer Relacionaria Management (CRM):
      • Merecimento do relacionamento com cliente √© a arte de integrar todos os aspectos da tecnologia da informa√ß√£o em benef√≠cio de um completo relacionamento com o cliente, desde atividades de marketing e vendas at√© contas a receber.
      • D
      • Data warehouse:
      • Armaz√©m de dados, sistema que guarda e organiza todas as informa√ß√Ķes espalhadas pelos v√°rios sistemas dentro de uma empresa. Termo gen√©rico para um tipo de banco de dados que consiste num sistema de armazenamento, recupera√ß√£o e gerenciamento de grandes quantidades de quaisquer tipos de dados. Os softwares da esp√©cie frequentemente incluem sofisticadas t√©cnicas, inclusive de compacta√ß√£o, para buscas mais r√°pidas de dados, assim como filtros avan√ßados.
      • DCOM (Distribuem Comamos Objecta Modelo):
      • Assistente de configura√ß√£o, anteriormente conhecido como Network OLE, padr√£o da Microsoft, que permite que controles cliente/servidor se comuniquem entre si e distribuam a carga de trabalho entre m√ļltiplos sistemas em rede.
      • DNS (Domain Name Server):
      • M√©todo usado para converter nomes da Internet em n√ļmeros correspondentes. O DNS faz com que voc√™ utilize a Internet sem ter que decorar longos n√ļmeros. Originalmente, os computadores da Internet eram identificados apenas por n√ļmeros, como 200.196.224.66, assim o DNS permitiu dar nomes aos computadores na rede, como http://www.netferraz.com.br
      • Dom√≠nio:
      • √Č uma parte da hierarquia de nomes de computadores da Internet. Um nome de dom√≠nio consiste de uma sequ√™ncia de nomes separados por ponto, por exemplo, http://www.netferraz.com.br/
      • Principais extens√Ķes de geral
      • .gov.br = Entidades governamentais dom√≠nio registrados e utilizados no Brasil:
      • .com.br = Com√©rcio em
      • .net.br = Servi√ßos p√ļblicos de telecomunica√ß√Ķes
      • .org.br = Entidades n√£o governamentais sem fins lucrativos
      • *Sites brit√Ęnicos, substituem a extens√£o .com por .co, como por exemplo a TV e R√°dio BBC (www.bbc.co.uk)
      • Download:
      • Transfer√™ncia de arquivos. Fazer download equivale a copiar determinado arquivo (texto, imagem ou programa) da Internet para o computador.
      • E
      • EAI (Enterprise Aplicativa Integrativa):
      • Integra√ß√£o de Aplica√ß√Ķes entre Empresas √© um tipo de tecnologia que permite o movimento e troca de informa√ß√Ķes entre diferentes aplica√ß√Ķes e processos de neg√≥cios entre e dentro de organiza√ß√Ķes.
      • EAN ( Europeias Articule Numeras):
      • √Č a entidade internacional que administra o sistema de numera√ß√£o de produtos e locais, os c√≥digos de barras e a linguagem de neg√≥cios EANCOM dentro de padr√Ķes aceitos internacionalmente.
      • Business:
      • Neg√≥cios electr√≥nicos, designa todo o com√©rcio on-line; o mesmo que e comece ou o modo como se ligam todos os interessados em encolherdes.
      • encolherdes:
      • Com√©rcio eletr√īnico, designa todo o com√©rcio on-line, especialmente os servi√ßos de transa√ß√Ķes utilizando a Internet.
      • ECR (Eficiente Consumar Response):
      • √Č uma estrat√©gia a partir da qual as ind√ļstrias, os distribuidores e o varejo fazem esfor√ßos conjuntos para eliminar custos excedentes da cadeia de valores e portanto, oferecer mais valor aos consumidores.
      • EDI (Electr√≥nico Data Intercale):
      • Interc√Ęmbio Eletr√īnica de Dados - tecnologia, que permite troca de informa√ß√Ķes (com modem e softwares adequados) directamente de computadores para computadores, dispensando digita√ß√£o e manipula√ß√£o de dados. O sistema que a utiliza permite automatizar transa√ß√Ķes comuns de neg√≥cios como ordens de compras, farturas, notifica√ß√Ķes de embarques etc. Atrav√©s do EDI, documentos s√£o transmitidos e recebidos electronicamente, independente de hor√°rios, dist√Ęncia e dos sistemas de computa√ß√£o utilizados. O resultado √© um fluxo de informa√ß√Ķes r√°pido e preciso, no qual as mensagens v√£o e voltam sem qualquer interfer√™ncia e com toda seguran√ßa, atendendo aos desafios de maior agilidade e efici√™ncia na comunica√ß√£o de neg√≥cios.
      • Edifico:
      • √Č a linguagem definida pela Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas para o Interc√Ęmbio Eletr√īnica de Dados em Administra√ß√£o, Com√©rcio e Transportes.
      • EIP (Enterprise Information Portal):
      • √Č um produto que permite custodiar e dirigir para um usu√°rio individual dentro da empresa, todas as informa√ß√Ķes que este precisa, tanto de interesse pessoal como da empresa para desempenhar suas atividades profissionais com maior efici√™ncia. A opera√ß√£o √© realizada atrav√©s de um "
      • browser" simples e permite tamb√©m a comunica√ß√£o completa do usu√°rio com a comunidade corporativa e o mundo Ester
              • EJB (Enterprise Javardas):
      • √Č um padr√£o de programa√ß√£o Java que permite que c√≥digos escritos nesta linguagem e que sigam este padr√£o, possam ser distribu√≠dos e executados em servidores de aplica√ß√£o de EJB (EJB Servers).
      • Emotivos:
      • S√£o as "carinhas" muito usadas em chat e e-mail, feitas com caracteres, que servem para exprimir sentimentos e emo√ß√Ķes. Por exemplo ;-) representa um sorriso e uma piscadela.
      • Endere√ßo IP:
      • Os endere√ßos IP s√£o expressos em n√ļmeros como 200.196.224.66 e o DNS fica respons√°vel por transformar os endere√ßos IP em nomes de m√°quinas, como http://www.netferraz.com.br/e vice-versa.
      • E-procurement:
      • S√£o sistemas que automatizam o processo de busca de parceiros e concorr√™ncias para a compra de materiais produtivos (que ser√£o usados directamente no produto final da empresa, como pe√ßas de um carro) e n√£o-produtivos (dos quais a empresa precisa para funcionar, como material de escrit√≥rio).
      • ERP (Enterprise Ressurge Landing):
      • Planeamento de recursos corporativos atrav√©s de sistemas integrados de gest√£o implementados por softwares; um programa integrado de gest√£o empresarial, geralmente dividido em diversos m√≥dulos, como o de administra√ß√£o, o financeiro, de manufactura etc.
      • Extranet:
      • Quando os usu√°rios de uma Intranet podem acessar outra Intranet, esta segunda se torna uma Extranet para eles
      • F
      • FAQ (Frequenta Aspei Questiones):
      • Uma esp√©cie de tira-d√ļvidas com respostas para as perguntas mais comuns.
      • ¬†
      • Finges:
      • Programa para obter informa√ß√Ķes sobre uma determinada pessoa que tenha um endere√ßo eletr√īnica na Internet. Com o advento do ICQ, caiu em desuso.
      • ¬†
      • Firmas: Um sistema de seguran√ßa de rede, cujo principal objectivo √© filtrar o acesso a uma rede.
      • Flash: Resposta geralmente provocativa a uma mensagem de newsgroup ou de lista de e-mail. Um troca cont√≠nua de clames √© chamada de guerra de flameja e, habitualmente, provoca irrita√ß√£o nos usu√°rios da lista ou grupo, j√° que √© dif√≠cil chegar a qualquer conclus√£o.
      • Forward: Repassada um email recebido a outra pessoa.
      • Frase (Quadro / Moldura): Se√ß√£o de uma p√°gina .html. Cada Home page pode ter v√°rios frases, sendo cada um deles um documento distinto.
      • Freeware: Software distribu√≠do gratuitamente.
      • FTP (File Transfer Protocol): Protocolo de transfer√™ncia de arquivos. Ferramenta que permite transferir arquivos e programas de uma m√°quina remota para a sua e vice-versa na Internet.
      • G
      • Gatada:
      • Sistema de computadores que conecta duas ou mais redes, fazendo com que haja uma troca de dados entre elas.
      • Genoc√≠dios:
      • Servi√ßo pioneira para hospedar gratuitamente p√°ginas Web de qualquer inter nauta.
      • GIF (Grafia Intercale Formata):
      • Formato para arquivos gr√°ficos muito utilizado.
      • GNU:
      • Organiza√ß√£o sem fins lucrativos criadas para promover o desenvolvimento de software gratuito.
      • Golpeei:
      • Ferramenta muito popular antes do surgimento da WWW(World Lide Web), permite a procura de informa√ß√£o em bases de dados existentes em todo o mundo, funcionando atrav√©s de um sistema de menus.
      • Grupos de Discuss√£o (Newsgroups):
      • Recurso da Internet que utiliza um protocolo pr√≥pio (NNTP) para permitir o interc√Ęmbio de opini√Ķes atrav√©s de grupos de discuss√£o tem√°ticos. Para participar dos newsgroups √© necess√°rio ter acesso a um servidor de news, fornecido pelo provedor de acesso √† Internet, e um programa espec√≠fico, como o Agent. Os programas de mail Messenger (Netscape) e Outlook Express (Internet Explorer) j√° v√™m com recursos para acessar newsgroups.
      • H
      • Ranker:
        • Especialista em resolver problemas e descobrir furos de seguran√ßa em redes, como a Internet, √© erroneamente confundido com um crawler.
      • Hipersalina:
      • Nome que se d√° √†s imagens ou palavras que d√£o acesso a outros conte√ļdos em um documento hipertexto. O hiperlink pode levar a outra parte do mesmo documento ou a outros documentos. Tamb√©m √© usada a palavra link.
      • Hiperf√≠sica:
      • A defini√ß√£o formal de hiperm√≠dia une os conceitos de hipertexto e multim√≠dia. Ou seja, um documento hiperm√≠dia cont√©m imagens, sons, texto e v√≠deos, como qualquer t√≠tulo multim√≠dia. Al√©m disso, usa liga√ß√Ķes de hipertextos para permitir que o usu√°rio salte de um trecho para outro do documento ou at√© mesmo para um documento diferente.
      • Hipertexto:
      • Documento capaz de incluir em seu conte√ļdo liga√ß√Ķes com outras partes do mesmo documento ou documentos diferentes. As liga√ß√Ķes normalmente s√£o indicadas por meio de uma imagem ou texto em uma cor diferente ou sublinhado. Ao clickar na liga√ß√£o o usu√°rio √© levado at√© o texto ligado.
      • Hit:
      • Significa um pedido de um browser Web para um √ļnico √≠tem de um servidor Web. Assim, para que um browser exiba uma p√°gina que contenha tr√™s gr√°ficos, v√£o ocorrer quatro hits no servidor: um para a p√°gina HTML e um para cada um dos tr√™s gr√°ficos.
      • Homepage:
      • I
      • ICQ (I seek dou/Procurando voc√™):
      • Programa desenvolvido pela Microbiais, que se tornou uma das aplica√ß√Ķes mais populares da Internet. Permite encontrar amigos ou pessoas conectadas em tempo real e manter conversas ou sess√Ķes de chat. Para isso, √© necess√°rio que a outra pessoa tamb√©m tenha o programa instalado em seu computador e esteja registrada na rede ICQ.
      • Internet:
      • Rede mundial de computadores que utiliza a arquitectura de protocolos de comunica√ß√£o TCP/IP. Originou-se de um sistema de telecomunica√ß√Ķes descentralizado criado pelo Depute de Defesa dos Estados Unidos durante a Guerra Fria. Durante os anos 70 e 80, cresceu entre os meios acad√©micos, quando sua principal aplica√ß√£o era o correio electr√≥nico. Com a apari√ß√£o da Word Ride Web em 1993, a Internet se popularizou. Prov√™ transfer√™ncias de arquivos, login remoto, correio electr√≥nico, news, navega√ß√£o na Web e outros servi√ßos.
      • Internet Soviete:
      • Organiza√ß√£o n√£o governamental internacional que estimula a coopera√ß√£o e o desenvolvimento de tecnologias e aplica√ß√Ķes na Internet.
      • Internic:
      • Associa√ß√£o Internacional que controla e organiza a atribui√ß√£o e registro de nomes de dom√≠nios na Internet.
      • Intranet:
      • Rede interna de computadores de uma empresa e/ou comunica√ß√£o com outras empresas, usando a tecnologia da Internet. As Intranets t√™m acesso restrito.
      • IP (Internet Protocol):
      • O mais importante dos protocolos em que se baseia a Internet. O Internet Protocol(IP) √© o protocolo respons√°vel pelo roteamento de pacotes entre dois sistemas que utilizam a fam√≠lia de protocolos TCP/IP, desenvolvida e usada na Internet. O roteamento de pacotes permite dividir a informa√ß√£o em blocos que podem ser enviados separadamente e depois reagrupados no destino.
      • IRC (Internet Relay Chat):
      • Sistema de conversa por computador(chat) em que v√°rias pessoas podem participar ao mesmo tempo em "canais" dedicados √† assuntos espec√≠ficos. As conversas acontecem em tempo real na rede.
      • ISDN (RDSI):
      • Sigla para Intergrated Services Digital Network. Uma rede digital de alta velocidade, que integra servi√ßos de diversas naturezas como voz, dados, imagens etc. que deve substituir gradualmente a infra-estrutura f√≠sica atual de comunica√ß√Ķes, em que cada servi√ßo tende a trafegar por segmentos independentes. N√£o dispon√≠vel em termos comerciais amplos no Brasil.
      • J
      • Java:
      • Linguagem de programa√ß√£o, criada pela Sun Microsystem, orientada a objectos, que permite o desenvolvimento de aplica√ß√Ķes e applets Java. Gera um c√≥digo que √© interpretado na m√°quina do usu√°rio atrav√©s de uma M√°quina Virtual Java, o que torna a linguagem multiplicador, permitindo que ela seja executada em praticamente todas as m√°quinas e sistemas operacionais.
      • JavaScript:
      • Java:
      • Linguagem de programa√ß√£o, criada pela Sun Microsystem, orientada a objectos, que permite o desenvolvimento de aplica√ß√Ķes e applets java. Gera um c√≥digo que √© interpretado na m√°quina do usu√°rio atrav√©s de uma M√°quina Virtual Java, o que torna a linguagem multiplataforma, permitindo que ela seja executada em praticamente todas as m√°quinas e sistemas operacionais.
      • JavaScript:
      • Linguagem de cria√ß√£o de scripts desenvolvida pela Netscape e pela Sun Microssismos. Serve para incluir fun√ß√Ķes e aplica√ß√Ķes online b√°sicas em p√°ginas da Web, mas o n√ļmero e a complexidade das fun√ß√Ķes dispon√≠veis s√£o menores do que com Java. ver Linguagem Script.
      • JPEG (Joint Photographic Experts Group):
      • Padr√£o de formato de compress√£o de imagens. JPEG foi criado para comprimir imagens tiradas do mundo real. Funciona bem com fotos e desenhos, mas n√£o √© t√£o eficiente com letras, linhas e cartoons.
      • Just-In-Time:
      • √Č a pr√°tica de log√≠stica referente √† reposi√ß√£o de estoques. As quantidades e ocasi√Ķes de reposi√ß√£o devem ser planejadas de forma a garantir o giro de estoque baseado nas informa√ß√Ķes de demanda e baixas de estoque pr√©-analisadas. Os elementos principais do Just-In-Time s√£o: ter somente o estoque necess√°rio, quando necess√°rio, melhorar a qualidade, tendendo a zero defeitos; otimizar lead times reduzindo tempos de setup, filas e tamanhos de lote; revisar incrementalmente as opera√ß√Ķes e realizar tudo isso a um custo m√≠nimo.
      • Linguagem de cria√ß√£o de scripts desenvolvida pela Netscape e pela Sun Microsystems. Serve para incluir fun√ß√Ķes e aplica√ß√Ķes online b√°sicas em p√°ginas da Web, mas o n√ļmero e a complexidade das fun√ß√Ķes dispon√≠veis s√£o menores do que com Java. ver Linguagem Script.
      • JPEG (Joint Photographic Experts Group):
      • Padr√£o de formato de compress√£o de imagens. JPEG foi criado para comprimir imagens tiradas do mundo real. Funciona bem com fotos e desenhos, mas n√£o √© t√£o eficiente com letras, linhas e cartoons.
      • Just-In-Time:
      • √Č a pr√°tica de log√≠stica referente √† reposi√ß√£o de estoques. As quantidades e ocasi√Ķes de reposi√ß√£o devem ser planejadas de forma a garantir o giro de estoque baseado nas informa√ß√Ķes de demanda e baixas de estoque pr√©-analisadas. Os elementos principais do Just-In-Time s√£o: ter somente o estoque necess√°rio, quando necess√°rio, melhorar a qualidade, tendendo a zero defeitos; otimizar lead times reduzindo tempos de setup, filas e tamanhos de lote; revisar incrementalmente as opera√ß√Ķes e realizar tudo isso a um custo m√≠nimo.
      • L
      • LAN (Rede Local): Rede de computadores ligados por cabos especiais e limitados por uma dist√Ęncia f√≠sica. Normalmente est√£o localizados em um mesmo pr√©dio ou andar, e compartilham recursos comuns.
      • Linguagem Script: Linguagem de programa√ß√£o cujo c√≥digo fonte √© interpretado pelo programa em tempo de execu√ß√£o. Por exemplo: o browser interpreta HTML, JavaScript e Escrita.
      • Linha Comutada (Dialogue):
      • Conex√£o entre dois computadores ligados atrav√©s de linhas telef√≥nicas comuns e modems. A maioria das pessoas que se conectam √† Internet de suas resid√™ncias utilizam linhas comutadas.
      • ¬†
      • Linha Dedicada:
      • Linha telef√≥nica privada alugada especialmente para prover uma conex√£o permanente entre duas redes. Em geral, s√£o utilizadas para conectar uma rede de √°rea local (LAN) com um provedor de acesso √† Internet, obtendo desta forma uma conex√£o ininterrupta; mas j√° come√ßam a ser populares entre os usu√°rios dom√©sticos da Internet, apesar do seu ainda alto custo.
      • ¬†
      • Lino:
      • Conex√£o, ou seja, elementos f√≠sicos e l√≥gicos que interligam os computadores da Rede. Na Web, s√£o palavras chave destacadas em um texto que, quando "clivadas", nos levam para o assunto desejado, em outro arquivo ou servidor.
      • ¬†
      • Lince: Variante do sistema operacional Unix, √© desenvolvido por uma ativa comunidade de programadores em todo o mundo, que colaboram atrav√©s da Internet com o projeto. Integra o Free Software Movement (Movimento pelo Software Livre). √Č gr√°tis e seu c√≥digo √© aberto, ou seja, qualquer pessoa pode modific√°-lo e distribu√≠-lo √† vontade.
      • Lista de e-mail: Listas tem√°ticas semelhantes aos grupos de discuss√£o, mas que funcionam atrav√©s de e-mail.
      • Listserv: Arquivos armazenados em um servidor que detalham a atividade do mesmo. Utilizando os logs, pode-se saber que p√°ginas s√£o mais acessadas em um site, as datas e horas em que s√£o acessadas e at√© de onde v√™m os pedidos.
      • Login:
      • O login √© o nome que o usu√°rio utiliza para acessar o servidor da rede. Para entrar na rede, √© preciso entrar com a identifica√ß√£o (login), seguido de uma senha (password).
      • ¬†
      • Linx:
      • Browser da Web em modo¬†texto.
      • M
      • Mbps (Megabits por Segundo):
      • Velocidade de tr√°fego de dados equivalente a 10 milh√Ķes de bits por segundo.
      • MES (Manufactureiro Executiva Sustemos):
      • Estes sistemas possibilitam as empresas a programar ordens de produ√ß√£o, coordenar actividades de suporte, ger√™ncias as execu√ß√Ķes no ch√£o de f√°brica e comunicar o status e os problemas com as ordens de produ√ß√£o.
      • Mensagem browser:
      • Componente ou servi√ßo, respons√°vel por trocar mensagens entre aplicativos ou camadas de um sistema.
      • Mensagens:
      • Fila de mensagens.
      • Milenares:
      • Aplicativo que interliga outros dois aplicativos que normalmente encontram-se em camadas diferentes.
      • MIME (Mult√≠paros Internet Maia Extensivos):
      • Padr√£o que amplia o SMTP (Simples Maia Transfer Protocol) para permitir que dados, como v√≠deo, som e arquivos bin√°rios, sejam transmitidos pelo correio electr√≥nico e pela Web sem precisar de convers√£o pr√©via para o formato ASCII.
      • Mirror (Site Espelhado):
      • Servidor que cont√©m um conjunto de arquivos que √© uma duplicata do conjunto existente em outro servidor. Os Sete-estrelo existem para dividir a carga de distribui√ß√£o entre sites.
      • Modem:
      • Dispositivo que adapta um computador a uma linha telef√≥nica. O nome vem de "MOdulador-DEModulador", pois o modem converte os sinais digitais do micro para os anal√≥gicos dos telefones e vice-versa.
      • Mosaico:
      • Programa de navega√ß√£o na Internet criado por Marc Andreessen no NCSA (National Center for Supercomputing Applications) em 1993, que popularizou os browsers ao lev√°-los para o mundo PC.
      • MPEG (Motion Pictures Experts Group):
      • Algoritmo de compress√£o de arquivos de √°udio e v√≠deo.
      • MUD (Multi User Dungeon):
      • Jogos de RPG (Role-Playing Games) na Internet em que v√°rias pessoas, utilizando o modo texto, desempenham pap√©is imagin√°rios.
      • Multicast Backbone (Mbone):
      • Protocolo de alta velocidade usado para difundir √°udio e v√≠deo na Internet.
      • N
      • National Science Foundation:
      • √ďrg√£o oficial do governo dos EUA que financia atividades cient√≠ficas dos pa√≠s. O NSF teve grande participa√ß√£o na cria√ß√£o da Internet.
      • Navega√ß√£o:
      • Ato de conectar-se a diferentes computadores da Rede, distribu√≠dos pelo mundo, usando as facilidades oferecidas por ferramentas como os browsers.
      • Net (Rede):
      • O termo √© utilizado como sin√īnimo para Internet.
      • Netiqueta:
      • Regras de boas maneiras no uso da Internet. Por exemplo: evitar escrever com letras mai√ļsculas, o que equivale a gritar numa conversa.
      • Netscape Navigator:
      • O browser mais popular da Web, foi criado pela Netscape, empresa fundada por Marc Andreessen e atualmente integrada √† America Online (AOL), a maior provedora de acesso do mundo.
      • Newbies:
      • Como s√£o chamados os usu√°rios rec√©m-chegados √† rede, principalmente quando cometem erros b√°sicos como enviar uma mensagem pessoal para um grupo de discuss√£o.
      • Newsgroups (Grupos de discuss√£o):
      • Recurso da Internet que utiliza um protocolo pr√≥prio (NNTP) para permitir o interc√Ęmbio de opini√Ķes atrav√©s de grupos de discuss√£o tem√°ticos. Para participar dos newsgroups √© necess√°rio ter acesso a um servidor de news, e um programa espec√≠fico, como o Agent. O Messenger (Netscape) e Outlook Express (Internet Explorer) acessam os newsgroups.
      • NFS (Network File System):
      • √Č o protocolo de compartilhamento de arquivos remotos desenvolvido pela Sun Microsystems. Faz parte da fam√≠lia de protocolos TCP/IP.
      • NNTP (Network News Transfer Protocol):
      • Padr√£o usado para a troca de mensagens dos usu√°rios da Usenet na Internet.
      • NSLOOKUP (Name Server Lookup):
      • Recurso da Internet que permite ver qual o endere√ßo IP correspondente a um determinado host e vice-versa.
      • O
      • OAG: O Grupo de Aplica√ß√Ķes Abertas, √© uma organiza√ß√£o que define uma padr√£o de troca mensagens entre aplica√ß√Ķes, com o intuito de facilitar a integra√ß√£o entre as mesmas.Offline: Diz-se quando o computador n√£o est√° conectado na rede: "estou Office".OLE (Object Linking and Embedding): Esquema para "ligar e embutir objectas", desenvolvido para compartilhamento de dados - gr√°ficos, tabelas, textos, figuras - entre aplicativos Windows. Protocolo que possibilita a aplicativo lidar com objectos que n√£o tenham (ou n√£o saibam) como manipular directamente (quando requisitada, a edi√ß√£o/execu√ß√£o do objecto √© feita por interm√©dio de uma chamada a outro aplicativo).On-Line: Termo utilizado para designar todo o tipo de transla√ß√£o entre computadores pela redentores (Object Requesta Browsers): √Č o componente respons√°vel por atender requisi√ß√Ķes de objectos em um fraseadora de objectos. Principal componente da arquitectura CORBA, ele recebe requisi√ß√Ķes de clientes e disponibiliza o acesso √† objectos previamente publicados em um direct√≥rio de objetos.Outlook: Programa de correio electr√≥nico da Microsoft. Substitui com in√ļmeras vantagens, o Internet Maia and News, produto que acompanhava as primeiras vers√Ķes do Internet Explorer. Parte do pacote Office, uma vers√£o robusta do Outlook inclui servi√ßos de agenda e organiza√ß√£o pessoal.
      • P
      • links para outros sites. Embora, inicialmente o termo era utilizado para referenciar sites comuns de Internet, est√° sendo cada vez mais utilizado para designar sites de mercados verticais, que oferecem os mesmos servi√ßos.
      • Portal de Informa√ß√Ķes Empresariais. Ver EIP.
      • PDA (Assistente Digital Pessoal):
      • √Č um equipamento utilizado para realizar tarefas e disponibilizar servi√ßos de uso pessoal. Al√©m dos servi√ßos mais comuns como agenda, editor de textos, calculadora, e outros mais, os PODAS vem a cada dia implementando novas funcionalidades, sendo inclusive usados para acessar a Internet, e assim utilizar in√ļmeros outros servi√ßos dispon√≠veis na rede.
      • PPP (Poente to Poente Protocol):
      • Protocolo que permite ao computador usar os protocolos TCP/IP (Internet) com o padr√£o telef√≥nico e alta velocidade de modem (substitui SLIP).
      • Protocolo:
      • √Č o conjunto de regras que especificam o formato, a sincroniza√ß√£o, o sentenciamento e a verifica√ß√£o de erros na comunica√ß√£o entre computadores, para que esta se possa efectuar. O protocolo b√°sico utilizado na Internet √© o TCP/IP.
      • Provedor de Acesso:
      • Institui√ß√£o que se liga √† Internet para obter conectividade IP e reptasse-la a outros indiv√≠duos e institui√ß√Ķes, em car√°ter comercial ou n√£o. O provedor de acesso torna poss√≠vel ao usu√°rio final a conex√£o √† Internet atrav√©s de uma liga√ß√£o telef√≥nica local. Os provedores de acesso s√£o ligados √† um provedor de backbone.
      • Provedor de Informa√ß√£o:
      • Empresas que colocam informa√ß√Ķes na rede para os usu√°rios, ou seja, colocam, mant√©m e/ou organizam informa√ß√Ķes online para acesso atrav√©s da Internet por parte de assinantes da Rede. Essas informa√ß√Ķes podem ser de acesso p√ļblico, caracterizando assim um provedor n√£o-comercial ou, no outro extremo, constituir um servi√ßo comercial onde existem tarifas ou assinaturas cobradas.
      • R
      • Dois ou mais computadores conectados entre si, permitindo a seus usu√°rios compartilhar programas e arquivos. A rede pode ser permanente, quando conectada por cabos, ou tempor√°ria, quando a conex√£o se realiza atrav√©s de linhas telef√≥nicas. O termo √© usado, tamb√©m como sin√īnimo para Internet. ¬†
      • RFC (Requeste for Comentas): Documentos editados desde 1969 e que descrevem aspectos relacionados com a Internet, como padr√Ķes, protocolos, servi√ßos ou recomenda√ß√Ķes operacionais. RICAS (Remo-te Procederei Calls): √Č o nome dado ao ato de chamar ou executar um procedimento ou programa que n√£o se encontra na mesma m√°quina do programa chamados.
      • Rodeador: Dispositivo respons√°vel pelo encaminhamento de pacotes de comunica√ß√£o aos seus destinat√°rios em uma prece ou entre redes, seleccionando a rota mais eficiente dispon√≠vel no momento
      • S
      • SCM (Supply Chain Management): O objectivo da Administra√ß√£o da Cadeia de Suprimentos √© incrementar os resultados, reduzindo investimentos e despesas operacionais, atrav√©s da integra√ß√£o das opera√ß√Ķes internas e externas de aquisi√ß√£o, manufatura e log√≠stica dentro de um fluxo de processo sincronizado. Servidor: √Č o computador de uma rede respons√°vel por administrar e fornecer programas e informa√ß√Ķes para os outros computadores conectados, chamados clientes. Shareware: Programa que pode ser testado pelo usu√°rio antes do pagamento de licen√ßa de uso ao seu criador. Uma boa parte dos programas para a Internet s√£o shareware, ou freeware (gratuitos). Os autores de shareware normalmente pedem pagamento simb√≥lico pelo software. S√≠ncrona: Em comunica√ß√£o, a informa√ß√£o pode ser enviada atrav√©s de uma conex√£o serial (mesmo incluindo uma linha telef√īnica), no modo s√≠ncrono, em que os dados viajam atrav√©s da liga√ß√£o em intervalos de tempo precisos, havendo para isso, um sinal de temporiza√ß√£o que constantemente √© transmitido na conex√£o; ou no modo ass√≠ncrono que n√£o t√™m essa estrutura, podendo os dados ser enviados em intervalos regulares atrav√©s da liga√ß√£o, sem necessidade de sinal de temporiza√ß√£o. Site: Endere√ßo na World Wide Web, esp√©cie de "casa" virtual de uma pessoa, empresa ou institui√ß√£o. √Č um grupo de documentos em HTML relacionados e arquivos associados que residem em um servidor (no caso, computador hospedeiro). A maioria dos sites tem uma home page como ponto inicial, funcionando frequentemente como uma esp√©cie de √≠ndice geral do site. SLIP¬† (Serial Line Internet Protocol): Protocolo usado na Internet para acesso remoto discado, substituido pelo PPP (Point to Point Protocol). SMTP (Simple Mail Transfer Protocol): √Č o protocolo Internet usado para correio eletr√īnico. SNMP (Simple Network Management Protocol): √Č um protocolo usado para monitorar e controlar servi√ßos e dispositivos de uma rede TCP/IP. √Č o padr√£o adotado pela RNP para a ger√™ncia de sua rede. Spam: Mensagem de correio eletr√īnico n√£o solicitada enviada a muitos destinat√°rios ao mesmo tempo, geralmente com finalidades comerciais. SSL (Secure Sockets Layer): Protocolo que possibilita realizar comunica√ß√Ķes seguras atrav√©s de criptografia e autentica√ß√£o. SYSOP (System Operator): Algu√©m respons√°vel pela manuten√ß√£o e opera√ß√£o de um sistema de computadores, geralmente um BBS(Bulletin Board System), ou de um provedor de acesso √† Internet.
      • T
      • Talo: O comando do UNIX que, depois de um nome e endere√ßo, serve para solicitar um bate-papo online na Internet. Antecessor paleol√≠tico do ICQ.
      • TCP/IP (Transmissivos Controla Protocol/Internet Protocol): Conjunto de padr√Ķes da Internet que orienta o tr√°fego de informa√ß√Ķes e define o endere√ßamento e o envio de dados. Protocolo desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos para a comunica√ß√£o entre os computadores. Projetado para o sistema UNIX, tornou-se padr√£o para a Internet. Para que dois computadores se comuniquem na Internet, √© preciso que ambos utilizem o TCP/IP.
      • Telnet: Protocolo que permite ao usu√°rio da Internet se conectar a um computador remoto, como se estivesse utilizando um terminal baseado em texto diretamente conectado √†quele computador.
      • U
      • Unitarista Operacional poderoso, muito usado na Internet, desenvolvido no Belo Laboratories da AT&T em 1969.¬† URL¬†(Uniform Resource Locator): Endere√ßo na Internet. As URLs s√£o usadas por navegadores da Web para localizar recursos na Internet. Uma URL espec√≠fica o protocolo a ser usado para acessar o recurso (como http: para um site de FTP), e o nome do servidor no qual o recurso reside. √Č padr√£o de endere√ßamento da Web.¬† Usenet: Conjunto de milhares de f√≥runs de discuss√£o a cess√°veis atrav√©s da Internet e de outras redes. √Č composta de milhares de newsgroup (cerca de 18 mil), cada um dedicado a um t√≥pico espec√≠fico.
      • V
      • VAN (Vagueardes Network): √Č uma empresa que opera servi√ßos de recep√ß√£o, armazenamento e transmiss√£o de mensagens entre empresas que se comunicam por EDI. VRML¬†(Virtual Realiste Modelismo Linguagem): Linguagem de descri√ß√£o de cena desenvolvida por Mara Pesco e Tons Paris, em 1994, que permite a modelagem e a navega√ß√£o atrav√©s de um ambiente tridimensional.
      • W
      • WAIS¬†(Wide √Ārea Informatizou Server): Servi√ßo de pesquisa e recupera√ß√£o de documentos que permite a procura de informa√ß√Ķes em bases de dados distribu√≠das. Sua principal caracter√≠stica √© a convers√£o autom√°tica de formatos para visualiza√ß√£o remota de documentos e Adosinda (Wide √Ārea Network): S√£o redes locais de computadores interligadas por cabos especiais (normalmente de fibra g√≥tica) e localizadas fisicamente distant√≠ssimas : Formato de arquivo de som do Windows. Webmaster: Pessoa que administra um determinado site da World Wide Web. Suas fun√ß√Ķes s√£o, em geral, responder a mensagens de correio eletr√īnico, actualizar as home pagers e manter o site operacional. Web Site: Um servidor de WWW. Cont√©m p√°ginas interligadas conhecidas como documentos de hiper texto. (P√°gina da Web). Whist: Recurso que permite acesso a um banco de dados de informa√ß√Ķes sobre dom√≠nios, redes, hostis e pessoas, fornecendo um servi√ßo de direct√≥rio de usu√°rios da Internet. Workflow: √Č a defini√ß√£o ou descri√ß√£o de um fluxo de trabalho, normalmente usado para descrever algum professorei (Web User Interface): √Č a interface de usu√°rio (telas de um programa) que pode ser a cessada via WEB, por meio de um navegadores ou Web (World Wide Web): √Ārea da Internet que cont√©m documentos em formato de hiperm√≠dia, uma combina√ß√£o de hiper texto com multim√≠dia. Os documentos hiperm√≠dia da WWW s√£o chamados de p√°ginas de Web e podem conter textos, imagens e arquivos de √°udio e v√≠deo, al√©m de liga√ß√Ķes com outros documentos na rede. A¬† caracter√≠stica multim√≠dia da Web, tornou-a a por√ß√£o mais importante da Internet.
      • X
      • XML (Extensivas Marcus Linguagem): O padr√£o XML, uma linguagem mais estruturada para representa√ß√£o de dados na Web, √© utilizado na Internet e suporta uma grande variedade de aplica√ß√Ķes.
      • Z
      • Zipar: Compactar arquivo de dados, para que possa ser mais facilmente transmitido pela Internet ou gravado em disquete ou outra m√≠mica. A palavra vem da extens√£o .zip, de um dos programas de compacta√ß√£o mais usados.¬† Z-MODEM: Protocolo de comunica√ß√£o modem a modem, o mais popular na √©poca de ouro dos BBS. Al√©m de conter uma poderosa secagem e correc√ß√£o de erros, ainda permitia retornar o doando caso houvesse uma interrup√ß√£o s√ļbita da comunica√ß√£o (muito frequente naquela ep√≥ca...)¬†
       
      • CAPA DO GLOSS√ÄRIO INFORMATICO FINAL . CESAR