• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Formação das rochas
 

Formação das rochas

on

  • 51,913 views

 

Statistics

Views

Total Views
51,913
Views on SlideShare
51,585
Embed Views
328

Actions

Likes
0
Downloads
165
Comments
2

8 Embeds 328

http://profdrikageografia.blogspot.com 166
http://profdrikageografia.blogspot.com.br 129
http://www.slideshare.net 26
http://www.profdrikageografia.blogspot.com 3
http://profdrikageografia.blogspot.dk 1
http://profdrikageografia.blogspot.ie 1
http://profdrikageografia.blogspot.ca 1
http://profdrikageografia.blogspot.it 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

12 of 2 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Formação das rochas Formação das rochas Presentation Transcript

    • Formação das Rochas
    • Rochas • Os minerais são substâncias encontradas na natureza, resultante de milhões de anos de processos inorgânicos (ação do calor, pressão, etc). A maioria dos minerais é sólido, como feldspato, mica, quartzo, mas há alguns líquidos, como a água e o mercúrio. • As rochas são formadas por dois ou mais minerais agrupados.
    • Rochas Magmáticas • Em Superfície Rochas Extrusivas (Vulcânicas)
    • Rochas Magmáticas • Em profundidade • Intrusivas (Plutônicas)
    • Rochas sedimentarres • Formadas pela erosão de rochas preexistentes Parque Estadual Vila Velha - PR
    • Calcário Estalactites e Estalagmites
    • Fóssil: Trilobite: Artrópodes marinho que viveram nos mares do paleozóico, viviam em ambientes pouco profundos arrastando-se pelo fundo
    • Botuverá - SC
    • Rochas Metamórficas • São o produto da transformação de qualquer tipo de rocha levada a um ambiente onde as condições físicas (pressão, temperatura) são muito distintas daquelas onde a rocha se formou.
    • Mármore
    • Estrutura Geológica • Crátons ou Plataformas • Rochas Magmáticas ou metamórficas • Quando estão expostas, são chamadas escudos
    • Estrutura Geológica • Bacias Sedimentares • Os crátons sofreram a ação da erosão • Os sedimentos se acumularam em Bacias
    • As Bacias Sedimentares Constituem 64% do Território Brasileiro, e os escudos 36%.
    • ESCUDO PARANAENSE • Na região litorânea estão as rochas mais antigas, com mais de 3 bilhões de anos. • No litoral e em todo o Primeiro Planalto Paranaense, e na região da Serra do Mar, afloram rochas magmáticas e metamórficas. São rochas resistentes e responsáveis pelo forte relevo e altas declividades da paisagem. Esta parte do Estado é denominada de ESCUDO PARANAENSE.
    • BACIA DO PARANÁ • A oeste, o Escudo é recoberto por uma espessa seqüência de rochas sedimentares e vulcânicas, que começa na Escarpa da Serrinha, chegando à divisa oeste do Estado, abrangendo o Segundo e Terceiro Planaltos Paranaenses. • No início de sua formação, ainda existia a Gondwana.
    • • As mudanças muito lentas possibilitaram a formação de rochas de diversas origens marinha, lacustre, fluvial, glacial, que formam a seqüência sedimentar paleozóica da Bacia do Paraná. • Jurássico: esta extensa bacia transformou-se num imenso deserto (o deserto Botucatu) com mais de 1,5 milhões de km2, que cobriu parte do que é hoje o sul do Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.
    • • Cretáceo: Início da ruptura do supercontinente Gondwana. • Liberação de magma, formando extensos derrames de lavas basálticas sobre as unidades sedimentares. Estes derrames atingiram até 1.500m de espessura e cobriram mais de 1.200.000 km2. • A alteração destas lavas resulta na famosa "terra roxa".
    • • Sobre estas rochas, no Noroeste do Estado, ocorrem os chamados arenitos Caiuá, também formados em ambiente desértico ao final do Cretáceo. Estas rochas formam solos muito suscetíveis à erosão e pobres do ponto de vista agrícola.